sábado, 23 de maio de 2020

“Ninguém está acima da lei” – inclusive...


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

Ao justificar por que libertou a divulgação, na íntegra, do famoso vídeo da reunião ministerial da 22 de abril de 2020, Celso de Mello justificou: “Ninguém está acima da lei”. Só faltou o supremo decano lembrar que a máxima também vale para quem se considera “deus” no poderoso cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal. Os seguidores do Presidente deviam erguer uma estátua ao togado que se aposenta em novembro, porque a “revelação” só beneficiou a habitual linha bolsonarista de discurso. Nada adiantou a Renata Vasconcellos contabilizar, no Jornal Nacional, que Bolsonaro falou 29 palavrões em 2h de reunião...

“A Farsa foi desmontada” – como declarou Bolsonaro, no que se refere à denúncia vazia de Sérgio Moro sobre interferência do Presidente na Polícia Federal. Só que, na narrativa da “Rede Funerária” & afins na extrema mídia, o vídeo teria revelado “muito mais”... (KKKKK – royalties para a risada irônica do lendário jornalista Hélio Fernandes, irmão do humorista Millôr)... A revelação integral da reunião apenas expôs um “Bolsonaro como ele é”. A Procuradoria Geral da República agora vai analisar a peça e os depoimentos dos envolvidos, para oferecer ou não denúncia contra Bolsonaro.

Fora o texto em juridiquês empolado, justificando por que liberava o vídeo integral da reunião ministerial, mais cedo, Celso de Mello tinha “colocado fogo no parquinho” que é palco da guerra de todos contra todos. O ministro repassou à PGR três pedidos de partidos políticos e parlamentares solicitando a apreensão dos smartphones do Presidente Bolsonaro e de seu filho Carlos. Fala sério. O certo seria recusar tais pedidos e advertir os políticos que o foro correto para qualquer pedido é a PGR, já que o Supremo Tribunal Federal é guardião da Constituição, e  não uma repartição do Ministério Público Federal que tem a função de oferecer ou não denúncias ao Judiciário, a partir de inquéritos abertos pela Polícia Federal.

Vale perguntar? Celso de Mello é decano do STF ou é membro veterano do MPF? Fala sério... Não cabe a ele apresentar ao PGR, mesmo indiretamente, notícias-crimes de partidos ou parlamentares. STF é STF – não é PGR... Ou será que é? Os opositores de Bolsonaro é que precisam aprender a fazer oposição. E o STF precisa deixar institucionalmente claro se realmente é legítimo que a Corte comande inquéritos (papel constitucional exclusivo da Polícia Judiciária e do MPF). O tal inquérito que investiga manifestações contra o STF é uma jabuticaba institucional.

Mais tarde, no que os piadistas da Internet chamaram de “programa Celsão da Tarde”, o gabinete do ministro Celso de Mello soltou uma nota esclarecendo a polêmica sobre apreensão de celular: “O relator do inquérito 4.831/DF, Ministro Celso de Mello, não determinou referida medida cautelar, pois limitou-se a meramente encaminhar ao Procurador-Geral da República, que é órgão da acusação, a notitia criminis, com esse pleito de apreensão”. Repetimos: o correto seria rejeitar o pleito dos parlamentares, reiterando que o STF não era foro para aquela denúncia. No fundo, Mello preferiu botar fogo no parquinho...



A atitude de Celso de Mello provocou a ira do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. O General Augusto Heleno Pereira soltou uma “Nota à Nação Brasileira”: “O pedido de apreensão do celular do Presidente da República é inconcebível e, até certo ponto, inacreditável. Caso se efetivasse seria uma afronta à autoridade máxima do Poder Executivo e uma interferência inadmissível de outro poder, na privacidade do Presidente da República e na segurança institucional do País. O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República alerta as autoridades constituídas que tal atitude é uma evidente tentativa de comprometer a harmonia entre os poderes e poderá ter conseqüências imprevisíveis para a estabilidade nacional”.

Bolsonaro replicou, no Twitter, a nota de Heleno... Centenas de milhares de curtidas... No retorno à tradicional portaria-parlamento do Palácio da Alvorada, na entrevista com 54 minutos de duração, o Presidente avisou que não entrega o celular de jeito nenhum: “Só se eu fosse um rato”. Aproveitou para advertir: “Só duas coisas me tiram da minha cadeira: Deus e o povo”. Também previu para os jornalistas presentes: “Se o Brasil decolar todo mundo vai ser mais feliz. Vai entrar dinheiro em tv e rádio”...

Os esplanaldinos alopraram... A oposição pirou... Togados indiscretos deram faniquitos, em off, para seus mensalinos amestrados da extrema mídia de canhota... No entanto, recomendamos calma, pessoal... Não vai ter golpe militar... A rosnada do flamenguista Heleno não era apenas para a torcida do Vasco da Gama, do Fluminense ou do Botafogo... Tinha endereço líquido e certo... Os interessados entenderam... Do jeito que o Brasil está, na crise pós-coronavírus, é bom que todo mundo fique muito preocupado...

Em Curitiba, algo replicável aconteceu ontem. Um bando promoveu um arrastão em um restaurante bacana. Os “bandidos” queriam jóia, dinheiro ou celular de quem comia no local. Apenas carregaram tudo que fosse comestível... Os marginais queriam comida...

Ao ler a notícia em seu celular-pai-de-santo, o implacável Negão da Chatuba pensou alto e entrou rasgando:

- Imagina se a massa ignara resolve atacar aquele lugar em que sobram camarões, lagostas, carne de primeira, bebidas finas e outros petiscos caríssimos que matam a fome dos deuses do poder?

Quem sabe, no Brasil, algum dia, alguém, realmente, não esteja acima da lei?






Colabore com o Alerta Total

Jorge Fernando B Serrão

Itaú - Ag 9155 cta 10694 2

Banco do Brasil - Ag 0722-6 cta 209.042-2

Caixa (poupança) - 2995 013 00008261-7

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

©
Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 23 de Maio de 2020.

13 comentários:

Loumari disse...

Brasil já deixou de ser um país. Brasil já deixou de ser uma nação.
Um país tem instituições. Instituições são as bases onde um país é edificado e suportada suas colunas. Instituições são fundações estabelecidas que institui a organização e a unidade da pública e garante as leis fundamentais que regem o país.
Brasil deixou de ser nação a partir do momento quando o próprio povo começou a combater as instituições, deflagrando assim as bases fundadoras estabelecidas, desrespeitando as normas instituídas.
Todos vocês viram o juizeco de Sérgio moro rasgar a constituição e vocês adoraram esta transgressão de sua parte e ele com isso abriu brechas para sucessões de violações a constituição e tornou o judiciário um prostíbulo onde fornicam os abutres com os corvos.
A constituição da república do Brasil não é assim tão má não. O que acontece é que ninguém a respeita tal como está escrita. Sabem por quê? Porque muitos dos vossos representantes da pública, vossos dirigentes, NUNCA leram a CONSTITUIÇÃO. O vosso próprio presidente da república nunca leu a constituição. Então, como ele pode legiferar baseando-se na lei que ele não conhece os artigos? Cada qual toma decisões, legifera segundo a sua torpeza.
Como é que vocês podem mesmo chamar messias bolsobesta presidente, sem que este conheça a Constituição da República que ele preside? Só estultícias. A IMBECILIDADE QUE COROA A CABEÇA DE TODOS VOCÊS.
É mesmo impressionante de observar pessoas que ontem eram luminárias no meio do povo imbecilizado e hoje são aquelas luminárias que viraram homens sem a mais mínima inteligência. Tudo o que escrevem é de impressionante GROSSERIA; Já são gentes das mais enfadonhas, brutos, raça de gente da mais estúpida.
O pior é que esta gente já não vai sair deste túnel tenebroso e estão a arrastar o povo imbecilizado para o inferno.
A ausência do Espírito Santo na pessoa humana, apaga a pessoa ao ponto de, o ser humano virar espanto.
O que vocês escrevem é grave. Extremamente grave. Vocês estão a socavar as fundações deste país e este edifício vai se DESMORONAR.
Se lembram vocês de BABEL?
Vocês já deixaram de ser homens, já se vos foi a virilidade masculina que fazia de vós machos, e vocês nem sequer se dão conta disso.
A impotência, a miserabilidade, vos torna o que vocês se revelam hoje ao mundo. A pior espécie na raça humana.
Duzentos e dez milhões de indivíduos, não há entre vocês um homem viril capaz de levar a nação a braço corpo e estabelecer a lei, o direito e a sanidade. Temos lido de certos articulistas brasileiros pedir ajuda a Donald Trump. Brasil já só é país dos GAYS. MARICAS.
Donald Trump vai suar por você, vai se desgastar por você, enquanto você está sentado no seu sofá sobre os seus testículos de postiço?

Loumari disse...

“Ninguém está acima da lei” – inclusive...

https://www.alertatotal.net/2020/05/ninguem-esta-acima-da-lei-inclusive.html


OBS: Brasil já deixou de ser um país. Brasil já deixou de ser uma nação.
Um país tem instituições. Instituições são as bases onde um país é edificado e suportada suas colunas. Instituições são fundações estabelecidas que institui a organização e a unidade pública e garante as leis fundamentais que regem o país.
Brasil deixou de ser nação a partir do momento quando o próprio povo começou a combater as instituições, deflagrando assim as bases fundadoras estabelecidas, desrespeitando as normas instituídas.
Todos vocês viram o juizeco de Sérgio moro rasgar a constituição e vocês adoraram esta transgressão de sua parte e ele com isso abriu brechas para sucessões de violações a constituição e tornou o judiciário um prostíbulo onde fornicam os abutres com os corvos.
A constituição da república do Brasil não é assim tão má não. O que acontece é que ninguém a respeita tal como está escrita. Sabem por quê? Porque muitos dos vossos representantes da pública, vossos dirigentes, NUNCA leram a CONSTITUIÇÃO. O vosso próprio presidente da república nunca leu a constituição. Então, como ele pode legiferar baseando-se na lei que ele não conhece os artigos? Cada qual toma decisões, legifera segundo a sua torpeza.
Como é que vocês podem mesmo chamar messias bolsobesta presidente, sem que este conheça a Constituição da República que ele preside? Só estultícias. A IMBECILIDADE QUE COROA A CABEÇA DE TODOS VOCÊS.
É mesmo impressionante de observar pessoas que ontem eram luminárias no meio do povo imbecilizado e hoje são aquelas luminárias que viraram homens sem a mais mínima inteligência. Tudo o que escrevem é de impressionante GROSSERIA; Já são gentes das mais enfadonhas, brutos, raça de gente da mais estúpida.
O pior é que esta gente já não vai sair deste túnel tenebroso e estão a arrastar o povo imbecilizado para o inferno.
A ausência do Espírito Santo na pessoa humana, apaga a pessoa ao ponto de, o ser humano virar espanto.
O que vocês escrevem é grave. Extremamente grave. Vocês estão a socavar as fundações deste país e este edifício vai se DESMORONAR.
Se lembram vocês de BABEL?
Vocês já deixaram de ser homens, já se vos foi a virilidade masculina que fazia de vós machos, e vocês nem sequer se dão conta disso.
A impotência, a miserabilidade, vos torna o que vocês se revelam hoje ao mundo. A pior espécie na raça humana.
Duzentos e dez milhões de indivíduos, não há entre vocês um homem viril capaz de levar a nação a braço corpo e estabelecer a lei, o direito e a sanidade. Temos lido de certos articulistas brasileiros pedir ajuda a Donald Trump. Brasil já só é país dos GAYS. MARICAS.
Donald Trump vai suar por você, vai se desgastar por você, enquanto você está sentado no seu sofá sobre os seus testículos de postiço?

