domingo, 12 de dezembro de 2010

WIKIGATE

Artigo no Alerta Total – http://www.alertatotal.net/


Por Arlindo Montenegro

A primeira coisa que se depreende das revelações do Wikileaks é que os Estados, costumeiramente, vigiam as manobras uns dos outros; que cada governo ignora sua condição de gestor da entidade pública e age como empresa privada. Um grupo de cidadãos ocupa os postos de poder, privilegiando uns poucos empresários, sempre os mesmos... e a rede bancária internacional, que paga e manda!

Para o consumo doméstico, nada de novo. Tudo já discutido pelos poucos que ainda se comovem e ocupam com a Patria brasileira e com a defesa do território, conquistado pelos antepassados, comprado a peso de ouro e patrimônio para os nossos descendentes. É muita e suficiente riqueza material que poderia ser bem administrada, se a nossa escola formasse cérebros capazes de pensar.

Por enquanto os que ainda têm capacidade de pensar, em suas cada vez mais reduzidas áreas de parcial conhecimento, percebem que a nação norte americana, acompanha (e certamente influencia nos bastidores) toda a estratégia crioula, par defender seus intersses comerciais e dizem que, de segurança.

Ocupam-se da nossa proximidade com o senhor Ahmadinejad, Hugo Chávez e seu mestre o coma'ndante narcotraficante, todos os seguidores do Foro de São Paulo e profetas do socialismo do século vinte e um. A Russia está armando uns e já se fala em mísseis que podem destruir o canal do Panamá ou ferir a Colômbia. Anunciam os contatos para instalara usinas atômicas e até que já existe uma unidade "secreta" em algum ponto da Venezuela.

É o delírio da arrogância. Em vez de alimentar o povo, armar-se até os dentes! O jornal alemão Die Welt publicou recentemente um trabalho investigativo, revelando que o destino das armas nucleares negociadas na parceria entre o Irã e a Venezuela as armas seriam utilizadas tanto no Medio Oriente, como para ameaçar os interesses norte americanos nos países do sul do continente.

Num Estado democrático de direito, tais decisões passariam por um Congresso, pela informação mais ampla aos cidadãos e cada decisão seria madura e responsável, tendo como critério primeiro o interesse pátrio. No caso dos Estados que toma todas as decisões, em aberto desrespeito às Leis ou mudando as leis para adaptá-las ao momento ideológico, todo o terror tem sentido, para manter as pessoas longe das decisões, que passam a ser de "segurança nacional", secretas, insabidas.

Os despachos dos Wikileaks, deixaram bem claro que a diplomacia e a espionagem são complementares. Deixou bem claro que os "donos" do estado se supõem os mais capazes para decidir e fazer tudo, tanto aqui, quanto nos países adiantados, onde os estados atuam como marginais, impondo normas e procedimentos que afastem do noticiário, todas as manobras desastrosas, toda a corrupção institucional, toda a insolência dos serviços secretos. Os governantes constroem a imagem da infalibilidade.

Os despachos também serviram para expor barracos, expressões chulas e ofensivas, o desprezo de uns dignatários em relação aos outros. Seria bom se os menos informados pudessem compreender como estas pessoas bem vestidas, gordas e perfumadas para esconder o fedor que exalam, são moralmente piores que o gato que rouba um frango no galinheiro, ou um pacote de biscoito no supermercado. O gato vai parar nas cadeias infectas. Já os outros, justificam a existência de uma quadrilha de "40 ladrões", protelam as decisões judiciais, que, finalmente absolvem todos.

Os estados árabes temem mais um Irã nuclear que o Estado de Israel. Mas o Brasil, se manifesta como defensor das políticas nucleares do Irã. E numa posição bem obediente ao Foro de SãoPaulo, o governo recusa referir as farc como organização terrorista, indo de encontro à posição do governo apoiado por 90% dos colombianos. Por outro lado, aplica tudo quanto é excremento gerado na onu, como norma impositiva.

Em 2009, as posições de algumas delegações da onu eram seguidas de perto pelos norte americanos. Putin é considerado machista e autoritário como o Berlusconi da Itália. Isto parece mais conversa de comadre. Putin é kgb e os interesses russos, estão expostos e documentados na literatura americana de mais alto nível. Mas os americanos estão desinformados, tanto quanto nós brasileiros.

Quando a embaixada de Buenos Aires é orientada para investigar sobre a sanidade mental da dona Cristina, seria mais conveniente ocupar-se com as ligações com Chávez e com o armamento de bandos peronistas. Quando investigam a presença da turma da Al Qaeda na tríplice fronteira, poderiam estar informando das ligações com farc, mst, Foro de São Paulo e da droga como moeda para o tráfico de armas.

Mas nada disto parece interessar aos ilustres embaixadores e seus espiões. Como parece rotineiro e tranquilo para nós, aceitar passivamente o asilo ao Batisti, o abrigo aos terroristas uruguaios, a presença da mulher do "embaixador" das farc numa secretaria anexa ao gabinete presidencial. É brincadeira! Ou insolência?

O fato é que as notas jogadas no ventilador, abrem os olhos de muitos. Mas têm pouco significado para um povo adestrado para não entender, não ver, não ouvir, não falar... deixar rolar.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

Nenhum comentário: