quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

Base bolsonarista é Capimunista


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Parler - @alertatotal

O Brasil é Capimunista. Prevalece a mentalidade de que o Estado tem de ser o indutor da política e da economia. Negócios e demais práticas capitalistas devem seguir essa hierarquia, inclusive na tomada de medidas consideradas socializantes. Além disso, o ambiente cultural é de “estadodependência” (doença tão mortal quanto o covidão?). A tal “livre iniciativa” é uma subversão - combatida pelo establishment, cuja essência é ter hegemonia e mamar nas tetas estatais, de modo lícito ou ilícito.

O Espírito Capimunista está acima de tudo - inclusive do Brasil. O patrimonialismo, o clientelismo, o toma-lá-dá-cá - tão estudados e criticados por cientistas políticos - são a “normalidade” em Bruzundanga. Por isso, é “normalíssimo” o que ocorre no governo Jair Bolsonaro, no retorno triunfal do Presidencialismo de Coalizão - o esquema preferido dos donos do poder tupiniquim para manter refém o chefe eleito do Executivo. A rotina capimunista fica mais acintosa quando temos, a  cada dois anos, a eleição para as presidências do Senado e da Câmara dos Deputados.

Compreendendo a ”naturalidade” do fenômeno capimunista, os chamados deuses do mercado não têm o menor motivo para estranhar o que acontece, agora, com a dança das cadeiras nas diretorias e conselhos das principais “estatais” (eufemismo para nossas empresas de economia mista, cujo controlador é a União Federal). As estatais são a concretude do Capimunismo. A (sempre prometida, e dificilmente cumprida) privatização delas só acontece quando interessa aos operadores e beneficiários diretos do famoso Mecanismo. Mesmo assim, o que deixa de ser puramente estatal continua dependente da vontade estatal. É sovietismo puro!

Bolsonaro vai trocar o presidente do Banco do Brasil, bem no calor das negociatas (ops, negociações) para os apoios que escolherão os comandantes do Congresso Nacional? Não importa o motivo alegado. Primeiro, o Presidente tem o poder da caneta para fazer a livre nomeação. Segundo, ele tem o direito de reprovar o enxugamento que vinha acontecendo na empresa, com 5 mil demissões (mesmo que cheias de vantagens a quem sai) e fechamento de 300 agências. Terceiro, ele pode até alegar que troca o chefe do BB porque, supostamente, ele age sem deixar o Presidente a par das decisões drásticas, também supostamente agindo por indução da petelândia que aparelha (ops, trabalha?) no banco “estatal”.

A verdade (que dói): a chamada base Bolsonarista não tem o menor interesse nas privatizações que Bolsonaro e Paulo Guedes prometeram na campanha eleitoral de 2018. A mentalidade capimunista é hegemônica no governo, e não existe a menor previsão de que seja mudada, no curto e médio prazos. O establishment não quer saber do assunto. Tanto que o empresário Salim Mattar foi detonado da Secretaria que cuida (?) do Programa de Desestatização (kkkkkk, pura ficção retórica na Bruzundanga Capimunista). Essa narrativa não cola...  

Assim, vamos que não vamos a lugar nenhum. A previsão concreta é que tudo ficará do mesmo “jeitinho”. As “estatais” seguirão fazendo o que sempre fizeram, beneficiando mais seus empregados, os espertos empresários que são parceiros de negócios e os políticos que têm o “direito divino” de indicar seus dirigentes. As jogadas de corrupção são co-naturais ao modelo capimunista. O tal “interesse nacional” é narrativa para enganar otário…

Sem dúvida, ao menos na estética, o governo Bolsonaro parece infinitamente melhor que os anteriores. A impressão só se torna uma grande dúvida porque, de concreto, a estrutura de sempre continua a mesma, inalterada. O esquema estatal (capimunista) segue intocado. O “teatro” é o mesmo. A “peça” encenada é quase idêntica, apenas com variação de personagens. Assim, só resta avaliar a qualidade do diretor do espetáculo - que, só na ilusão infantil, é o Presidente da República…

O mais assustador é que Bolsonaro enfrenta a “oposição” mais canalha, mais idiota e mais perdida do universo. O “projeto” canhoto para o Brasil também é… Capimunista… Assim, se não está bom com Bolsonaro, o “consolo” é que poderia estar muito pior com outro fantoche (qualquer)… E ainda tem o Covidão para esculachar ainda mais a situação... Haja vacina... 

Para (com)pensar…

Reflexões viralizadas por Augusto Boisson nas redes sociais para demonstrar o significado da vitória de Jair Bolsonaro:

Um adolescente  escreveu no Facebook:

Se eu fosse o Bolsonaro eu apareceria amanhã com um Rolex foda, comprado com um dos cartões corporativos, demitiria todos os ministros e colocaria todos por indicação política, liberaria os presos, aumentaria todas as taxas de juros, lotearia as estatais e distribuiria o dinheiro do roubo num novo mensalão. Acabaria com todos os acordos com os EUA e voltaria a injetar dinheiro em ditaduras estrangeiras, voltaria a dar milhões para as ONGs, estatizaria todas as empresas privatizadas nas últimas décadas, daria alvará para o MST voltar a invadir terras alheias, colocaria 2% do PIB para lei Rouanet, voltaria o sigilo para operações bancárias de crédito, voltaria a ter 29 ministérios dando um a cada partido, voltaria e aumentava a taxa sindical, tiraria os critérios de ficha limpa para cargos comissionados, revogaria o pacote anti-crime, revogaria a reforma da previdência, revogaria a lei de combate a fraudes previdenciárias, voltaria com o imposto total para o câncer e HIV, devolveria todas as drogas apreendidas nesse tempo para o PCC e o CV, voltaria todos os processos que foram digitalizados para papel e presencial, voltaria os 21 mil cargos e funções remuneradas por indicação no governo, tiraria a internet gratuita para os 3 milhões de estudantes, tiraria o Brasil do acordo de livre comércio entre o Mercosul e União Europeia, voltaria a irrigar a mídia com dinheiro, entre mil e outras medidas!!! E dane-se esse povo ingrato e ignorante! Afinal a mídia iria noticiar “finalmente Bolsonaro começou a dar certo”

Se não fosse Bolsonaro nós não saberíamos que o STF protege BANDIDOS

Se não fosse Bolsonaro nós não saberíamos que a parte da mídia mente porque muitos jornalistas são militantes esquerdistas

Se não fosse Bolsonaro nós não saberíamos que o nhonho quer impedir projetos de lei contra a corrupção.

Se não fosse Bolsonaro nós não saberíamos que o Congresso só quer ficar no velho sistema do toma lá dá cá

Se não fosse Bolsonaro nós não saberíamos que há ministérios aparelhados que resistem, querendo continuar a impor sua doutrina esquerdista

Se não fosse Bolsonaro, nós não saberíamos que há governadores autoritários e que, além de não providenciar nenhuma ajuda ao povo na pandemia, fizeram de tudo para falir empresas e de desempregar gente

Se não fosse Bolsonaro nós não saberíamos que havia centenas de obras paradas

Se não fosse Bolsonaro nós não saberíamos que os médicos cubanos não recebiam salários integrais. Cuba ficava com 80 %

Se não fosse Bolsonaro nós não saberíamos que muitos "médicos" cubanos não eram médicos, pois fugiram do Brasil, antes da posse dele. MEDO de serem presos

Se não fosse Bolsonaro nós não saberíamos que a MÍDIA recebia BILHÕES em forma de propaganda de estatais.

Se não fosse Bolsonaro nós não saberíamos que muitos jornalistas se declaram autônomos para não pagar 27,5 % de Imposto de renda

Se não fosse Bolsonaro nós não saberíamos que os nordestinos eram propositalmente deixados sem água para serem explorados por caminhões pipas de famílias poderosas

Se não fosse Bolsonaro nós não saberíamos que ONGs recebiam dinheiro sem controle

Se não fosse Bolsonaro a gente não saberia que a França tem mais de 40 usinas nucleares. Os rejeitos vão ficar na natureza por centenas de anos

Se não fosse Bolsonaro a gente não saberia que a Noruega AINDA caça baleia

Se não fosse Bolsonaro a gente não saberia que universitários pensam que há girafas na Amazônia

Se não fosse Bolsonaro a gente não saberia que a ALEMANHA tem sua matriz energética baseada AINDA no carvão

Se não fosse Bolsonaro a gente não saberia que os agricultores da França estão contra a acordo UE - MERCOSUL

Se não fosse Bolsonaro a gente não saberia.A França explodiu bombas A em Mururoa. A radiação acabou com a natureza por mil anos

Se não fosse Bolsonaro a gente não saberia que os europeus não têm LEI de reserva legal. Nem de proteção das margens.

NENHUM país tem um PROJETO de PROTEÇÃO de animais marinhos como o Brasil - PROJETO TAMAR.

Vão se catar europeus. Façam algo útil

Se não fosse Bolsonaro a gente não saberia que para a Globo, Porto Velho fica em Roraima

Se não fosse Bolsonaro hoje seríamos uma Venezuela! E você teria que comer seus animais de estimação.

Se não fosse Bolsonaro nós não saberíamos que MORO blindava o PSDB, onde ele se refugia hoje.

Se vc não apoiar o GOVERNO BOLSONARO podemos ser a nova Argentina. E suas propriedades, serão relativizadas. Suas poupanças confiscadas. ACORDEM!







Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 14 de Janeiro de 2021.

8 comentários:

Fabio Chazyn disse...

Enquanto não houver separação do cargo de Chefe de Estado com o de Chefe de Governo, o Presidente da República continuará sendo somente um fantoche nas mãos dos políticos politiqueiros agindo na penumbra dos gabinetes. Ou Bolsonaro promove o Parlamentarismo e deixa um legado do qual se orgulhará ou Bolsonaro não deixará legado algum e a sociedade brasileira terá perdido mais 4 anos. Haja paciência!

Anônimo disse...

SE NÃO FOSSE BOSTANARO O SALARIO MINIMO SERIA 500 DOLARES... SE NÃO FOSSE BOSTANARO O DÓLAR NÃO TERIA DISPARADO, SE NÃO FOSSE BOSTANARO ASTEXAS E IMPOSTOS NÃO SERIA UM ROUBO, SE NÃO FOSSE BOSTANARO OS PREÇOS DE TUDO NÃO TERIA TRIPLICADO, SE NÃO FOSSE BOSTANARO E AS SUAS SABOTAGENS OBRASIL NÃOESTARIA QUEBRADO, BOSTANARO É UM MONTE DE BOSTA...

Loumari disse...

AMOR, MATRIMÓNIO ❤️ 🌻 🕊️

Há uma outra coisa que quero dizer-lhes, que é de grande importância: o que quero é encorajar-lhes a que cuideis do vosso matrimónio e de vossos filhos. Sejam cuidadosos, não descuidados: brinquem com as crianças, com seus filhos. O matrimónio é como uma planta. Não como um guarda-fato, que se coloca ali num canto no quarto e, que de vez enquanto vai limpar o pó. Uma planta é coisa viva e deve-se cuidar todos os dias, verificar como está, regar... O matrimónio é uma realidade viva: a vida de cônjuge não deve deixar-se estagnar, em nenhuma etapa do percurso.
Lembremo-nos que o mais precioso para os filhos não são as coisas materiais, mas o amor presente dos genitores, não estou a referir-me somente ao amor dos pais pelos filhos, mas ao amor dos genitores entre eles no seu relacionamento. Isso produz grande bem a vós e aos seus filhos.
Não descuideis da família.

Papa Francisco

Helvecio disse...

Para o GESTOR paulista a coronavac é eficaz e melhor.
Basta aplicar uma em cada braço e a eficacia supera "100 por cento".

Valdir disse...

Kkkk quanta asneira vc está escrevendo

Anônimo disse...

... Em determinado momento um(ns) certo ($) alguém irá (ão) apertar o gogó dos malandros. Acham q o povão não sabe escolher? Aguardemos. Alguém sem rabo preso, com pouco a perder, com vontade d cabrito sem meias palavras irá reerguer a Terra de Vera Cruz e nos tornaremos o q nascemos para ser. Desaparecerá a craca q esconde nossos fundamentos e brotará as sementes outrora lançadas d um povo indígena-afro-luso. Com tez d.todos os tipos. Sem discriminação d credo e gostos. Enfim, o império do bem. Com defesa fortíssima e exemplar, sem amendrotar aos.menores e sem ser autodependente.dos tais gigantes d.hj.
Polícias técnicas e bem pagas. Poucos juízes d carreira e.muitoa Advogados d acordos. Muitos empregos na liberdade q destronará os piquetes classistas. O conhecimento espalhado para quem quiser vencer. Presídios decentes para ajustar aos irmãos ajustáveis e celas modelo para segregar os ex-irmaos q são inimigos da civilidade. Sem reis, rainhas, nem reeleicoes, nem.impeachme t cozinhado por vices plantados por Ordens dos abastados para detonar o eleito. VICE NAO TÊM VOTO (NAO FORCEM A BARRA ESSE.ANO....).

Rogerounielo disse...

Doria pede reação do Congresso contra Bolsonaro e fala em genocídio diante das mortes por Covid-19 - DIRETRIZ da “descentralização, com direção única em cada esfera de governo” no SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE DO BRASIL, determinado pela Constituição Federal. “OPORTUNISMO POLÍTICO PROFISSIONAL” em tempos de CRISE FISCAL AGUDA e PANDEMIA – Pandemia da COVID-19 (Providências a Cargo do Poder Executivo Federal) - Aplicação do Artigo 142 da Constituição Federal em caso de reação inconstitucional do Congresso contra Bolsonaro - Aplicação do artigo 23 da Lei de Segurança Nacional ao Governador do Estado de São Paulo

Observação: Esta análise consta do arquivo “Doria pede reação do Congresso contra Bolsonaro e fala em genocídio.docx”, disponível no Google Drive, pasta pública (WEB) “ECONOMIA DIGITAL - DIGITAL ECONOMY”, conforme link https://drive.google.com/drive/folders/0B-FB-YQZiRk8SEdQb1BYUTRQLXc?usp=sharing ou no link https://rogerounielo.blogspot.com/2021/01/doria-pede-reacao-do-congresso-contra.html

Fim

Anônimo disse...

Bem lembrado: vice não tem voto! Parlamentarismo sacramenta governo de conchavo das elites.