Mauro Moreira disse...

49 anos juntos, somados 5 de namoro e noivado e 44 de casados. Se fosse por xingamentos ela, que detesta, odeia palavrões, já teria me dado o pé no traseiro há muito tempo. Falo muitos palavrões durante o transcorrer do dia. Sou um cara de pavio curto e brigo muito, mas por motivos justos. Não admito ofensas, ameaças ou humilhações, partam elas de quem quer que seja. Quando brigo por meus diretos, sou contundente e xingo, falo palavrões e, admito, isso até me acalma. Falo palavrões, muitos, para desespero de minha rainha, companheira, amiga incomparável, na alegria e na tristeza. Assim sempre foi, é e será. Vida que segue, Presidente. Seus palavrões são democráticos. Todos aqueles que foram xingados, pelo senhor ou por seus ministros, mereceram os xingamentos. Foram xingamentos que os seus quase 60 milhões de votos desejariam externar em uníssono.

Anônimo disse...

🇧🇷 Faz velho babão insiste e tenta tua sorte em mandar apreender o celular do MITO? 🤔 Faz tenta seu merda?

Anônimo disse...

E foi isso que elegemos o Presidente Bolsonaro. Estamos fartos de mi, mi, mi, blá, blá, blá, de politicamente correto.

Anônimo disse...

EL PAÍS
Reunião expõe ao menos dois crimes de Bolsonaro, apontam juristas

Carla Jiménez,Afonso Benites,Felipe Betim
A queda do sigilo da reunião ministerial foi determinada pelo ministro Celso de Mello, do STF

Vídeo reforça suspeita de interferência na PF

Bolsonaro conversa com jornalistas após a divulgação de vídeo de reunião ministerial.© ADRIANO MACHADO (Reuters)Bolsonaro conversa com jornalistas após a divulgação de vídeo de reunião ministerial.
A íntegra da reunião do conselho de ministros de Jair Bolsonaro revelada nesta sexta-feira por ordem do decano do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, expôs como nunca o modus operandi do Governo ultradireitista e desmontou a versão do presidente de que ele jamais havia cobrado mudanças na estrutura de segurança, Polícia Federal incluída, para proteger seus familiares. Nas imagens, Bolsonaro aparece não apenas ameaçando trocar “ministro” caso não fosse atendido na missão de preservar seus parentes de “sacanagens” —ele mira na direção do então ministro da Justiça, Sergio Moro no exato momento—, como fala também da necessidade de proteger “amigos”. O Planalto vinha repetindo que o presidente, na reunião, se referia à segurança pessoal de seus familiares, que cabe ao GSI (Gabinete Segurança Institucional), e não a policiais federais. A menção aos amigos, porém, complica ainda mais a linha de defesa de Bolsonaro no inquérito que apura se ele tentou interferir na PF, uma vez que o GSI não teria como se envolver na proteção de quem não seja da sua família.

De acordo com juristas ouvidos pelo EL PAÍS, o vídeo corrobora a tese de Moro de que houve intenção de intervir na corporação policial, e aponta para ao menos dois crimes: advocacia administrativa e prevaricação. O primeiro é um crime previsto no Código Penal, que é patrocinar, direta ou indiretamente, interesse privado perante a administração pública. Já a prevaricação diz respeito a ações ou omissões de funcionário público para atender objetivo de terceiros.

“O vídeo traz uma fala bastante clara do presidente dizendo que não mediria esforços para interferir em estrutura governamental —no caso, a Polícia Federal— para proteger familiares e amigos. Isso corrobora a versão do ex-ministro Sérgio Moro”, diz Eloísa Machado, professora de direito constitucional na FGV Direito de São Paulo. “Não podemos esquecer que, de fato, o presidente promoveu mudança na Polícia Federal, indicando pessoa muito próxima da família e que depoimentos do inquérito confirmam também essa versão”, explica Machado. “O vídeo derruba a justificativa do Bolsonaro de que ele se referia à segurança do GSI, e não à PF. Ele fala expressamente em ‘foder amigos meus’, e amigo de presidente não tem segurança do GSI. Só pode ser a PF”, concorda Rafael Mafei, da USP.

Um jurista próximo à Procuradoria Geral da República, avalia que o vídeo é muito ruim do ponto de vista jurídico para o presidente Bolsonaro. “Ele demonstra muita preocupação. Ele quer o tempo todo puxar esse assunto. Ele avisa aos ministros o tempo todo que precisa deles. Aquela reunião foi para o Moro”, acredita. Ele destaca que o presidente falou que contava com “inteligência particular”, e que a PF não informava nada. “Não tinha nada a ver com segurança, ele criticou a PF. Mesmo não sendo assunto, ele falava, e mudava o assunto”, explica ele. CONTINUAR....

Anônimo disse...



EL PAIS II – CONTINUAR....

A pressão sobre Moro ficou destacada em vários momentos da reunião. Em um deles, Bolsonaro disse que o ministro deveria se manifestar sobre a prisão de pessoas que furavam a quarentena para conter os contágios do novo coronavírus. “Tem que falar, pô! Vai ficar quieto até quando? Ou eu tenho que continuar me expondo? Tem que falar, botar pra fora, esculachar!”. Em outra ocasião, voltou ao tema da “interferência” e avisou seus ministros de que iria interferir em suas pastas se fosse preciso. Reclamou que a Polícia Federal não passava informações ao Planalto. “Eu tenho o poder e vou interferir em todos os ministérios, sem exceção”. E prosseguiu: “Eu não posso ser surpreendido com notícias. Eu tenho a PF que não me dá informações. Eu tenho as... as inteligências das Forças Armadas que não tenho informações. ABIN tem os seus problemas, tenho algumas informações”.

Depois, em entrevista à Jovem Pan após a divulgação do vídeo, o presidente voltou a reforçar a ideia de que exigia de Moro espécie de proteção via PF. “O tempo todo vivendo sob tensão, possibilidade de busca e apreensão na casa de filho meu, onde provas seriam plantadas. Levantei isso, graças a Deus tenho amigos policiais civis e policiais militares do Rio de Janeiro, que isso tava sendo armado pra cima de mim”, disse Bolsonaro. “Moro, eu não quero que me blinde, mas você tem a missão de não deixar eu ser chantageado”, lembrou.

Efeito político e próximos passos

O conteúdo do vídeo agora será analisado pela Procuradoria Geral da República —que também terá e mãos uma série de depoimentos e as novas acusações feitas pelo ex-aliado de Bolsonaro Paulo Marinho. “Certamente esse vídeo ajuda a compor o acervo probatório indiciário de crimes”, diz Eloísa Machado. A pressão agora recai sobre Augusto Aras, uma vez que ele pode acusar formalmente o presidente de crime. “Com certeza há substância para abrir um pedido de afastamento. Se vai abrir ou não é outra coisa. Mas isto é muito mais que o Fiat Elba que afastou o presidente [Fernando] Collor e muito mais que a pedalada fiscal da presidenta Dilma [Rousseff]”, diz o jurista próximo à PGR. Machado, da FGV, concorda. “São crimes comuns, que também geram afastamento e perda do cargo, caso aconteça a condenação”, conclui.

Para o advogado Marco Aurélio de Carvalho, o procurador-geral Augusto Aras, tem a obrigação de apontar o crime de prevaricação do presidente diante do conteúdo do vídeo, ou ele mesmo pode ser acusado de prevaricação. “Essa tentativa de interferência se enquadra plenamente no artigo 85 da Constituição Federal e é suficiente para dar ensejo, entre outras, a pedido de cassação do presidente”, diz o advogado Cristiano Vilela, da Comissão de Direito Eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil em São Paulo.

A grande pergunta é como Aras, indicado por Bolsonaro em setembro de 2019 como alguém “alinhado” ao Planalto, reagirá. Se decidir pela denúncia contra Bolsonaro, ela ainda precisará dos votos dois terços dos deputados para virar uma ação penal e, assim, afastar o presidente do Planalto. Para tentar prever o quanto de pressão o procurador-geral e o Congresso terão na matéria, uma variável é quanto de desgaste as imagens, cheias de palavrõs e vulgaridades, trarão para o apoio popular de Bolsonaro, já afetado pela crise do coronavírus. Rafael Mafei, da USP, é cético: “O vídeo alimenta a base de Bolsonaro”. CONTINUAR....

Anônimo disse...



CONTINUAR III – EL PAIS.....

Em sua defesa, o presidente disse que considerou a divulgação do vídeo como positiva. “Até que foi boa. Cada um pense, interprete da maneira que quiser esse vídeo, mas é a maneira que eu tenho de ser. E vou continuar sendo assim porque antes da eleição eu era assim. Como militar eu era assim”, afirmou em entrevista à rádio Jovem Pan. Ainda tratou as revelações de Moro como falsas. “É mais um tiro n’água, mais uma farsa como tantas outras que eu acompanho em minha vida”.

O escritor autoexilado nos Estados Unidos e ideólogo do bolsonarismo, Olavo de Carvalho, concordou com a ideia de as imagens mostram um presidente “autêntico”: “Ouvi dizer que o Moro e o Celso de Mello estavam escondendo um vídeo do Bolsonaro, para depois exibir e dizer: ‘Ah, vamos mostrar ao povo quem é o Bolsonaro’. Pois mostraram, Bolsonaro é o presidente que todos os brasileiros quiseram e querem. É o presidente que não suporta ver uma elite armada oprimindo um povo desarmado.”

Processo contra Weintraub e impeachment

Ao citar “povo desarmado”, Carvalho se referia ao trecho da reunião em que Bolsonaro falou abertamente que pretende armar a população. Um dos intuitos declarados foi o de intimidar prefeitos que decretaram quarentena durante a pandemia de coronavírus. "O que eu quero, ministro da Justiça e ministro da Defesa, que o povo se arme! Que é a garantia que não vai ter um filho da puta aparecer pra impor uma ditadura aqui!”. CONTINUAR....

Anônimo disse...



CONTINUAR IV – EL PAIS..... E TERMINA....

As imagens ainda revelaram o plano do ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) de se aproveitar da crise sanitária para alterar uma série de regras de proteção ambiental, mostram Damares Alves (Direitos Humanos) ameaçando governadores de prisão e escancaram a conduta do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que ameaçou autoridades e ministros do Supremo Tribunal Federal. “Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF”, disse Weintraub. O ministro da Educação é o que está mais próximo de se complicar por causa do vídeo. Na decisão que liberou a íntegra das imagens, Celso de Mello apontou “indício de crimes contra a honra” do Supremo.

No meio político, a reação foi imediata. A oposição, que não tem maioria no Congresso e ainda não convenceu o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a por em andamento um processo de impeachment, não poupou indignação: “Repleto de crimes, ameaças à democracia, quebras de decoro e de falta de ética para gerir uma nação. São inaptos, mas também são abjetos. Bolsonaro não pode continuar a frente da presidência da República! Tem que cair pelo bem do país”, escreveu o senador Randolfe Rodrigues (REDE).

