quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Petralhas querem aprovação da Emenda 29 para justificar novos recursos com legalização dos jogos no Brasil

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Leia mais artigos no site Fique Alertawww.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão

A legalização do jogo no Brasil. Eis a principal intenção oculta por trás da insistência dos petistas, em conluio com parte da base aliada, para botar em votação e aprovar a famigerada Emenda 29 – que obrigaria a União, Estados e municípios a investirem mais na área da saúde. Os recursos viriam da taxação direta sobre a jogatina. Os petralhas têm interesse no negócio pois já têm laranjas prontos para entrarem de sócios dos futuros investidores do jogo legalizado no País.

O nada discreto lobby petralha para a legalização dos “jogos de azar” no Brasil é comandada por um trio de peso: José Genoíno, Antonio Palocci e José Dirceu. O “crupier” desta jogatina política pró-Emenda 29, o deputado federal petista Cândido Vaccarezza, líder do governo na Câmara, explicitou ontem as verdadeira intenções de seu grupo político: “Como deputado, acho que nós temos que ver a legalização dos jogos e usar o dinheiro dos jogos para a saúde”.

Até a Presidenta Dilma Rousseff, em entrevista à rádio Jornal do Comércio, em Pernambuco, entrou no jogo dos lobistas: “Presente de grego eu não quero. Agora, eu quero um presente para a saúde, que é o seguinte: eu quero saber como é que todos os investimentos necessários para garantir que o nosso povo tenha saúde de qualidade, da onde vão sair?”. Mais cedo, Vaccarezza já tinha respondido que a grana viria da legalização do jogo – coisa que o governo prefere não assumir publicamente, para não entrar em conflito com a Igreja Católica, historicamente contra a medida.

Sob o patrocínio oculto do lobby da jogatina, a Emenda 29 tem tudo para ser votada no fim do mês. Trata-se de mais uma ideia completamente soviética – que engessa completamente o orçamento público. A regra imporia gastos anuais obrigatórios para os entes federativos. Para municípios, 15% do orçamento; para estados, 12%; e, para a União, o gasto do ano anterior, corrigido pela inflação mais o crescimento do PIB, a soma de tudo que é produzido pela economia. Atualmente, União, estados e municípios não são obrigados a cumprir um percentual mínimo de gastos com a saúde.

Jogo de cena

O Palácio do Planalto nega que esteja discutindo a criação de um imposto para a saúde.

Mas, para tentar disfarçar que apenas defende a legalização do jogo como forma de financiar a Emenda 29, o deputado Cândido Vaccarezza chegou a especular ontem sobre aumentar a cota da saúde no DPVAT, aumentando ainda mais este imposto.

A ideia também interessa ao esquema de seguradoras que administram os recursos do tal “seguro obrigatório” – pago pelos “propriotários” de veículos para indenizar vítimas em acidentes de trânsito.

Mentirinha soviética

O esquema de propaganda do governo Dilma espalha, na abestada mídia amestrada, a mentirinha de que “reduziu os juros dos empréstimos para microempreendedores” – atualmente na absurda faixa de 40% de pura usura.

A Caixa já estaria liberando empréstimos de até R$ 15 mil, com juros de 8% ao ano, com pagamento em até 24 meses, para quem inicia ou já tem um pequeno negócio.

Para pegar a grana emprestada o trabalhador autônomo ou pequeno empresário não precisa estar formalizado, mas terá de apresentar o famigerado “fiador”.

Além desta exigência descabida, quem pegou a grana será sovieticamente fiscalizado por assessores de crédito contratados pela Caixa, para verificar se o dinheiro é bem ou mal usado.

Vai dar em nada...

O senador Aloysio Nunes Ferreira (SP) e o deputado federal Duarte Nogueira pediram ontem ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que investigue a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e o ex-presidente Lula.

Ambos por suspeitas de crime de peculato e improbidade administrativa.

O pobre Lula entrou na dança sob a alegação de ter sido conivente com uma decisão da empresa Itaipu Binacional – que demitiu Gleisi, pagando-lhe R$ 40mil de indenização, na véspera do lançamento da candidatura dela ao Senado, em 2006.

Impunidade parlamentar

Desde 2005, só quatro de 33 deputados processados tiveram o mandato cassado: José Dirceu (PT), Roberto Jefferson (PTB), Pedro Corrêa (PP), pelo mensalão, e André Luiz (sem partido-RJ), por extorsão.

Ontem, em votação secreta, a Câmara derrubou o pedido de cassação do mandato da deputada Jaqueline Roriz, do PMN do Distrito Federal.

Dos 451 parlamentares que estavam em plenário, 265 votaram contra a cassação, 166 a favor e 20 se abstiveram.

Suspeita (com direito a filmagem) de envolvimento com o mensalão do Democratas de Brasília, a deputada fica com seu foro privilegiado garantido para o inquérito que a investiga por crime de peculato: o uso do cargo público para obter vantagem pessoal.

Freud explica

Explicação dada pelo ex-prefeito Cesar Maia para o PT não apoiar a cassação da Jaqueline Roriz:

"Há uma razão óbvia. Se a deputada fosse cassada todos os envolvidos no mensalão do PT, com saque demonstrado na boca do caixa, também teriam que ser. Afinal, não há diferença comprobatória entre ser filmado e receber dinheiro num banco, assinar recebimento e registrar carteira de identidade. E ainda mais grave: no e para o exercício dos mandatos. Se o PT votasse pela cassação, em seguida todos os envolvidos no mensalão de 2005 estariam também cassados, por clara equidade de tratamento. Bastava chegar um requerimento na comissão de ética e levá-lo ao plenário".
Prova de que, com mensaleiros, não há quem possa... Eita esquadrão de ouro...

Funcionalismo

Dados fresquinhos do professor Ricardo Bergamini sobre o serviço público no Brasil:

1 - Dentro do serviço público federal há uma variação na média salarial entre o maior e o menor salário de 72,38%.

2 – No período o salário médio/mês dos trabalhadores formais das empresas privadas foi de R$ 1.517,78 (IBGE), ou seja: 89,99% menor do que o maior salário médio dos servidores da União e 63,77% menor do que o menor salário médio dos servidores da União.

3 – No período o salário médio/mês dos aposentados e pensionistas do Regime Geral de Previdência Social (INSS) foi de R$ 761,70 (STN), ou seja: 94,98% menor do que o maior salário médio dos servidores da União e 81,82% menor do que o menor salário médio dos servidores da União.

Tamos fundidos?

As drogarias São Paulo e Pacheco, do Rio de Janeiro, fundirão suas operações para a criação da Drogarias DPSP.

A gestão da nova empresa será compartilhada entre os grupos Carvalho (dono da São Paulo) e Barata (que controla a Pacheco).

A nova líder do segmento de farmácias nasce com 691 lojas, em cinco estados, e faturamento de R$ 4,4 bilhões nos últimos 12 meses.

Vai copiar, Kassab?

As prostitutas que trabalham nas ruas de Bonn, na Alemanha, terão de pagar um bilhete de 6 euros por noite para ocupar o espaço público.

Se forem flagradas sem o comprovante de pagamento, poderão ser presas e condenadas.

Será que Gilberto Kassab vai copiar essa ideia para dar uma faturada nas primas que atuam nas ruas de São Paulo?

Endoidou, São Pedro?

Ontem, São Paulo foi colocada em estado de atenção por causa da baixa umidade relativa no ar (25%) e pelo forte calor.

Agora, São Paulo está em estado de atenção por causa da chuva forte e do frio.

Kassab devia chegar a um acordo amigável com São Pedro, porque assim não dá...

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 31 de Agosto de 2011.

3 comentários:

Anônimo disse...

josé genoíno, antonio palocci, josé dirceu e cândido vaccarezza são inegavelmente o melhor que a corrupção de alto nível o Brasil pode apresentar.

Mas ainda falta dilma e o louco do lulla. dilma na Casa Civil do louco lulla, não pode de jeito algum ignorar como o louco lulla ficou colossalmente rico. Se não sabe, então das duas uma, ou mente com todos dentes que tem na sua boca ou è imbecil, suficientemente ignorante para ocupar o cargo atual.

Logo, interessava ao louco ignaro que dilma fosse eleita para esconder as suas falcatruas! Daí, no final do seu mandato, milhares de documentos do seu gabinete foram incenerados. Até onde entra gilberto carvalho nesse bolada toda se era e é o homem de confiança e controleiro de dilma?

Tanta bastardiçe passando diante dos nossos olhos e no entanto eles nem ligam para isso.

Serão deuses? Claro que sim.

Clóvis Antonio Cervi disse...

"União, estados e municípios não estão obrigados a.....". Afirmação errada. Os estados e os municípios estão, sim, obrigados a investir 12 e 15% em saúde. O que ocorre é que os estados e alguns municípios (grandes ) incluem em seus percentuais os valores investidos em SANEAMENTO para alcançar o percentual obrigatório, sob a complacência dos tribunais de contas, do Ministério Público, do Ministério Público e Contas e do próprio Ministério da Saúde. Agora, experimente um prefeito de município pequeno ou médio usar do o mesmo artifício para ver o que acontece. Contas rejeitadas, denúncias do MP e do Ministério Público de Contas, multas aos administradores,suspensão dos repasses por parte do Ministério, entre outras penalidades possíveis. Isto que vivemos numa república dita FEDERATIVA.

Anônimo disse...

jaqueline roriz a corrupta (mais uma em Brasilia) do PMN-DF liberada de qualquer acusação sobre corrupção por 265 votos favoráveis contra 166 dos deputados federais, resolveu atacar a imprensa, informa O Estado de S.Paulo.

Abriu a boca e, sem pensar duas vezes ou não fosse loura e política, sem pensar que corrupto tanto è o político, como o simples servidor publico até ao presidente desta republica, passando pelos civis. Quando alguém recebe dinheiro em troca de um favor especial fugindo de alguma maneira ao padrão estabelecido na prestação de serviços, está praticando crime de corrupção.

Agora, imbecilmente e sem vergonha naquela cara, acusa a midia que a acusou de corrupta de ser:

"Lamentavelmente, vivemos um período em que parcela da mídia devora a honra de qualquer pessoa que se ponha diante dela, qualquer que seja a razão. Nada que se alegue em defesa da vítima é seriamente considerado, porque o que é relevante é a execração pública e não o julgamento justo e imparcial".

A fala de jaqueline ecoa a de outros políticos que acusam a imprensa de "denuncismo" exagerado sobre os casos de corrupção nos ministérios do Planalto.

De fato o Congresso è uma podridão total!

http://portalimprensa.uol.com.br/noticias/brasil/44259/apos+absolvicao+jaqueline+roriz+acusa+imprensa+de+devorar+honra/