segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Controles Prioritários

Artigo no Alerta Total – http://www.alertatotal.net/


Por Arlindo Montenegro

No endereço web http://whatreallyhappened.com/, Greg Ruggerio, "ativista e editor de mídia", comenta: "É legal comprar uma metralhadora Uzi totalmente montada neste país [Estados Unidos], mas é ilegal comprar um transmissor de rádio totalmente montado". Parece que seu Ruggerio, está pensando na possível traquinagem governamental mundial, que ensaia o controle da liberdade na web.

Pra que este cabra vai querer um transmissor de rádio? Isto é útil hoje em dia para o padre transmitir a missa, para informar uma pequena localidade ou em circunstâncias de apagão nos satélites, que transmitem sons e imagens, (quem sabe até apontam armas secretas), vigiam e escutam, prescrutam o interior da superfície terrestre, sabendo e informando seus controladores: onde estão os minerais... Por onde se deslocam as formigas...

No mesmo site, se pode ler: " É evidente que o declínio econômico dos EUA na América Latina, (...) está em pleno vigor. A força motriz do declínio acelerado não é insurgência popular, mas a atração e lucrativas oportunidades do mercado (...) Na medida em que o militarismo define as políticas e as estratégias do império dos EUA, não há remédio para os desafios do poder lumpen no seu "quintal".

Diz ainda que Washington não tem nada a oferecer para retomar a presença dominante na América Latina. E conclui: "O mercado mundial esta derrotando o Império. Os capitalistas do século XXI da América Latina estão liderando o caminho para uma nova queda do poder imperial." Será?

O Brasil, um dos países "lumpem no quintal" dos EUA, joga perfeitamente o jogo da nova ordem mundial. E apenas para exemplificar, Bush, Rockfeller e investidores mundiais do Grupo Carlyle, atuam com mais vigor que qualquer brasileirinho dos que aparecem na revista Forbes, listado entre os possuidores de grandes fortunas.

Quer saber? Desde há mais de meio século, para citar somente um, David Rockfeller, possui extensas propriedades no Brasil e foi ele quem decidiu nos "presentear" trazendo a Cargill e a Monsanto, ambas parte do portfólio de negócios da família, que atua em setores tão diversificados como: financeiro, bancário, alimentício, transportes, infra estrutura (portos, aeroportos...), educação (ai! Meu Deus!) e na religião!

O NCC (Conselho Nacional de Igrejas), continuidade do Conselho Federal de Igrejas, que os serviços de inteligência identificaram como a mais subversiva organização pró comunista, nasceu dentro do Seminário Teológico União, de Nova Iorque, bancado pela dinastia Rockfeller, considerando que "a religião é importante para moldar a opinião".

A teologia daquele seminário estava orientada para destruir os fundamentos do cristianismo tradicional e ficou conhecido como um centro que influenciava e transformava cristãos em comunistas. Um antecessor da Teologia da Libertação, pouco conhecida entre nós, o NCC, "doou centenas de milhares de dólares para os grupos comunistas revolucionários da Africa comprarem armas. Essas armas são usadas pelos comunistas para matar os cristãos, enquanto milhares de Pastores americanos ficam olhando um pra cara do outro. Se isso não é assassinato por procuração, o que é?"

Algumas das empresas Rockfeller são bem conhecidas: Mobil Oil Corp., Standard Oil, Eastman Kodak, General Electric, Texas Instruments, HP - Hewlett-Packard, IBM , Texaco , IT & T , Westinghouse, Boeing, Sperry Rand, Xerox, Laboratórios Pfizer e Merck, Avon, TWA, Eastern Airlines, United Airlines, National Airlines, Delta, Braniff, Northwest Airlines, Motorola e outras centenas de empresas. E o controle de outras como a Union Carbide, Bendix, Crysler, Shell, Gulf, Celanese, DuPont...

J.Richardson Dilworth, consultor financeiro dos Rockfeller, era sócio da Kuhn, Loeb & Co., satélite da família Rothschild, radicada na Europa e fortemente influente na criação do Federal Reserve Bank, que tem ascendência sobre o sistema financeiro mundial. Kuhn, Loeb & Co., é considerada a empresa bancária internacional mais poderosa politicamente. Atuou como enlace para o financiamento da União Soviética.

Chegamos ao Chase Manhattan Bank, unido à Kuhn, atravessando o Atlântico para vir a ser, junto com o Banco da América, o grande operador associado aos Rotschild, sem que as operações exteriores sejam consolidadas nos balanços dos EUA. Além do mais, existem as Fundações que não pagam impostos, mas atuam no mundo inteiro. Atuam no Brasil. Como as "brasileiras" Cargill, Monsanto...

A Cargill Brasil, é uma das 15 maiores empresas neste país. Industrializa alimentos, é a principal exportadora de soja das fazendas Rockfeller, processa cacau de toda a América Latina, tem sua rede logística própria com armazéns e terminais portuários. Óleo de soja Liza = Rockfeller. Grãos, farelos, exportação de álcool, compra e venda de algodão = Rockfeller. Lubrificantes industriais, medicamentos, cosméticos, adesivos, papel, ferro gusa, aço... Rockfeller.

Assim é que, dizer que existe declínio economico dos EUA na América Latina ou que “os capitalistas do século XXI da América Latina estão liderando o caminho para uma nova queda do poder imperial", pode ser lido assim: os socialistas que nem Rockfeller, estão na América Latina e no mundo, para instituir o capitalismo apoiado na economia da nova ordem mundial. Citamos apenas um operador, Rockfeller... e os milhares de outros?

Assim, seu Ruggerio pode comprar as peças e montar seu radio transmissor. Vai precisar.

Ref. Bibliográfica:”The Rockefeller File”, de Gary Allen – Livraria do Congresso Americano, Catalogado sob número : 75-39136


Arlindo Montenegro é Apicultor.

Um comentário:

Anônimo disse...

Obrigado pelas informações. É oportuno agente saber estas coisas, principalmente no atual contexto politico.