A antiga líder do Governo no Congresso, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), disse que o Ministério Público não pode mais segurar qualquer denúncia contra Bolsonaro. “As provas são cabais e podem embasar tanto um processo de impeachment quanto de interdição. Bolsonaro conseguiu dar munição aos dois. É um mito!”, ironizou.
ANONIMO DIZ...
GRITAR, GRITAR E GRITAR NAO VAI TRAZER A VERDADE DOS FATOS. OS FATOS DE APRESENTAM CLARAMENTE EM TUDO QUE E APRESENTAÇAO DO NOSSO PRESIDENTE.
ELE PENSA QUE E SULTAO. JA CASOU TRES VEZES COM TRES MULHERES DIFERENTES. CONCRETIZOU VARIAS FAMILIAS E AGORA TRAZ SEUS PROBLEMAS PARTICULARES PARA O POVO BRASILEIRO.
A DIFERENÇA ENTRE MORO E ELE E INFINITA. UM E UMA PESSOA EDUCADA E COMPROMETIDA COM A JUSTIÇA E QUE FOI TAPEADA PELO POLITICO DE BOSTA. POLITICO DE CANTEIRO DE OBRA. UM DESORDENADO MENTAL, ESPIRITUAL E SEM VERGONHA QUE TRAZ A TONA SUA SUPERFICIALIDADE EM TUDO QUE EMPREENDE.
TEVE TODAS AS CHANCES DE MUDAR O PAIS, MAS FALTOU HONRAR COMPROMISSOS PARA TER ESTE PANORAMA DE GUERRA EM NOSSO PAIS GRAÇAS A INCAPACIDADE DELE DE RECONHECER O TRABALHO DE OUTRAS PESSOAS ALEM DELE MESMO.
INFELIZMENTE ESTAMOS NAS MAOS DE UMA PESSOA COMPROMETIDA COM ELE MESMO. VIVE FALANDO DOS OUTROS COMO SE ESTIVESSE ACIMA DE TUDO E TODOS. PARA ELE SE ACHA O PROPRIO DEUS. INFELIZMENTE DENTRO DE MUITO POUCO TEMPO O PAIS VAI VER QUE ERROU E ERROU MUITO. OS LADROES CONTINUAM DENTRO DOS TRES PODERES DE MERDA POR CAUSA DESTE MICROBIO QUE SE INFILTROU NO PAIS MENTINDO, MENTINDO E MENTINDO, COMO MENTIU PARA TODAS AS MULHERES QUE TEVE. CHEGA DE SELFIE JA SE FORAM QUASE TRES ANOS O POVO BRASILEIRO ENROLADO NA VIDA PESSOAL DE NOSSO PRESIDENTE. BARAO DA FALTA DE PALAVRA E ESCRUPULOS.

Rogerounielo disse...

Ministro da Defesa diz que Forças Armadas concordaram com nota de Heleno

Brasil 23.05.2020 09:26

O ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, disse à CNN que as Forças Armadas concordaram com a nota divulgada ontem por Augusto Heleno.

Em comunicado, o ministro do GSI afirmou que uma eventual apreensão do celular de Jair Bolsonaro – que não foi pedida por Celso de Mello– “poderá ter consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional”.

“O MD [Ministério da Defesa] teve conhecimento que o Gen. Heleno iria soltar a nota e concordou com a emissão, tendo em vista que o celular do PR [presidente da República] é um assunto de segurança institucional”, disse Azevedo e Silva.

Bolsonaro mandou investigar Witzel?
“A simples ilação da apreensão do celular do Presidente da República, na visão dele, é absurda.

Afronta a segurança institucional. MD está extremamente preocupado com a tensão entre os poderes.”

Fonte - Link https://www.oantagonista.com/brasil/ministro-da-defesa-diz-que-forcas-armadas-concordaram-com-nota-de-heleno/

Fim

Anônimo disse...

Agora que o PT adotou o Coroninha como Mascote da Quadrilha, estou pensando seriamente em me filiar à Organização!!

Anônimo disse...

Seguramente é necessário, que muitos repensem seus pensamentos, que norteiam vossas vidas.
Estará tudo perfeito? Está tudo Justo?
O que estamos trazendo para a humanidade? Bólidos fecaloides?
Estamos nos tornando fanáticos?
Seremos algozes de novos Jean Calas?
TFA

Chauke Stephan Filho disse...

Quando Bolsonaro fica bravo e xinga, esmurrando a mesa e fazendo ameaças, todo descabelado, mandando políticos corruptos do STF e do Congresso, de governos estaduais e prefeituras à puta que pariu, os seguidores do Mito vão ao delírio e gritam: "Ele voltou! Ele voltou!".