quinta-feira, 11 de junho de 2020

As Covíadas do Brasil


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Félix Maier
Neste ano, não teremos as Olimpíadas do Japão.

No entanto, numa cerra republiqueta ao Sul do Equador, acaba de ser anunciada uma Olimpíada alternativa: com estardalhaço no Jornal Nacional, foi noticiada a solene abertura das Covíadas do Brasil, em 9/6/2020.

Trata-se das Olimpíadas da Morte, do levantamento de peso, digo, do levantamento de dados da Covid-19, uma competição macabra para ver quem vai mandar mais brasileiros para a cova, diariamente.

De um lado, está o Ministério da Saúde, tendo à frente um general, armado com suas planilhas.

De outro, um pool de empresas da mídia Antifa, como Rede Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Extra e UOL, têm também as suas planilhas altamente competitivas.

O Ministério da Saúde quer fechar as planilhas diárias até a meia-noite, já que cada dia acaba somente à meia noite. E contar somente os mortos do dia presente, não de acumulados do passado e de projetados para o futuro, os tais suspeitos.

O pool Antifa quer fazer valer os dados até às 20h, não importando se são do dia de hoje, de ontem, de uma semana atrás ou de suspeitos jogados na conta da Covid-19 para o futuro, de modo que William Bonner e Renata Vasconcelos tenham os dados para o Jornal Nacional, não se importando se o dia da semana ainda não acabou, se ainda não se chegou à meia-noite.

O árbitro das Covíadas é o ministro do STF Alexandre de Moraes, também conhecido pela alcunha de Kid Ovo, que tem por atribuição checar diariamente, às 20h e à meia-noite, ufa! o número de mortos, de infectados, de recuperados, de sintomáticos, de assintomáticos, de pré-sintomáticos, de pós-sintomáticos, de suspeitos e até de insuspeitos do novo coronavírus. Com tanto trabalho por fazer - tem ainda o pedido de vistas do TSE, sobre cassação de Bolsonaro - é possível que comece a nascer fios de cabelo na careca lustrada de Kid Ovo.

O politicamente correto do jornalismo Antifa nacional proíbe que durante as Covíadas do Brasil se fale em "Peste da China".

Por ora, o pool Antifa leva vantagem na abertura de covas.

Quem leva a medalha de ouro?

Félix Maier é Capitão reformado do EB.

Um comentário:

aparecido disse...

É simplesmente absurda a crença de que a Constituição legitima o descumprimento de decisões judiciais por determinação das Forças Armadas.... ...( Barroso)....- E Quem legitima o governo do SUPREMO ???? Os bambas não foram eleitos por ninguém para governar o pais...A regra é a seguinte : quem tem poder politico ( o congresso e o executivo) não tem mandato vitalicio.. porque o povo de tempos em tempos vota... e quem tem mandato vitalicio ( O MPF MP estaduais e os juizes não podem ter poder politico... a propria constituição proibe o judiciario de ter poder politico....( juiz não pode ter filiação partidaria).....E com o STF atuando como partido politico afronta diretamente a constituição.. ESSE IMPASSE vai ser RESOLVIDO pelas ARMAS mais cedo ou mais tarde...e ..quem tem mandato vitalicio não pode ter poder politico..pois engessa a sociedade, que é o que ocorre hoje.... isto é regime comunistas.. poder vitalicio.... O proprio GiGI diz que o Exercito é instituição de estado e não pode se meter em politica...Mas e eles ??? podem ??? O SUpremo como está hoje é uma excrecencia ditadorial sobre a sociedade brasileira.. e ilegitimo e brutal... desconsiderando os votos de 57% dos eleitores...