sábado, 30 de maio de 2020

Lógica Bancária



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Os “servícios” de inteligência oncífera devem utilizar a mesma lógica e raciocínio de um bancário para exprimir seus comunicados.

Vejam essa pérola: “Memorando interno do Funcionário X a seu chefe:
Título= cobra

Prezado senhor, venho pelo presente informar a Vs. Sa. que não pude comparecer ao trabalho ontem por ter sido picado pela epigrafada. Atenciosamente ass. X “

Abusam, também, dos sofismas materiais. Por exemplo:
“Cavalo bom e barato é raro;
Tudo o que é raro é caro;
Portanto cavalo bom e barato é caro !”

Prefiro os Haicais de Millôr Fernandes no PASQUIM:

“No fundo daquele vale passa boi, passa boiada;
Que trânsito, heim ? !”

Enquanto isso, passa batido o desaforo do embaixador chinês que “advertiu” A Câmara dos Deputados sobre Taiwan.

Ainda no dialeto banquífero, nós os patriotas continuamos no “aguardo” dos idiotas.

Será que os escravos de Jó só jogavam caxangá ?

“Tira, põe, deixa ficar !. Guerreiros com guerreiros fazem ziz, zig, za cá !”

Meditemos enquanto esse direito ainda temos:

Zig, zig, zá são movimentos erráticos de barata tonta ? Nós escravos temos paciência de Jó ? Nasci nu e estou vestido; lucro líquido !

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

2 comentários:

Anônimo disse...




Diante de tanto stress ainda conseguimos dar boas risadas. Até quando, sr Carlos Maurício, seremos escravos paciência de Jó. Só quando a dona onça resolver se escapar da Matrix da Cia.


Anônimo disse...

Dona onça pegou uma diarréia persistente e passa dias & dias ocupada e estressada, lavando, trocando e costurando suas calcinhas furadas no fiofó!