domingo, 30 de agosto de 2020

Tomando na toba além do kung flu


 

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Parler - @alertatotal

Testar tecnologia é divertido. Parei diante um minimercado pertencente a uma grande rede transnacional. Na entrada, uma maquininha com distribuidor de álcool em gel e uma telinha de leitura facial. Tirei a máscara, sorrindo com ironia machadiana. O bicho logo gritou, várias vezes: “Por favor, coloque a máscara”. Mantendo minha cara de babaca, fiz o famoso sinal do Pantera Negra e saí fora.

Indignado, refleti comigo mesmo. “Estamos em uma ditadura”. Os aproveitadores do Kung Flu estão nos goleando por 14 a 1. Sob desculpa esfarrapada do pandemônio, somos submetidos às ordens do sistema de poder. Tudo em nome da “saúde e da ciência”. Somos compelidos a obedecer, mesmo questionando e reclamando. A extrema imprensa aumenta a pressão psicológica reforçando o sucesso macabro do vírus chinês.

Cada pessoa é afetada de um jeito. Uns morrem. Alguns são muito afetados. E muitos nada sentem – a não ser os efeitos colaterais sociais. O principal é o medo, a tensão pessoal permanente, a dose cavalar de incertezas. Nossa fragilidade e insignificância ficam evidentes. Poucos, não necessariamente os mais fortes, agüentam a pressão. Muitas pessoas entram em depressão. A maioria se conforma e entra no ritmo do “deixa a vida me levar, do jeito que der”.

Eis o cenário perfeito para a oligarquia. O pequeno grupo social que manda no pedaço faz a festa. Os donos do poder e “farialimers” ficam mais multimilionários que nunca. Atualmente, dão expediente duas vezes por semana e passam o resto dos dias na riviera. O ócio oligárquico foi declarado “normal” durante o pandemônio. A pobrada segue no ritmo de sempre: toma na toba e vai se ferrar mais ainda. É condenada a trabalhar sem parar, com carteira assinada ou, na maioria dos casos, na informalidade.

Melhor botar um ponto final por aqui. A única saída é tentar manter a saúde a sanidade para sobreviver. O único consolo é que muito oligarca, seus políticos e criminosos também estão com medo do kung flu. Por isso a inevitável retomada econômica reserva muitas surpresas. Quem suportar vai vivenciar.





Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 


©
Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 30 de Agosto de 2020.

Nenhum comentário: