quinta-feira, 9 de julho de 2020

Flu x Fla, e o drama futebolístico de Bolsonaro


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

Bendido Pereirinha bem que me avisou ontem na hora do almoço no Forte do Forti: O Fluminense vai ganhar do Flamengo... Não ganhou... O Fla-Flu foi chato: 1 a 1. Mas o Fluminense obteve três vitórias. Venceu a Taça Rio, o segundo turno do “Campeonato Carioca” (como é mais conhecido o Estadual de Futebol do Rio de Janeiro). O Tricolor das Laranjeiras foi mais eficiente (ou menos incompetente na cobrança de pênaltis).

O segundo triunfo: A FluTV, em sua primeira transmissão de jogo, além do título, bateu o recorde mundial de audiência ao vivo no Youtube. Mais de 3 milhões e 800 mil pessoas assistindo simultaneamente. O terceiro ganho foi a superação de uma equipe, na teoria e no investimento, muito inferior ao milionário Flamengo treinado pelo Jorge Jesus cobiçadíssimo pelo lusitano Benfica.

Parabéns!? Claro que o meu “congratulations” ao Fluminense é tão sincero quanto a amizade do Centrão ao Jair Bolsonaro. O Fluminense tirou leite de pedra. A equipe terminou o jogo no bagaço físico. No entanto, se superou nos pênaltis (assim mesmo perdendo duas cobranças). O Flamengo foi muito burocrático e previsível. Novamente, tocou muito a bola de maneira improdutiva, sem gerar jogadas de efetivo perigo ou chute a gol. Mengão ficou no cheirinho. Seu torcedor ficou puto!

Serão duas partidas na final. Primeiro mando de campo será do Fluminense, para mais uma transmissão da FluTV (que deve bater recorde). O segundo e decisivo jogo será visto via FlaTV. A não ser que a Rede Globo mude de ideia e resolva transmitir os dois jogos. Tem o direito de passar o mandado pelo Fluminense. Teria de negociar com o Flamengo para passar a finalíssima.

A chance de o Flamengo ganhar o Carioca é grande. Só precisa voltar a jogar com eficiência digna de campeão. Nos três jogos pós-pandemia, o caríssimo Mengão brincou de jogar. Novamente, o futebol brasileiro mostrou que é frágil, subdesenvolvido, sem condições de competir com o Europeu em qualidade e poder financeiro. O Flamengo corre o risco de vencer o fraquíssimo campeonato estadual do RJ e sofrer uma mega derrota: perder o técnico Jesus.

O Flu do tostão venceu o Fla dos milhões. Na teoria, não é provável que isto se repita nos próximos jogos. Na prática, o que interessa é o pragmatismo da vitória. Clássico é sempre surpreendente. A História pertence aos vencedores e, quase sempre, “ai dos derrotados”. Salto alto e presunção não ganham jogo, nem campeonato. Até o empolgado Jorge Jesus atuou de modo muito apático. Foi o pior jogo sob comando do português. Estranho demais!

Metaforicamente, a situação de aparente soberba do Flamengo se aplica ao governo Bolsonaro. Não se ganha campeonato de véspera, por presunção. A regra vale para o sucesso ou fracasso na administração pública. O Presidente tem atuado igual ao Fluminense: parece jogar mais para não perder do que para efetivamente ganhar. Bolsonaro precisa mudar essa impressão. Quem sabe dá para mudar o modo de jogar? Haja torcida!

Domingo tem Flu x Fla, 16h. Quarta-feira, 21h 30min, tem Fla x Flu. Tudo no Maracanã sem torcedor.

Lusitanamente rimando, sobre o Mister: Acho que Jesus fica. Se não, vai pro Benfica...

Por fim, ganhar do Fluminense é mais fácil que vencer o Centrão. E bola pra frente!




Colabore com o Alerta Total

Jorge Fernando B Serrão

Itaú - Ag 9155 cta 10694 2

Banco do Brasil - Ag 0722-6 cta 209.042-2

Caixa (poupança) - 2995 013 00008261-7

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

©
Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 9 de Julho de 2020.

Nenhum comentário: