segunda-feira, 5 de outubro de 2020

O pandemônio vai longe


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Parler - @alertatotal

Não foi só o Covid 19, mais propriamente chamado de Kung Flu, que tirou vidas neste tétrico ano de 2020. Estatísticas revelam que doenças do coração mataram o dobro de pessoas na comparação com o ano passado. Isto indica que os fatores de desgaste emocional contribuíram para as mortes por problemas cardíacos. A crise econômica persistente é o que mais afeta o lado psicológico dos cidadãos.

O custo de vida subiu muito. A taxa oficial de inflação é uma mentira confirmada na redução do poder de compra das pessoas. Os alimentos sobem de preço assustadoramente. Além de perder o emprego – e não achar facilidade para encontrar outro -, muita gente teve redução salarial. A retomada econômica acontece, lentamente, na base do sacrifício da classe média. Os empreendedores fazem milagres. A máquina estatal segue cobrando impostos cada vez mais altos.

A desilusão de amplia na política. Embora popular nas enquetes de opinião, o Presidente Jair Bolsonaro entra na fase de desgaste. Bolsonaro nunca apanhou tanto nas redes sociais quanto depois da indicação do desembargador Kassio para a vaga de Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal. O Mito marcou gol contra absoluto. Produziu uma desnecessária desilusão. Quem está rompendo com Bolsonaro é a classe média pensante. Foi esta turma que foi para o pau contra o mecanismo, conduzindo Bolsonaro ao poder.

Parece que o pandemônio econômico vai longe. A crise política também! Bolsonaro se deixou ficar refém do Centrão? A cada movimento do Presidente vai ficando claro que a prioridade dele é se blindar contra os problemas do filho Flávio Bolsonaro. Parece que Jair Bolsonaro aceitou a chantagem. Que vergonha! Que falta imperdoável de visão estratégica. Os inimigos ameaçam virar o jogo, mesmo jogando absolutamente errado.

Acontece o que se mais temia: o time de Bolsonaro começa a perder para ele mesmo.

Releia o artigo de domingo: Os desafios do refém Bolsonaro






Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 


©
Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 5 de Outubro de 2020.

3 comentários:

Carlo Germani disse...

Jorge Serrão! A bem da verdade,você é um dos poucos JORNALISTAS que tem o compromisso com a verdade.
Ontem fui censurado no blog de Percival Puggina (Porto Alegre/RS),que em off (email) disse
que meu comentário desestabiliza o "presidente Bolsonaro".

comentários seguiu a mesma linha crítica do que você,com mais talento,escreveu neste post.

A censura é o início da "polícia do pensamento"?

PS-Siga sempre com seu talento e honestidade caro Serrão.

Anônimo disse...

Serrão, fala do Flamengo e deixa de urubuzar o presidente!

aparecido disse...

O cara namorava a mulher e o Aecinho era o mineirinho come quieto..kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk..malandro....