quinta-feira, 14 de maio de 2020

No bolso dos parasitas não vai nada?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

Em meio à nojenta guerra de narrativas produzida pela extrema-mídia anti-bolsonarista, alimentando uma instabilidade política e econômica que fez o dólar atingir a cotação recorde de R$ 6 reais, a pandemia do Coronavírus produz uma reação de indignação na população brasileira. Sacrificado nos empregos e na sobrevivência, o povão agora cobra uma postura digna, de compaixão, dos privilegiados ocupantes de altos cargos públicos. Nas redes sociais, pipocam reclamações contra os “parasitas”. O Alerta Total tem o dever de reproduzir as melhores manifestações.

--------/// --------

Recado 1 - O setor privado mantém a máquina pública. É notório que essa “pandemia” fictícia, que tem menos mortos em 2020 do que em 2019, está fazendo o comércio e muitas empresas fecharem, dizimando milhões de empregos privados, fazendo assim a diminuição da economia e já temos 4,70% de queda do PIB. 

Até o momento não vi nenhuma movimentação dos Governadores e Prefeitos no intuito de DIMINUIR a máquina pública, e nem diminuir SALÁRIOS e absurdas VERBAS INDENIZATÓRIAS. Nesse sentido, quem é mantenedor da MÁQUINA PÚBLICA, que é do setor privado, precisa questionar isso!!! 

Sugiro que quantidade de empregos perdidos por causa do isolamento social e o fechamento covarde do COMÉRCIO e atividades empresariais sejam aplicados no setor público, no LEGISLATIVO e no JUDICIÁRIO, diminuindo salários ou demitindo funcionários na mesma proporção das perdas de empregos no setor privado, AFINAL ESTAMOS TODOS NO MESMO BARCO, ou não??? ACORDA BRASIL!!!

Recado 2 – Um médico oftalmologista em Curitiba, João Guilherme, grava um vídeo de apenas dois minutos e meio indagando sobre os privilégios e salários dos políticos e do Judiciário. Ele pergunta como fica quem carrega o Brasil nas costas. Alguém está falando em diminuir o próprio salário? Assista à cobrança por corte na carne dos “privilegiados”, enquanto o resto dos brasileiros continuam sofrendo.


Recado 3 - Senhores políticos: Comunicamos que por razão de força maior, a partir de amanhã mesmo, nós, cidadãos  brasileiros, não poderemos continuar pagando seus salários.

Tal motivo se deve ao fato que seus serviços não foram enquadrados dentre aqueles considerados essenciais neste momento (nenhum dos senhores foi visto trabalhando nos hospitais, nem dirigindo caminhões, ônibus ou ambulâncias, nem repondo produtos nos supermercados).

Recomendamos que os senhores fiquem em quarentena até que a crise do Corona vírus passe, devido a má condução política desse momento de crise. 
Uma vez terminado o período de quarentena, analisaremos o trabalho profissional de vocês, um a um, para vermos se é necessário e se estamos em condições de renovar seus mandatos.

Visto que a arrecadação de impostos está diminuindo e esta é a fonte do pagamento de seus salários, auxílio paletó, auxílio moradia, auxílio educação, plano de saúde e odontológico para os senhores e seus dependentes, diárias, cartão de crédito, produtos de beleza, carros oficiais, etc., nada mais justo que os senhores dêem assim sua parcela de contribuição durante essa crise.

-------- ///// --------

Nada será mais do mesmo depois desta pandemia, principalmente no Brasil da corrupção sistêmica, da impunidade e das variadas injustiças. O povo começa a cobrar dos verdadeiros vilões, dos seus reais algozes, dos membros e operadores da Turma do Mecanismo. Sempre que os inimigos ficam evidentes a História demonstra que é mais fácil derrotá-los. Assim caminha a Revolução Brasileira = que pode ser pela via pacífica (através de uma Repactuação Política-Jurídica e um processo de Depuração Democrática)... Ou pode tomar rumos indesejavelmente violentos, em ruptura jacobina...

Não será fácil... Mas a oligarquia tupiniquim deveria rever seus conceitos e posturas. Poderia começar por Jair Bolsonaro, aceitando que ele foi o vencedor legítimo da eleição presidencial de 2018 e parando, imediatamente, com as fracassadas manobras golpistas. Do contrário, o ambiente institucional pode ficar mais radicalizado e, com a crise econômica, acabar em violenta ruptura.

