segunda-feira, 19 de outubro de 2020

ALIVIADO

Artigo no Alerta Totalwww.alertatotal.net

Por Carlos Maurício Mantiqueira

Aqui estamos; na cidade de São Paulo. Como poetas, entre trovas e covas.

Ele está no de São Paulo estado; aliviado.

Quer nos tratar como gado mas por boi bravo será chifrado.

O Brasil além de todas as grandezas, tem a Bomba Alimentar.

Se os xing-ling não pararem de nos amolar, comida para eles não iremos mais mandar.

Após uma semana, a maioria já morreu de fome. Não há maior riqueza na vida que produzir alimentos. Ninguém come minérios !

Já os “açeçores” do querido Mito, deixam nosso povo aflito.

Só asneira; o dia todo, a semana inteira.

Hábeis como macaco em loja de louça, só fazem merda (que ninguém nos ouça !)

O heróico brado, pela pandemia foi quebrado.

“Mas a Economia nós vemos depois” era o mantra da gente pilantra.

Direi uma verdade que talvez não lhes contem :O hoje, amanhã será ontem.

Carpe diem é o mote das carpideiras e do herdeiro princeis.

“Salvemos os bancos e aqui pro ceis !”

Antes éramos seis, como no livro; hoje ainda “menas”, como galinhas perdendo as penas.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Um comentário:

Vanderlei Lux disse...

"Se os xing-ling não pararem de nos amolar, comida para eles não iremos mais mandar."

Então alguém tem de avisar ao gênio que assessora o Bozo no ministério da economia, o "senhor Miyagi" dos banqueiros, mais conhecido como Paulo Guedes, que é hora dele rever a política econômica bizarra e bisonha de Bolsonaro, de manter uma meta de inflação de 4% ao ano e SELIC em 2% ao ano, fazendo o dólar já custar 6 pilas. Pois é essa política que está fazendo a festa da chinezada e o terror da brasileirada nos supermercados.

Mas enquanto isso, a imprensa se "preocupa" com a vacina de placebo da china, com o Queiroz e lojas de chocolates, com cheques irrisórios pra Michelle, com a rachadinha de deputado estadual e dinheiro no fiofió de senador. É hilário que a mídia até faz um alardezinho para a alta dos alimentos, mas absolutamente nada fala contra a Selic. Não me lembro de outro Banco Central que tenha sido tão protegido e incensado como este. Talvez seja pelo fato de a preocupação atual do BC ser exclusivamente com política fiscal, sonho antigo até mesmo de petistas.

Me pergunto: qual a tara desses governos esquerdistas em insistir que se não destruirmos continuamente o poder de compra da moeda, ninguém investirá e ninguém consumirá! De onde sai tamanha iluminação?

O Brasil como sempre é o último a sair da sala e apagar a luz. Até o México, país totalmente controlado pelo tráfico de drogas, está melhor que nós...