sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Padrão Mixo


Artigo no Alerta Totalwww.alertatotal.net

Por Carlos Maurício Mantiqueira

Vamos aos trancos e barrancos.

Aliás, mais trancos que barrancos.

Tudo culpa dos borra-botas que subiram nos tamancos.

Estamos fartos de fartas distribuições de medalhinhas.

Enganando quem, cara pálida ?

Vivemos tempos em que os “protestos de estima e admiração” vêm junto aos títulos protestados.

Cheios de lugares comuns para justificar falhas incomuns.

Tempos em que palavras de baixo calão são absolutamente necessárias para descrever a política situação.

Uma era na qual os nosocômios se transformam em nasocômicos.

Pelo menos, no passado, os políticos expressavam suas ideias com clareza.

Jânio disse que metade no Congresso era de incapazes e a outra, capazes de tudo.

Adhemar teria dito: “Pé em Deus e fé na tábua !” antecipando em décadas, o comportamento do atual Papacapim.

Só parafraseando Camões: Ó tu que de humano tens o gesto e o peito, não me venhas de borzeguins ao leito !

E, hélas, nosso Mito segue o ditado: Video meliora, proboque, deteriora sequor.

Tradução Tabajara: “Vejo as coisas melhores e as aprovo, mas fecho com o Centrão”.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Um comentário:

Anônimo disse...

PARA VOCÊS CRIAREM VERGONHA NESSAS CARAS DE CORNOS E BAITOLAS LEIAM OS SEGREDOS DE UMA GUERRA SUJA... CLAUDIO ANTONIO GUERRA... VOCÊS NÃO PASSAM DE UM BANDO DE MAFIOSOS QUE SE ALASTRARAM COMO VERMES DE CHIQUEIRO PELO MUNDO...