domingo, 5 de julho de 2020

Possíveis maneiras de observar as coisas



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Vejam vocês, amáveis leitores, como simples mudanças de pontos de vista, alteram completamente nossa percepção da realidade.

Comecemos pelo algarismo arábico 6; se o virarmos de ponta-cabeça torna-se um 9.

Fazendo o mesmo com o número romano VI teremos AI, com um tracinho ao meio, é verdade, mas também sigla para Inteligência Artificial, em inglês (Artificial Inteligence).

Um fraternal amigo, disse-me no passado, que o limite dessa nova tecnologia é o humor. A máquina, em sua opinião, jamais será (seria) capaz de nos fazer rir. Naquele momento conversamos sobre os níveis de sofisticação do senso de humor humano.

Uma criança de pouca idade, se diverte com o trocadilho.

Já vividos mais anos, com o duplo sentido.

Na adolescência, com a pornografia.

A pessoa madura ri do absurdo.

O velho, do non sense; a forma sublime do humor voluntário.

Deus nos presenteou com o quiprocó (quid pro quo). Quando ele surge de forma espontânea numa conversa séria, todos gargalhamos às lágrimas.

Li há poucos dias numa rede social, um de teor político metafísico.

Uma respeitável senhora, assistindo sem óculos à missa virtual pelo YouTube, legendada, quando apareceu a frase “Glória a Deus” achou que era “Dória Adeus”.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Um comentário:

Anônimo disse...



Graças a Deus se revelou a tempo do povo enxergar quem realmente é. E nunca mais voltará.