segunda-feira, 19 de abril de 2021

Quem pode frear o Sistema de Tutela Federal?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Facebook - @alertatotal

“Todo dia era dia de índio”. Pelo menos na música do Jorge Menezes, imortalizada na voz da telúrica Baby (Consuelo) do Brasil. Agora, e olhe lá, só no dia 19 de abril... Que também é Dia do Exército Brasileiro. Os indígenas reclamam que não têm muito a comemorar. Os militares insistem que têm tudo a celebrar, pelo menos do ponto de vista da tradição cultural que o vírus do socialismo tupiniquim tenta, insistentemente, aniquilar. Eis a guerra de quinta geração que as Forças Armadas brasileiras enfrentam todo dia - sendo ou não de índio. Notícia nada boa: a esquerda canta vitória nas batalhas psicológicas. Parece que a ditadura do proletariado se vendeu melhor, no imaginário popular idiotizado, que a tal dita-dura militar.

Será que nossa garotada interconectada nas redes sociais sabe quem foi o herói Pedro Teixeira? Pois é… Graças a ele temos o gigante Brasil… Só que a galerinha dificilmente tem a menor ideia de que o Pedrão é um dos patronos da nossa Força Armada, amada ou não. Na cabeça da maioria dos jovens - influenciada pela catequese esquerdopática dominante no ensino de História -, o Exército está mais relacionado à “ditadura” que ao seu verdadeiro papel de garantidor da integração, integridade e segurança nacional. Glorioso Exército que, depois que cometeu o equívoco de derrubar o Imperador D. Pedro II, em vários momentos críticos, exerceu o Poder Moderador. Lembrai-vos de 1889, 1930, 1945 e de 1964...

Agora, tudo parece que mudou. O EB emplacou José Sarney na Presidência da República em 1985 e depois saiu pela garagem do Palácio do Planalto? Os Generais se proclamaram “profissionais” e (alguns) juraram que jamais fariam qualquer intervenção política - exceto em caso de caos institucional, por convocação dos poderes constituídos ou se chamado pelo povo. Na surpreendente eleição de 2018, depois da covarde facada de 6 de setembro, tivemos a falsa impressão de que os militares fizeram uma espécie de “intervenção pelo voto”, apoiando a chapa formada pelo Capitão reformado Jair Messias Bolsonaro e pelo General na reserva Antônio Hamilton Mourão. Rebate falso. Os Generais, alguns coronéis e poucos majores e capitães apenas ocuparam cargos no governo, por ambição de alguns e por falta de quadros não-militares. 

Agora quem manda no Brasil é o Sistema de Tutela Federal. Este “STF” representa o Poder Supremo, Moderador. O STF é quem dita as ordens aos outros poderes. A arma soberana é uma Constituição inadequada, que requer interpretação o tempo todo, porque foi muito mal regulamentada e mal elaborada (propositalmente pela máfia socialista e social-democrata). Assim, o juridiquês tem sido empregado como narrativa de poder. Manda quem pode, e obedece quem não tem juízo de valor realmente democrático. O abuso de poder e o desequilíbrio institucional mergulham o País em uma guerra de todos contra todos os poderes. O conflito se aprofunda perigosamente. Já houve ruptura institucional. Já ocorreu secessão constitucional. Tem tudo para redundar em guerra civil explícita - que pode gerar o separatismo do Brasil, com derramamento (desnecessário) de mais sangue.

No Dia do Índio (e do Exército), todos os brasileiros de bem, principalmente os militares, precisam fazer uma profunda reflexão sobre tudo (de ruim) que acontece no Brasil. Temos de rever o “Sistema de Tutela Federal” que dá legitimidade ao Desgoverno do Crime Institucionalizado. A guerra de todos contra todos é fruto da soberania criminosa. A República Corrupta vai se transformar em Principado? - como previu Maquiavel. Ou vamos formar uma esculhambação nunca antes vista na História da humanidade, com um Brasil fragmentado, dividido, colonizado?

Até quando vai durar a ditadura do Sistema de Tutela Federal?

O povo, detentor do Poder Originário da Nação, precisa encontrar a resposta, urgentemente... 

Releia o artigo: “Tudo pelo Vírus Chinês”? Você acreditou?!






Em tempo: Além do Dia do Índio, e do Dia do Exército, também é dia de celebrar os 80 anos do Rei Roberto Carlos. Parabéns, bicho!


Adquira, também, o livro A ÚLTIMA MARCHA DA MAÇONARIA.

Para maiores informações clique aqui:

https://loja.umlivro.com.br/a-ultima-marcha-da-maconaria/p

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Flamenguista. Editor-chefe do Alerta Total. Comentarista Político da Rede Jovem Pan.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 19 de Abril de 2021.

4 comentários:

Loumari disse...

