segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Vamos brincar na floresta enquanto seu Barroso não vem


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por H. James Kutscka

O nome deste artigo era para ser Carta Aberta aos jornalistas não comprados desse país, enquanto não a fecham.

Estaria endereçada à expoentes indiscutíveis do jornalismo independente que respeito e admiro, como: Alexandre Garcia, Ernesto Lacombe, Augusto Nunes, Caio Coppola, José Maria Trindade, Allan Santos (esse último refugiado com a família fora do Brasil em paradeiro desconhecido, temendo por sua vida devido às últimas denúncias feitas envolvendo o STF).

Diria o seguinte:

Enquanto a grande imprensa bate o bumbo para “Live” de Barroso e Felipe Neto, you tuber que segundo fofocas, possui  uma rede de inteligência própria, espécie de Pee Wee Herman do terceiro mundo, progressista , entre outras coisas defensor da “ideologia de gênero”  um retardado de mais de trinta anos que alega ter mais de 40 milhões de seguidores na faixa dos 12 anos  na internet (me pergunto qual a relevância para um ministro da Suprema Corte teria tal “irrelevância”?), deixa passar em brancas nuvens o fato de estatais, vítimas de roubo em governos passados que somente davam prejuízos bilionários, em um ano e meio de governo conservador voltam a dar lucros bilionários. 

Enquanto isso ,a que era a principal rede de TV do país, segue com a novela do assessor de Flávio Bolsonaro e a “rachadinha” (não se trata de um caso de amor)  ignora solenemente a proteção dada ao sigilo telefônico do quase assassino ( graças  a Deus pela incompetência do mesmo),  Adélio Bispo imposta pela OAB e abraçada pelo STF presidido pelo homem que declarou que eles seriam “Editores  da Sociedade”.

Segundo ele: “A mídia tem de educar o povo, impondo leis e controlando comportamentos”.

Jornais e revistas tem editores e tendências, o que não podemos aceitar na internet que é um território livre, e é exatamente isso que apavora os “deuses”.

Tenta-se manter à tona na rede uma “Live” da Bia Kiciss com Ryann Hartwig, (que apresentou denúncia no congresso Norte  Americano  contra  Zuckerberg, acusando-o de censurar posts  e sites de direita nos USA e no Brasil), Bernardo Kuster , Allan Santos  e outros defensores  do direito de expressão no nosso país, enquanto é torpedeada pelos dirigentes do facebook. 

Mais  de 7 mil advogados brasileiros  entram  com a assim chamada “ Maior Ação do Mundo” contra as arbitrariedades  e ações inconstitucionais do STF junto  à Comissão Inter Americana dos Direitos Humanos e outras entidades do gênero no momento em que um relator do órgão, justamente o encarregado da área da liberdade de expressão, posta  no twiter   sua preocupação com os desmandos  de nossa mais alta corte.

Se o Brasil (no caso o STF)  chegar  a ser julgado  pela Comissão Inter Americana dos Direitos  Humanos e for considerado culpado de cercear  o direito de expressão de seus cidadãos, qualquer sanção imposta pelo órgão deverá  ser assinada pelo presidente, incluindo destituir  os culpados de seus cargos sob pena de deixar de ser membro da Comissão, o que significaria ser rebaixado ao nível Venezuela de ditadura de opereta.

Allan Santos declarou ter informações de que três maletas com equipamento de espionagem eletrônica que simulam torres de transmissão telefônicas para interceptar ligações, estariam localizados em três  endereços em Brasília: Embaixada da China, Embaixada da Coréia do Norte (nem tinha conhecimento que abrigávamos em nosso território uma embaixada desse abjeto país) e na QL8, na moradia de Kakay, o asqueroso barbudo de bermudas advogado do PT

O objetivo de tais maletas? Espionar ligações telefônicas do presidente para buscar algo útil para um impeachment.

Segundo Allan, pelo menos três teriam conhecimento disso:  O Cabeça de Tênis, o Lulu Boca de Veludo e o Carmem Miranda ou Bandeja.

Se isso é verdade e não avisaram o presidente de tal fato, cometeram para dizer o mínimo o crime de prevaricação e atentado à segurança nacional, no máximo traição à pátria, pelo qual deveriam ser julgados por um tribunal militar e se considerados, culpados enfrentar um pelotão de fuzilamento

Devemos lembrar que convocado a uma audiência do senado americano em 2017, Zuckerberg admitiu que o Facebook tinha um “viés” na Internet, e complementou, o “Vale do Silício é liberal (leia-se de esquerda).

Já em 2018 sob juramento, mentiu ao Congresso norte americano, negando censura e perseguição internacional aos conservadores em sua plataforma. 

Nossas leis ambíguas dão a plataformas como o Fb, o direito de remover conteúdos considerados ofensivos, mas não especifica o que seria ofensivo.

Chega de brincar na floresta na versão verde amarela da Chapeuzinho Vermelho, o lobo, tenha ou não boca de veludo, não dorme de touca.

Aos jornalistas citados nessa disfarçada carta aberta, rogo que não esmoreçam, o que está acontecendo é grave, o inimigo começa abatendo os mais fracos, cabe a vocês alçarem suas vozes antes que os calem também e escravizem nosso povo.

Para cima deles sem medo, na vossa retaguarda estão quase sessenta milhões de eleitores que elegeram o atual presidente.

“Ita sit”         

Quanto a mim, humilde e modestamente, sigo fazendo a minha parte.

Continuo querendo saber: quem mandou matar Bolsonaro.

Por que quatro processos contra o Nhônho e outros quatro contra o Batoré por corrupção e lavagem de dinheiro não andam no STF?

Por que inúmeros pedidos de impeachment de ministros do STF, inclusive do presidente da casa, não andam no Congresso?

De onde vem esta súbita admiração pela ditadura chinesa, por grande parte dos governadores e prefeitos de nossos estados e cidades?

Todas estas perguntas claramente são retóricas, todos sabemos as respostas ou as intuímos.

Resta expô-las na grande mídia, todos os culpados como vampiros, morrerão ao se deparar com a luz do sol.

H. James Kutscka é Escritor e Publicitário.

Nenhum comentário: