domingo, 3 de maio de 2020

Á Espera de um Milagre!



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por William Bull

Há mais de meio século sabemos que existe uma instância psíquica inconsciente que influencia a consciência e seus conteúdos e que, de certo modo, o mundo tal como o percebemos, depende da psique humana e suas funções.

Segundo C.G. Jung (C.G. Jung. O Presente e o futuro, Ed. Vozes, 1988), a nossa consciência orienta-se de preferência pela observação e conhecimento do meio ambiente, a cujas características devemos adaptar nossos recursos psíquicos e técnicos. A tarefa é tão exigente e seu cumprimento tão vantajoso, que o homem acaba esquecendo-se, por assim dizer, de si mesmo, perdendo de vista sua natureza instintiva. E é nela que está assentada a sua “sombra”, cujo termo quer expressar um lado pouco conhecido de nossa personalidade, mais instintivo e que também é fonte de vitalidade, emoção e criatividade.

Esta separação da natureza mais instintiva nos leva a um inevitável conflito entre o consciente e o inconsciente. Este dualismo do psiquismo forma um sistema dinâmico e se expressa de forma única, singular, em cada um de nós. Será num processo de autoconhecimento que, obrigatoriamente, teremos que compreender a existência de um lado luz e um lado sombra de nós mesmos. Ou seja, um lado que é conhecido, outro que não é e a interdependência entre eles.

Se não fizermos contato com a nossa sombra idealizaremos demais e criaremos uma imagem distorcida sobre nós mesmos. Também, projetaremos demais nossas mazelas sobre os outros criando deles, da mesma forma, uma imagem desfocada. Quando não enxergamos em nós mesmos a fonte do bem e do mal, preferimos atribuir à “outra pessoa”, a outro país, a outro hemisfério, às leis e regras sociais a causa raiz de todos os problemas. O problema é o outro, o mal está de outro lado. E se assim é, podemos em nome do bem, que somos nós, “guerrear” com o mal, que não reconhecemos em nós.

Para uma vida mais plena e integral, é necessário fazer conexões internas, com o mais profundo de nós mesmos, por meio de uma jornada interior, que podemos chamar de “a jornada do self”. E sem dúvida alguma, conexões externas, por meio de uma “jornada pública” totalmente conectada com o sentido que atribuímos à nossa vida, assumindo a nossa parcela de responsabilidade pela criação de tudo o que existe ao nosso redor.

Jung também reconhece que o autoconhecimento não é trabalho de curto prazo. Daí que o avanço da humanidade é totalmente correlacionado aos avanços individuais. “De fato, quase não se tem consciência de que cada indivíduo significa uma pedra na estrutura dos organismos políticos mundiais e que, por conseguinte, participa como coautor de seus conflitos”. Acreditar, por exemplo, que o “Estado” fará por nós o que nos cabe fazer é acreditar que será ele quem dará sentido às nossas vidas. É esperar por um milagre, que não virá...

Esta dificuldade de lidar com nosso dualismo, fez, de certo modo, com que avançássemos muito mais no campo do pensamento. Portanto, tendo atribuído mais atenção à razão, precisamos compreender (antes tarde do que mais tarde) que isto não responde a todas as nossas necessidades. Falta-nos o exercício da qualidade moral, como um “elo de natureza afetiva”, capaz de resgatar-nos deste abismo existente entre os homens, no campo de suas relações interpessoais em geral e entre os povos, no campo de suas relações internacionais.

“O homem se vê a si mesmo, por um lado, como uma essência relativamente sem importância e uma vítima de poderes incontroláveis, mas, por outro, carrega dentro de si uma sombra perigosa que o torna um cúmplice invisível do sinistro exercício de poder do monstro político. Ele pertence à essência dos corpos políticos, na medida em que só consegue ver o mal no outro assim como o indivíduo singular tem a tendência quase irremovível de se livrar de tudo aquilo que não sabe e não quer saber sobre si, projetando-o no outro”.

A falta de autoconhecimento cria dificuldades e impede uma convivência mais amorosa. E ainda segundo Jung, onde acaba o amor, tem início o poder, a violência e o terror.

William Bull é Psicólogo.

2 comentários:

Loumari disse...

A maldição desta nação está na sua própria bíblia. A bíblia editada no Brasil é testamento falso. Pegaram na Bíblia Sacra e procederam com modificar a Palavra Divina, substituíram a verdade por mentiras, e assim esta nação foi criada para servir ao Diabo.
É predicado para os brasileiros o falso evangelho, sacramentam suas orações com o falso espírito nisto aqui "amém", isso não é o Espírito Santo. Todos sabemos que a base original do cristianismo, a base fundadora do catolicismo é o Latim, o que há na bíblia dos brasileiros não é o Espírito Santo da Bíblia em Latim e da Bíblia de todas outras nações no mundo que andam num só decreto "FIAT" ÁMEN, que é o Espírito Santo, vocês adoram espíritos de demónios.
Olhem para todos vocês, quando a gente observa o comportamento, atitude dos brasileiros, este povo é raça maligna. Um povo dos mais bárbaros do Planeta. O que explica por que nesta nação se pratica um verdadeiro genocídio. Isso porque, o deus desta nação é o Diabo. Onde há Mentira, ali está o Diabo.
A vossa bíblia é o cúmulo de mentiras, este povo repudiou ao Verdadeiro Deus, e lançou fora o Espírito Santo.
Como são vocês gentes cheias de maldade, gordos de ódio, e que se alimentam de violência de todo tipo. Exactamente o espírito do Diabo. Odiar, mentir, proceder com violência verbal, derramar sangue, este povo é dos mais diabólicos.
Abrem a Bíblia em Latim a Sacra Vulgata, folheiem as Bíblias de outras nações, averigúem em todas as línguas, e vão constatar que Brasil é nação foram do Rebanho de Jesus Cristo.
Muitos brasileiros que descobriram este maldito engano na própria bíblia migraram para a Igreja Católica Hispana, e outros migraram para a Igreja Católica Ítala.
O cristianismo brasileiro leva todo o povo para o inferno. Este não é povo de Deus, mas da Besta.
Deus não é associação da verdade e da mentira.
Quando o próprio Satanás promete que vai fazer maravilhas no Brasil, é porque esta nação é DEVOTA ele.
Se conhecem aquela Víbora CASCAVEL, esta é exactamente a forma, atitude e comportamento do que se assiste destes brasileiros.
Tudo o que este povo dissimulou ao longo dos anos, hoje já sai a luz e se descobre a sua IGNOMÍNIA. No sentido figurado uma verdadeira ESCÓRIA.
Diz a Palavra Sacra: pelos seus frutos os conhecereis. No mundo aquela nação é a nação com o povo dos mais vis na raça humana.
Um povo que está em permanente afronta contra o Criador. Para onde vai esta infâmia? Para o Reino de Deus? Para a Cidade do anjos forjados a semelhança imagem de Deus Pai Santíssimo?
Ou tudo isso é joio que vai ser queimado no fogo do inferno!


Porque o Senhor Deus de Israel diz que aborrece o repúdio, e aquele que encobre a violência com o seu vestido, diz o Senhor dos Exércitos: portanto, guardai-vos em vosso espírito, e não sejais desleais.
(MALAQUIAS 2:16)


SE VOS REPETE: A BÍBLIA DOS BRASILEIROS É BÍBLIA DO 666. BÍBLIA DO DIABO. Livro colmado de mentiras e blasfémias contra Deus e contra o Espírito Santo. Esta nação e todas as que se alinham com ela nos mesmos sacramentais falsos, rendendo cultos a Satanás, beberão do cálix da Ira de Deus. Nenhuma criatura que traz na sua testa marcada o nome da Besta "amém" terá sua alma salva.
Todo Israel de Deus, todo santo de Cristo quando depara com isto aqui: "amém, Jacó, Davi, Ló, Jó" não pode haver outra coisa mais VOMITIVA!


Apocalypsis 3 Biblia Sacra Vulgata (VULGATE)

14 Et angelo Laodiciae ecclesiae scribe: Haec dicit: Amen, testis fidelis et verus, qui est principium creaturae Dei.


Loumari disse...

Apocalypsis 22 Biblia Sacra Vulgata (VULGATE)

21 Gratia Domini nostri Jesu Christi cum omnibus vobis. Amen.


GÁLATAS 1:8 Mas, ainda que nós mesmos, ou um anjo do céu, vos anuncie outro evangelho, além do que já vos tenho anunciado, SEJA ANÁTEMA.
9 Assim como já vo-lo dissemos, agora de novo, também, vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho, além do que já recebestes, SEJA ANÁTEMA.

NOTA: Brasil é nação ANÁTEMA.


Está claramente escrito na Bíblia, diz a Palavra Trinitária:

Há um só corpo, e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação;
Um só Senhor, uma só fé, um só baptismo;
UM SÓ DEUS E PAI DE TODOS, o qual é sobre todos, e por todos, e em todos.
(EFÉSIOS 4:4,6)


Ao único "FIAT", ÁMEN.


Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade do meu Pai que está nos céus.
Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizámos nós em teu nome?
e em teu nome não expulsámos demónios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
E então lhes direi, abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.
(MATEUS 7:21,23)


HIPÓCRITAS, bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo:
Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim.
Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens.
E, chamando a si a multidão, disse-lhes: Ouvi, e entendei:
O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas, o que sai da boca, isso é o que contamina o homem.
(MATEUS 15:7,11)


APOCALIPSE 22:15,17 Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.
EU, JESUS, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de DAVID, a resplandecente estrela da manhã.
E O Espírito (Deus) e a Esposa (a Virgem) dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.


Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho. Ámen. Ora vem, Senhor Jesus!
A graça do nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós! Ámen.
(APOCALIPSE 22:20,21)


Apocalypsis 22 Biblia Sacra Vulgata (VULGATE)

20 dicit qui testimonium perhibet istorum. Etiam venio cito: amen. Veni, Domine Jesu.
21 Gratia Domini nostri Jesu Christi cum omnibus vobis. Amen.