Cientes de seu papel além do que está escrito na Constituição de 1988 (que precisa ser substituída por uma mais adequada, enxuta e principiológica, mais legítima que meramente legal), os militares não desejam a ruptura violenta e têm mandados recados objetivos, por diferentes “porta-vozes”.

Se o “Pacificador” Duque de Caxias pudesse renascer e se manifestar em linguagem bem popular, no papo-reto claro e objetivo, ele diria aos oligarcas e à Turma do Mecanismo:

- Se não querem que partamos para a porrada, vamos parar de sacanagem...

Conselho útil: Melhor levar fé nos discípulos de Luís Alves de Lima e Silva... Ainda mais porque eles apóiam Jair Messias Bolsonaro... Não darão golpe, porém não permitirão golpe, sem um troco no pacífico estilo do Duque de Caxias.

O poder se inicia no Fuzil, que representa o Povo, e não na toga, que deveria zelar pela Justiça...

This is the way... Como tem de ser...






Colabore com o Alerta Total

Jorge Fernando B Serrão

Itaú - Ag 9155 cta 10694 2

Banco do Brasil - Ag 0722-6 cta 209.042-2

Caixa (poupança) - 2995 013 00008261-7

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

©
Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 14 de Maio de 2020.

16 comentários:

Anônimo disse...

O Roberto Jefferson tem razão. Nosso pais está como está por causa de tanto mi, mi, mi (tolerância) com criminosos e blá, blá, blá da mentira, do politicamente correto. Com o tal do mi, mi, mi e o blá, blá, blá, os criminosos vão nos escravizando. Querem destruir as famílias tradicionais, destruir nossa fé em nosso todo poderoso em Deus e para isso, se utilizam do tráfico de drogas, movimentos LGBT, feministas e outros.

A cabala negra ou mecanismo ou oligarquias financeiras transnacionais sabem muito bem como implantar o comunismo nos países dos outros. Denuncia corrupção pra ver se não é perseguido. A responsabilidade de tantos privilégios e tanta corrupção é dessa cabala negra que dá total suporte, principalmente se o poderio bélico dos EUA estiver na mão deles.

aparecido disse...

Até o Dr. Variola aparece aqui ??? logo ele que da palpites o tempo todo sobre todos os ramos da medicina e como ninguém no mundo entende de todos os ramos da medicina....só fala borracha...

Anônimo disse...

Exames do Bolsonaro deram negativo. Quem garante que os exames apresentados são mesmo do Bolsonaro, pois não indicam o nome do paciente.

Paulo Robson Ferreira disse...

Prezado Serrão, leio sua coluna há muito tempo mas percebo que no que tange ao governo Bolsonaro você perdeu completamente o senso crítico. A enorme desconexão com a realidade, a falta de princípios éticos, a total obtusidade do presidente, as narrativas sempre bisonhas das suas trapalhadas, a pueril adesão a Olavo, Trump e ideologias absolutamente defasadas de qualquer perspectiva real, nada disso lhe desperta para o desserviço que Bolsonaro presta a essa nação? Não consigo entender como o presidente ainda merece seu apoio. Será que ele está produzindo algum benefício só visível por mentes privilegiadas? Pode ser, mas estou perplexo.

Anônimo disse...

O Roberto Jeferson, que embolsou os 4 milhões enviados pelo Lula, virou herói nacional ao detonar o mensalão. Quase morreu (por um câncer) e agora que aparecer de novo se aliando ao Jair Bolsonaro. Oportunista

Loumari disse...

ORAÇÃO DO PAPA FRANCISCO A MARIA PARA O MÊS DE MAIO DE 2020  

«À vossa protecção, recorremos, Santa Mãe de Deus».

Na dramática situação actual, carregada de sofrimentos e angústias que oprimem o mundo inteiro, recorremos a Vós, Mãe de Deus e nossa Mãe, refugiando-nos sob a vossa protecção.

Ó Virgem Maria, volvei para nós os vossos olhos misericordiosos nesta pandemia do coronavírus e confortai a quantos se sentem perdidos e choram pelos seus familiares mortos e, por vezes, sepultados duma maneira que fere a alma. Sustentai aqueles que estão angustiados por pessoas enfermas de quem não se podem aproximar, para impedir o contágio. Infundi confiança em quem vive ansioso com o futuro incerto e as consequências sobre a economia e o trabalho.

Mãe de Deus e nossa Mãe, alcançai-nos de Deus, Pai de misericórdia, que esta dura prova termine e volte um horizonte de esperança e paz. Como em Caná, intervinde junto do vosso Divino Filho, pedindo-Lhe que conforte as famílias dos doentes e das vítimas e abra o seu coração à confiança.

Protegei os médicos, os enfermeiros, os agentes de saúde, os voluntários que, neste período de emergência, estão na vanguarda arriscando a própria vida para salvar outras vidas. Acompanhai a sua fadiga heróica e dai-lhes força, bondade e saúde.
Permanecei junto daqueles que assistem noite e dia os doentes, e dos sacerdotes que procuram ajudar e apoiar a todos, com solicitude pastoral e dedicação evangélica.

Virgem Santa, iluminai as mentes dos homens e mulheres de ciência, a fim de encontrarem as soluções justas para vencer este vírus.

Assisti os Responsáveis das nações, para que actuem com sabedoria, solicitude e generosidade, socorrendo aqueles que não têm o necessário para viver, programando soluções sociais e económicas com clarividência e espírito de solidariedade.

Maria Santíssima, tocai as consciências para que as somas enormes usadas para aumentar e aperfeiçoar os armamentos sejam, antes, destinadas a promover estudos adequados para prevenir catástrofes do género no futuro.

Mãe amadíssima, fazei crescer no mundo o sentido de pertença a uma única grande família, na certeza do vínculo que une a todos, para acudirmos, com espírito fraterno e solidário, a tanta pobreza e inúmeras situações de miséria. Encorajai a firmeza na fé, a perseverança no serviço, a constância na oração.

Ó Maria, Consoladora dos aflitos, abraçai todos os vossos filhos atribulados e alcançai-nos a graça que Deus intervenha com a sua mão omnipotente para nos libertar desta terrível epidemia, de modo que a vida possa retomar com serenidade o seu curso normal.

Confiamo-nos a Vós, que resplandeceis sobre o nosso caminho como sinal de salvação e de esperança, ó clemente, ó piedosa, ó doce Virgem Maria. Ámen. 

Carta do Santo Padre a todos os fiéis para o Mês de Maio de 2020

aparecido disse...

Até o Dr. Variola aparece aqui ??? logo ele que da palpites o tempo todo sobre todos os ramos da medicina e como ninguém no mundo entende de todos os ramos da medicina....só fala borracha...

Loumari disse...

No Estadão, Mourão lança projeto autoritário de governo pra derrubar Bolsonaro

14 de Maio de 2020

Em texto de fazer inveja a ditadores, Mourão critica "estrago institucional" causado por Bolsonaro e propõe, em quatro pontos, um AI-5 para chamar de seu.

Em artigo em que prega “limites e responsabilidades“, na edição desta quinta-feira (14) do jornal O Estado de S.Paulo, o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) critica o “estrago institucional” causado por Jair Bolsonaro frente à crise aprofundada pela pandemia do coronavírus e se coloca como solução “há tempo para reverter o desastre” com um projeto com requintes de autoritarismo que faria inveja a qualquer ditador mundo afora.

Ao estilo Michel Temer, em sua “Ponte para o Futuro”, o ex-presidente do Clube Militar do Rio de Janeiro que se lançou à política partidária afirma que mais do que uma crise sanitária e econômica, a pandemia pode vir a gerar uma convulsão social, que traria consequências de “segurança” ao país. Sendo a crise “política”, segundo Mourão, ela só pode ser enfrentada pela “ação do Estado”.

“Para esse mal nenhum país do mundo tem solução imediata, cada qual procura enfrentá-lo de acordo com a sua realidade. Mas nenhum vem causando tanto mal a si mesmo como o Brasil. Um estrago institucional que já vinha ocorrendo, mas agora atingiu as raias da insensatez, está levando o País ao caos”, descreve o militar, em crítica direta ao superior hierárquico no governo, resumindo logo após em quatro pontos as linhas que se propõe a enfrentar com seu projeto de poder.

AI-5
A primeira – e principal – crítica de Mourão é em relação à “praga da polarização”, em que começa a discorrer um ato aos moldes do AI-5, com repressão direta ao trabalho da imprensa.

“A imprensa, a grande instituição da opinião, precisa rever seus procedimentos nesta calamidade que vivemos. Opiniões distintas, contrárias e favoráveis ao governo, tanto sobre o isolamento como a retomada da economia, enfim, sobre o enfrentamento da crise, devem ter o mesmo espaço nos principais veículos de comunicação. Sem isso teremos descrédito e reação, deteriorando-se o ambiente de convivência e tolerância que deve vigorar numa democracia”, escreve Mourão.

O segundo ponto, segundo o general, é o que ele chama de “degradação do conhecimento político por quem deveria usá-lo de maneira responsável”. Para isso, ele propõe uma obediência militar de governadores, prefeitos e do judiciário ao governo central.

“Governadores, magistrados e legisladores que esquecem que o Brasil não é uma confederação, mas uma federação, a forma de organização política criada pelos EUA em que o governo central não é um agente dos Estados que a constituem, é parte de um sistema federal que se estende por toda a União”.

Ante a essa proposta, Mourão enumera a “usurpação das prerrogativas do Poder Executivo” na sequência, com críticas diretas ao que o governo classifica como interferências no poder do presidente por “juízes de todas as instâncias e procuradores, que, sem deterem mandatos de autoridade executiva, intentam exercê-la”.

“‘Mitos Estados da Federação, ou não compreenderam bem o seu papel neste regime político, ou, então, têm procedido sem bastante boa fé’, algo que vem custando caro ao País”, citando obra do ex-ministro do STF no início da República, Amaro Cavalcanti.

https://revistaforum.com.br/colunistas/plinioteodoro/no-estadao-mourao-lanca-projeto-autoritario-de-governo-pra-derrubar-bolsonaro/

Continua

Loumari disse...

Para finalizar, Mourão remonta à ditadura militar para lançar sua proposta de “Brasil: Ame ou deixe-o”, criticando “o prejuízo à imagem do Brasil no exterior decorrente das manifestações de personalidades que, tendo exercido funções de relevância em administrações anteriores, por se sentirem desprestigiados ou simplesmente inconformados com o governo democraticamente eleito em outubro de 2018, usam seu prestígio para fazer apressadas ilações e apontar o País ‘como ameaça a si mesmo e aos demais na destruição da Amazônia e no agravamento do aquecimento global’”.

Para ele, uma “acusação leviana que, neste momento crítico, prejudica ainda mais o esforço do governo para enfrentar o desafio que se coloca ao Brasil naquela imensa região, que desconhecem e pela qual jamais fizeram algo de palpável”.

Mourão ditador

Após listar ponto a ponto o que considera as principais falhas de Bolsonaro e as propostas para cada uma delas, Mourão se lança como solução para, ao estilo ditatorial, colocar ordem no País, citando a “catástrofe do desemprego que está no horizonte”.

“Há tempo para reverter o desastre”, aponta o vice-presidente mirando a cadeira de Bolsonaro. “Basta que se respeitem os limites e as responsabilidades das autoridades legalmente constituídas”. Faltou apenas dizer que essa autoridade “sou eu”.

https://revistaforum.com.br/colunistas/plinioteodoro/no-estadao-mourao-lanca-projeto-autoritario-de-governo-pra-derrubar-bolsonaro/

Anônimo disse...

74 MIL MILITARES ENFIARAM O SEICENTÃO NO BOLSO E 8 MIL MILITARES TEMPORARIOS DESLIGADOS COMPRARAM ATESTADOS PARA SE APOSENTAREM POR INVALIDEZ. LÁ É IGUAL CÁ, SE GRITAR PEGA LADRÃO NÃO FICA UM.

Anônimo disse...

https://www.gov.br/planalto/pt-br/conheca-a-vice-presidencia/discursos-pronunciamentos-artigos/limites-e-responsabilidades

Anônimo disse...

https://www.gov.br/planalto/pt-br/conheca-a-vice-presidencia/discursos-pronunciamentos-artigos/limites-e-responsabilidades

Chauke Stephan Filho disse...

Que venha a ditadura !!

ALMANAKUT BRASIL disse...

Com corona ou sem, o povo que paga a conta da ladroagem e da mamata tem que ir em peso às ruas no Junho Camuflado, nos locais de sempre e sem convocação de intermediários oportunistas, para partir para os finalmentes.

Anônimo disse...

Ora pois, está segurando e assegurando a vaga do bródi... Nada novo. Segue

Anônimo disse...

A mãe do filho q é pai; o filho q foi entregue pelo homicida ou se suicidou em nome dele msm; e q virou espírito pombo...AFF. o vaticano q eh Estado e igreja somados q escraviza seusaseus bovinosvbovinos paralpara um livro enquanto possui milhões de livros e manuscritos ocultos. E os roubou aí longo da história estando enfronhado com reis e príncipes bocabrrtaas. Correta eh a Inglaterra q subjugou esses sabugos...