terça-feira, 16 de junho de 2020

O jogo otário dos revolucionários


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

Por que a instituição STF, junto com a pessoa física de muitos de seus ministros, vem sendo maltratada pela população, em críticas civilizadas ou em atos exacerbados, criminalizáveis? Existem algumas respostas gritantes. O STF tem colaborado para a impunidade e a injustiça, soltando presos perigosos. O STF tem feitos interpretações constitucionais que agridem o senso comum. Os membros do STF, corporativamente, se manifestam demais fora dos autos dos processos, alimentando o conflito entre os poderes.

O Brasil tem problemas estruturais gravíssimos a serem enfrentados. Por isso, a única saída civilizada e urgentíssima é uma Repactuação Política e Jurídica. O momento demanda pacificação imediata, ou a estúpida radicalização extremada nos levará a uma guerra civil, como parece desejar o discurso esquerdopata - hegemônico midiaticamente, mas que não é majoritário socialmente. Não é possível aceitar que a maioria dos 11 ministros embarque nas manobras que atentam contra os objetivos nacionais permanentes, sobretudo a paz social e a manutenção da integração nacional.

A pacificação não será fácil. Pode até nem ser possível. A população brasileira vem sendo massacrada, há várias décadas, pelo movimento revolucionário que cumpre alguns objetivos básicos: 1) Ampliar o poderio autoritário e interventor estatal; 2) conter a expansão de todo movimento conservador; 3) acirrar as divisões e inviabilizar a união do povo em torno das reformas e projetos de crescimento e desenvolvimento do Brasil.

Por isso é importante que os segmentos esclarecidos da sociedade fiquem atentos às várias “revoluções” em andamento no Brasil. O Alerta Total reproduz uma listinha que circula nas redes sociais. O conjunto da obra ajuda a identificar problemas enfrentados no dia-a-dia.

Revolução Positivista: 

1) Negação dos costumes;
2) Ativismo judicial;
3) Estado-juiz acusador;
4) Negação do Direito Natural;
5) Garantismo penal.

Revolução Cultural: 

1) Negação das obras de arte clássicas;
2) Boicote a livros, filmes, músicas;
3) Desrespeito a símbolos históricos.

Revolução Moral:

1) Relativização dos valores tradicionais;
2) Rejeição do passado;
3) Materialismo;
4) Realidade subjetiva;
5) Empobrecimento das relações humanas.

Revolução Sexual: 

1) Normalização da pedofilia;
2) Legalização da prostituição;
3) Incentivo à masturbação;
4) Erotização precoce;
5) Incentivo à promiscuidade sexual;
6) Incentivo à pornografia; 
7) Disseminação da ideologia de gênero
8. Apoio irrestrito à pauta radical LGBT;
9) Normatização do "casamento" entre pessoas do mesmo sexo;
10) Normalização do incesto;
11) Facilitação do divórcio;
12) Reconfiguração do instituto familiar;
13) Feminilização do homem;
14) Masculinização da mulher;
15) Normalização da ressignificação sexual.

Revolução da Linguagem: 

1) Disseminação do termo "homofobia"; 
2) Uso do termo interrupção da gravidez
3) Ressignificação dos conceitos de casamento, família, vida;
4) Disseminação dos termos direitos sexuais e reprodutivos;
5) Pós-verdade;
6) Esvaziamento do sentido de significado e significante das palavras.

Revolução Educacional: 

1) Doutrinação escolar e universitária;
2) Revisionismo Histórico; 
3) Formação de militância política entre alunos;
4) Orientação ideológica de professores;
5) Emburrecimento programado;
6) Socioconstrutivismo; 
7) Analfabetização funcional de alunos;
8. Ocupação ideológica de Universidades e Institutos;
9) Rejeição da educação clássica.

Revolução Econômica: 

1) Derrubada das economias ocidentais;
2) Compra de empresas nacionais;
3) Patrocínio a ditaduras de esquerda;
4) Estado como patrimônio particular;
5) Subsídios sociais como moeda de troca.

Revolução Político-Jurídica: 

1) Retomada de poder;
2) Ruptura da segregação dos poderes;
3) Usurpação de prerrogativas;
4) Ingerência internacional em território brasileiro;
5) Patrocino advocatício a militantes de causas revolucionárias;
6) Liberação de presos;
7) Criação de tipos penais já existentes (feminicídio);
8. Equiparação ilegal de crimes penais (atentado violento ao pudor e estupro);
9) Ingerência do Estado em assuntos de foro íntimo (Lei da Palmada.

Revolução Midiática: 

1) Construção de narrativas dissimuladas (fake news, gabinete do ódio);
2) Parcialidade das informações;
3) Omissão da verdade; 
4) Desinformação
5) Espiral do silêncio;
6) Fim da liberdade de expressão;
7) Criminalização da opinião.

Revolução Comportamental: 

1) Isolamento social;
2) Lockdown,;
3) "Novo normal";
4) Reengenharia humana;
5) Testes de comportamento;
6) Realidade distópica;
7) Legalização das drogas.

Revolução de Guerrilha: 

1) Desarmamento civil;
2) Proteção da criminalidade; 
3) Invasão de zonas rurais;
4) Invasão de propriedades urbanas;
5) Manifestações violentas de rua; 
6) Ocupação de prédios públicos (escolas, universidades);
7) Desmilitarização da Polícia Militar e unificação das Polícias.

Revolução Cibernética: 

1) Controle da informação e de dados pessoais;
2) Participação em conglomerados tecnológicos;
3) Censura tecnológica; 
4) Patrocínio ao sequestro e destruição de informações;
5) Disseminação global de tecnologias de comunicação (móvel e física);
6) Disseminação de entidades de fast-checking.

Revolução Ambiental:

1) Ativismo da causa animal; 
2) Mãe-terra, 
3) Deus-gaia, 
4) Redução populacional para preservação do Meio Ambiente;
5) Reengenharia ecológica;
6) Ecoterrorismo.

Revolução Religiosa: 

1) Perseguição aos cristãos;
2) Apoio a religiões anticristãs;
3) Teologia da Libertação;
4) Teologia da Prosperidade;
5) Proibição de uso símbolos religiosos;
6) Criminalização dos cultos e missas;
7) Destruição moral de seminários;
8)Assédio a seminaristas.
   
São esses variados atos revolucionários que atentam contra os princípios democráticos e às autoridades legalmente constituídas ou eleitas livremente. As manobras revolucionárias, vale repetir, ajudam a manter o Brasil sabotado economicamente. A eleição de Bolsonaro foi um marco contrarrevolucionário. Por isso, o agora chamado “progressismo” tenta seguir com o “Terceiro Turno” da eleição presidencial de 2018. Como os seguidores de Bolsonaro também radicalizam, a esquerdopatia se mantém viva no ambiente conflituoso. E conta com a parceria da mídia, das oligarquias, da cúpula do Judiciário e de toda Turma do Mecanismo.

Por isso, a estratégia mais inteligente a ser adotada por Bolsonaro e os generais de seu governo é a Pacificação – por mais esquisito que possa parecer. Radicalizar só beneficia os adversários (que se consideram “inimigos”). O Mecanismo tem de ser neutralizado e destruído por dentro. Tem de acontecer na base da Lei e da Ordem, e não pela via do banditismo, na qual os esquerdopatas são especialistas.

Os inimigos estão agindo tão bem que conseguem passar a impressão de que o entusiasmo em torno do governo Bolsonaro está se esvaindo. Popularmente, isto ainda não é verdade. Mas sim em algumas manifestações de classe média alta – que insistem na pura peça ficcional de um “Bolsonaro sofisticado”. Os assessores próximos de Bolsonaro têm de investir e agir para Pacificação.

O professor Olavo de Carvalho dá o motivo-raiz para que se apoie o Presidente: “Mesmo que o presidente fizesse TUDO errado, o que obviamente não acontece, teríamos de continuar a apoiá-lo porque os inimigos dele são TODOS criminosos psicopatas a serviço de poderes estrangeiros e de narcotraficantes. A opção é simples: Bolsonaro ou o crime organizado. That's all, folks”.

