quinta-feira, 12 de novembro de 2020

A lógica Hobin Hood às avessas


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Parler - @alertatotal

Bem remunerada ou com a vida já ganha independentemente de fazer parte do governo, a tecnoburocracia insiste na narrativa de que “não existe mais espaço fiscal para dar mais dinheiro, a fundo perdido, a 38 milhões de cidadãos na informalidade econômica”. É muito duro ouvir tal discurso oficial no Brasil do desperdício e da “roubalheira” com o dinheiro público.

Agora os mandarins surgem com uma ideia jenial (com J de jegue) para “compensar” o fim do pagamento do Auxílio Emergencial (que salvou a vida econômica de muita gente durante a pandemia e que é apontado como um dos motivos para a popularidade em alta do Presidente Jair Bolsonaro). A intenção é endividar os durango-kids, oferecendo uma linha de crédito que pode chegar a R$ 25 bilhões.

Fala sério... Pouco adianta dar dinheiro ao trabalhador informal sem mexer no modelo estatal que dá com uma mão e afana com a outra, via impostos abusivos. É altíssimo e injusto o custo pago pelo brasileiro empreendedor. Produzir em Bruzundanga é uma atividade altamente perigosa. A pessoa acaba “roubada” pelo seu sócio-indevido: os governos. Por isso a prioridade deveria ser desonerar quem produz. O problema é que isto está longe de acontecer – a não ser nas promessas demagógicas.

A economia brasileira pós-pandemônio ainda é uma grande incógnita para os trabalhadores informais. Ao contrário, a situação é muito promissora para os setores endinheirados. A especulação imobiliária vai muito bem. Grande parte do dinheiro “roubado” em falcatruas no setor público vem sendo investido em incorporações de imóveis para construção. Bacana que isso gera empregos. Mas é perversa a lógica “Hobin Hood às avessas” (tirar dos pobres para fazer os ricos lucrarem).

O Crime Organizado faz a festa e ri da cara dos otários. E não estamos falando de um PCC que movimenta R$ 1 bilhão por ano. Grande parte do dinheiro ilegal é esquentada e lavada em operações do mercado financeiro. São escabrosas as jogadas com alugueis de ações, envolvendo fundos, grandes bancos e corretoras, com promessas de remuneração de 0,35% ao mês. A sacanagem legalizada pode... Ética zero de mercado... A lógica da prostituta acima de tudo.

Não tem jeito. O Brasil é o paraíso da delinqüência. Nada de fazer reforma tributária, e muito menos administrativa. O negócio é continuar com os Bolsas Famílias da vida, perfeitinho para o modelo Capimunista Tupiniquim.   





Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 


©
Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 12 de Novembro de 2020.

2 comentários:

Anônimo disse...

SEI LÁ ENTENDE, COM TODA A CERTEZA QUEM VOTOU NA DUPLA CHUMBINHO E PORVA SECA ESTÃO ARREPENDIDOS ATÉ O TALO... O PÓRVA SECA ESTÁ CADA VEZ MAIS CAGANDO E SENTANDO EM CIMA E O CHUMBINHO ANDA SE ESQUECENDO QUE QUEM PROTEGE E DEFENDE BANDIDO É MAIS BANDIDO AINDA... BOSTA POR BOSTANARO TRUCO...

Vanderlei Lux disse...

É meu jovem Jorge Serrão!

Esse é o Brasil do qual muitos ainda tem esperanças! Deve ser a mesma esperança de um náufrago perdido no meio do Pacífico pensando: "daqui a algumas horas verei terra". Ledo engano!

É uma pena. Eu poderia falar sobre isso, mas nesses tempos "modernos" está ficando perigoso.

Enfim...