quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Supremo entra na Era Fux (you?)


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Parler - @alertatotal

Luiz Fux toma posse na presidência do Supremo Tribunal Federal. Como a Corte Suprema do Brasil vai entrar na Era Fux. Espera-se que o ritmo não seja de “fux-you” (trocadilho infame com o termo inglês sugerindo que “alguém vai se ferrar”). O sucessor de José Dias Toffoli será obrigado a dar continuidade à “guerra de pacificação” entre os três poderes. Os conflitos, além de longe de acabar, podem se acentuar.

Em novembro, um novo ministro (provavelmente um evangélico, conservador) substituirá o decano Celso de Mello (que se aposenta). O cotadíssimo é André Mendonça – atual ministro da Justiça e ex-Advogado Geral da União. Membro do grupo brasiliense de um dos núcleos de poder no Palácio do Planalto, Mendonça tem relações pessoais excelentes com a maioria dos 11 supremos-magistrados.

Polêmicas são previstas sobre o destino da Lava Jato. A tendência é que muitas sentenças da primeira até a terceira instância sejam revistas. A situação se complicou ontem com a operação contra 64 escritórios de advocacia suspeitos de desviar R$ 151milhões do sistema S. O caso assume dimensões apocalípticas porque um dos acusados é filho do presidente do Superior Tribunal de Justiça.

Fora o novo rolo produzido pela Lava Jato no Rio de Janeiro, o dia de saideira de Toffoli teve grandes emoções. Ele foi homenageado pelo Congresso Nacional, com direito a medalha. Na última sessão que presidiu no STF contou com a presença surpresa do Presidente da República. Jair Bolsonaro chegou bem na hora em que o ministro Alexandre de Moraes discursava, fazendo elogios ao mais polêmico ato da gestão Toffoli: o absurdo e estranho inquérito sobre Fake News.

Prudente é aguardar para ver o que acontecerá nos dois anos de gestão do Fux, durante a qual haverá a entrada de pelo menos dois novos membros para o STF.

No mais, é seguir na caça do Lobo Guará, para ver se consegue pagar a carestia do feijão com arroz.




Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 


©
Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 10 de Setembro de 2020.

5 comentários:

Anônimo disse...

Do blog – chumbo grosso
terça-feira, 8 de setembro de 2020
É PRECISO EVITAR O DESMONTE DA LAVA JATO

O procurador-geral da República, Augusto Aras, está transformando o desmonte da Operação Lava-Jato numa causa política e pessoal, ao capitanear uma estratégia de fragilização e retrocesso das ações anticorrupção.

Aras precisa decidir até a próxima quinta-feira a respeito da prorrogação da força-tarefa da Lava-Jato no Paraná. A continuidade do trabalho é necessária e depende de mero ato administrativo, como tem sido rotina desde o início das investigações, em abril de 2014. Na semana passada, o Conselho Superior do Ministério Público Federal resolveu estender o prazo provisoriamente. Cabe ao procurador-geral a decisão definitiva, mas ele reluta.

Aras está na carreira há 33 anos, virou chefe administrativo do MPF por escolha de Jair Bolsonaro, sob a justificativa do “alinhamento ideológico”. Logo embarcou numa espécie de cruzada contra a Lava-Jato, empreendida por partidos políticos cujos líderes ficaram expostos na teia de corrupção desvelada nas investigações desencadeadas a partir de contratos da Petrobras.

O procurador-geral comanda a nova tentativa de desmonte da Lava-Jato com um discurso frágil, recheado de neologismos, como um certo “lava-jatismo”. Baseia em acusações pouco críveis, como a existência de uma “caixa de segredos” na força-tarefa do Paraná. Sua lógica induz à conclusão de que o MPF conduz investigações ilegais sobre 38 mil pessoas físicas e empresas.

Como não apresenta evidências, Aras parece apenas um porta-voz do viés personalista, coerente com a tendência centralizadora, ou mesmo autoritária, do bolsonarismo. Deixa a impressão de que pouco importa se, no curto espaço de 77 meses, a força-tarefa paranaense construiu um acervo local de 5.938 autos judiciais, apresentou 124 denúncias e 38 ações civis públicas, além de promover 224 acordos de colaboração premiada e de leniência empresarial, que já resultaram em R$ 14 bilhões passíveis de resgate aos cofres públicos.

É legítimo que Aras tenha um plano para o futuro do MP. Não divulga detalhes, mas depreende-se que postula a criação de uma unidade nacional plasmada do modelo americano, formatado a partir de 1982 numa força-tarefa contra o crime organizado e o tráfico de drogas. A ideia merece debate, dentro e fora do MP. Porém é essencial observar o preceito constitucional de independência funcional dos procuradores, sob o risco de haver contestação jurídica. E, sobretudo, a experiência acumulada na Lava-Jato, de abrangência e dinamismo inéditos, como mostra a cooperação de órgãos judiciais de 63 países. Continua....

Anônimo disse...



do blog chumbo grosso – continua II e termina.......

Inexistem razões objetivas para desmontar a Lava-Jato. Sobressaem apenas motivações variadas de parte do Congresso, conveniências de alguns no Judiciário e outros no governo. Resumem-se à vontade de “estancar a sangria”, na definição do ex-senador Romero Jucá, um dos investigados. Nada a ver com o interesse público. - Fonte: Jornal O Globo. -

Postado por Altamir Pinheiro às 9/08/2020 12:08:00 PM

SOMBRA DIZ...PAPO FURADO, DELE ARAS E DE SEUS ANTECESSORES, RACHEL DODGE, RODRIGO JANOT, ACOBERTADORES DE ILICITOS DO PAIS. DESDE A 470 ESTA TCHURMA SE JUNTOU AOS FAMIGERADOS DEFENSORES DE BANDIDOS SUPREMOS BESTEIROL FEDERAL E ELEITORAL COM A TCHURMA DE ADVOGADOS DE PORTA DE XADREZ BERMUDES E CIA LIMITADA, KAKAI FEIJOADA DO AMARAL E DESFILE DE SHORT DENTRO DA SUPREMA CORTE SE JUNTARAM PARA CONTINUAR A FATIAR RECORRER, RECORRER E RECORRER DANDO DIREITOS A LADROES DO ERARIO PUBLICO QUE DEVERIAM SER PUNIDOS COM MAOS DE FERRO PELA OBRA COMPLETA DE CADA UM E NAO FATIAMENTO DA MESMA E DISTRIBUIÇAO E OUTRAS VARAS. NOSSA JUSTIÇA E FAJUTA E NOSSAS LEIS, CONSTITUIÇAO PERNETA TAMBEM E FAJUTA E PROSTITUTA PORQUE DA GUARIDA A VIGARISTAS PERPETUOS QUE SE ACOSTUMARAM A ROUBAR A NAÇAO E O POVO BRASILEIRO. DESDE A 470 JA ESTAVAMOS VENDO O DESTINO DA LAVA JATO. PARA ACOBERTAR BANDIDOS CRIARAM O FATIAMENTO DOS CRIMES CONTRA A NAÇAO PARA ACOBERTAR OS QUARENTA PARTIDINHOS MULAMBENTOS DE ALGUNS DEPUTADOS, SENADORES PERPETUOS, DE EX PRESIDENTES PERPETUOS INFRATORES QIE ESTABEÇECERAM UMA CASTA INCASTIGAVEL, COMPLETAMENTE ISENTA DE TUDO E COM LIBERDADE DE CONTINUAR A DELINQUIR DIANTE DE TODA A NAÇAO DECENTA EPAGADORA DE IMPOSTOS DO PAIS, E PRINCIPALMENTE OCUPANDO POSIÇOES VITALICIAS, CHEIAS DE PRIVILEGIOS E QUE JAMAIS, JAMAIS MESMO PODEM SER DEMITIDOS PORQUE NAO EXISTE JUSTA CAUSA PARA OS BANDIDOS PERMANENTES. NAO HA NO MUNDO NENHUMA NAÇAO COM QUARENTA PARTIDOS POLITICOS E AINDA OUTRO TANTO QUERENDO ENTRAR PARA RECEBER TODAS AS BENESSES QUE CADA PARTIDO TEM DIREITO. NOS EEUU NAÇAO MAIS FORTE DO MUNDO SO DOIS PARTIDOS DIREITA E OPOSIÇAO AQUI A SUPREMA CORTE ELEITORAL NAO SO PATROCINA, ACOBERTA E ACOLHE OS BANDIDOS E NAO POE NA RUA OS FICHAS SUJAS. ELA TEM UM VERDADEIRO ARSENAL ENFIADO DENTRO DOS ESCANINHOS DOS SUPREMOS BOSTAS DE MERDA. ISTO E A FORMA DE TRABALHO SUJO DOS JANOTS, DODGES E ARAS QUE AJUDAM E PARTICIPAM NOS FATIAMENTOS DOS ILICITOS. PERGUNTA QUE NAO QUER CALAR. QUANTOS BANDIDOS FORAM PUNIDOS PELOS SUPREMOS ELEITORAL E FEDERAL? NENHUM. E QUANTOS FORAM SOLTOS? TODOS MENOS ALGUNS QUE ESTAO PRESOS ATE HOJE SOMENTE PARA DIZER QUE TRABALHAM. TRABALHAM QUA, QUA,QUA. SAO DEFENDORES DA BANDIDAGEM CONTRA O BRASIL E FUTURO DO POVO BRASILEIRO. PRIVILEGIOS ELES TEM TODOS, SALARIOS, MORDOMIAS, AUXILIO ISTO E AQUILO MAS DAO DE ESMOLA A ZE POVAO UMA MIGALHA DE 600 E AINDA ACHAM QUE SAO OTIMOS. ´POR QUE ATE HOJE NAO CORTARAM OS PRIVILEGIOS E MORDOMIAS DESTA CASTA DE VAGABUNDOS QUE NAO TRABALHA E MUITO MENOS AJUDA O PAIS.

Anônimo disse...


rvchudo

quinta-feira, 10 de setembro de 2020
A Leitura Real da Urna que os Petistas não conseguem enxergar.


Os petistas ainda não entenderam o que aconteceu.
Eu explico.
Quem venceu a eleição fomos nós e não o Bolsonaro.
Nós vencemos a eleição para ele.
Nós vencemos sem partido.
Nós vencemos sem Jornal Nacional.
Nós vencemos sem Exércitos MST e cia Ltda
Nós vencemos sem dinheiro.
Nós vencemos sem horário político e propagandas milionárias.
Nós vencemos sem a presença do candidato por mais de 30 dias hospitalizado.
Nós vencemos sem Temer, FHC, Marina, Ciro, Alckmin, Tofolli, Gilmar Mendes, Levandowsky, Joaquim Barbosa, Chico, Caetano, Globo, Segunda Instância, Folha, Estadão, Carta Capital e o Diabo a Quatro...
Prá falar a verdade, eu não sei como vencemos, o que sei é que vocês erraram o alvo, erraram feio, perderam um tempo danado tentando achar uma culpa no Capitão e não perceberam que o inimigo éramos nós e não êle.
Vocês esqueceram toda a tortura que nos fizeram durante esses 16 anos. Seus ídolos nos fizeram de idiotas e vocês riram na nossa cara de coxinha com o seu bafo de mortadela.
Vocês se esqueceram de tanta crueldade feita contra esse povo.
Vocês se esqueceram que cada real roubado saiu do bolso de cada um de nós.
E o pior, para vocês, vocês se esqueceram que tudo tem um limite, e esse limite fomos nós.
Desta vez nós iríamos ganhar de qualquer maneira, com Bolsonaro ou com qualquer um outro que se posicionasse a direita desta máfia esquerdista instalada nos quatro cantos da nação.


"Gigantesca" manifestação anti Bolsonaro.

E para encerrar, eu os conforto, não se preocupem com o Bolsonaro, nós sabemos muito bem o que queremos e se por uma fatalidade ele sair fora da linha, nós iremos sair com ele muito mais fácil do que saímos com a sua presidAnta.
Democracia não tem partido e bandeira, somente a vontade do povo.

Postado por Ricardo Oscar vilete Chudo às 01:03

Anônimo disse...

Muito bom Ricardo
Falou tudo.

Marcelo Baglione disse...

Serrão, meu GM, bom dia,

Se feijão com arroz ou arroz com feijão, pouco importa, porque é tudo do mesmo, pois ambos estão, ficaram caríssimos - e já não eram baratos. Como o celeiro mundial de alimentos pode fazer uma oferta de alimentos, tal qual um proxeneta que oferece putas em seu negócio na área de entretenimento e prazer? Neste momento, todos nós já se fux no supermercado. Quanto ao Fux, novo ministro do STF que ele não seja do mesmo ou feijão com arroz ou arroz com feijão - jurídico - que nos custa caríssimo, sob todos os sentidos; digo, até, que está mais caro do que qualquer gênero básico de alimentação.

Meu T.

M.