domingo, 21 de fevereiro de 2021

Esquerda e Centrão deixarão o Brasil ser Capitalista?


É para rir ou chorar? O desespero esquerdopata produz humor hediondo. Soa como uma tucanagem o meme que aventa uma chapa presidencial formada por Jair Messias Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva. A peça de propaganda, para desgastar ambos os personagens, indica o quão desesperada e perdida encontra-se a “oposição”, cada vez mais na vanguarda do atraso.


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Parler - @alertatotal

O Governo Jair Bolsonaro precisa definir, claramente, o que deseja fazer com suas empresas de economia mista (vulgo “estatais”). Ou cumpre a promessa de campanha, com um ousado programa de desestatização (ou privatização), ou decide que as companhias são “estratégicas”, fecha o capital delas na bolsa de valores (aqui e no exterior), indeniza a retirada dos acionistas e consagra, definitivamente, um modelo diferente do Capimunista tupiniquim. Não dá mais para ficar na indefinição, gerando apreensão e especulação no mercado, junto com interferências diretas na economia, dignas das mais falidas economias socialistas.

Intervencionismo, aparelhamento e ativismo político não são práticas corporativas empresariais saudáveis. Não combinam com boa governança, nem transparência. Não basta privatizar ou, muito menos, promover “privatarias” - beneficiando oligarquias econômicas - a transnacional ou seus tentáculos no País. O fundamental é iniciar o desafio de implantar um Capitalismo de verdade no Brasil. É preciso eliminar cartórios, cartéis e “feudos”, criando oportunidades viáveis para a saudável concorrência entre empresas do mesmo setor. Este tem de ser o espírito da filosofia de “menos Estado, e mais Brasil”.

A batalha é gigantesca, porque o Brasil não consegue clareza, nem consenso, para propor e implantar um Projeto Estratégico de Nação. Nem os militares acreditam mais nessa viabilidade. Por isso, muitos se iludem com a possibilidade de “reformas” (que rondam o imaginário político brasileiro desde, pelo menos, a década de 50 do século passado). O “centrão” fisiológico e patrimonialista (quase sempre corrupto), que tem a hegemonia da condução política, também não quer mudanças estruturais. Idêntica posição da esquerda jurássica, sempre defensora de “Mais Estado” (para aparelhar e sustentar as “boquinhas)”, junto com medidas “sociais” (na essência, socializantes ou, na versão envergonhada, da “prima” social-democracia).

O modelo econômico brasileiro segue em ritmo de xeque-mate. O Establishment deseja o retorno do esquema de juros mais altos, pois só sabe ganhar dinheiro na especulação e não no permanente desafio empreendedor, realmente produtivo. O Crime Organizado não deseja a desestatização, porque aufere a maior parte de seus lucros na associação delitiva com o mecanismo estatal, seus políticos e servidores públicos. A Livre iniciativa, com concorrência leal e legal, atrapalha a “roubalheira”. A Turma do Mecanismo só quer saber de “privataria”. Abrir o mercado, de verdade, é coisa fora de cogitação.

Será que o Governo Jair Bolsonaro conseguirá cumprir a promessa eleitoral de 2018, fazendo a transição para um Brasil Capitalista? Tal missão não combina com aliança com o Centrão. A vexaminosa submissão da Câmara dos Deputados à vontade do Supremo Tribunal Federal demonstrou que o Brasil tem mais chances de regredir que avançar do ponto de vista institucional e estrutural. A derrota de Bolsonaro (ops, do deputado Daniel Silveira) resultou da aliança descarada da esquerda do atraso com a base fisiológica e corrupta dos parlamentares.    

Bolsonaro tem sérios problemas a resolver no setor de petróleo e de energia - justamente as áreas que foram dominadas pelos mais escancarados e sofisticados esquemas de corrupção sistêmica nos governos da Nova República de 1985, especialmente nas Eras FHC e PT (em comparseragem com o conjunto de partidos que, hoje, dá uma falsa governabilidade a Bolsonaro). Bolsonaro também terá de lidar, seriamente, com bombas que vão estourar nos negócios que envolvem investimentos bilionários de fundos de pensão (dos empregados das “estatais”).

Há denúncias de gestão temerária que podem envolver dirigentes da administração Bolsonaro. Os personagens e seus esquemas são herança maldita dos governos anteriores. Quase todos são “bombas” que a gestão atual não quis, não conseguiu ou nem teve conhecimento completo dos problemas para desarmar. Agora, na pressão para atender às demandas da “base aliada”, em troca de sustentação política e de “governabilidade” (kkkkk), o Presidente começa a se inteirar dos “esqueletos” deixados para inviabilizá-lo administrativa e politicamente.

Novamente, Bolsonaro recorre aos “experientes oficiais militares das Forças Armadas” para resolver os problemas. Acontece que os “generais”, além de não fazerem milagre, são alvos preferenciais da narrativa de oposição destrutiva da esquerdopatia e seus aliados políticos do centrão corrupto. Ambos inimigos só querem mamar nas tetas estatais, e Bolsonaro e sua “tropa”, certos ou errados, os tem atrapalhado de seguir na “roubalheira” histórica.

O Establishment sabe que precisa sabotar a condução econômica de Bolsonaro, pois o sucesso dele tende a redundar na reeleição em 2022. Assim, depois da derrota com a confirmação da prisão do deputado bolsonarista Daniel Silveira, é muito provável que se intensifique a manobra da esquerda “denunciar” e o Supremo Tribunal Federal “acatar”, sabotando iniciativas do governo. Bolsonaro não tem maioria garantida para nenhuma votação de reforma na Câmara dos Deputados ou no Senado.

Não adianta falso discurso “otimista”. O Brasil segue em ritmo de instabilidade, correndo sérios riscos se houver uma crise global mais séria (uma ameaça permanente). Por isso, a equipe do Presidente não pode falhar, nem fracassar, na condução econômica, pois pode acelerar a derrota política. Não há margem para erros no varejo, pois tem tudo para anular os acertos no atacado.

Os bandidos e sabotadores estão mais vivos - e bem financiados - que nunca… O Capimunismo Tupiniquim só gosta de Capitalismo na falsa retórica ou na hora de usufruir das benesses que o dinheiro proporciona. Os vagabundos querem continuar ganhando na base do menor esforço possível. Eles farão de tudo para que Bolsonaro seja um Maurício Macri (piorado) em 2022.

A torcida sincera é para que Bolsonaro não facilite a vida dos adversários e inimigos, falhando na estratégia ou cometendo erros táticos imperdoáveis. O jogo é brutíssimo…

Resultante

Frase que viraliza nas redes sociais sobre o massacre político de 19 de fevereiro de 2021:

“Daniel Silveira queria mostrar o mau-caráter de 11 figuras e acabou mostrando de mais 364”...    

O Lagostismo Despótico e a Vanguarda do Atraso Político venceram de goleada a maioria de brasileiros que ainda sonha com mudanças…

Bruzundanga foi assassinada e o cadáver insepulto se transformou em Brazuela, para desespero de Lima Barreto…

Saída Jurídica Transnacional?

Roberto Jefferson informa, cheio de empolgação, no Twitter:

“O PTB ingressará, na segunda-feira, com representação na Comissão Interamericana de Direitos Humanos, da OEA, contra TODOS os ministros do STF por violação do Estado de Direito. Liberdade de expressão é direito fundamental. Deus, Pátria, Família, Vida e LIBERDADE”.

“Acabo de contratar uma investigação sobre a vida pregressa dos 360 coveiros do Parlamento Nacional. O Presidente da Câmara, Arthur Lira, e a relatora, Magda Mofatto, têm rabo grosso e comprido, presos na ratoeira do STF. Publicarei aqui, em várias séries,  o programa Essa é a sua Vida”.





Adquira, também, o livro A ÚLTIMA MARCHA DA MAÇONARIA.

Para maiores informações clique aqui:

https://loja.umlivro.com.br/a-ultima-marcha-da-maconaria/p

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. Secretário-Geral do Ibrasg - Instituto Brasileiro de Ativismo Societário e Governança.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 21 de Fevereiro de 2021.

6 comentários:

Anônimo disse...

O SOMBRA DIZ...
O BOLSONABO O JUDAS BRASILEIRO DESDE O PRIMEIRO DIA DE MANDATO USOU OS POUCOS NEURONIOS QUE POSSUI PARA SE IDENTIFICAR COM O RESTO DO PARLATORIO BRASILEIROS. DEPUTADOS E VEREADORES DE TODOS OS PARTIDINHOS MULAMBENTOS CHEIOS DE PRIVILEGIOS O UNICO QUE FIZERAM FOI PENSAR, PENSAR, PENSAR EM REELEIÇAO. BRIGOU COM TODO E TODOS PARA PROTEGER SUA PROLE DE BOSTA. FRITADORES DE HAMBURGUERES NOS EEUU QUE PENSAM QUE SABEM TUDO.
NOSSO PAIS E UM EMBUSTE DESDE O PRIMEIRO DIA DE MANDATO DA VESPA. A VESPA ESTA SEM PARTIDO PORQUE BRIGOU COM O PARTIDO QUE O ELEGEU. ELE SAIU E UM FILHO FICOU.
EM VEZ DE APROVEITAR A INTELIGENCIA E DECENCIA DO JUIZ MORO FOI CORRENDO ENFIAR A PORRA DO DEDO DE MERDA EM CIMA DA PREVIDENCIA.
O ESTADO FICOU CHEIO DE FICHAS SUJAS PORQUE O IDIOTA JUNTO COM O POSTO DE BOSTA RESOLVERAM SE IDENTIFICAR COM A GUERRA AS APOSENTADORIA EM VEZ DE FAZER GUERRA AOS LADROES.
RESULTANTE OS FATIADORES DE PROCESSOS SOLTARAM TODOS OS LADROES IDENTIFICADOS PELA LAVA JATO ENQUANTO ISSO O POSTO DE BOSTA NAO FEZ SEU TRABALHO. QUEM ENRIQUECEU DEREPENTE SEM TER STATUS PARA ISSO.
NOS EEUU OS IDENDIFICADOS PELA RECEITA COMO LADROES SAO PUNIDOS AQUI A SUPREMA CORTE DE BOSTA SOLTA OS LADROES E ESCONDE E FATIA PROCESSOS.
PERGUNTA QUE NAO QUER CALAR? QUANTOS A SUPREMA CORTE SOLTOU E QUANTO ENFIOU NA GAIOLA.
NENHUM PORQUE OS PROCESSOS ESTAO ESCONDIDOS ATE SEREM SEPULTADOS DEFINITIVAMENTE.
OUTRA PERGUNTA QUE NAO QUER CALAR QUANTOS APOSENTADOS TEREMOS NO FUTURO COM TANTOS E TANTOS DESEMPREGADOS.
ELES ESTAO ADMINISTRAÇAO POR QUE E PARA QUEM.
POR QUE O MEXIAS DE MERDA QUER SE REELEGER SE ELE NAO PROTEGEU NOSSO PAIS DS INFRATORES?
POR QUE ELE QUER SE REELEGER SE NAO SABE O QUE FAZ E FALA?
POR QUE ELE QUER SE REELEGER SE BRIGA COM TUDO E TODOS E NAO TEM PARTIDO?
POR QUE ELE AFRONTA OS BONS SERVIÇOS DOS MILITARES ENXO
VALHANDO O NOME DELES COM SUA PRESENÇA MALEFICA NO PODER.
A MERDIA MORTA TEM BASTANTE ASSUNTO DE MERDA PARA VENDER JORNAIS E A GLOBO BOSTA CONTINUA USANDO O CANAL PARA MENTIR, MENTIR E MENTIR COM NOTICIAS E PROGRAMAS QUE JAMAIS FAZEM QUALQUER ESTALO NA MENTE DE PESSOAS DE BEM, QUE RESPEITAM LEIS E RESPEITAM DEUS.
ATE QUANDO VAO CONTINUAR COM AS FAMIGERADAS CORTES QUE NAO REPRESENTAM NADA, NAO FAZEM NADA E MUNTO MENOS SE INTERESSAM POR NADA. SAO PESSOAS NOMEADAS A DEDO POR EX PRESIDENTE FAJUTOS QUE DESDE GETULIO DORNELLES VARGAS CRIARAM SINDICATOS E FIZERAM UM MONTE DE CAPITANIAS HEREDITARIAS QUE CONTINUAM SANGRANDO OS COFRES DA NAÇAO.
BOLSONABO SEU PODER E PROVISORIO O DE DEUS E ETERNO. SEU FUTURO ESTA MAIS DO QUE TRAÇADO PELO SENHOR JESUS. NOME DE JESUS TEM PODER E A TERRA DE SANTA CRUZ E OS FRADES FRANCISCANOS QUE RESARAM A PRIMEIRA MISSA NO PAIS E FAZEM VOTOS DE POBREZA ATE HOJE VAO COBRAR A CONTA DE USAR O NOME DE DEUS EM VAO. TCHAU VAGABUNDO DE MERDA QUE NAO CUMPRIU O QUE DEVIA LIMPAR O RABO DOS TRES PODERES DE MERDA CHEIOS DE VAGABUNDOS CHEIOS DE PRIVILEGIOS VITALICIOS E QUE JAMAIS SERAO PUNIDOS COM O GRUPELHO INSTALADO NA PRAÇA DOS TRES PODERES.

Anônimo disse...

BLOG DO ORLANDO TAMBOSI
A melhor seleção de notícias e artigos sobre política, filosofia e cultura. Contra as ideologias.

SÁBADO, 20 DE FEVEREIRO DE 2021
Boi bravo, mas está na cerca.

Coluna de Carlos Brickmann, publicada nos jornais de domingo, 21 de fevereiro:

Não se preocupe com o deputado Daniel Silveira: sua prisão não vai gerar crise nenhuma. Seus colegas parlamentares até se preocupam, porque ali não há muita gente isenta do medo de prisão, mas não vão entrar numa briga pesada por um deputado de quem ninguém gosta, por sua antipatia e falta de educação. O Supremo já mandou o recado a ele e ao pessoal do Gabinete do Ódio: bateu, levou. As Forças Armadas receberam o recado e, tirando um ou outro, não vão querer ficar lembrando a prepotência de três anos atrás – aliás, o general Fernando Azevedo, ministro da Defesa, já conversou com Toffoli, de quem foi assessor no Supremo. As linhas de poder se entrelaçam, sempre. É aquilo que os ingleses chamam de “establishment”.

E Daniel Silveira? Não estão nem aí com ele, não. O tratamento que recebeu ao ser preso foi vip: ninguém o mandou calar-se quando destratou a policial civil que lhe exigiu a colocação de máscara, prenderam-no numa sala e não numa cela. Mas entrou em cana, o que não esperava. Ao abrir sua caixa de insultos, estava no lugar errado, na hora errada: foi vítima de uma bala perdida quando o STF respondia a antiga provocação do general Villas Boas. Ele imaginava que seria defendido por Bolsonaro. Quem acredita em mitos não é bem defendido. Hércules, o herói grego, era filho de Zeus, o deus dos deuses, o Mito Supremo. Mas ficou ao sol e ao sereno, sem ajuda do Mito, e teve até de limpar estrebarias. Em política, Daniel Silveira está cancelado.

Fumaça nos olhos

Para Bolsonaro, o destempero mal educado de Daniel Silveira foi um presente: a irritação com a falta de vacinas é grande e Bolsonaro está sendo responsabilizado por isso (e não adianta tentar dividir a culpa com o general Pesadelo porque foi ele que o nomeou e sustenta). Quem acha que a vacina está demorando sabe quem é que não tomou as providências para comprá-la. E os que já foram vacinados sabem que tomaram a CoronaVac, a “vachina”, e não as que o Governo Federal diz que encomendou.

