terça-feira, 30 de março de 2021

Crise de Soberania, Secessão e Guerra Civil


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Parler - @alertatotal

A oposição irresponsável de canhota, financiada pelos controladores das oligarquias regionais tupiniquins e seus rentistas amestrados, produziu toda uma sabotagem institucional e política para tentar desestabilizar, desgastar e derrubar o Presidente da República que sobreviveu à facada criminosa dada em 6 de setembro de 2018. Os sabotadores se aproveitaram do pandemônio gerado em função da Covid-19 e também tiraram proveito dos variados erros de comunicação de Jair Bolsonaro. Agora, alopraram com a reação política do Presidente que segue com alto apoio popular, apesar da mais descarada e sórdida campanha midiática sofrida por um ocupante do Palácio do Planalto.

Bastou Bolsonaro tomar a decisão de acionar, de supetão, a barata caneta esferográfica que assina os atos de exoneração (demissão) e nomeação publicados no Diário Oficial da União (o famoso DOU porque, muitas vezes, tem tudo a ver com o sistema do “é dando que se recebe”). Quase na véspera da celebração de mais um aniversário da “Revolução, Golpe ou contragolpe” de 31 de março de 1964, Bolsonaro trocou seis dos seus principais ministros. Mas a substituição que surpreendeu e apavorou a galera foi a do Ministro da Defesa - que se estende aos comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica.

O movimento fez a galerinha de canhota partir para dedadas alopradas nas redes sociais da internet, choramingando que Bolsonaro estaria preparando um “fechamento de regime”. Os ejaculadores precoces, que tem pregado, abertamente, golpes contra o Presidente, escreveram que Bolsonaro, mexendo na cúpula militar, armava um “golpe de Estado”. Na visão dos amedrontados, Bolsonaro estaria se preparando para invocar “Estado de Defesa” ou “Estado de Sítio”. Por isso, mexeu na escalação de seus militares palacianos, no Ministério da Justiça e na Advocacia-Geral da União, além de botar um General de Exército na Casa Civil.

KKKKKKKKK… Bolsonaro deve estar dando gargalhadas diante do reacionarismo medroso da oposição radicalóide. Na verdade, o Presidente percebeu a gravidade da situação (inclusive da dele) diante da flagrante crise de soberania e desrespeito institucional, com elementos de secessão (governadores e prefeitos decretando inconstitucionalidades, com a complacência do Supremo Tribunal Federal) e risco real de explosão de rebeliões populares que podem aprofundar um estágio (já iniciado) de Guerra Civil (por enquanto, não-declarada).

Refém político do Centrão e pressionado ao limite pela ação sabotadora do Estamento Burocrático (Establishment), só Bolsonaro só é um “déspota” na narrativa desenhada pela canalhice esquerdopata. O Presidente não tem vontade, disposição e nem condição real de aplicar um “golpe”. Imagina se ele precisa “fechar um regime” que já opera em flagrante rompimento institucional, por sucessivos rompimentos da ordem constitucional, em função de decisões dos “Guardiões da Constituição” (os 11 ministros do STF). Bolsonaro apenas tem repetido a reclamação de que “estão esticando a corda”. E também insiste (mas ninguém garante ser verdadeiro) que as Forças Armadas estão com ele.

Haverá celebrações (modestas) nos quartéis que desejarem para lembrar o 31 de março de 1964. Será lida uma Ordem do Dia do novo ministro da Defesa, General Braga Neto, e dos novos comandantes militares. O gesto vai alimentar, ainda mais, o medinho esquerdista. Os aloprados vão insistir na falsa narrativa de “golpe em gestação”. O pior é que os segmentos (igualmente extremistas) do Bolsonarismo também vão embarcar na inviável possibilidade da famosa “Intervenção Militar”. As redes sociais refletirão mais uma edição da “Batalha de Itararé” (a que não aconteceu, na “Revolução” Constitucionalista de 1932). De todo modo, sobe a tensão institucional.       

Quem fez uma leitura imediata, precipitada e sintomática da gravidade da situação brasileira foi o governador de São Paulo. João Dória se mudou para o Palácio dos Bandeirantes. A “justificativa” para se refugiar (ops, morar) na fortaleza da “residência oficial”, no Morumbi, foi “motivo de segurança”. O governador de São Paulo reclamou que vem sofrendo ameaças (dos bolsonaristas). Por isso, o marketeiro de calça apertada soltou uma frase de efeito para protestar: “O fanatismo ideológico ignora a racionalidade”.

Mas a leitura correta da frase e da situação real do País indicam que o governante entrou em estado de medo. João Dória já vivia “sitiado” em sua mansão-quarteirão no bairro dos Jardins. O lugar é quase um sítio na área mais nobre e cara de São Paulo. O local estava, há várias semanas, cercado e “protegido” por uma quantidade exagerada de Policiais Militares do Batalhão de Choque.

A residência pessoal do governador era, sem dúvida, um dos lugares mais seguros de São Paulo, não fosse por um detalhe que incomodava João Dória. Ele era alvo de expressivos protestos populares. O povo ocupava as imediações seguríssimas do “sítio urbano” de Dória para protestar e pedir o impeachment do governador. Dória fez, rapidamente, a mesma leitura parcial, amedrontada e precipitada que a maioria esmagadora da oposição a Bolsonaro. “O Presidente pode decretar Estado de Sítio ou Estado de Defesa”. Fala sério, galerinha do mal…

O Alerta Total insiste na análise objetiva. Vivenciamos uma perigosa combinação de fatores destrutivos. Instabilidade institucional. Insegurança política, jurídica, econômica, social e individual. Intolerância ideologicamente gerada para dividir as pessoas em antagonistas e inimigos que, dificilmente, tentarão e conseguirão se unir em torno do Bem-Comum. Explosões de violência, desobediência civil e desrespeito a autoridades (que não se dão ao respeito). A rebelião popular já começou. Vai se intensificar até degenerar em guerra civil? Melhor não duvidar e se preparar (para o agravamento da tensão)…

A mistura é explosiva. O covidão amedronta, infecta, mata (ou, na hipótese menos ruim, deixa sequelas físicas e psicológicas nas pessoas). A bagunça econômica, por falhas estruturais, por erros conceituais ou por sabotagem friamente pensada, dificulta ou inviabiliza a vida de quem precisa trabalhar, empreender e lucrar produtivamente. É crescente a insatisfação e revolta das pessoas com os governantes, políticos e autoridades públicas em geral. Eles têm abusado do poder e atentado contra as liberdades individuais.

É mais um capítulo da “Revolução Brasileira”, desde quando o povão começou a sair às ruas para grandes protestos, há mais de 10 anos atrás. O certo é que já houve uma secessão (que não diz respeito apenas à separação territorial, mas sim ao rompimento claro da divisão constitucional entre os poderes da República). O estrago agravou a crise de soberania (que é antiga, vem desde o golpe que extinguiu o Império do Brasil, no qual um equilibrado soberano exercia, com sabedoria, o Poder Moderador). Agora, todos ficam com medinho diante do risco concreto de eclosão de revoltas populares que podem aprofundar uma Guerra Civil (por enquanto, não declarada, porém em flagrante andamento e recrudescimento).

Como bem descreve o sticker daquele Gatinho preto fumando um baseado de maconha, que circula pelos aplicativos padrão zap-zap: “O bagulho é doido”... E a famosa frase do Capitão Nascimento ecoa no ouvido de todos: “Vai dar Merda”!

Vai, não… Já deu… Pobre Geração Covidão… Haja vacina! Porque o Poder Covidiário continua com tudo… O Parquinho segue com todo fogo... 

Navegando livremente na piada...

Em tempo: A navegação volta ao normal no Canal de Suez. Diretamente de Brasília, em meio a tantas mudanças na cúpula do Governo Federal, veio a explicação mais criativa para a solução do problema que poderia paralisar a economia mundial, em função do caos logístico:

  • Gilmar Mendes mandou soltar o navio que estava preso...

3 em 1

Logo mais, das 17h às 18h, estaremos novamente no programa 3 em 1 da Rede Jovem Pan, com transmissão também pelo aplicativo Panflix e pelo YouTube.    

Reveja o artigo de ontem: Brasil em tempos de Cólera, Corrupção & Covidão

Releia o artigo de Domingo: Qual o DNA (ou Éthos) do Brasil?






 


Adquira, também, o livro A ÚLTIMA MARCHA DA MAÇONARIA.

Para maiores informações clique aqui:

https://loja.umlivro.com.br/a-ultima-marcha-da-maconaria/p

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. Secretário-Geral do Ibrasg - Instituto Brasileiro de Ativismo Societário e Governança.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 30 de Março de 2021.

8 comentários:

Rodrigo Almeida disse...

É tanta coisa que eu gostaria de comentar que seria necessário te escrever uma carta.

Anônimo disse...

Resumindo: No dia 1/4 0,01 % da população vai comemorar o governo militar pedindo um novo governo militar; mas, 99,99 % dos jornalecos vão falar que os bolsonaristas querem ditadura.

Loumari disse...

MENSAGEM DE SÃO MIGUEL ARCANJO - 5 DE SETEMBRO DE 2020

NÃO ACEITEM NOVIDADES!

Duas forças lutam pelas almas: o bem contra o mal, quem é do bem e quem é do mal?... se julga pelo que cada um guarda na consciência.

Orem, reparem o mal cometido, amem ao próximo como a si mesmo, respeitem a Lei Divina, sejam verdadeiros e não se distanciem da Nossa Rainha e Mãe dos Céus e da Terra.

O homem sábio dá de beber ao sedento sem julgar se é merecedor ou não. Faça o bem, o bem que Cristo vos tem reservado.

Orem, desejem o bem ao irmão, sejam amor e difundem esse amor aos seus semelhantes, desejem o bem.

A humanidade adúltera se mofa do DIVINO, atrevendo-se introduzir o profano na Casa de Deus, este pecado é gravíssimo aos Olhos de Deus.

Devem temer perder a Vida Eterna.

Por Ordem Divina, as Legiões Celestiais vos protegem.

Não temam! não temam! não se esqueçam de fazer o bem, sejam amor, não permitam que a impaciência vos faça cair na soberbia.

NÃO TEMAM, FILHOS DE DEUS! NÃO TEMAM!

Continuem firmes na Fé, alimentem a Fé, cumpram a Lei Divina.

Adorem a Deus em espírito e verdade.

JOÃO 4:23 Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
24 DEUS É ESPÍRITO, E IMPORTA QUE OS QUE O ADORAM O ADOREM EM ESPÍRITO E EM VERDADE.

PROVÉRBIOS 8:12 Eu, a sabedoria, habito com a prudência, e acho a ciência dos conselhos.
13 O temor do Senhor é aborrecer o mal: a soberba, e a arrogância, e o mau caminho, e a boca perversa, aborreço.
14 Meu é o conselho e a verdadeira sabedoria: Eu sou o entendimento, minha é a fortaleza.
15 Por mim, reinam os reis e os príncipes ordenam justiça.
16 Por mim, governam os príncipes e os nobres; sim, todos os juízes da terra.
17 EU AMO AOS QUE ME AMAM, e os que de madrugada me buscam me acharão.
18 Riquezas e honras estão comigo; sim, riquezas duráveis e justiça.
19 Melhor é o meu fruto do que o ouro, sim, do que o ouro refinado; e as minhas novidades melhores do que a prata escolhida.
20 Faço andar pelo caminho da justiça, no meio das veredas do juízo.
21 Para fazer herdar bens permanentes aos que me amam, e encher os seus tesouros.

1 PEDRO 4:17 Aquele, pois, que sabe fazer o bem, e o não faz, comete pecado.

ZACARIAS 7:9 Assim falou o Senhor dos Exércitos, dizendo: Executai juízo verdadeiro, mostrai piedade e misericórdia, cada um a seu irmão;
10 E não oprimais a viúva, nem o órfão, nem o estrangeiro, nem o pobre, nem intente o mal, cada um contra o seu irmão, no seu coração.

SALMO 34:14 Aparta-te do mal e faze o bem; procura a paz e segue-a.

APOCALIPSE 2:10 Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.

QUEM COMO DEUS? NINGUÉM COMO DEUS!

San Miguel Arcángel

AVE MARÍA PURÍSIMA, SIN PECADO CONCEBIDA
AVE MARÍA PURÍSIMA, SIN PECADO CONCEBIDA
AVE MARÍA PURÍSIMA, SIN PECADO CONCEBIDA

ARS disse...

Capitão Banana já demonstrou várias vezes que não tem coragem de decidir nada no governo. Deixa tudo correr frouxo e muda toda hora de posição, como uma biruta.
Seu governo é um desastre para os cidadãos livres e um paraíso para os bandidos.

Anônimo disse...

Secessão? Republica Rio Grandense, São Paulo livre e o restante finalmente poderá caminhar sem os impostos arrecadados em Sampa. Sonho de consumo? Pelo fortalecimento de um confederação e termino da federação. São Paulo livre já!!!!

Chauke Stephan Filho disse...

Crise de soberania, secessão, guerra civil... Que maravilha! É por isso que eu adoro política.

aparecido disse...

Essses que saem peidaram frouxo na bombacha... saem sem honra....e açularam os ministros do Supremo ao verem que da perte dos militares de alta patente só sairam peidos frouxos...para segurar o Supremo agora vai ser mais difícil...o Supremo desreipeitou os militares passando por cima...mesmo tendo alta rejeição na sociedade...

Loumari disse...

Chefes militares brasileiros demitem-se em bloco

https://www.youtube.com/watch?v=d57cdZnnxw4

Os chefes do Exército, Marinha e Força Aérea demitiram-se depois de terem apelado a mais restrições a fim de combater o avanço da pandemia.

Vinte e quatro horas depois de uma remodelação governamental no executivo anunciada na segunda-feira passada, os chefes dos três ramos das forças armadas brasileiras demitiram-se em bloco.

A demissão teve lugar num momento em que o Brasil volta a bater recordes no número de mortes diárias devido à pandemia.

Números sugerem que na terça-feira teriam morrido cerca de 3700 pessoas, elevando o número total de mortes no país acima dos 317 mil.

Na segunda-feira, o presidente Bolsonaro substituiu os ministros dos negócios estrangeiros, da justiça e da defesa, entre outros cargos no executivo num total de seis.

No centro da mais recente vaga de demissões estaria a recusa do chefe das forças armadas, General Edson Leal Pujol, depois deste ter publicamente rejeitado a politização militares apelando a mais restrições para travar o avanço da pandemia.

De referir que no passado, Bolsonaro já havia questionado a eficácia das vacinas.

Na semana passada, o presidente brasileiro recuou e disse que iria tornar 2021 no ano das vacinas.


euronews (em português)

31.03.2021


OBS: Congratulações a todos aqueles que mui astutos até usam a Bíblia para justificar o seu engodo do messias como venerável deus. Realmente acertaram em cheio porque tal como profetizaram, estão em efeito a caírem milhares a sua esquerda e milhares a sua direita, e ele (o vosso engodo) permanece inabalável. BRAVO. BRAVÍSSIMO.
O que será de vós que vos prostituis vendendo o posterior para manter o messias no poder a todo custo, e mentindo difundindo a farsa que ele foi vítima de facada, coisa totalmente falsa, montagem da maçonaria, quando os militares tomarem o poder? Não será que vão vocês os prostitutas de meia tigela todos presos e levados em campos de concentração e feitos escravos até a morte? Bolsonaro não é eterno. É coisa efémera. Mentir para manter bolsonaro no poder? até quando?