segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Progressismo de Mentira


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Sérgio Alves de Oliveira

Felizmente também  tenho a vantagem  de ter  o estômago  bem longe do cérebro. Não fora esse  oportuno distanciamento, eu estaria permanentemente  enauseado de tanto ler e ouvir diariamente esse absurdo, no sentido de  que a “esquerdalha” político-ideológica seria “progressista”(???), um novo sinônimo que “eles” inventaram para somar-se  ao socialismo, comunismo, gramscismo, social democracia,e marxismo cultural, bem como tantas outras variantes dessa ideologia que se propagaram pelo  mundo.

Mas essa ousadia sem limites  da militância esquerdista  não pode causar nenhuma  surpresa. Especialmente  num mundo que anda com os seus valores político-ideológicos,dentre outros, absolutamente  “perturbados”, invertidos,virados de “cabeça para baixo”, onde os valores negativos tomam indevidamente o lugar dos valores positivos, os valores-meios se adonam  dos valores-fins, e vice-versa. Sem dúvida a inversão e a corrupção dos valores têm grande responsabilidade pelo lado maligno que moldou grande parte do mundo.

É por esse motivo que a inversão dos valores político-ideológicos podem “puxar” e “contaminar” todas  as outras inversões de valores, sejam os  morais,os sociais,os religiosos,e  os econômicos,dentre tantos  outros.

Na  verdade ,parece que a esquerda mandou editar um dicionário próprio,dando essa pervertida conotação político-ideológica ao que entende por  “progressismo”.

Em nenhum dicionário do mundo, de qualquer especialidade, ciência, ou língua, se encontrará a palavra “progressista” no sentido que lhe emprestam   os adeptos das diversas  ideologias de esquerda.

Ora, nos dicionários “normais”, o “progressismo” significa simplesmente “progresso”,“evoluído”,”crescente”,”florescente”,”próspero”,”desenvolvido”,”adiantado” , “avançado”,ou “moderno”.

Então  lanço  um desafio a esses predadores e mentirosos da política mundial para que me indiquem um só país,um só,em todo o mundo,que tenha adotado o tal  “progressismo” ,no sentido político-ideológico  dessa expressão, e  conseguido mediante esse engodo  proporcionar ao seu povo  algum progresso,evolução,prosperidade,desenvolvimento,avanço, ou modernismo,considerando,evidentemente,  o sentido literal dessa expressão contido nos dicionários tradicionais.

Não teria acontecido exatamente o inverso  dessa pregação ideológica mentirosa  com os povos dos   países que caíram nessa  armadilha do “progressismo” ? No lugar dos propalados “progresso”, ”evolução”, ”prosperidade”, ”desenvolvimento”, ”modernismo”, o que se vê na realidade não passa de “atrasismo”,”semi-escravidão “,”fome”, ”violência política e policial”, ausência quase total de “liberdade”.

Algum  país “progressista”,porventura, pode ser considerado “desenvolvido”,desde  o momento em que nenhum deles têm bom desenvolvimento econômico e social caminhando numa justa medida?

Como pode a República Popular da China possuir reservas financeiras suficientes para comprar  mais de metade do mundo, agora “adubado” pelo novo coronavírus,que “eles” criaram e espalharam pelo mundo, ao mesmo tempo em que grande parte do seu povo passa  necessidades primárias de sobrevivência,inclusive fome, e total falta liberdade?

Coreia do Norte, Venezuela e Cuba, por exemplo, dentre  outros, países que adotaram o tal “progressismo”, poderiam  “inspirar” os povos  de outros  países ainda livres dessa maldição a fazer o mesmo?

É isso que esses “cretinos” querem empurrar “goela-abaixo” do já sofrido povo brasileiro?

Sérgio Alves de Oliveira é Advogado e Sociólogo.

Nenhum comentário: