quinta-feira, 2 de julho de 2020

VERBO BEM-HUR



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Talvez tenhamos todos que aprender a conjugação do verbo acima referido.

Muitos dos amáveis leitores dirão: “Mas esse verbo não existe !”

No entanto, devemos criá-lo.

Já que dona Onça tem feito ouvidos de mercadora a nossos reclamos por saneamento amplo, geral e irrestrito, iremos exortá-la a se mexer gritando em uníssono:

Eu bem urro,
Tu bem urras,
Ele bem urra,
Nós bem urraremos,
Vós bem urrais,
Eles bem urram....

Nosso último refúgio é a toca da felina. Devemos tê-la como amiga. Mas isso não impede que nos esgoelemos dia sim, outro também, pedindo socorro.

A outra opção é Mato ou Morro.

Embrenhemo-nos na mata atlântica ou subamos no monte Castelo em busca de um destino mais belo.

Estudemos mais semântica e pratiquemos alpinismo para escapar de iminente sismo.

Que cada um faça o que puder, com os meios que tiver e no tempo de que dispuser.

De minha parte, mesmo farto, só me calará um enfarto.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

4 comentários:

Anônimo disse...



A dona felina, cansada de ser esculachada, triturada à exaustão pelos marxistas dos satanistas, cujo interesse é apenas nossos recursos naturais, não quer ouvir nosso urro. Estamos desconfiados que ela também já é marxista. Estamos exaustos, mas vamos continuar urrando, quem sabe ela resolve nos ouvir, senão será o fim dela mesma como felina.



Unknown disse...

Nós bem URRAMOS...conjugue o verbo de maneira correta...

Anônimo disse...

Eu Bem-urro-Debalde. A Onça Bem-Mia-Finiiiiinho.

Anônimo disse...

Dona felina bem urrará
Somente depois que alguém a encontrar.
Escondida e quieta em sua toca, como um tatu.
Esperando o povo lhe acordar
Não com o dedo na cara, mas somente com o dedo...
(Segundo a lenda: Tatu só sai da toca assim).