sexta-feira, 5 de março de 2021

Reformas Política, Tributária, Educacional e Estatal


 Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Parler - @alertatotal

O Brasil só vai efetivamente crescer e se desenvolver se fizer, no mínimo, quatro reformas - que no futuro podem até ser reconhecidas como “revoluções” ou “evoluções”. Reforma Política, Reforma Tributária e Reforma Educacional são as bases fundamentais para uma ampla Reforma Estatal. Se nenhuma delas acontecer de modo articulado e combinado, dificilmente conseguiremos fazer a transição do Capimunismo para o Capitalismo Democrático. Um Projeto Estratégico de Nação ajudaria a definir o que tem de ter feito. Uma Nova Constituição, enxuta e principiológica, nascerá como fruto natural para consolidar as mudanças estruturais.

 

Sair do estágio capimunista e evoluir para o capitalista democrático demanda um remédio: o biotônico de cidadania, com segurança jurídica, patriotismo e consciência do respeito à legalidade e legitimidade. Mas o medicamento só vai funcionar se, antes, promovermos uma Reforma Política básica, para valorizar o poder local, a partir dos bairros, regiões e municípios onde as pessoas efetivamente vivem. Tal reforma também vai viabilizar a verdadeira representatividade dos eleitos. 

 

Essa imprescindível Reforma Política se assenta em características fundamentais:

 

1) Voto Livre (sem voto obrigatório);

 

2) Votação Distrital pura e mista (dos bairros até as regiões, facilitando e barateando as campanhas eleitorais;

 

3) Voto (até) Eletrônico, porém com impressão para recontagem física de 100% dos votos;

 

4) Plena liberdade para formação de partidos políticos, sem receber recursos públicos (estatais). O Fundo Partidário não tem razão de existir.

 

5) Possibilidade de candidaturas independentes dos partidos para cargos legislativos e executivos;

 

6) Oportunidade de, no máximo e apenas, uma reeleição, pois Política não deve ser profissão;

 

7) Criação de Corregedorias, formadas por eleitores, para criticar e fiscalizar a atuação dos políticos, no Executivo e no Legislativo;

 

8) Criação de Tribunais e/ou Câmara de Arbitragens locais, para dirimir conflitos com a máxima celeridade;

 

9) Transparência Total, via internet, do Orçamento, Gastos e Arrecadação nos municípios, se possível discriminando tudo por cada bairro.

 

Ou seja, a Reforma Política passa, fundamentalmente, por um aprimoramento administrativo, com qualidade objetiva de gestão pública.

 

O passo inicial, fundamental, de valorizar, de fato, o Poder Municipal depende da Reforma Tributária combinada com a Política. A cidadania só vai ser viável e irá se consolidar se acontecer a Reforma Educacional. Educação é a combinação da Formação Moral Familiar + Ensino de Qualidade, formando um indivíduo capaz de ler, escrever e agir conforma a interpretação da realidade, com base em conceitos corretos, concretos, focados em valores humanistas. O cidadão pleno é alguém com poder real de equilibrar ação, razão e emoção no seu dia-a-dia. O sujeito assim conseguirá respeitar direitos, deveres e obrigações para a vida civilizada em sociedade.

 

O Brasil e seu povo têm de superar o momento de insanidade, inconsequência e intolerância agravado pelo Covidão (usado como desculpa perfeita para justificar manobras autoritárias, através do medo da morte). Precisamos superar o impasse institucional, pondo um fim, o mais depressa possível, à guerra de todos contra todos. Temos de recuperar (se é que um dia tivemos, de verdade) a capacidade de fazer Política, com diálogo civilizado, debate livre de ideias, definição e execução de prioridades, com oposição construtiva aos Governos da União, Estados e Municípios. 

 

O Brasil só vai destravar e avançar se iniciar o cumprimento da pauta das reformas fundamentais. O problema concreto é: estamos muito lerdos e erráticos nesta missão. O aspecto positivo é que a maioria do povo começa a demonstrar cansaço e insatisfação com o caos vigente. Já está aceso rastilho de pólvora para detonar as mudanças. Resta abreviar o tempo (o timming) do processo cultural, histórico e estrutural das inevitáveis e imprescindíveis transformações.     

 

Resumindo: Da merda atual, voltaremos ao Pó, como prevê o bíblico Eclesiastes? Ou vamos sacudir a poeira e dar o grito de “Pirlimpimpim” (como fazia a Emília do Sítio do Picapau Amarelo, de Monteiro Lobato) para deflagrar as mudanças?

 

Papo Reto: As pessoas esclarecidas, que pensam corretamente e querem o bem do Brasil, precisam parar com babaquices e extremismos que só facilitam a sacanagem do Establishment e seus comparsas (de ideologia ou de roubalheira). Louquidaum é o cacete! 





 












Adquira, também, o livro A ÚLTIMA MARCHA DA MAÇONARIA.

Para maiores informações clique aqui:

https://loja.umlivro.com.br/a-ultima-marcha-da-maconaria/p

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. Secretário-Geral do Ibrasg - Instituto Brasileiro de Ativismo Societário e Governança.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 

 

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 5 de Março de 2021. 

6 comentários:

Anônimo disse...

BOZOLIXO É O PRÓPRIO JUMENTO,QUANDO DEIXOU OS PREÇOS DE TUDO DISPARAREM ESSE MAFIOSO ME PASSOU O ATESTADO DE BURRICE OU DE VIGARISSE... JÁ PERMITIR 12 SECRETARIAS EM RÉPLICA EM TODOS OS MUNICIPIOS DOS ESTADOS É COISA DE MAFIA... TODOSMEXENDO NO CELULAR E UM PASSANDO A MÃO NA BUNDA DO OUTRO, DEPOIS RECEBEM SALARIOS E PREVILÉGIOS E RACHAM COM A BODAIADA...

Elias Jorge Calil Neto disse...

Faltou o mandato de Juiz do STF limitado ao mandato de quem aprova a indicação, ou seja de 8 anos como os Senadores.

Anônimo disse...

Com a implantação dos itens 4 e 5; o item 6 se torna desnecessário, e até prejudicial aos políticos "honestos e eficientes". Achar 80.000 (esse é o numero de eleitos ?) políticos que prestem, já é "difícil", e se por milagre o povo conseguisse; depois do mandato, teria que achar outros 80.000 (ai, já é impossível). Sem falar, que o "honesto" vai ficar o mandato inteiro, não querendo ser bom para ser reeleito, e sim "ajustando" algo para fazer após o mandato.

Anônimo disse...

Proponho a abolição das eleições para cargos legislativos e a adoção do SERVIÇO POLÍTICO OBRIGATÓRIO, pelo qual um cidadão maior de idade e sem antecedentes criminais seria sorteado para exercer a função de vereador, deputado ou senador, por no máximo oito anos.
.
JUSTIFICATIVA: Do jeito que está, só bandido entra para a política.

Anônimo disse...

"""Elias Jorge Calil Neto disse..3:01 PM .
Faltou o mandato de Juiz do STF limitado ao mandato de quem aprova a indicação, ou seja de 8 anos como os Senadores.
3:01 PM """

A disputa tem que ser de honestidade [Honestidade não caduca (não perde a validade)]. Ou seja, após sua primeira "safadeza", você deixa de ser honesto.

Qualquer cidadão, pode chamar um vagabundo do STF de VAGABUNDO e/ou incapaz de estar no STF. O que deve ser obrigado; é esse "xingador", ser comparado ao bosta n'agua do STF xingado.

PS: Minha sogra é digna de estar no STF.

Alguém pode citar um único (apenas um) ministro do STF; que seja digno do cargo?

PS2: Me lembro de uma historia (não sei se é com H); de um "politico digno", que nunca tinha faltado (e nem feito nada de errado); e após os seus pares (outros deputados/senadores) terem percebido que ele faltou por doença (depois de 30); cancelaram "o dia de trabalho"; para não sujar o curriculum do parlamentar.

Antiguidades - Tralhas e relíquias disse...

Pura verdade!