terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Bolsonaro não pode ser o Macri amanhã


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Parler - @alertatotal

Primeiro de Fevereiro se aproxima. Tudo em Brasília conspira para que o Presidente Jair Messias Bolsonaro, via articulação com o Centrão e com o chamado baixo clero” parlamentar, consiga eleger o alagoano Arthur Lira presidente da Câmara dos Deputados.

A “oposição” perdida já admite, abertamente, a derrota do candidato do MDB, Baleia Rossi, apoiado por Rodrigo Maia - o tal “Botafogo” (não o glorioso clube alvinegro) que merece ir para a terceira divisão da politicagem, porque foi egoísta, leviano, e anti-patriota durante dois anos no comando da casa legislativa federal, sabotando a tramitação e aprovação de projetos de interesse do Brasil - e não apenas do governo Bolsonaro.

Um cenário é bastante provável. Se Lira for eleito - e não trair Bolsonaro do mesmo jeitinho canalha praticado pelo Nhonho -, o Presidente ganha a oportunidade de aprovar causas de interesse do País, como as reformas prometidas desde a ele. Se o legislativo trabalhar corretamente, o Brasil tem tudo para conseguir avanços importantes, sobretudo na economia - que é o fator determinante para o sucesso de qualquer governo. Bolsonaro e seu ministro da Economia, Paulo Guedes, dependem do “Fator Lira”. Se Simone Tebet for eleita presidente do Senado, melhor ainda, pois ela tem demonstrado ser uma política que não se curva à corrupção e ao jogo mesquinho da politicagem rasteira.

O dever de analista estratégico, no entanto, nos obriga a desenhar um cenário menos provável, só que ainda tem risco de atropelar as melhores intenções de quem deseja mudanças positivas para o Brasil. E se Bolsonaro tiver o infortúnio (ou a incompetência) do governo do ex-presidente argentino Maurício Macri? O momento econômico brasileiro é esquisito, por causa do covidão, porque não aprovamos as reformas necessárias e porque o establishment operador da corrupção sistêmica e do patrimonialismo continua operando normalmente, embora de modo menos escancarado como nos governos passados.

Como diriam os maconheiros, “o bagulho é doido”... Convivemos com um altíssimo desemprego, que tira a renda e, pior ainda, a esperança dos brasileiros, sobretudo dos jovens. Convivemos com uma alta especulativa de preços, junta com a irrealidade dos preços relativos dos produtos e serviços. Suportamos uma inflação “oficial” que não é a “real”. Qualquer chefe da família e dona de casa percebe a sacanagem. O juros abaixou, mas quem precisa de crédito ainda é massacrado. O governo, claramente, camufla uma situação, não repassando (até quando?) os altos custos da energia e dos combustíveis.

Recentemente, em um arroubo de sincericídio, o Presidente Bolsonaro reclamou que “o País está quebrado”, e ainda lamentou que “não consegue fazer nada”. Maurício Macri passou por situação parecida na Argentina, e perdeu a eleição para a esquerda peronista. A Argentina retrocedeu. O Brasil não merece sofrer o mesmo revés. Ou merece? A situação é delicada. Muitos políticos insistem e pressionam pela volta do pagamento do auxílio emergencial, que aliviou a barra de muita gente nestes tempos de covidão. Só que o pagamento do benefício esculhamba as contas públicas e provoca desajuste fiscal. A relação dívida pública/PIB pode chegar a 100%, o que significa caos econômico, com contas que não fecham nem com a fúria arrecadatória do Leão da Receita ou dos fiscos estaduais e municipais.

Ouro cenário merece ser considerado seriamente. E se Bolsonaro conseguir melhorar o desempenho do Brasil, com as reformas, mas todo o esforço terminar anulado por uma brutal crise mundial? Covidão mais países “quebrados”, com alto endividamento, estão aí. Especialistas enxergam uma quebradeira mundial. Nosso agronegócio, que vai de vento em popa, é afetado imediatamente se um problema externo ocorrer. A colônia de exportação de Bruzundanga é frágil em seus fundamentos. Nossa indústria está indo para o saco, com várias empresas deixando o País, porque nos tornamos caros e obsoletos. Não avançamos tecnologicamente. A revolução 5G bate à porta e a China já fala em 6G, mas a gente segue atrasadíssimo. Em tese, nosso futuro está comprometido, inviabilizado. E o que fazemos? Em vez de estudar e investir em tecnologia, ficamos brigando ideologicamente, em uma perda de tempo e recursos perigosa...

Assim, estamos diante de uma dualidade. Boas perspectivas com a eleição de Lira e um risco de o pirão desandar se o realismo econômico for destruidor, por conjuntura desfavorável com o covidão ou pelas cacadas na condução da política econômica. No frigir dos ovos, é a qualidade da economia o que define o sucesso político do governo. Por isso, os estrategistas governamentais não podem subestimar os riscos, tão elevados quanto às possibilidades (e os desejos) de uma gestão pública bem sucedida.

Fim de papo…

Candidata à presidência do Senado contra o candidato do governo, a senadora Simone Tebet (MDB-MS) não vê viabilidade, no momento, para a abertura de um processo de impeachment do presidente Jair Bolsonaro. Em entrevista ao Congresso em Foco, Tebet diz que, embora o assunto seja discutido por deputados, ainda não há força suficiente nas ruas e na Câmara para que um processo dessa natureza avance. Presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e professora de Direito, ela evita avaliar se o presidente cometeu algum crime de responsabilidade até agora.


"Um processo dentro do Congresso Nacional, antes de jurídico, é um processo político. Se há, ou não, um crime de responsabilidade, o tempo vai dizer e deve ser investigado. Antes há uma preliminar muito importante a ser levada em conta, que é o fato de sermos uma Casa política, e depender de um dos elementos fundamentais para o início de um processo de impeachment: a vontade popular. Hoje as pesquisas mostram que a maioria da população não fala em impeachment e não quer o impeachment, isso é claro que é analisado pelo Congresso Nacional. É uma decisão coletiva que está sendo discutida, mas que neste momento não tem viabilidade".


O Alerta Total concluiu, de modo óbvio ululante: Seria mais produtivo e patrótico se a classe político promovesse uma mínima união em torno de pautas objetivas para salvar o Brasil do atraso econômico, político e social. Se a onde radicalista e extremista persistir, vamos mergulhar em guerra civil, com grande chance de separatismos. Isto só interessa à canalhada globalitária e seus agentes conscientes ou inconscientes, a maioria agindo como idiotas ideológicos. O País tem de voltar a crescer, gerar emprego, distribuir renda via resultado do trabalho honesto, reduzir impostos e viabilizar a segurança jurídica para os negócios prosperarem.


O Alerta Total insiste: Tirar Bolsonaro prematuramente do cargo, fora do tempo constitucional programado, é um golpe baixo que em nada beneficia o presente e o futuro do Brasil. Em 2022, não aprovou o governo dele, vote em outro. Simples, assim. A “facada” do impeachment é um crime politicamente hediondo, quando não há motivos concretos para o afastamento do Presidente.


Abram mão das mordomias



Recadão da deputada estadual por São Paulo Janaína Paschoal aos ex-Presidentes da

República que só ficam sacaneando Bolsonaro:


Os ex-presidentes, que estão pedindo para todos ficarem em casa, abrem mão das regalias que têm como ex-presidentes? Ou vão seguir dando lição de moral, enquanto os outros pagam a conta? A live de Doria, Sarney, Temer e FHC só serviu para dar mais raiva. Abram mão das mamatas!”.





 Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 26 de Janeiro de 2021.

4 comentários:

Loumari disse...

Poema a la Divina Misericordia | Santa Faustina Kowalska

https://www.youtube.com/watch?v=SkNcIadcDN4


Correspondencia a la Gracia | Luisa Piccarreta

https://www.youtube.com/watch?v=HojOaN-xTkg


La mortificación | Luisa Piccarreta

https://www.youtube.com/watch?v=b25K9mQsXe8


ORAÇÃO ENSINADA PELO ANJO DE PORTUGAL AOS PASTORINHOS NAS APARIÇÕES EM FÁTIMA

Meu Deus; Eu creio, adoro, espero e amo-Te. Peço-Te perdão pelos que não crêem, não adoram, não esperam e não Te amam (3 vezes).


Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, adoro-Vos profundamente e ofereço-Vos o Preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo, presente em todos os Sacrários da Terra, em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido. E pelos méritos infinitos do Seu Santíssimo Coração e do Coração Imaculado de Maria, peço-Vos a conversão dos pobres pecadores. Ámen.


Glória ao Pai, Glória ao Filho, Glória ao Espírito Santo, assim como era no princípio agora e sempre, pelos séculos dos séculos. Ámen.


Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é contigo,
Bendita És Tu entre as mulheres, e bendito é o fruto do Teu ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Deus, roga por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. Ámen.


† Pai Nosso, que estás nos céus, santificado seja o Teu Nome;
† Venha a nós o Teu reino, seja feita a Tua Vontade, assim na terra como no céu;
† O pão nosso de cada dia nos dá hoje;
† E perdoa-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos aos que nos ofendem;
† E não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Ámen.


ORA ALMA PEREGRINA:

Consciente do meu nada, e da Tua Sublimidade, Misericordioso Salvador, me prostro aos Teus Pés e Te agradeço pela Graça que me tens concedido, ingrata criatura que sou.
Te agradeço especialmente por libertar-me, através do Teu Precioso Sangue, do poder destruidor de Satanás.
Na presença de minha Querida Mãe Maria, do meu Anjo Custódio, do meu Santo Patrono, e de toda a Corte Celestial, voluntariamente me consagro, com o coração sincero, ao Teu Precioso Sangue, ó Queridíssimo Jesus, através do qual redimiste o mundo do pecado, da morte e do inferno. Ámen!


ORAÇÃO AO ANJO DA GUARDA, FIEL AMIGO

Ó, Santo Anjo da Guarda, cuida da minha alma e do meu corpo.
Ilumina minha mente para eu conhecer melhor o Senhor e amá-lo com todo o meu coração.

Acompanha-me nas minhas orações, impede-me de ceder as distracções e cuida para que eu concentre toda a minha atenção na oração.

Ajuda-me com teus conselhos, para eu discernir o bem, e generosamente possa pô-los em prática.

Protege-me das insídias do inimigo infernal e sujeita-me ante as tentações para eu sempre sair delas, vitorioso.

Compensa a minha frieza na adoração ao Senhor: não cesses de custodiar-me até me levares para o Paraíso, onde juntos louvaremos o Bom Deus por toda a eternidade. ÁMEN!

Oração escrita por Padre Pio

A bela oração que Padre Pio escreveu ao Anjo da Guarda, seu fiel amigo e companheiro de vida.


Onde estão os Marianos?

Onde estão os soldados de Cristo Jesus?

Onde estão os filhos do Senhor dos Exércitos?

Que cada filho de Deus se coloque na vanguarda da acção e participe na edificação do Reino de seu Pai.

Não vos preocupeis com os que não crêem. Devem saber que todo homem é da criação de Deus, mas nem todos os homens são filhos de Deus.

Quem é filho/a de Deus escuta e facilmente discerne a voz de seu Pai.

Anônimo disse...

Duas coisa Serrão. Primeiro, acorda; o Bolsonaro e o centrão, ops Lira não querem nenhuma mudança que vão prejudicar a fome deles. Segundo, tirar o Bolsonaro antes de 2022 é um crime, mas lembro que você trabalhou muito (como jornalista) para interromper o mandato da Dilma.

Rodrigo Almeida disse...

Não dar o 5G para a China é questão de soberania nacional e não ideológica.

Anônimo disse...

Concordo. Tirar a Huawei do leilão do 5G é questão de soberania nacional. É muito estranha essa cegueira intencional sobre a motivação do PCCh. Eles são ideológicos em tudo que fazem. Se houvesse um sistema russo, também seria altamente suspeito (há pouco, hackers russos roubaram dados dos principais sistemas governamentais). O texto do link mostra que a denominação dos socialistas (mais perigosos que os comunistas, por serem encobertos), para não serem detectados na sociedade, é Liberal ou Moderado (aqui seriam chamados de Isentões).


[Na verdade, o Socialismo é um inimigo mais mortal do que jamais foi enfrentado por George Washington e suas tropas durante a Guerra da Independência Americana, porque nunca cessa, dia ou noite, a batalha pelos corações, mentes e almas, que avança na nação americana.]

Parte 1: uma Ordem Mundial - Ditadura Socialista pelo Dr. John Coleman... Como o Socialismo Fabiano começou e a história subsequente (Explorando a história real)
https://exploringrealhistory.blogspot.com/2021/01/part-1-one-world-order-socialist.html