quinta-feira, 15 de julho de 2021

A Obstrução Intestinal do Brasil


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Siga-nos no Twitter e Facebook - @alertatotal

A Ordem Pública é o fator fundamental para a sociedade, porque ela é garantidora da vida. Mas o que é a conservadora a vida é a Saúde. Sem ela, não adianta Dinheiro ou Poder. O Sexo também fica prejudicado. A famosa tríade depende, acima de tudo, de uma vida saudável. Essa reflexão vale para todos. Principalmente para os “Poderosos” e “Endinheirados” que se esquecem que o ser humano, na verdade, é muito frágil. Na realidade, prevalece aquela velha máxima latina: “Sic transit gloria mundi” - lição de que tudo no mundo material é transitório e passageiro. É finito. Não dura eternamente. “Matamos o tempo; o tempo nos enterra” - frase emblemática do morto mais vivo do mundo, Brás Cubas - personagem imortalizado pelo também imortal Machado de Assis.

 

Quem experimenta o dilema da fragilidade, tentando sobreviver politicamente em um País institucionalmente escatológico, é Jair Messias Bolsonaro. O Presidente foi diagnosticado com “obstrução intestinal”. O problema é consequência da facada quase assassina que recebeu de Adélio Bispo, no dia 6 de setembro de 2018. Coerente com a realidade de um Brasil dominado pelo Crime Institucionalizado, o criminoso segue praticamente impune. Está preso na Penitenciária Federal de Campo Grande (MS). Não pode sequer receber punição administrativa, caso tenha um surto psicótico ou psicomotor, porque o Judiciário o considera “inimputável”. Tudo porque Adélio sofre de “transtorno mental delirante persistente”.

 

Existem evidências de que Adélio Bispo - ex-militante do PSOL - não agiu sozinho no atentado quase fatal contra Bolsonaro. Tanto que, no dia e hora do crime, em Juiz de Fora (MG), foi registrada a presença de Adélio na “Câmara dos Deputados”. Isso é incrível… (com toda aquela entonação dada por Sílvio Santos). Além disso, persiste a dúvida sobre quem financiou os advogados que, em velocidade recorde, saíram em defesa do delinquente. Infelizmente, o caso Adélio é providencialmente abafado. Nem a competente Polícia Federal conseguiu desvendar a plena verdade no caso gravíssimo. O suposto “maluco” fica isolado. Nada de anormal no País em que a esquerdopatia produziu assassinatos com requintes de barbárie como os de Celso Daniel e Toninho do PT (prefeitos petistas de Santo André e Campinas). Quem matou (ou mandou matar) ambos? Quem bancou Adélio para matar Bolsonaro? Eis os mistérios máximos do regime Cleptocrático tupiniquim.

 

O fator Adélio segue “vivo” para Jair Bolsonaro. Trata-se de uma tortura psicológica à qual o Presidente é submetido diariamente, durante 24 horas. O trauma deve durar até o momento do juízo final para Bolsonaro. A obstrução intestinal que agora toma conta do noticiário é consequência da facada e das várias cirurgias que Bolsonaro sofreu para seguir vivendo. Pouca gente sabe, mas Bolsonaro mal consegue dormir direito, desde o trauma da facada. Também remói, constantemente, o fato de Adélio e seus mandantes seguirem impunes. O problema de Bolsonaro só é agravado porque ele, embora faça exames constantemente, não cuida direito da alimentação. Não segue uma dieta adequada aos seus notórios problemas digestivos e intestinais. O corpo, de vez em quando, cobra o preço pelos excessos.

 

Aparentemente, o caso de Bolsonaro não coloca a vida dele em risco, se for cuidado corretamente, em tempo hábil. Prova de que a situação de Bolsonaro é tranquila: o vice-Presidente Hamilton Mourão (substituto eventual) viajou para Angola, para a conferência dos países de língua portuguesa. Tudo indica que o Presidente ficará três ou quatro dias no luxuoso estaleiro do Vila Nova Star - hospital de primeiríssimo mundo na Zona Sul de São Paulo, do qual seu médico, Antônio Luiz Macedo, é sócio. Segundo o boletim médico, Bolsonaro ficará internado “em tratamento clínico conservador” (ainda bem que não é “progressista”, senão o paciente perderia a paciência KKKKK). Só os exames vão demonstrar se Bolsonaro precisa ser submetido a mais uma cirurgia. Por enquanto, o ilustre cirurgião avalia que não será necessária. De todo modo, não se pode vacilar com obstrução intestinal (ou suboclusão, em mediquês) - que pode degenerar para uma mortal infecção generalizada.

 

A esquerdopatia já se aproveita da internação de Bolsonaro para fazer exploração política do caso. Acusa Bolsonaro de fazer “promoção pessoal”, principalmente com a divulgação daquela foto na qual aparece, na cama do hospital, “entubado” e cheio de fios pelo corpo, porém sorrindo. A imagem foi postada no Twitter do Presidente. Os oposicionistas - principalmente da mídia que sofre de abstinência de verbas públicas de publicidade e outros “jabás” oficiais - reclamam das postagens que acontecem - aparentemente sem autoria original do Presidente. O protesto é tolo, porque todo mundo sabe que o filho Carlos Bolsonaro tem a senha de Bolsonaro.

 

As mensagens irritaram os inimigos (ops, adversários políticos). Alguns perdem a linha e torcem por todo o mal contra Bolsonaro. Outros, também sem conseguir disfarçar o ódio sistemático contra o Presidente, ficam sem saber como agir, para não sofrer mais desgaste com os ataques diretos ao paciente-impaciente. Os recados twittados foram:        

“Que Deus nos abençoe e continue iluminando a nossa nação. Um forte abraço! Brasil acima de tudo; Deus acima de todos!”

“Peço a cada um que está lendo essa mensagem que jamais desista das nossas cores, dos nossos valores! Temos riquezas e um povo maravilhoso que nenhum país no mundo tem. Com honestidade, com honra e com Deus no coração é possível mudar a realidade do nosso Brasil. Assim seguirei!”

“Agradeço a todos pelo apoio e pelas orações. É isso que nos motiva a seguir em frente e enfrentar tudo que for preciso para tirar o país de vez das garras da corrupção, da inversão de valores, do crime organizado, e para garantir e proteger a liberdade do nosso povo”.

“Por Deus foi nos dada uma nova oportunidade. Uma oportunidade para enfim colocarmos o Brasil no caminho da prosperidade. E mesmo com todas as adversidades, inclusive uma pandemia que levou muito de nossos irmãos no Brasil e no mundo, continuamos seguindo por este caminho”.

Enfim, recados dados… Tomara que Bolsonaro se recupere depressa e possa voltar a atividade normal. Ele tem uma importante reunião para “discutir a relação” (sobre os limites institucionais), com os presidentes do STF, Luiz Fux, do Senado, Rodrigo Pacheco, e da Câmara dos Deputados, Arthur Lira. O evento foi adiado até o retorno oficial de Bolsonaro ao trabalho. O Presidente também tem de cumprir a promessa de apresentar “novidades bombásticas” em sua próxima live na internet. Em um spoiler, Bolsonaro já tinha avisado que “aqui no Brasil, pra não entrar na linha de Cuba, tem que ter o voto impresso e auditável e a contagem pública dos votos também”.

Enquanto Bolsonaro soluça, a esquerdopatia parece não ter solução. Não baste detestar Bolsonaro Na mídia perdida tupiniquim é fundamental odiar o sujeito. Curiosamente, o "ódio do bem" não sofre censura dos veículos tradicionais e nem das redes sociais da internet. Coisas de uma esquerdalha burra e criminosa…

 

O fato irônico e lamentável é que quem sofre de obstrução intestinal não é Bolsonaro, mas sim o Brasil, que não consegue promover debates institucionais que não pareçam vindos do intestino. Não dá para continuar “cagando e andando” para esse grave problema.




#3em1 Jorge Serrão critica ideologia na imprensa brasileira, após cortes de verba por Bolsonaro, interferindo na necessidade de investigações da facada dada por Adélio Bispo. Basta de impunidade! https://youtu.be/xSj24JDpuOk

 

Lei do retorno - O empresário Otávio Fakhoury faz uma advertência espiritual e espirituosa aos inimigos do Presidente: “Só um aviso aos histéricos do ódio que escrevem desejando a morte do Presidente Bolsonaro e do Professor Olavo de Carvalho: a lei de Deus é a lei do retorno! É só lembrarem quantos já morreram nos últimos anos após desejarem a morte deles”.

Releia o artigo: Golpe contra Bolsonaro chega ao limite?











Adquira, também, o livro A ÚLTIMA MARCHA DA MAÇONARIA.

Para maiores informações clique aqui:

https://www.amazon.com.br/s?k=A+ULTIMA+MARCHA+DA+MA%C3%87ONARIA&__mk_pt_BR=%C3%85M%C3%85%C5%BD%C3%95%C3%91&ref=nb_sb_noss_2

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Flamenguista. Editor-chefe do Alerta Total. Comentarista Político da Rede Jovem Pan.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 15 de Julho de 2021.

Nenhum comentário: