sábado, 27 de março de 2021

Microvírus e Inferno Global


Artigo no Alerta Total - www.alertatotal.net

Por Carlos Henrique Abrão

Aos nos deparamos com aquilo constatado no Brasil em março de 2020 e já decorrido mais de ano com recrudescimento de casos em toda a América Latina, cuja economia já patinava de mal a pior, a questão fundamental é como as Nações ricas encararão doravante os países emergentes e em via de desenvolvimento.

O colossal vírus, segundo dados estatísticos, teria provocado um prejuízo em torno de um produto interno bruto norte americano, algo na casa de 13 trilhões de dólares, em apenas um ano em todos os continentes do planeta, mas não é apenas essa dinâmica descortinada mas quem poderá minimizar em todos os campos as agruras sofrida pela população latino americana que sem emprego, sem hospital, sem condição financeira, sem futuro, sem o que comer, ambiciona ao menos a normalização de tudo em breve.

A primeira chamada diz respeito à vacinação total. Os americanos vacinam dois milhões e quinhentas mil pessoas dia, ao passo que o Brasil não consegue sequer vinte por cento. Para além disso, todos os Países precisam cooperar e colaborar com rápida distribuição de milhões de doses para o continente latino americano.

O prejuízo amargado jamais será reparado nem em TRIBUNAL INTERNACIONAL se comprovado ficar a culpa ou dolo eventual da China. No entanto, uma vez que a economia chinesa parece desembestar pro covid sem apresentar gargalos mais do que justa seria uma compensação no comércio internacional lançando para o continente algo em torno de 2 trilhões de dólares para que possamos nos reorganizar em até 3 anos com o fim dessa pandemia que solapou tudo e ridicularizou todo setor produtivo.

A contribuição da Europa, Canadá e EUA, sem esquecer do Japão, também poderia ser por meio de compensação às Nações em dificuldade no comércio internacional com a remessa de 500 milhões de doses de vacinas para a América Latina e com isso teríamos um

ponto de partida mais rápido e menos preocupante. Ninguém previu o vírus da mesma sorte a segunda e terceira ondas chegando com mais fortaleza, a doença atinge desde o recém nascido até o mais velho e a pesquisa em união com a ciência não diagnosticaram uma cura efetiva e imediata.

A vacina já acontece mas há dezena de casos para não dizer milhares nos quais os vacinados foram contaminados. Em resumo pouco ou quase nada sabemos a respeito do vírus os estudos são todos eles embrionários, mas os grandes pesquisados de laboratórios internacionais precisam rapidamente numa conferência telepresencial definir parâmetros para que a humanidade não desperdice tempo com a pandemia.

O Brasil já apresentava sucateamento na área da saúde,agora com a doença letal os insumos estão em falta, e os medicamentos igualmente, afora preços de máscaras, luvas e kits nas nuvens.

O governo brasileiro precisa se reorganizar e reestruturar seu mercado, no sentido de uma solução consistente e de longa duração, com prevenção e mudança de mentalidade.

Carlos Henrique Abrão é Doutor em Direito Comercial pela USP com especialização em Paris, professor pesquisador convidado da Universidade de Heidelberg, autor de obras e artigos.

Um comentário:

aparecido disse...

vivemos tempos de incerteza... e incerteza é probabilidade...os chinos começaram a fechar contratos de vachinas em set/19... até o calcinha apertada fez seu contrato em set/19...3 meses antes da doença surgir na China e cinco meses antes de surgir no ocidente...como vender uma vacina de uma doença que não existia ????.. O Bill Gates em out/19 disse que uma apidemia de coronga estava prestes a acontecer...todo mundo sabia do coronga alguns meses antes dele surgir... e todos os acontecimentos desde então , que já se fazem 18 meses, ocorreram favorecendo um unico pais... e este pais vende ao mundo, de maneira bem agressiva, que todos estes acontecimentos são obra do acaso, do destino, nada que acontecesse seria obra da inteligencia humana...é um acontecimento "probabilistico" que acontece sempre numa unica direção...E o pior é que todos acreditam no ocidente nesses acontecimentos como aleatórios...parece que a inteligencia ocidental travou.. não funciona mais...os chefes de estado europeus estão em estado catatônico, sem conseguir entender nada da realidade circundante...O bichinho surgiu em Whuan e em fev/20 um Resort em Insbruck na Austria teve 200 de seus 280 hoapedes contaminados em apenas uma semana.., a dez mil km da cidade de Whuam...e tudo isso vendido como obra do acaso.... vejam a Cepa de Manaus, que esta matando agora no Brasil...... Manaus recebe dezenas de Vóos cargueiros da China todos os dias... exatamente ali surgiu a nova cepa.. tudo obra do acaso.....claro....não consigo entender isto como obra do acaso...sempre estudei probabilidade e estatistica e qualquer um sabe que eventos aleatorios acontecem dos dois lados.. aventos que sempre acontecem de um lado só não são aleatórios...e fico estupefato porque ninguém esta vendo isso no Ocidente..ninguém