quarta-feira, 8 de julho de 2020

Que dia é melhor para matar Bolsonaro?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

Os jovens estão desesperançados no Brasil? Parece que sim! Nada menos que 28% de 37 mil jovens ouvidos por uma enquete da Fundação Roberto Marinho revelaram que não pretendem voltar a estudar, assim que “acabar” a pandemia do Kung Flu. Só na fila do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE) tem dois milhões de jovens aguardando uma chance de emprego para aprendiz. A coisa é feia em um País que tem 43 milhões de estudantes.

A informação sobre os desalentos e perrengues passados pela juventude, principalmente nestes tempos confusos de Kung Flu, deveriam ser levados mais a sério pelos políticos e dirigentes públicos. Só que não... Os governantes, os parasitas com a vida ganha e os “militontos” preferem o comportamento socialmente irresponsável de continuar no clima truculento de “terceiro turno” da eleição presidencial de 2018. Pior: os irresponsáveis já sonham com a chegada da campanha para 2022 – que já tentam antecipar com polêmicas inúteis e tempo jogado fora nas redes sociais.

A Política no Brasil precisa recuperar a humanidade e a civilidade. Só que não é esta a tendência. Isto ficou claro com as escrotas manifestações de “desejo de morte” ao Presidente Jair Bolsonaro, antes até de ficar confirmado que ele pegou Kung Flu (ou o malvado coronavírus pegou ele, não importa). A inimiga-oposição-destrutiva até lançou a narrativa sem sustentação científica de que “Bolsonaro ficou doente porque não cumpriu os protocolos”.

KKK... Muita gente que se “isolou” pegou o bicho e contaminou a família. O Kung Flu não poupa ninguém – igualzinho a qualquer virose que não teve a repercussão midiática e ideológica desta que arrasou o ano de 2020. Por isso, é tão urgente um novo e correto olhar sobre a “pandemia”.  Não dá para negar, pelos fatos objetivos, que as decisões políticas (principalmente de governadores e prefeitos) paralisaram a economia, quebraram empresas, agravaram o desemprego que já era altíssimo e colaboraram para criar um clima de medo, tensão e desesperança.

Ou seja, intencionalmente, os canalhas da politicagem promoveram medidas de “Engenharia Social” que, além de cumprir o objetivo de testar o reflexo de medidas autoritárias sobre a população, paralisaram o Brasil, com foco em desgastar o Governo Federal. Ainda bem que Jair Bolsonaro percebeu a manobra e reagiu na contramão. Apesar de todos os desgastes de imagem, para ódio dos inimigos ruins de estratégia, Bolsonaro ganhou a parada. O lockdown saiu pela culatra dos “inimigos”. Muitos governadores e Prefeitos é que estão com o filme queimado perante a opinião pública. Bolsonaro não se beneficiou mais porque seu time de gestão ainda joga de modo letárgico, em velocidade e atuação insuficiente para combater e neutralizar a ululante sabotagem interna. O Presidente tem “aliados” e “açeçores” mais letais que o Kung Flu...

Escrota, canalha e burramente, a “oposição” continua se perguntando, na sua estúpida intimidade do intestino que substitui o cérebro: “Que dia é melhor para matar Bolsonaro?”. Na visão dos militontos e da extrema-mídia carente de verbas estatais, todo dia é dia para atentar contra o sujeito que cometeu a surpreendente ousadia de vencer uma eleição presidencial praticamente sem “gastar dinheiro”. A Turma do Mecanismo do Crime Institucionalizado jamais perdoará Bolsonaro por ter ganho um jogo programado para a filhadaputice continuar permanentemente vencedora (para derrota do Brasil que só trabalha, estuda e produz para sustentar parasitas).

Bolsonaro não é o melhor Presidente que você gostaria de ter? Não adianta ficar refém de uma questão cuja resposta serve para nada, na realidade prática. Bolsonaro é o limão com o qual o povo brasileiro precisa fazer a limonada das mudanças. Bolsonaro e o General Antônio Hamilton Mourão foram eleitos para fazer a transição do caos para alguma coisa melhor. O Governo não tem obrigação de fazer milagre. Mas tem o dever moral de agir com estratégia correta e táticas inteligentes para aprovar e implantar reformas indispensáveis e urgentes, apesar da sabotagem permanente da Turma do Mecanismo.

O jogo de verdade começa a partir do quase final da pandemia (que a oposição tenta alongar ao máximo). Nenhum lugar, sobretudo o Brasil, será o mesmo depois do pandemônio do Kung Flu. O golpe foi, no mínimo, muito inteligente. A reação precisa ser idêntica. Os segmentos esclarecidos do povo brasileiro – decisivos na vitória presidencial de 2018 - precisam ajudar a “fazer a limonada”. Não é hora de jogar contra o patrimônio. Critique-se o Bolsonaro, mas tenha cuidado permanente para não entrar de gaiato no jogo dos inimigos do Brasil.

Bolsonaro e sua equipe precisam ajudar, apresentando metas factíveis de serem cumpridas. Não podem errar na rearticulação política com o Congresso Nacional. Não podem ficar posando de idiotas na guerra insana contra os poderes Judiciário e Legislativo. Precisam governar com competência e usar corretamente a comunicação social para prestar contas do que é feito. Devem dar menos bola à “oposição” (que dificilmente terá um comportamento responsável).

Resumindo: Temos de apoiar o Brasil, ou vamos nos consolidar como colônia – da China ou de qualquer outra Nação com visão imperialista. Bolsonaro é o que temos para começar a solução de graves problemas históricos. A hora de resolver as coisas não pode ser adiada para a próxima eleição.

Por esses dias, Bolsonaro vai governar do Palácio da Alvorada, via conferência. A tendência é que o Kung Flu seja driblado e superado - não importa com que remédio. Os inimigos querem que ele morra... Devem ficar querendo...     





Colabore com o Alerta Total

Jorge Fernando B Serrão

Itaú - Ag 9155 cta 10694 2

Banco do Brasil - Ag 0722-6 cta 209.042-2

Caixa (poupança) - 2995 013 00008261-7

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

©
Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 7 de Julho de 2020.

10 comentários:

Loumari disse...

Por que vão querer matar bolsonaro? este homem está a fazer um trabalho fenomenal. Bolsonaro deve viver e bem saudável para bem executar tudo o que a china lhe ordena contra Brasil e brasileiros.

aparecido disse...

O jornalista é um MONSTRO com feiçoes humanas...como a maioria dos jornalistas da FOICE... a esquerda brasileira abandonou a esquerda meia bomba europeias e abraçou os chineses...e com chines a coisa é diferente...é tiro porrada e bomba... e cadeias e campos de reeducação... ja começou com o STF prendendo e arrebentando... e os militares brasileiros, principalmente os oficiais, devem estudar em livros o que aconteceu com os oficiais poloneses quando Hitler e Stalin dividiram a polonia no inicio da segunda guerra...não é moleza não.. comunistas radicais não entram na guerra pra brincar de mocinho...nem usam teclado para esbravejar...sentados no sofá em sala com ar condicionado. ... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

Anônimo disse...

🇧🇷 O Brasil como local geofísico é o melhor pedaço do planeta, mais como lugar geopolítico é um lugar sem futuro. Uma classe política podre, satanista, egocêntrica e escravagista uma cleptocracia que vive da fome, ignorância e miséria de seu povo, vide o esgoto STF enquanto bebem vinhos premiados e filés de lagosta com dinheiro dos pobres o povo está desempregado e com fome. 🤮🤮

Anônimo disse...



Só conseguiremos mudar, quando as pessoas entenderem que eles é que fazem os discursos de ódio e que nada mais são que milicianos pagos com dinheiro público. E que as fake news são eles os propagadores delas. Xingue-os do que você, acuse-os do que você faz.
Só quando entenderem que essas pessoas são loucas e que precisam ser paradas à força. À partir do momento que eles fazem as coisas erradas e jogam a culpa nos outros, o que se tem que fazer? Ou então aceite o que eles querem impor: escravidão total ou reajam à força porque eles não vão parar até que consiga seus intentos.

Obs. Isso não é fake news, é fato. E a prova é eles desejarem a morte do Presidente. Nós também sabemos o que passamos aqui com milicianos e fake news. Eles estão tão preocupados com fake news que não prenderam a Joice Hasselmann que ficou provado que ela estava se utilizando das fake news?

Rodrigo Almeida disse...

Estratégia..... uma palavra que certos setores da direita desconhecem

Leo Santos disse...


Y asi se vá la barca en república de chicanalhas!
"Açeçores" e aspones de ocasião, aliados criminosos, forças desarmadas desnorteadas e positivistas ao redor,apoiadores notadamente canhestros papagaios glamourosos em busca de happy Hour society pavonicamente com suas penas abertas festejando honrarias em lugar de implantarem o regime necessário salvando a barca que vai empurrada pelas correntes para Mariel com destino à neo colonização amarela.
Pelo visto e lembrando as cores da bandeira chinesa, a brasileira continuará tendo o amarelo mas com pano de fundo vermelho como seu balanço de pagamentos alimentando os patrões.
O Brasil esta5 ridiculamente enleiado e medíocremente gerida a Pátria.

Anônimo disse...

... excelente análise. Sempre preciso e conciso... Fé na missão!!!

Anônimo disse...

Excelente observações, mas junto com estudantes, milhares de empresários foram jogados na informalidade e de lá não deverão mais retornar. A politicagem já inviabilizou a república. O suco deve ser feito de fel.

Unknown disse...

Falaste a verdade.

Unknown disse...

Haverá guerra ?
Tenho certeza que sim, por enquanto é assimétrica mas já rola.