segunda-feira, 27 de julho de 2020

O “Aminhocamento” Quântico



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por H. James Kutscka

Aqueles de meus leitores com mais ou menos a minha idade, (73 anos), que tiveram a felicidade de ter tido um pai ou um tio que os levou a pescar na infância, vão poder  ver uma imagem perfeita de um Aminhocamento Quântico, (versão nativa e equivocada de um Entrelaçamento Quântico), para tanto basta lembrar  da primeira vez que olhou para dentro de uma lata cheia de minhocas cujo destino era atrair um peixe para o anzol  e a morte, como um kamikaze, às custas de sua própria vidinha dispensável.

Dentro da lata no emaranhado de animais (é isso mesmo, minhocas como nós, são animais; invertebrados, mas animais), era difícil discernir onde começava uma e acabava outra.

A visão remetia ao versinho infantil: 

Minhoco , minhoco,
Você está ficando lôco.
Beijou o lado errado,
A boca é d´outro lado.

Olhando para aquela massa viva semovente, tornava-se difícil imaginar uma minhoca com identidade própria.

Uma que se recusasse a ser isca de peixe por exemplo.

Quando Max Karl Ernst Ludwig Planck, o considerado pai da Física Quântica descobriu o que veio a chamar de:  Entrelaçamento Quântico, ou trocado em miúdos, a propriedade inerente das partículas subatômicas de se comportarem com “spins” (orientações) diferentes uma da outra não importando a distância entre elas; era a natureza em sua sabedoria mostrando ser possível a discordância sem perder a coesão, conexão e equilíbrio na mesma, enfim, tudo o que a esquerda progressista mais odeia.

Jamais passou pela cabeça de Planck que alguém quisesse subverter o universo quântico, fazendo com que as partículas tivessem todas a mesma orientação. 

No  entanto, no “Aminhocamento” Quântico, que poderia ser a versão proletária descoberta por um pseudo físico chinês, as partículas são comportadas como bons comunistas, agem  sempre com a mesma orientação,(não importando a distância entre elas, uma poderia estar no Brasil outra na China), e como as minhocas, não discutiriam os desígnios do pescador, felizes em sua mediocridade.

Desde sua descoberta, a China criou um disfarce de capitalismo “fajuto” para iludir o ocidente.

Façanha que desempenhou perfeitamente, até as minhocas ocidentais se darem conta de que o vírus vindo de Wuhan era um desastre para toda a economia mundial, com exceção da China.

As minhocas brasileiras, Católicas Apostólicas Romanas, também se deram conta que seu Papa se comportava com estranha indiferença com relação  à perseguição de seus rebanhos no País de Xi Jinping, perceberam  também que a maioria de seus governantes (honrosa exceção de seu presidente) havia se rendido ao “aminhocamento” e tratavam  de estabelecer um pensamento totalitário, criando leis e apoiando movimentos  como Black Lifes Matter.

A pergunta de um milhão de dólares que ocorreu a algumas minhocas foi: E as outras “lifes”? Elas não “Matter”

Tais governantes também veem com bons olhos os “Antifas”, classificando-os como guardiões da democracia, e defensores da “nova realidade” se esforçando para   reescrever a história e acomodar suas verdades mentirosas.

As minhocas mais atentas, também se perguntaram porque o Superior Tribunal de Justiça defende o maior ladrão da história da humanidade, o “muar de São Bernardo”, condenado já em segunda Instância e que continua “livre, leve e solto”.

Mesmo Tribunal que livra a cara do senador amigo José Serra, impedindo que a PF faça uma busca e apreensão em seu gabinete no senado.
Uma Suprema Corte montada por supremos corruptos para servir a seus propósitos. 

Contra os desejos do povo, o TSE autoriza a compra de novas 180 mil urnas eletrônicas, para tentar garantir a “retranca” nas eleições de novembro.

As “autoridades” designadas  como guardiãs  da saúde pelos supremos mandantes, inventam  uma lei que obriga à todos os cidadãos  andarem de máscara nas ruas sob pena de multa ou prisão (a desculpa é que é para proteger a população  do vírus chinês), na verdade a ordem faz parte  de uma experiência de controle social, para  ver  até onde podem avançar  em um primeiro momento, tendo como meta a eliminação total do pensamento independente.

Estão testando limites.

A almejada instalação do sistema 5G chinês em nosso país, seria apenas o início do “aminhocamento” total do brasileiro.

Donald Trump atento ao processo em seu país, soou a corneta e mandou fechar o consulado chinês em Houston no Texas. Diplomatas correram como ratos a queimar papéis comprometedores no pátio interno do consulado.     

Em terras tupiniquins, Bolsonaro se apressou em expressar seu apoio aos irmãos do norte. Já por sua vez nossa esquerdalha  enlouquecida, foi em massa às mídias convencionais para tentar desmoralizar a posição do presidente, alegando que tal atitude é ruim para o país,  pois a China é o maior parceiro comercial do Brasil. Esquecem que sem nossos produtos agrícolas vão morrer de fome, pois ninguém mais no planeta tem condições de suprir a demanda deles.

Quem reclama da posição da presidência com relação à China são os de sempre, os cérebros de minhoca que mandaram nesse país ao longo dos últimos 31 anos.
Se não acordarem, vão virar comida de peixe.

H. James Kutscka é Escritor e Publicitário.

2 comentários:

Loumari disse...

O Ímpio tem muitas dores. O demónio enfurecido que ataca a torta e a direita, tanta é a sua dor, se torce em seus próprios pecados, come seu próprio vómito e se extasia de suas próprias fezes.

Praça disse...

Missivista de visão e vivencia. Grato pela aula.