sexta-feira, 11 de setembro de 2020

O mico permanente da Globo


 

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Parler - @alertatotal

Nada de anormal... Tudo sempre previsível... O ambientalismo de negócios do Grupo Globo promoveu mais uma marretagem editorial contra o vice-Presidente Hamilton Mourão e ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Tudo por causa de um vídeo produzido por paraenses, no qual indevidamente aparece um mico-leão-dourado – que é natural da mata atlântica e não da floresta amazônica.

A produção, que foi viralizada nas redes sociais por Mourão e Salles, defende a tese correta, verdadeira, de que a maior parte da floresta amazônica não está queimando, apesar da grande seca e baixa umidade relativa do ar na maior parte do território brasileiro. Na guerra permanente de informação, a Globo insiste em arranjar ambientalistas e dados de satélites que apontam desmatamento e incêndios.

O problema é grave, mas não na intensidade pintada pela extrema mídia – que apenas colabora com a campanha internacional de desmoralização do Brasil, para que a Amazônia acabe administrada por um consórcio de nações estrangeiras e ONGs. Os midiotas e ambientalóides estão histéricos porque a gestão Jair Bolsonaro, sob liderança do General Mourão, trabalha para que o Estado brasileiro defenda a soberania da Amazônia com ações objetivas e concretas

A Globo paga o mico permanente de esculachar o Governo Bolsonaro. Essa situação não tende a se alterar. Muito pelo contrário, em relação a Amazônia, o espancamento editorial deve piorar. A única saída é o governo investir na melhoria da comunicação institucional e na transparência das informações sobre a Amazônia. O trabalho de Mourão é para ampliar a presença estatal brasileira em uma região gigantesca, mal ocupada, porém muito cobiçada, por suas riquezas.







Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 


©
Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 11 de Setembro de 2020.

2 comentários:

Almanakut Notícias - São Paulo - Brasil disse...

TV DO CAPETA - MALDIÇÃO DE ROBERTO MARINHO

Anônimo disse...

Mostram imagens de terrenos delimitados onde as árvores são cortadas e comercializadas e depois a área é incendiada para limpar o terreno para agropecuária. Se cortam as árvores antes de incendiar, vão destruindo a floresta paulatinamente pelas bordas e isso independe de as árvores serem verdes. Podem ser também imagens de áreas delimitadas de extração legal de madeira da indústria moveleira. Os ecologistas perderão força quando o governo completar o levantamento e regularização da estrutura fundiária da Amazônia.