segunda-feira, 8 de março de 2021

Povão começa a reagir aos “covideiros”?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Parler - @alertatotal

Não basta mais usar máscara. O sistema midiático de geração de amedrontamento agora recomenda que você use duas máscaras. Quem quiser vesti-las, junto com um face shield (aquele protetor de face, de plástico), melhor ainda. A ordem (ops, recomendação) vem sempre acompanhada da mensagem: “A orientação é da Organização Mundial da Saúde”.

 

Ou seja, quem não obedecer é transformado, automaticamente, em inimigo mortal da saúde pública. Ganha o rótulo de negacionista. A pecha simplista de fascista. Por tal lógica, precisa ser reprimido duramente pelas forças estatais de vigilância. Assim, a repressão e a supressão da liberdade ganham ares de “normalidade” e pretensa “legitimidade”. Tudo em nome de “uma boa causa humanitária”. Impossível maior cinismo pragmático...

 

A narrativa continua a mesma. O pandemônio, também. A maioria foi convencida a tomar vacina. O problema, previsível, acontece. Continua faltando vacina para todo mundo. A oposição perdida e sua midia abestada jogam a culpa em Odorico Paraguaçu (ops, Jair Bolsonaro). Só que ele não é o fabricante da vacina, nem o comerciante que lucra com sua venda em massa. Os megalaboratórios priorizaram os países do Primeiro Mundo, onde vivem seus acionistas controladores, que querem dividendos, mas, antes de tudo, imunização. Os habitantes do Terceiro Mundo dependem do fornecimento pela China e Índia. Nossos laboratórios estatais Butantan e Fiocruz não têm capacidade produtiva suficiente, além de dependerem dos insumos vindos do exterior.

 

Sem vacina suficiente, sem leitos de UTI que nunca tivemos de sobra (nem nos hospitais particulares caríssimos), os hospitais seguem sobrecarregados. Assim, a narrativa volta a se concentrar no “use máscaras (agora duas)”, no “mantenha distanciamento social”, no “Fique em casa” e, na mais terrível e falsa alternativa, o tal do “Lockdown” (em livre tradução Tabajara: “fecha a porra toda, e dane-se quem precisa trabalhar, produzir, gerar emprego e pagar impostos sem fim”. Governadores e Prefeitos seguem ditando as ordens, como determina a Constituição, reforçada pela interpretação do Supremo Tribunal Federal.

 

O Monstro do Lockdown (já solicitamos uma entrevista oficial a ele) segue reinando. A maioria dos lojistas não teve outro jeito, senão aceitar a repressão estatal, só permitindo o regime de comércio semi-aberto para entrega (que fica mais bonito chamar de Delivery). Até a Organização Mundial da Saúde já advertiu que o lockdown tem pouca eficácia prática, a não ser permitir um descanso dos profissionais de saúde sobrecarregados de trabalho. O curioso é que o lockdown vale para o comércio, porém a regra não se aplica, na prática, aos transportes públicos superlotados, sobretudo nas grandes cidades.

 

Por causa dessa contradição mal resolvida, os segmentos mais revoltados da população começam a reagir. Partem para protestos na porta das mansões (ops, residências) dos governadores e prefeitos. Alguns dos dirigentes reagem truculentamente. O governador de São Paulo, por exemplo, ameaça processar quem reclama dele. Parecem de guerra (ou de uma operação militar de alta envergadura) as imagens de dezenas de viaturas e motos cercando o quarteirão no qual mora João Dória, em um riquíssimo bairro de São Paulo. Até a vizinhança está bronqueada com ele. Tanto que um vizinho filmou a suposta festa dada pelo filho de Dória no fim de semana. Ele alega que foi apenas música alta. Só que ninguém acredita… A calça apertou ainda mais…

 

Os “covideiros” já estão com as barbas de molho. O povão começa a reagir às narrativas absolutamente falsas que não encontram respaldo na realidade prática da vida. Infelizmente, a terrível doença segue presente e deve continuar a pleno vapor, porque a vacinação ainda é lenta e seus resultados reais ainda carecem de comprovação estatística e científica, por mais que a propaganda oficial e médico-farmacêutica diga que o remédio funciona. Desta forma, a população prossegue refém do medo, da incompetência estatal e das incertezas econômicas geradas pelos “lockdowns”.

 

Dica segura? Beba água, tome sol (vitamina D), consuma alimentos com vitamina C, mantenha a higiene pessoal e evite, ao máximo, aglomerações, principalmente em espaços públicos lotados, sujos e inseguros. No mais, é torcer para o Covidão não te pegar. O Monstro do Lockdown já te pegou. Cedo ou tarde você sentirá os desastrosos efeitos econômicos. O cinismo pragmático e o medo seguem ganhando de goleada. O Bem Amado Odorico que se cuide!

 

No mais, vamos celebrar o Dia Internacional da Mulher - que deveria ser todo dia. Mas quem quiser comemorar o Dia Internacional do Homem (não sei que dia é) basta vestir uma máscara dark do Dart Vader. Afinal, a coisa segue preta...




Releia o artigo e domingo: Covidão igualou “senhores” e “escravos”


Adquira, também, o livro A ÚLTIMA MARCHA DA MAÇONARIA.

Para maiores informações clique aqui:

https://loja.umlivro.com.br/a-ultima-marcha-da-maconaria/p







Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. Secretário-Geral do Ibrasg - Instituto Brasileiro de Ativismo Societário e Governança.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 8 de Março de 2021.

6 comentários:

Rodrigo Almeida disse...

Melhor explicação do que está acontecendo

Anônimo disse...

A EVOLUÇÃO DA MANIPULAÇÃO DA MAÇONARIA... RELEMBRAR TODOS OS GOLPES E INCONCEQUENCIAS É IMPOSSIVEL. MAS LÁ VOU EU DE NOVO. A APROXIMADAMENTE 2.000 ANOS CRIARAM UM DEUS E UM DEMONIO A PARTIR DESSA HISTÓRIA DE TERROR TODOS SABEMOS DAS CONSEQUENCIAS...

Anônimo disse...

O covid-19 atacou seu cérebro:

ARS disse...

Cientificismo é o nome da ideologia que acredita em superstições e dogmas das ciências.
Uma de suas seitas mais fanáticas é a da "máscara sagrada". Tem também a do "lockdown" - vulgo quarentena. Ambas foram desacreditadas várias vezes, no passado. Os cientificistas têm um fetiche enorme por máscaras que remonta à grande praga de Londres, séculos atrás.

aparecido disse...

Esta é a unica vacina que conheço onde seu efeito é potencializar a pandemia...estranho...este virus tem inteligencia humana... e se move pelo mundo e se reproduz com inteligencia humana.. e ataca onde seu dono manda...... como a maioria dos humanos não vê e reconhece isto ??????

Anônimo disse...

As vacinas contra coronavírus, quando aplicadas em animais, apresentaram essa característica de aumentar a susceptibilidade dos vacinados ao coronavírus selvagem; por isso, sua pesquisa havia sido abandonada. Os psicopatas devem ter avaliado o potencial de arma biológica dessa peculiaridade.
A maioria das pessoas não reconhece a manipulação através da plandemia porque, dentro do planejado pelos globalistas, o controle da informação na grande mídia fez as pessoas acreditarem na desinformação e não perceberem que não podem mais confiar nas autoridades para conduzi-las a porto seguro, depois da corrupção desenfreada das elites estimulada pela doutrinação revolucionária. E o possível alerta para acordarem dessa situação histérica é desacreditado como fake news, teoria da conspiração, coisa de maluco. Muitos que poderiam estar acordados estão siderados pelo peso da opinião dominante manipulada.