terça-feira, 18 de maio de 2021

Bolsonaro: “Imorrível, imbrochável e incomível”


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Facebook - @alertatotal

No Brasil, factóides e tiradas humorísticas rendem manchetes. Na saidinha do Palácio da Alvorada para mais um dia de trabalho, o Presidente Jair Messias Bolsonaro matou seus seguidores de rir. Bolsonaro se definiu como um cara “imorrível, imbrochável e incomível”. (KKKKK, royalties da gargalhada para o lendário jornalista Hélio Fernandes, que morreu de velhice, aos 100 anos de idade). O argumento alimenta a disputa com o ex-Presidente Lula da Silva, que já se definiu como um homem com “energia de 30 e tesão de 20”.

Quem ficou espantado com a avacalhação de Bolsonaro precisa ler o que o colunista da revista IstoÉ, Ricardo Kertzman escreveu: “Homossexual latente ou não; brocha, meia-bomba ou não, o presidente é, no mínimo, preconceituoso, inconveniente e infantil. É o tiozão do churrasco. Na verdade, é um tremendo babaca”. Sempre xingado de “incapaz”, “genocida”, “insano”, “nazista” e “homofóbico”, só faltando ser chamado de “corrupto” (para se tornar equiparável aos adversários e inimigos), Bolsonaro resolveu reagir ao conteúdo esquerdopata do ataque. 

O Presidente utilizou a “palhaçada” como um gancho para criticar “os idiotas que ainda defendem o isolamento social”, via lockdown decretado por governadores e prefeitos que cometeram “assassinato da economia”, causando falências, desemprego, depressão e ainda mais desespero na população amedrontada pela Covid-19. Psicologicamente, Bolsonaro também afina o humor para a semana em que seu governo será mais atacado na CPI do Covidão. Senadores ouvirão, nesta terça-feira, o depoimento do ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Na quarta-feira, é a vez do alvo mais esperado: o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. O General de Divisão na ativa recebeu autorização do STF para ficar em silêncio, mas deveria falar tudo para anular a narrativa dos inimigos. A conferir.

Na segunda-feira, dia em que a maioria esmagadora dos senadores não trabalha em Brasília, a Procuradoria-Geral da República botou fogo no parquinho da CPI. O PGR Augusto Aras enviou ao Senado uma lista de seis governadores investigados por crimes de corrupção relacionados ao suposto combate à pandemia. A iniciativa, comandada pela subprocuradora-geral Lindôra Araújo, pegou estados que usaram indevida e ilegalmente o dinheiro enviado pelo governo federal. Correm em em segredo de justiça, em seis Estados: Amazonas, Bahia, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro e São Paulo.

A base governista comemorou a iniciativa. A oposição a Bolsonaro “brochou” (como ironizaria o Presidente). Augusto Aras justificou a atuação da PGR: “O compartilhamento de documentos e informações entre autoridades em esforços apuratórios são muito úteis para o progresso de suas respectivas linhas investigativas, preservando-as nos casos sigilosos de sua exposição. Nesse esforço de colaboração mútua, consigno que as autoridades do Ministério Público Federal aguardam que as conclusões da Comissão Parlamentar de Inquérito possam muito agregar aos esforços que elas têm empreendido na elucidação dos fatos”.

Aras marcou um golaço contra a CPI. As narrativas criadas por senadores podem dar em nada contra o Presidente. Mas as investigações contra seis governadores, tocadas pela PGR, tendem a produzir, além de processos judiciais, o risco de argumentos concretos para muitos políticos sofrerem impeachment. Se a CPI for obrigada pela realidade a mudar de escopo, o feitiço da oposição tem tudo para virar contra os feiticeiros. A conferir, lamentar ou festejar...      

3 em 1 - Confira um momento da nossa participação no programa da Jovem Pan desta segunda-feira: Prefeitos e governadores usam isolamento social como manobra política... E @jairbolsonaro se supera, proclamando-se "imorrível", "imbrochável" e "incomível" -  https://youtu.be/WH4kDYbDG1g

 








 

Adquira, também, o livro A ÚLTIMA MARCHA DA MAÇONARIA.

Para maiores informações clique aqui:

https://www.amazon.com.br/s?k=A+ULTIMA+MARCHA+DA+MA%C3%87ONARIA&__mk_pt_BR=%C3%85M%C3%85%C5%BD%C3%95%C3%91&ref=nb_sb_noss_2

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Flamenguista. Editor-chefe do Alerta Total. Comentarista Político da Rede Jovem Pan.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 18 de Maio de 2021.

5 comentários:

Loumari disse...

Como todo homem bolsonaro passará, resta saber o que ele vos vai deixar como herança. Entrará ele nos anais da história como o presidente reformador, o homem que transformou a imagem do Brasil no caminho do desenvolvimento e abriu nova linha do progresso e brilhou como homem prodigioso, ou será o que jamais o Brasil devia ter gerado em suas terras? Porque a história vos julgará. Os vossos filhos, netos, toda a sua descendência vos julgará pelas escolhas que vocês fazem hoje. O que vocês deixarão será uma geração maldita.

Anônimo disse...

ELE APENAS SE ESQUECEU DE DIZER QUE É UM LIXO... LADRÃO IGUAL UM CAIPÓRA ESSE FDP TIRA TUDO O QUE É DO POVO PARA ENTREGAR AOS SEUS COMPARSAS, O TÉTO CONSTITUCIONAL DESSES MALDITOS JÁ É DEMAIS E ESSE VIADO DE GAIÓLA QUÉR DAR ATÉ O RABO PARA ELES... HOJE ELE É INCOMIVEL MAS QUANDO MOLEQUE LÁ NA RIBEIRA A MOLECADA PASSAVA BEM COM AAQUELE BUNDÃO BRANCO,AGORA O FAISAL MUDOU, ESTÃO FAZENDO AÇUCAR...

Anônimo disse...

Que felicidade! Que risada! Momentos felizes como estes tem de ser compartilhados e estimulados pelo nosso presidente, afinal nem chegamos ainda aos 500.000 mortos, oficialmente é claro, mas caminhamos céleres para isso. Brasiiiillllll!!!
Quais tempos vivemos? Que costumes temos?
Apenas uma pessoa sem nenhum conceito moral e que tira sarro, nos que se preocupam com seus familiares e semelhantes para uma atitude desprovida de qualquer sensibilidade ou empatia com seus semelhantes para fazer piadinhas com mais de 400.000 mortos, muitos dos quais devido a sua incapacidade administrativa.
Vivemos simplesmente com um slogan: Brasil abaixo de todos e Deus que nos proteja.
TFA!

Anônimo disse...

Comentário em homenagem ao vagabundo anônimo das 10:29 AM.

Todos TODOS os parentes de pessoas mortas por covid que eu conheço, estão trabalhando e vivendo (andando para cima e para baixo) normalmente. Mesmo tendo parentes mortos, eles não param em casa.

O Bolsonaro sempre esteve certo e preocupado com os milhões de prejudicados com a fraudemia da quarentena. Qualquer um pode ver quantas pessoas morreram na sua rua pela pandemia, e todos podem ver que o numero de pessoas que estão morrendo de fome, vergonha, extress, desemprego; é 10 vezes maior.

Então agora vai uma piada:

Estão dizendo o Mc Quevim pulou do prédio porque achou que a mulher dele iria pega-lo com uma prostituta de 2 mil reais. A única coisa que faria eu cair daquele prédio, é a prostituta tentar me cobrar 2 mil reais.

Anônimo disse...

RESPOSTA AO ANONIMO DAS 11 37
Pode ser que os parentes dos mortos, que vc conhecia estejam trabalhando ou andando, entretanto os mortos não mais andam ou tem sonhos e esperanças, por que simplesmente tudo isso deixou de existir. Ao morrerem deixaram apenas carne que apodrece e que se desprendem dos ossos como sinal de sua passagem por aqui.
Sem vida não há fome, trabalho e pensamentos, apenas o vazio e a dor dos entes queridos.
Viva a vida, abaixo a morte!