sexta-feira, 19 de março de 2021

Quando nem o choro é livre


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Parler - @alertatotal

Quem manda no Brasil - País Capimunista, Rentista e Corrupto? Não é o Presidente Jair Bolsonaro - que os inimigos de esquerda xingam de “ditador-genocida”. As ordens são ditadas pelo EB - que não significa “Exército Brasileiro”, mas sim “Estamento Burocrático” (ou Establishment). O resto é parceiro ou escravo do Estado Bandido (outro sinônimo para o ente abstrato). Sob tal regime essencialmente criminoso, nada é livre. Nem o choro…


O detalhe fundamental é que a cúpula poderosa do Estado Bandido opera conforme três características: 1) Segue as ordens dos banqueiros (de fora e de dentro). O tal “Mercado” é o ditador da política e da economia. 2) Usa o comando do Judiciário como instrumento de legitimação do mando. 3) Utiliza o Crime Institucionalizado (organizado) como Mecanismo de controle, manipulação e dominação. 4) Emprega a diferença ideológica como fator radical de desunião e desvio de atenção da massa de manobra.


A corrupção sistêmica e institucional forma uma parceria destrutiva com a politicagem e o rentismo improdutivo (especulativo). Os comandantes e controladores do Estamento Burocrático não têm interesse, capacidade ou competência para enfrentar o pandemônio do Covidão. Eles se consideram acima de tudo e de todos, principalmente do Brasil e dos brasileiros. Os bandidos seguem focados em manter seus nacos de poder político e econômico. O resto que se dane!

O estrago está feito. Mas pode ser ainda pior no curto prazo. O choro não é livre. É uma imposição da canalhice hegemônica. Quem chora já perdeu. Vidas se vão de maneira súbita. A tragédia vira rotina. A morte é banalizada. Cai na “normalidade” da estatística. A mídia funérea colabora com a desgraça. Ajuda a gerar mais medo e incerteza.


O roteiro é macabro. Os governantes abusam da autoridade e das narrativas. As medidas de Engenharia para o Controle Social comem soltas. O povo sofre as consequências. Quem pode paga a conta. Quem não pode arca com o prejuízo (geralmente mortal). Sobreviver é preciso… O jeito é se cuidar da maneira que for possível. A vacina está chegando…


Enquanto isso, o Covidão e o Crime continuam em ação… Nossa liberdade é cada vez mais ameaçada… Infelizmente, só uma minoria se importa com isso…     











Adquira, também, o livro A ÚLTIMA MARCHA DA MAÇONARIA.

Para maiores informações clique aqui:

https://loja.umlivro.com.br/a-ultima-marcha-da-maconaria/p

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. Secretário-Geral do Ibrasg - Instituto Brasileiro de Ativismo Societário e Governança.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 19 de Março de 2021.

2 comentários:

Anônimo disse...

A VERDADE É QUE ESSE LIXO É BURRO INCOMPETENTE E MAFIOSO, UMA FAMILIA DE TRAFICANTES, PROSTITUTAS E LADRÓES... POR ISTO ESSA MÉRDA ESTA COMO ESTÁ.

Anônimo disse...

Realmente a solução só tem uma vertente e um caminho: Ordem Divina Milagrosa e muita baioneta,muita bala e muita arena de fuzilamento.