segunda-feira, 7 de setembro de 2020

Salsaparrilha


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Carlos Maurício Mantiqueira

Como nau de avariada quilha, segue este país perdulário no dia de seu aniversário.

Daqui há dois anos seremos bicentenários.

Para desespero de canalhas e de canários.

É verdade que foram séculos agitados. Do Aquidabã ao episódio de um amanhã.

Dona Onça nem tanto mais brilha como nos tempos em que combateu a guerrilha.

Também pudera, genebras escolhidos em tenebrosa era.

Como cão que morde e não late, não têm experiência de combate.

No linguajar escorreito de um homem que respeito, “Foda-se“ a Constituição !

Governados pelo supremo lixo sentimos saudades do jogo do bicho.

“Vale o que está escrito “ era princípio de honra dos que viviam no limbo.

Saci e seu cachimbo não podia, por sua condição perneta, dar um pé na bunda dessa gente imunda.

A Onça pode e não o faz. Mancomunada com o ladravaz ?

Passados dois anos e ainda não sabemos quem mandou matar o melhor patriota que temos.

Foi-lhes rogada praga de ver em vida sua execração pelos crimes sem perdão.










Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

11 comentários:

Brasil disse...

Um momento Único!
O nosso 7 de Setembro!
Nossa Liberdade, Nossa Independência!

Parabéns Presidente Bolsonaro!

Brasil acima de Tudo e Deus acima de Todos!

Anônimo disse...

Falar no nove dedos é dar um tapa no nosso rosto.

Sueli disse...

Não tenho nenhuma dúvida de que as FA são mancomunadas com o ladravaz. Há muito elas vêm perdendo a confiança do povo brasileiro. Além de tudo o que nos afronta, ainda temos que nos envergonhar das Fardas e dos botões dourados. Ouro de tolo!

Anônimo disse...

BLOG DO ORLANDO TAMBOSI
A melhor seleção de notícias e artigos sobre política, filosofia e cultura.

Cármen, o Exército e a Amazônia.

Desde quando Exército Brasileiro tem de pedir licença à ministra Cármen, ou a quem quer que seja, para ir a algum lugar do território nacional? Coluna de J. R. Guzzo para a Gazeta do Povo:

Os atuais ministros do STF estão numa disputa cada vez mais agitada para ver quem, entre os onze, consegue fazer os piores papéis. Há, é claro, os grandes craques, gente da qualidade de um Gilmar Mendes ou Dias Toffoli, Edson Fachin ou Luís Roberto Barroso – especialmente esse Barroso, que se esforça todos os dias para ser nomeado guardião supremo da virtude no Brasil e, possivelmente, no resto do mundo. Mas sempre há um lugarzinho para a turma da segunda divisão tentar alguma coisa. É o caso da ministra Cármen Lúcia, que andava entregue à pequenez habitual de sua presença na mídia, hoje mais excitada com colegas que falam de “genocídio”, de “dictatorship” etc. É a velha história. Se ninguém está prestando atenção em você, tenha um ataque de nervos; sempre haverá quem pare um pouco para olhar.

O último chilique da ministra foi dar “cinco dias” para o Exército explicar a sua “presença” na Amazônia. Como assim? Desde quando Exército Brasileiro tem de pedir licença à ministra Cármen, ou a quem quer que seja, para ir a algum lugar do território nacional? Tanto quanto se saiba, as forças armadas têm o direito de estar presentes em cada palmo dos 8,5 milhões de quilômetros quadrados deste país. Não podem ir para o Paraguai ou para a Bélgica, mas aqui dentro podem, sim. Ou melhor, têm a obrigação legal de estar presentes – não podem dizer que nesse ou naquele lugar “a gente não vai”. Porque a ministra Cármen não pergunta, então, o que o Exército está fazendo no Paraná? Ou em Pernambuco? Perderam a noção. Continua....

Anônimo disse...



BLOG DO ORLANDO TAMBOSI – continua II e termina....

A maior parte das fronteiras do Brasil com os seus vizinhos fica na Amazônia. Uma das principais funções de um exército, em qualquer lugar do planeta, é vigiar as fronteiras nacionais; se não fizer isso, quem vai fazer em seu lugar? Uma ONG? A PM de Alagoas? Os “capinhas” do STF? O Exército não precisa preencher um formulário em quatro vias para explicar por que mandou o pelotão “X” ou “Y” se deslocar do ponto “A” ao ponto “B” dentro do território brasileiro. Só num lugar como o atual STF, em seu show diário para convencer a si próprio que manda no “governo militar, antidemocrático e fascista” que está aí, daria para encontrar quem acha o contrário.

É, para resumir a ópera, mais uma comprovação da crescente incapacidade do STF em funcionar como uma corte de justiça de país decente. Para piorar o que já é ruim, o despacho da ministra Cármen foi feito para satisfazer – acredite se quiser – um pedido do Partido Verde, que conta com quatro deputados (4) entre os 513 que formam a Câmara. Pode isso, Arnaldo? Sobra, melancolicamente acima de tudo, a clara sensação de mais uma palhaçada top de linha. Por acaso o Exército Brasileiro vai abandonar a Amazônia para atender ao Partido Verde, ou à doutora Cármen? Não vai. Então chega.
FacebookTwitterPinterestPartilhar
Postado por Orlando Tambosi às 19:07

Anônimo disse...

O ESTADAO


BRASÍLIA - No dia em que o Brasil atingiu 127 mil mortos pelo novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro fez na noite de ontem um pronunciamento em que ignorou a pandemia, não destacou a agenda de reformas de governo e procurou dar ênfase à “liberdade dos brasileiros”. Bolsonaro afirmou ter compromisso com a democracia, mas, em cadeia nacional de rádio e TV, voltou a celebrar o golpe de 1964 – que deu início ao regime militar. Essa foi a primeira vez que o presidente se manifestou em pronunciamento desde abril. Durante a fala do Dia da Independência, foram registrados panelaços pelo País.

Sem mencionar a repressão da ditadura militar a opositores, Bolsonaro destacou que, nos anos 1960, “quando a sombra do comunismo nos ameaçou”, milhões de brasileiros foram às ruas “contra um país tomado pela radicalização ideológica, greves, desordem social e corrupção generalizada”. “O sangue dos brasileiros sempre foi derramado por liberdade”, disse o presidente.

O presidente Jair Bolsonaro durante pronunciamento © Reprodução O presidente Jair Bolsonaro durante pronunciamento
Em tom nacionalista, afirmou que em 1822, na declaração de independência do Brasil, o País dizia ao mundo que “nunca mais aceitaria ser submisso a qualquer outra a nação”, e que os brasileiros “jamais abririam mão da sua liberdade”. Ele também fez referência à participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial, quando o País “foi à Europa para ajudar o mundo a derrotar o nazismo e o fascismo”. “Vencemos ontem, estamos vencendo hoje e venceremos sempre.”

Afirmando compromisso com a Constituição, a democracia, a liberdade e a preservação da soberania, Bolsonaro disse que o País jamais abrirá mão de tais valores. “No momento em que celebramos essa data tão especial, reitero, como Presidente da República, meu amor à Pátria e meu compromisso com a Constituição e com a preservação da soberania, democracia e liberdade, valores dos quais nosso País jamais abrirá mão”, disse o presidente, que destacou a palavra democracia em seu pronunciamento. “A Independência nos deu a liberdade para decidir nossos destinos e a usamos para escolher a democracia.”


Reprodutor de vídeo de: YouTube (Política de Privacidade, Termos)
A escolha do presidente em enfatizar a defesa da democracia ocorre num momento em que Bolsonaro adota um tom mais ameno na relação com os demais Poderes. No primeiro semestre deste ano, o mandatário participou de atos antidemocráticos em Brasília e proferiu uma série de críticas a decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) que contrariaram os interesses do governo – como a suspensão da nomeação de Alexandre Ramagem para a Polícia Federal.

O presidente também usou o pronunciamento para ressaltar a miscigenação brasileira. Para Bolsonaro, o Brasil desenvolveu o “senso de tolerância”. CONTINUA....

Anônimo disse...



O ESTADAO-CONTINUA II....

O cientista político David Fleischer, da Universidade de Brasília (UnB), avalia que Bolsonaro fez um pronunciamento "neutro". "Ele concentrou sua fala sobre a Independência do Brasil há 198 anos, um pouco sobre Império e sobre a República. Eu não chamaria exatamente de paz e amor, mas foi uma alusão à independência, sem ataques e sem ódio", avaliou.

Para Fleischer, cabia ao presidente ter feito, pelo menos, uma pequena menção de solidariedade aos familiares de vítimas da covid-19. "Ele não fala nem hoje nem nos outros dias. É totalmente omisso em relação ao coronavírus. Se comparar com o presidente argentino (Alberto Fernández), que assumiu o comando nacional contra a covid, a diferença é radical", disse.

'Mita'
Durante o dia, o presidente participou da cerimônia do Dia da Independência, realizada no Palácio da Alvorada. Sem máscara, Bolsonaro chegou no Rolls-Royce conversível da Presidência para o evento, acompanhado de um grupo de cerca de dez crianças, e cumprimentou apoiadores. Algumas usavam máscaras, outras não. A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, foi chamada de "mita" pelo público.

Sem máscara, Bolsonaro chegou no Rolls-Royce conversível da Presidência para o evento, acompanhado de um grupo de cerca de dez crianças, e cumprimentou apoiadores. Algumas usavam máscaras, outras não. A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, foi chamada de “mita” pelo público.

Enxuto por causa da pandemia, o evento substituiu o tradicional desfile de 7 de Setembro, realizado na Esplanada dos Ministérios. A portaria do Ministério da Defesa que cancelou o evento apresentou como motivo o risco de aglomeração. No entanto, de acordo com a Secretaria Especial de Comunicação (Secom), entre 1 mil e 1,2 mil pessoas acompanharam a solenidade.

Estavam presentes autoridades como os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, além de ministros de Estado e chefes das Forças Armadas. Assim que Toffoli chegou à solenidade, simpatizantes de Bolsonaro gritaram para o ministro: “Supremo é o povo”. Alcolumbre, por sua vez, foi hostilizado com vaias. Entre os ministros, Paulo Guedes (Economia), Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Fábio Faria (Comunicações) foram alguns dos presentes. Continua...

Anônimo disse...



O ESTADAO – CONTINUA III E TERMINA.....

Com o desentendimento público entre Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Guedes, o presidente da Câmara dos Deputados optou por não comparecer à comemoração. Segundo a assessoria de Maia, o deputado não participou por estar no Rio.

Almoço
Depois da cerimônia, Bolsonaro ainda participou, junto de ministros, de uma confraternização na casa do secretário especial de Assuntos Estratégicos, almirante Flávio Rocha. O almoço contou também com a presença do presidente do STF. O convite de Rocha ocorreu justamente no momento em que o primeiro escalão diverge sobre gastos públicos na retomada econômica.
==============
O SOMBRA DIZ...
O MENTIROSO DE SEMPRE, O SABUGO DE SEMBRE, O POLTRAO DE SEMPRE. O QUE FEZ FOI SELFIE DELE MESMO. O OBJETIVO E A REELEIÇAO. AGORA ESTA SE ESPELHANDO NOS ANTECESSORES. ESTA AMIGUINHO DESDE NASCIMENTO COM A SUPREMA BOSTA FEDERAL E ELEITORAL. ESTA AMIGUINHO DE EX PRESIDENTES LADROES DO DINHEIRO DO POVO BRASILEIRO QUE PAGA IMPOSTOS EXCESSIVOS PARA MANTER A CORJA QUE CONTINUA NO PODER. TEMER, DILMA, NOVE DEDOS E FILHOS, BOLSONABO E FILHOS. ELE PURA E SIMPLESMENTE SE AFASTOU DE TUDO QUE E CORRETO BOM E SAUDAVEL PARA SE ALIAR AOS SABUDOS DO PODER. NAO PASSA DE UM COME E DORME INFRATOR DE RELIGIOES E INFRATOR DE LEIS. O MESMO PRATO REQUENTADO E PUTRIDO SERVIDO AOS PAGADORES DE IMPOSTOS DESTA NAÇAO. ACABAR COM AS MORDOMIAS ISSO ELE NAO QUER. QUER CONTINUAR A SURFAR NA ONDE DOS INCOMPETENTES E VENDIDOS QUE VENDERAM A ALMA PARA CONTINUAR A VIVER NESTE PALACIO DAS SOMBRAS CHAMADA PRAÇA DOS TRES PODERES DE BOSTA DESTE PAIS. SO SABEM FAZER AQUILO OU SEJA ROUBAR, ROUBAR E MENTIR E MENTIR USANDO O NOME DE DEUS E DAS FORÇAS ARMADAS QUE ESTAO CALADAS COMO SEMPRE ASSISTINDO TUDO E NAO FAZENDO NADA. ELE E UM PESSIMO EXEMPLO PARA O POVO BRASILEIRO QUE JA GOSTA DE LEVAR VANTAGEM EM TUDO. SEGUIR O EXEMPLO DOS ESTADOS UNIDOS COM SO DOIS PARTIDO. ISSO NAO. QUANTO MAIOR O NUMERO DE INFRATORES MELHOR PARA CONTINUAR A MESMA LENGA LENGA DE SEMPRE. ESTAMOS PAGANDO HORRORES PARA TODOS OS BENEFICIOS E MORDOMIAS QUE AS SARNAS DO PAIS EXIGEM DO POVO BRASILEIRO PARA APRESENTAR ESTE SERVIÇO PORCO E PIFIO A NAÇAO. JA ESTA FAZENDO PROPAGANDA PARA ELEIÇAO E FIXAR SEUS REBENTOS NO PALACIO DAS FADAS DO PAIS DO FAZ DE CONTAS QUE EU TRABALHO E VOCES FAZEM DE CONTA QUE ACREDITAM E A HISTORIA SE REPETE, REPETE E REPETE.ATE A JUSTIÇA DIVINA DECRETAR O FINAL. SANGUE DE JESUS TEM PODER E OS DEZ MANDAMENTOS ESTAO SENDO DESRESPEITADOS TODOS OS DIAS.

Anônimo disse...

[O poder armado nacional foi usado como uma faca, a mão manuseou as várias facas e o marechal Deodoro da Fonseca, que era monarquista, decretou então a República.]

XMG 14 - Brasil: poder e sabotagem ao longo da História (Prof. Luiz Antonio -> Xeque-mate Global) https://www.youtube.com/watch?v=FtF1-C4Id-E








[Assuma a responsabilidade de sua própria vida e se fortaleça para esses momentos que virão. Eu já disse que passaremos por um hiato entre aquilo que está sendo desconstruído e aquilo que ainda não está efetivamente implantado. (...) Você vai se preparar, vai fazer estoque, falar com seus familiares. Não tenha medo porque ele é usado contra você pelos dominadores globais. Até novembro a situação vai se agravar, porque eles precisam inviabilizar a reeleição de Trump (nota: outro momento será na reunião do Fórum Econômico Mundial em janeiro). Os dominadores globais detonarão novos catalisadores para manter o clima de pânico e medo (jogarão notícias de novos vírus, conflitos no Oriente Médio e Ásia, questões geológicas do próprio planeta, recessão global). (...) Lembrando que o sistema de comunicação quântico da China desaparece quando observado. Estude o fenômeno chamado "dupla fenda" (o observador interfere no fenômeno observado). Você é parte da Criação e como tal você interfere no jogo, você faz parte do jogo quântico. Isso está ligado ao seu fortalecimento, ao seu despertar interno, sua capacidade de não sentir medo, não se deixar levar pela vaidade, sabendo que tempos melhores virão.]

XMG 22 - Resistência, evolução e preparação para a crise (Prof. Luiz Antonio -> Xeque-mate Global) https://www.youtube.com/watch?v=2p1TwI_V5ls

O experimento da dupla fenda | Física Quântica (Textos para Reflexão)
https://www.youtube.com/watch?v=Ep24j5PoC8


Esto es lo que nadie te dice sobre el Bitcoin y otras monedas digitales (La Contra TV)
https://www.youtube.com/watch?v=1qYFEanws9s



||Nota: A suposição de Albert Fishlow (no Estadão de 16 de agosto de 2020 - página B6) de que o presidente Bolsonaro deixou de ser contrário ao aborto é verdadeira?||

[Em contrapartida à ajuda de George Soros à Argentina, O PRESIDENTE FERNANDEZ DEVE CONTRIBUIR PARA A DESESTABILIZAÇÃO DE BOLSONARO NO BRASIL, impulsionar uma reforma educativa tendendo para o teletrabalho e com maior intensidade de doutrinação de gênero, acelerar a legalização do aborto, que o presidente Fernandez desvalorize a moeda em 50% e ESTENDA O MAIS POSSÍVEL A QUARENTENA E O CONFINAMENTO, ou seja, que termine de liquidar e destruir a economia argentina para que Soros, seus amigos e representantes possam adquirir o patrimônio argentino a preço vil. Bill Gates e Soros estão tendo enormes lucros com a comercialização do lítio, essencial nas baterias de computadores e telefones.]

Conozca las condiciones que le han impuesto a Argentina para que pueda superar el coronavirus (La Contra TV) https://www.youtube.com/watch?v=L28OH83CHq

Anônimo disse...

A propósito do "linguajar escorreito", Romulus Maia, do Duplo Expresso, curiosamente chama o autor desse desabafo de "Vovô-Voyer" (na minutagem do vídeo).

Prisão de Bannon expõe o "Rato Rei": o que muda no jogo? - D.E.21/ago/2020
https://duploexpresso.com/?p=114417

Anônimo disse...

O comentarista "O Sombra" deveria agradecer, e não criticar o presidente Bolsonaro. O presidente está reformando o sistema educacional do país desde o ensino fundamental para que não haja mais brasileiros que, passando inutilmente pelos bancos escolares, confundam "sabujo" com "sabugo".