domingo, 4 de abril de 2021

Alegria de Páscoa


Artigo no Alerta Total - www.alertatotal.net

Por Carlos Henrique Abrão

Com todas as adversidades atravessadas pelo longo do caminho há mais de ano com a malsinada consequência da pandemia e tantos desaparecidos numa tragédia incomum, tempo de Páscoa significa alegria e o reencontro com a nossa mais preciosa tarefa da vida divina. Momentos complicados com abalos profundos na população e sociedade civil,como será o porvir após a vacinação e liberação de todas as atividades do primeiro ,

 e terceiro setores? Poucos teriam a capacidade da análise, mas esperamos que no segundo semestre o Brasil já esteja com as fronteiras livres e liberadas, os aspectos decisivos de estratégias econômicas adotadas e a política vença o ranço de destratar cidadão. 

A coabitação entre Executivo e Legislativo impos um semi presidencialismo ou um parlamentarismo de ocasião, haja vista que o congresso nacional tem se  posicionado além do que se imagina, mesmo na demissão de Ministros e na coalização de novas nomeações.

Em tempos de Páscoa que simboliza a vida seria fundamental que a mídia parasse de cantarolar tragédias e número de mortes e pensasse mais no Brasil e menos na derrocada do poder de governar. Estamos numa série crise institucional e estrutural, com significativas mudanças porém a imprensa marrom não se cansa de metamorfosear seu discurso não querendo em momento algum armísticio.

O País precisa de rumo e condução com mão firme do seus ideais, bilhões de tributos não puderam ser arrecadados diante da situação dos negócios e falta de dinheiro da população pessoa física. A forma de parcelamento é bastante interessante mas será que o desempregado conseguirá em pouco espaço de tempo uma nova ocupação disponibilizando remuneração à altura de suas necessidades de sobrevivência?

Um pacto total que juntasse todas as camadas e fosse silencioso mas operacionalmente viável teria o condão de romper com a estratégia maledicente de vários setores da imprensa e de candidatos que anteciparam indevida e inadvertidamente o ano de 2022.

O sucesso da superação de todos os entraves será determinante na escolha pelo povo do seu legítimo representante nas próximas eleições de presidente e governadores, além das assembléias legislativas, é indispensável o acompanhamento dos trabalhos de tal sorte que precisamos aprimorar e aperfeiçoar a democracia independente da coloração e ideologia que se pretende buscar a cada momento.

Que o momento mágico da Páscoa com todos os drásticos aspectos da pandemia nos sirva de corrente indestrutível ligada ao sobrenatural que com isso tenhamos força, coragem e resiliência para vencermos nossos problemas coletivos e trazer novas esperanças para a realidade brasileira.

Carlos Henrique Abrão é Doutor em Direito Comercial pela USP com especialização em Paris, professor pesquisador convidado da Universidade de Heidelberg, autor de obras e artigos.

Nenhum comentário: