sábado, 31 de julho de 2010

Soberania e Cidadania

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Antônio Ribas Paiva


Guerra de 5ª geração é toda tentativa de origem externa, por quaisquer meios, que objetive minar o cenário político – econômico – tecnológico – psicossocial – ambiental – militar, de um país, através de agentes internos ou externos. (conceito UND)

É o que tem submetido a Soberania Nacional Brasileira, porque essa geração de guerra, por ser subliminar, não tem sido adequadamente detectada e enfrentada pelos nossos agentes públicos.

Na verdade, por ser permanente e de frente difusa, esse tipo de guerra precisa ser travado por toda a Nação, a partir dos seus segmentos esclarecidos, civis e militares.

O legislador constitucional, de forma brilhante, embasa tanto o direito como a responsabilidade e o dever de todos, quanto à segurança pública, nos artigos 142 e 144 da Constituição Federal.

O artigo 142 da Carta Política trata da destinação das Forças Armadas, mas não exclui a responsabilidade da nação. O artigo 144 é impositivo: “segurança pública, direito e dever de todos...”

A Soberania Nacional é o primeiro item da Segurança Pública!

Esse dever constitucional, portanto, confere poder de Polícia, a todos, investindo os naturais da terra em membros do Ministério Público, que devem denunciar às autoridades toda e qualquer ameaça ou dano à Soberania Nacional, sob pena de traição. (crime militar arts 142 e 357 CPM)

Esse é o esforço de guerra necessário, tanto à preservação da Soberania, quanto ao pleno exercício da cidadania!

Antônio José Ribas Paiva, Advogado, é Presidente da União Nacionalista Democrática (UND).

2 comentários:

Anônimo disse...

Entendido. Guerra de 5ta. geração é a que o foro de são paulo trava há 20 anos para fomentar o socialismo do século XXI. Guerra de 5ta. geração é o que os democratas, os esclarecidos, os cristãos, os professores, a imprensa... etc., etc., etc., "desconhecem", eximindo-se de assumir a responsabilidade que os ideais e idéias democráticas pressupõem.

Manoel Vigas disse...

Saudações.

“segurança pública, direito e dever de todos...”

( neste TOTOS poderemos incluir os militares ou sobra apenas para os civis desarmados ? )

FATO:

Na terça-feira (18/07/2006) ocorreu uma palestra para os alunos da Escola Superior de Guerra (ESG), no Rio de Janeiro, ministrada por João Pedro Stedile, integrante da direção nacional do MST, sobre o tema Reforma Agrária e Meio Ambiente.

“O general de Exército José Benedito Barros Moreira declarou concordar com praticamente tudo o que disse Stedile, discordando apenas da forma de ação do MST para alcançar os objetivos. Barros Moreira falou sobre a burrice da elite ao não entender que a melhora do padrão de vida dos brasileiros, por meio do desenvolvimento de um mercado interno, é bom para a própria elite.”
(Vide --- http://www.defesanet.com.br/mst/esg.htm)

Em retribuição aos “cumpanheiros da Escola” Stedile convidou os professores da ESG a visitarem a Escola Florestan Fernandes, situada em Guararema, no interior de São Paulo.”

Pelo visto o ilustre palestrante (Stedile) tem muito a ensinar aos alunos da ESG ( .... inclusive podendo dar aulas práticas).

Diante dos fatos, duas perguntas:

1º) Protestar veementemente SIM, esforço de guerra SIM, ..... mas para quem ? ( com estilingue ou é melhor usar arco e flecha ? )

2º) Vendo a Escola Superior de Guerra dando guarida a um terrorista, sobrou quem para reclamar ?

.... seria para um superior hierárquico dos militares, o respeitado e temido civil de 4 estrelas ? .....

.....ou .....

.....teremos que apelar de forma “calma e submissa”(como cachorrinhos bem adestrados) para o atual Exmo(a) Senhor(a) Presidente (a) da República ?

Desculpe Sr. Antônio José Ribas Paiva, ....... falar de otimismo, pressupondo soluções democráticas é corroborar a fraude que estaremos prestes consolidar como coadjuvantes do crime eleitoral (urnas sem auditoria, votos de cabresto...etc....), previsto para OUTUBRO DE 2010 .

POR FALTA DE OPÇÃO A ÚNICA SAÍDA É O AEROPORTO !!!
( auto exílio ... motivado pela vergonha de ser brasileiro, ........ um ser animalesco, omisso, apátrida, aético, imoral, corrupto, etc., etc., etc.....) .

Atenciosamente.
Manoel Vigas