domingo, 13 de setembro de 2020

Deu a louca no mundo


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Carlos Maurício Mantiqueira

Neste fim de inverno os termômetros chegam a marcar 37° centígrados.

Como será a canícula ?

Vivemos uma era de paradoxos.

O melhor amigo do homem é o cão; no entanto chamamos um canalha de “cachorro”!

Aliás pouca gente sabe que cachorro é um filhote recém nascido, não apenas de cadela.

Nunca tivemos uma “zelite” econômica tão analfabeta. Não consegue fazer uma leitura política minimamente correta.

Os panacas não sabem que Congresso Nacional é a soma das duas Casas; Senado Federal + Câmara dos Deputados.

Também ignoram que a palavra “sanduíche” é um anglicismo mais significativo que “lanche”.

Chamam infarto de infarte.

Abusam do “politicamente correto “.

São idiotas com pós-doutorado.

Não sabem conjugar verbos.

Frequentemente tomam a parte pelo todo.

Mudaram a letra do “Pique-pique”; agora cantam :”É big, é big “ É hora, é hora, é hora...” O correto seria: “Meia hora, meia hora, meia hora”.

Ponto Chic Há uma versão de que Meia hora era o apelido de outro estudante, amigo do Pique, pique.








Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

5 comentários:

Anônimo disse...


BLOG CHUMBO GROSSO
domingo, 13 de setembro de 2020
O BRASIL CORRE RISCO INIMAGINÁVEL: O STF ESTÁ PODRE...

Por Cássio Rizzonuto

O ex-presidente do Superior Tribunal de Justiça Cesar Asfor Rocha está sendo apontado como vendedor de sentença e ladrão desmoralizado. Seu filho, advogado Caio Rocha, comprou pelo menos 30 imóveis no Rio de Janeiro, de acordo com levantamento efetuado pela força tarefa da Lava-Jato. Dinheiro vindo de conluio parental.

Bobagem, dirão alguns: a revista digital Crusoé mostrou esta semana que o ex-presidente do STF Dias Toffoli é também desonesto. A mesma revista já havia mostrado, com provas irrefutáveis, propina mensal de cem mil reais que Dias Toffoli recebe do escritório de advocacia de sua mulher, Renata Rangel.

Na matéria desta semana, Crusoé exibe estranhas conexões entre Dias Toffoli e as construtoras Odebrecht e OAS. A publicação teria causado terremoto político imediato em qualquer país sério, promovendo o afastamento do acusado de qualquer cargo público ocupado. É de estarrecer o nível da denúncia! Nosso Judiciário é e está podre.

O ministro é mostrado como assaltante dos cofres públicos e disso não resta a menor dúvida. O que não se entende é o fato de o Senado não ter ainda se mobilizado para afastá-lo de suas funções, conforme previsto no art. 52 da Constituição Federal. O ministro, como se sabe, passou a vida como vassalo do PT e liderado de Zé Dirceu.

Reprovado em dois concursos públicos, que fez para juiz de primeira instância, pulou para o posto de ministro do STF por canetada de seu ídolo, Lula da Silva, condenado por roubar a maioria das estatais e por ter quase destruído totalmente a Petrobras. Por que é que ninguém vai preso neste país?

Mas quem acreditava que tudo iria mudar e que as coisas seriam moralizadas com a saída de Cesar Asfor Rocha da Presidência do STJ, enganou-se profundamente. O atual presidente, Humberto Martins, sequer consegue esconder a bandalheira da qual faz parte.

Seu filho, advogado Eduardo Martins, recebeu 42 milhões de reais da Fecomércio do Rio de Janeiro, durante a gestão do presidente Orlando Diniz, que foi preso na Lava-Jato. Em delação premiada, Diniz afirmou que a contratação de Eduardo tinha como finalidade “influenciar decisões no STJ, hoje presidido por seu pai”. Continua...

Anônimo disse...



chumbo grosso continua II e termina.....

Fica bem claro que as instituições brasileiras são dirigidas pelos mais abjetos vermes, organizados em associações criminosas. Como desmontar cenário assim? Não se deve esquecer que tais autoridades interpretam e aplicam as leis e se dizem “guardiões da Constituição”. Deveriam estar atrás das grades e não agindo como magistrados.

No Tribunal de Contas da União – TCU – a situação não é diferente. Diversos ministros já foram apontados como praticantes dos mais diversos crimes, sem que se tenham tomado medidas de afastamento de seus cargos. São casos gravíssimos que se acumulam e são “esquecidos” de acordo com as conveniências.

A população brasileira tem de ficar atenta, pois o Brasil poderá se tornar uma nova Venezuela, palmilhando o mesmíssimo caminho ora percorrido pela Argentina. O Judiciário nacional está cheio de quadrilhas afinadíssimas em que as conexões saltam aos olhos e ninguém faz nada. Grande parte dos juízes vende sentenças e rouba quase tudo.

Num país comandado por criminosos, já começa a ser ensaiada possível fraude para as eleições de 2022. Nenhum dos quadrilheiros instalados nas instituições aceitou o resultado da eleição de Bolsonaro. Com as atuais urnas eletrônicas, tornou-se impossível detectar qualquer fraude e a única saída parece ser o voto impresso.

Bandido é igual em qualquer sistema. Os que aqui se encontram no comando farão tudo que estiver à mão e disponível, a fim de continuarem reinando e lesando a pátria.

Postado por Altamir Pinheiro às 9/13/2020 06:05:00 AM

Anônimo disse...

ORLANDO TAMBOSI
A melhor seleção de notícias e artigos sobre política, filosofia e cultura.

DOMINGO, 13 DE SETEMBRO DE 2020
Zerando tudo

Se depender do STF, que é hoje o mais agressivo partido de oposição no Brasil, Lula provavelmente será o candidato para combater Bolsonaro. J. R. Guzzo, em sua coluna de hoje no Estadão:

O ex-presidente Lula apareceu de novo no noticiário oferecendo-se ao público, pelo que foi possível entender, para restaurar a democracia no Brasil, colocar comida na mesa do povo, em vez de bala de revólver, e devolver ao País a prosperidade, bem estar e ascensão social que, segundo ele, existiam durante os 13 anos e meio dos governos do PT. Falou como quem tem certeza de que vai ser candidato a presidente da República nas próximas eleições. Lula deve saber o que está dizendo.

O Supremo Tribunal Federal, que substituiu o PT e seus amigos como o mais agressivo partido de oposição no Brasil, dá a impressão de estar querendo, acima de qualquer outra coisa, que Jair Bolsonaro caia fora da Presidência – já, se for possível, ou pelo menos em 2022, quando ele vai tentar a reeleição.

Caso não deem certo a anulação das eleições de 2018, o processo por ter demitido um diretor da Polícia Federal, a acusação de genocídio e outras propostas como essas, os ministros do Supremo parecem achar que Lula é o meio mais eficaz para chegar lá. Ou, vai ver, acham mesmo que a melhor coisa para o Brasil é voltar aos tempos de Lula & Dilma.

De um jeito ou de outro, Lula está se mostrando seguro que as suas duas condenações por corrupção e lavagem de dinheiro, a primeira já confirmada em três instâncias e por nove juízes diferentes, a segunda confirmada em duas, vão ser anuladas e a sua ficha ficará limpa para concorrer em 2022. É um fenômeno. Empreiteiros imensos, diretores de estatais e outros titãs da ladroagem nacional, incluindo nada menos que um ex-ministro de Estado, hoje em prisão domiciliar, confessaram crimes de corrupção num volume sem precedentes na história nacional. Mais: devolveram milhões em dinheiro roubado. Por acaso alguém devolve por livre e espontânea vontade dinheiro que não roubou?

Toda essa gente não praticou seus crimes no Polo Sul; durante mais de dez anos seguidos operaram nos salões íntimos dos governos de Lula e Dilma. Mas, pelo jeito com que o STF parece estar vendo as coisas, o culpado é o juiz Sergio Moro. Ele foi “parcial”, dizem – então tem de zerar tudo, mesmo o que não foi ele, Moro, quem decidiu, para salvar as nossas “instituições”. Ou seja: roubaram como nunca no governo Lula, mas Lula não tem culpa de nada. Será muita sorte, na verdade, se a coisa ficar por aí. O STF ainda pode acabar dando ordens para que o contribuinte pague alguma indenização milionária ao ex-presidente e sabe Deus a quanta gente além dele. Por que não? Já não existe o “Bolsa-Ditadura”? Então: é só criar o “Bolsa Moro”.CONTINUA......

Anônimo disse...

A imagem negativa do cachorro talvez esteja associada ao fato de que ele defende o humano em vez de um outro animal como ele. Ele seria traidor do grupo dos animais irracionais de que ele faz parte.

Anônimo disse...

Todas as delações premiadas foram confirmadas com provas apresentadas? Falam muito de indícios de crime e isso não convence a população que vota em Lula e na esquerda. Além disso, como Lula participou de uma estratégia de tomada e manutenção do poder pela esquerda globalista, seu papel foi previamente acertado de acordo com seu carisma popular: o de convencer a massa a votar e acreditar em todas as decisões de seu governo e no de sua afilhada. Quando ele diz que FHC sabe que ele não é corrupto, está apenas recordando aos demais participantes da trama que sua atuação foi previamente blindada, pois, no lugar de suas digitais, estão as dos designados para cometer os crimes exigidos para o assalto ao poder pelos comunistas (aparentemente, ele não tem sequer celular; fala no aparelho dos outros).
O argumento da Lava-Jato de que segue a linha de jurisprudência de responsabilizar o chefe pelo que fazem os subordinados foi desmoralizado quando Sérgio Moro foi acusado de reter o andamento de processos contra os tucanos. Moro conseguiu levantar suspeição a esse raciocínio jurídico, como se fosse usado para garantir vantagem contra adversários no jogo político.