“Caso EMBRAER”: Termina esta segunda-feira a produção da prova em sessão de julgamento

https://www.youtube.com/watch?v=ICJlUPL0ThY

Televisão de Moçambique TVM

19.04.2021


OBS: Brasil, a besta do Apocalipse, que surgiu no condado sul das Américas, das profundezas dos abismos que só espalha corrupção, desolação espiritual, e misérias humanas, com suas empresas de lixo, suas religiões profanas e da blasfémia ao Espírito Santo (...)

Ai de vós que caucionais isso! Ai de vós!

O diabo com mais de duzentos milhões de escravos ao seu serviço, que o alimentam com toda sorte de oferendas, derramamento de sangue, e com cada sacrifícios perpetrados dentro mesmo e no seio da igreja por sacerdotes que exercem cultos religiosos a Lúcifer, os maçons, a besta não só governa uma nação a dimensão continental, engordou de grandes poderes e esta besta que saiu das profundezas dos abismos se desenvolveu como aquela serpente de sete cabeças (a Hidra): Esta Hidra se desenvolveu como um movimento revolucionário, o mal que apostou em subverter o poder de Deus e ameaça em destruir tudo; e este mal que resiste a tudo saiu do seu território e como verdadeira serpente de sete cabeças, a Hidra estendeu seus tentáculos e atingiu outras nações, se introduziu nas igrejas destas nações namorando seus bispos e sacerdotes a renunciar a sua crença baseada no catolicismo virginal para a cristandade criada por homens na oposição a verdade universal, anulando assim a Bíblia original cuja palavra foi canonizada (onde fala o Espírito Santo e orienta e instrui as ovelhas no caminho de Deus) foram desviados do verdadeiro caminho santo, repudiando a verdadeiro Magistério, para o caminho onde são ensinados a adorar deuses quais jamais conheceram nem seus pais nem seus antepassados desde que existe a criação. O Diabo tudo modificou, desfez tudo o que Deus criou e estabeleceu, e levou a todos os povos a adorar a besta, a espíritos de demónios, não só no Brasil onde todo seu povo sacramenta suas orações com "hail satan", isto é "salve Satanás", dissimulado nisto aqui "amém".

Todo mundo sabe que brasileiros pregam o falso evangelho, mas os países como Portugal, Angola, Moçambique, fecharam os olhos e optam por se alinhar com os prevaricadores, adoptando o falso catolicismo, favorecendo a corrupção na igreja e estender o poder do Diabo dando-lhe autoridade sobre estas nações e dominar os povos, arrastando milhões de almas para o inferno.

Todo santo de Cristo não pode olhar para sacerdotes e bispos brasileiros como ministros de Jesus Cristo. Estes homens trazem na testa, estampado: "mentiroso, hipócrita, ministro de Baal". No dia do AVISO, o que está estampado nas suas testas vai ser visível a todo olho e vereis que se formará em suas testas ferida que consumirá toda carne até tornar visível o osso do crânio. (A marca da besta)


MATEUS 24:13 Mas, ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que fechais aos homens o reino dos céus; e, nem vós entrais, nem deixais entrar aos que estão entrando.
14 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que devorais as casas das viúvas, sob pretextos de prolongadas orações; por isso, sofrereis mais rigoroso juízo.
15 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que percorreis o mar e a terra, para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno, duas vezes mais do que vós.
16 Ai de vós, condutores cegos! pois que dizeis: Qualquer que jurar pelo templo, isso nada é; mas, o que jurar pelo ouro do templo, esse é devedor.


JEREMIAS 7:8 Eis que vós confiais em palavras falsas, que para nada são proveitosas.
9 Furtareis vós, e matareis, e cometereis adultério, e jurareis falsamente, e queimareis incenso a Baal, e andareis após outros deuses que não conhecestes,
10 E então vivereis, e vos poreis diante de mim nesta casa, que se chama pelo meu nome, e direis: Somos livres, podemos fazer todas estas abominações?
11 É, pois, esta casa, que se chama pelo meu nome, uma caverna de salteadores, aos vossos olhos? eis que EU MESMO, VI ISTO, DIZ O SENHOR.

Anônimo disse...

Procure por "ivermectina" no Google e você encontrará mais artigos de jornalistas, blogueiros e maconheiros falando mal desse remédio (por razões óbvias) do que links para comprá-lo em farmácias.

Só isso já dá uma dimensão da tragédia que virou o uso político dessa pandemia no Brasil. Mais detalhes só o tempo mostrará (se é que mostrará).

Mas de uma coisa tenho certeza: o Brasil a partir de 2023 será oficialmente a colônia agrícola da nova ordem mundial, e a pandemia irá, por aqui, sumir ou voltar conforme a (des)obediência do povo.

Anônimo disse...

O povo vai dar a resposta nas próximas eleições. Tenho fé que o Brasil terá um rumo melhor. TFA!

ARS disse...

A resposta é uma emenda instituindo o voto direto para o judiciário. Diretas já, para o judiciário!
Contra usurpadores oligarcas da justiça, a democracia plena.