É hora de menos falação, menos twittada e mais ação inteligente de governo, realizando tarefas básicas, cumprindo o roteiro de campanha e trabalhando para que as reformas possam acontecer, depois da rearticulação no Congresso Nacional feita pelo Presidente e por seus Generais. O foco imediato é no Senado, para que a relação com o STF seja “reequilibrada” dentro do legítimo jogo de pressão do poder.

Lembrem-se: os revolucionários “progressistas” desejam derrubar nossa Fé, Esperança e Amor para um Brasil Melhor, Capitalista, Conservador, focado na Ordem Pública. Não vamos permitir!

Só o Presidente Bolsonaro pode liderar a pacificação. Ele não é o He-Man, mas “tem a força”. Os lemas são: “Si vis pacem para bellum” e “Audi, Vide, Tace, si vis vivere in pace”. Talkey?

Bela Crítica Suprema


 A atriz Karina Michelin bateu duro no STF.

João Vinhosa é 10


O senador e craque Romário publicou em seu twitter a seguinte notícia boa sobre o professor de matemática e engenheiro João Vinhosa – parceirão deste Alerta Total:

“Aos 73 anos, João Vinhosa, q é professor de matemática, criou um projeto sensacional pra ensinar a matéria p/ pessoas com deficiência visual. O "Matemática em Conta Gotas" está disponível na plataforma Spotify. Basta acessar o aplicativo e fazer a busca pelo nome do podcast”.

Releia o artigo do Vinhosa: O aprendizado de matemática em ambiente de Audioteca







Colabore com o Alerta Total

Jorge Fernando B Serrão

Itaú - Ag 9155 cta 10694 2

Banco do Brasil - Ag 0722-6 cta 209.042-2

Caixa (poupança) - 2995 013 00008261-7

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

©
Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 16 de Junho de 2020.

8 comentários:

Anônimo disse...

RECLAMAR E FALAR MÉRDA DESSA CONSTITUIÇÃO É FACIL... MAS E A QUE ESSA A ANTECEDEU??? NASCI E CRESCI ESCRAVO, TIVE MEUS ESTUDOS, CASA, REMÉDIOS. VACINA.EMPREGO, TUDO ROUBADO POR QUEM VOCÊS QUE NEM TINHAM NASCIDOS DEFENDEM,TUDO QUANTO MÉRDA QUE EXISTE NESSE PAIS FOI INVENTADO E IMPLANTADO ANTES DESSA CONSTITUIÇÃO... MAS O QUE MAS DÓI É NÃO A RESPEITAREME VEJO HITLE. ESTALIM, MUSSULINI E O STJ SE IGUALANDO, POR NA OUTRA CONSTITUIÇÃO O MESMO JUDICIARIO AQUI JÁ SE ENCONTRAVA E A NOSSA LEI DA MAGISTRATURA É DA DITADURA QUE VOÊS DEFENDEM, ENTÃO PAREM DE SEREM BURROS IGUALMENTE O BOLSOLIXO E EXIJAM A REFORMA DAS LEISMAGISTRATURA QUE É O RESTO DA DITADURA QUE VOCÊS AMAM...

Rodrigo Almeida disse...

Que sopro de esperança me deu a coluna de hoje !!!!
Excelente!!!

Anônimo disse...

"... Não vamos permitir!"
Quem?!? Sempre os mesmos. Kkk

Maria Imaculada disse...

Respeito não pode ser imposto mas sim construído pouco a pouco. E isso não ocorreu.

aparecido disse...

O poder judiciario e o MPF vai ter que ser destruido de alto a baixo.... é eles que fazem o caos social reinante...O executivo e o legislativo o povo dá conta de mudar...mas o judiciario tem vitaliciedade e gostaram de fazer politica.. e nada pode ser feito pois estão nos cargos até os 75 anos...

CRISTÃO INDIGNADO disse...

Bom texto, Serrão!

Mas que “pacificação” deve ser alcançada? Como falar em pacificação levando soco na cara? Por anos o STF avança a pequenos e implacáveis passos na direção da usurpação de poderes constituídos. Cínicos rodeios jurídicos que beiram a falha de caráter excluíram os componentes democráticos do processo legislativo, como Congresso e Presidência da República, este último na substância do veto. É golpe puro e simples, o resto é sofisma.

O Presidente do Senado sumiu, fez o lockdown. Nenhuma chance de Impeachment de Juiz bandido. O golpe aqui é a reeleição permanente dos presidentes das Casas, como acontece nos EUA. Afinal de contas tudo é relativo, eles dizem.

Quanto ao Povo restou-se apenas a última fronteira do poder, as Forças Armadas. Vou discordar de Rui Barbosa e recorrer às Forças. Um Tribunal de Exceção instaurou-se no país sob as barbas de Caxias, Foi dada ao STF a oportunidade de correção de rumo no dia 10 deste mês. Nada foi feito e a inquisição já foi acionada... Vejam vocês, meus amigos, até o mandatário supremo do Executivo está submetido. Como era de se esperar, o Tribunal de Exceção tem poderes ilimitados, o céu é o limite! Ou seria o inferno?

Chegou a hora da linha vermelha, ou vai ou perde. Por hora vou poupar o resto da “urubuzada” suprema para me concentrar em apenas um dos BTs (Bandidos de Toga). O senhor Alexandre de Morais, como chefe do insurgente Tribunal de Exceção, deve ser preso imediatamente em flagrante delito, pois incorre em crime explícito e continuado. Não será difícil para juristas escolados encontrarem uma tipificação penal a justificar a prisão temporária do chefe do Tribunal de Exceção. Cabo e Sargento não, um pelotão com um Comandante disposto a morrer pelo Brasil, de um lado a glória, de outro a Corte Marcial, pois ousou executar o mandado de prisão urgente e indelegável. Minha aposta é na glória, como em 1930 quando eu era um menino e Getúlio Vargas se lançou na escuridão da incerteza...

Vanderlei Lux disse...

Grande Jorge Serrão! Sempre se agarrando nos ideais maçons de "diálogo", só que agora, com nova roupagem: "pacificação", rsrsrs...

Meu caro Serrão, me diga, o leão já te devorou as duas pernas, e tu insiste que pode "pacificar" o bicho? Rsrsrs... hilário.

Cuidado que qualquer dia desses tu podes acabar tomando café da manhã com a PF na tua casa. Ouvi dizer que eles são bem educados, mas vão levar teus computadores e celulares.

Deixe-me te dizer algo, por favor não fique bravo comigo: Nem o "Grande Arquiteto" em pessoa pacifica o comunismo. E é uma pena que ele nunca disse isso para vocês, maçons.

Mas enfim, a América Latina já era, é propriedade Chinesa e vai ser usada e abusada daqui pra frente, sem dó nem piedade, ainda mais agora que a tensão lá pros lados chineses está explodindo com uma iminente guerra entre China e Índia. Se realmente estourar essa guerra, a China vai abusar pesado da América Latina.

Boa sorte com a tua "pacificação". O Bozonauro já foi "pacificado" não sei se tu sabes...



aparecido disse...

A ruptura ja ocorreu.. O STF não pode agir politicamente.. só o congresso pode fazer isso... A causa disso tudo é o poder politico de quem tem cargo vitalicio, o que a constituição proibe...Quem exerce cargo politico tem que ter voto...são nulas qualquer decisão de ministro do STF visando objetivos politicos... e mais Poder Judiciario que tem lado já perdeu todas as prerrogativas de exercer o poder.. .. o juiz antes do julgamento já declarações a midia do que vai fazer...precisa ser fechado de antemão...só quem tem voto pode ter poder politico... é a nossa democracia...... a democradura deles não precisa de votos..o cabeção tem que ser preso imediatamente...A grande confusão brasileira de há pelo menos 5 anos é que o MPF e judiciario tem cargos vitalicios e exercem poder politico...isso não pode pois paralisa a nação e o povo nada pode mudar