As discussões sobre Daniel Pereira e a legalidade de sua prisão desviam o foco da falta de vacinas. E, como o Gabinete do Ódio vai martelar o assunto, fica mais fácil fugir do que é importante. De qualquer forma, Bolsonaro enfrenta problemas: está descobrindo que o Centrão o apoia, mas só vota com ele depois de negociar caso a caso. Haja milhões de argumentos para convencer Suas Excelências! CONTINUA....

Anônimo disse...

BLOG DO ORLANDO TAMBOSI - Coluna de Carlos Brickmann, - CONTINUA II.. E TERMINA......

Os reis da estrada

As lideranças dos caminhoneiros, irritadas com o quarto aumento do óleo diesel neste ano, ameaçam parar e bloquear as estradas. Bolsonaro zerou o imposto federal que incide sobre o diesel para agradar os caminhoneiros. Mas sabe que é pouco: o preço mundial do petróleo está subindo (em grande parte pelo forte inverno americano, que exige petróleo para aquecimento), o real despencou, e o resultado são os aumentos. Bolsonaro diz que “vai acontecer alguma coisa” na Petrobras. OK: pode dar um jeito de pedir que o presidente da empresa, Roberto Castello Branco, vá embora. E daí? Quem assumir enfrentará o mesmo problema: petróleo subindo, real caindo. Como segurar o preço na bomba? E coisas como pneus, por que vão cair de preço?

Mundo novo

O fato é que os grandes países se preparam para aposentar o caminhão a diesel. Em pouco mais de dez anos, os caminhões deverão ter emissão zero, movidos a hidrogênio, álcool, eletricidade. Baixar artificialmente o preço do diesel vai retardar a opção por outros meios de transporte. O que precisa ser feito é um plano que envolva a sobrevivência dos caminhoneiros, e que os liberte dos financiamentos a longo prazo que os sufocam. E de preferência sem projetos tipo BR do Mar, de estímulo à navegação de cabotagem: parece ótimo, mas o plano é dar todo o transporte naval de porto a porto a navios estrangeiros, sem deixar lugar aos nacionais e sem abrir aos caminhoneiros a possibilidade de atuar em percursos menores sem morrer de fome.

Onde está o dinheiro?

Com a saída da Ford, autoridades de diversos Estados iniciaram o cerco a outras empresas automobilísticas, para manter a arrecadação e evitar que milhares de operários do setor fiquem desempregados. Boa parte dos esforços é para atrair a CAOA, de Carlos Alberto de Oliveira Andrade, que produz veículos projetados na China. Andrade deu sinal verde a algumas das negociações, mas deixando claro que precisará de ajuda para se instalar.

Tudo muito bom, tudo muito bem, mas o Grupo CAOA é o maior devedor da Massa Falida do Banco Santos – a soma dos bens do banco, administrados pela Justiça, usados para pagar os credores. Em ótima reportagem, a Record mostrou que a CAOA deve, há 15 anos (época da falência do banco), o valor de R$ 1.685.931.000,00 – total informado pelo administrador judicial da Massa Falida, Vânio Aguiar. Em primeira instância e no Tribunal de Justiça de São Paulo, Andrade e esposa foram condenados, com bens penhorados. Recorrem ao STJ, em Brasília.

Mais ajuda? E pagar a dívida antiga, nada?

Rodrigo Almeida disse...

Aquele meme do início contém verdadss !!!!

Anônimo disse...



Alguma tem que ser feita no Brasil. O STF aplica golpe e ao mesmo tempo os parlamentares atacam as FA para acuá-las para que elas não reajam contra o golpe. eles estão querendo calar os conservadores e do Presidente Bolsonaro e estão impondo uma ditadura comunista ao povo brasileiro.


aparecido disse...

jamais esperava uma abaixada assim tão fácil entre os deputados.. entregaram os aneis de couro sem demora...de calças nas mãos o que eles não podem é perder os dedos...é com eles que ganham no dia a dia com a mão leve...