sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Efeito dominó no tabuleiro do improvável

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net


Por Palmério Gusmão

Há algum tempo atrás, não imaginávamos algumas possibilidades sobre determinados temas. Achávamos até que algumas coisas não mudariam, pois eram e seriam culturalmente aceitas. Acreditávamos que determinados povos adotavam regimes por particularidades culturais, religiosidade e crendices, mas a exploração é repudiável em qualquer cultura.

O exemplo de Egito e Líbia reflete o apelo democrático e modificações ocasionadas no pensamento das pessoas por conta do acesso a informações e tendências democráticas e libertárias, o que motiva uma preocupação e desencadeamento de ações imediatas dos ditadores desde corte da internet e comunicações, até a força. A informação é a arma mais poderosa da população.

Atenção ditadores, o mundo clama por liberdade de expressão e opinião numa linha de diálogo democrática, sem espaço para conservadorismo egocêntrico, ou manipulações e imposições de qualquer natureza. Queremos oportunidades, melhores condições de vida, e não aceitamos mais poucos com muito, e muitos sem nada.

É notória a insatisfação em quaisquer relações deste tipo. Eles sabem disso. Nada é maior que a opinião pública. As reivindicações são as mesmas no mundo todo - melhorias em serviços de saúde, educação, remuneração e oportunidades, principalmente a população jovem e carente. Será que estamos presenciando uma nova era libertária?

Pois é, e será refletida no mundo todo. Cada conquista alimenta o desejo de outros povos, de diferentes raças e crenças a buscarem a sua liberdade, num verdadeiro efeito dominó no tabuleiro do improvável, onde só serão mantidas imposições por lealdade ou cumplicidade recíprocas em condições razoáveis de aceitação por determinado tempo, até o ponto de enxergá-las e entendê-las através da informação e do exercício da cidadania, criando a formação de uma opinião sobre. Daí há luta, insatisfações e reivindicações.

Percebemos então que o mundo não aceita mais imposições ditatoriais, nem ações extremadas de qualquer natureza em favorecimento de uns (poucos) e detrimento de muitos outros. Veremos muita coisa neste sentido, ainda. O que está acontecendo é uma verdadeira lição para qualquer líder.

Palmério Gusmão é Professor Universitário e Especialista em Logística - ppalmerio1@hotmail.com

Nenhum comentário: