segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Azáfama ou Alfazema


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Carlos Maurício Mantiqueira

A língua portuguesa, além de inculta e bela, ainda se presta a todo tipo de jogo de palavras.

Uma verdadeira “trouvaille” ! (achado!)

A primeira parte do título significa atividade frenética.

Já a segunda, trata-se de um poderoso calmante.

Letras quase iguais para ideias distintas.

Exatamente como os discursos pré-eleitorais.

Cão e gatos, digo, cãodidatos todos fingindo bondade e cãopetência.

Houve um que até prometeu “roubar pouco”. Como Prometeu deveria ser acorrentado.

Alguém postou numa rede social a seguinte história em quadrinhos: Um personagem feliz por ter sido chamado de “grandessíssimo FDP, diz em seguida : “Prefiro me focar apenas nas palavras boas !”

Assim estamos. A fauna planaltina é cada vez mais variada.

Não mais apenas moluscos, proboscídeos, cervídeos e abutres.

Também cavalgaduras de todo jaez. Muares fugidos de lares, avestruzes que não têm cruzes e até um ruço humano, que entrará pelo cano.

Tal qual tantufas como tantufez, nêufares ou nanúfares são flores que não aplacam nossas dores.

Um amigo muda o nome de Mendonça pra merdonça.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador. 

Nenhum comentário: