terça-feira, 1 de setembro de 2020

Esperanças


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Carlos Maurício Mantiqueira

Setembro é o mês da Primavera, quando a vida se renova.

Este ano conturbado, pelo menos oferece a oportunidade de escorraçarmos oa canalhas de seus cargos, elegendo gente nova.

Os urubus estão por um triz.

O efecagácê está vendo a derrocada de seus planos maléficos.

A rede Gororoba desaparecerá como tantas outras televisões do passado.

Logo, logo teremos os novos Gripen voando nos céus da Pátria.

A imensidão de nossas costas atlânticas será vigiada por novos submarinos, CONSTRUÍDOS NO BRASIL !

Só falta a Dona Onça acordar.

Chega de conversinha mole e filminhos de autopromoção.

O crime organizado tem que ser destruído e não é uma cambada de abutres que vai impedir.

Aguardo ansiosamente pelo primeiro linchamento.

O povo está indignado.

Virá pantagruélica  indigestão de lagostas e vinhos premiados.

O boca de veludo será um dia réu (ou diarréia) ?

O mais esperto, motoqueiro, já sentiu a mudança dos ventos e tenta “comprar” uma apólice de sobrevida.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

4 comentários:

Anônimo disse...

...Enquanto isso, o Rodrigo Maia faz mais do mesmo.

Aqui:
https://diariodopoder.com.br/coluna-claudio-humberto

Anônimo disse...

Ótimo artigo do Ipojuca Pontes, aqui:

https://www.heitordepaola.online/post/dossi%C3%AA-stf

Roberto Gouvea disse...

Não é o povo que não sabe escolher, não é a fraude da urna eletrônica e sim o sistema eleitoral, criado para manter os políticos e seus respectivos partidos permanentemente no poder.

A atual legislação eleitoral, em decorrência do quociente eleitoral, possibilita que apenas 7% dos vereadores sejam eleitos pelo voto direto dos eleitores. O restante (93%), bem como os suplentes para os vereadores, são indicados pelos respectivos partidos sem qualquer participação dos eleitores, proporcionalmente aos votos recebidos por cada partido (votos de legenda).

Nesse contexto, ou elegemos um "Bolsonaro" em cada prefeitura ou levaríamos mais de 40 anos para renovar a câmara de vereadores em cada município. De qualquer forma uma tarefa árdua para todos nós conservadores e apoiadores do Presidente Bolsonaro.
(Roberto Gouvea)

Anônimo disse...

Se a população votar regular e consistentemente em candidatos conservadores, o quociente eleitoral penderá para essa tendência, pois 93% de poucos votos em legendas de corruptos e globalistas significará cada vez menos no resultado geral, inclusive nos votos de legenda. O problema é a fidelidade dos dirigentes dessas agremiações aos princípios expressos no estatuto dos partidos. Todos parecem usar o oportunismo político, não para favorecer, mas para prejudicar os bons propósitos das legendas.