segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Escândalo Gemini: Dilma questionará Graça Foster - sua preferida para presidir a Petrobras?

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por João Vinhosa

Antes de tudo, Presidente Dilma, eu devo informar que – devido ao fato de estar impregnada de alto interesse público – esta carta, por mim dirigida a Vossa Excelência, não só será devidamente protocolada, como também será publicada em forma de artigo com o título “Escândalo Gemini: Dilma questionará Graça Foster sua preferida para presidir a Petrobras?

Conforme se sabe, segundo notícias veiculadas na mídia, a Diretora de Gás e Energia da Petrobras, Maria das Graças Foster – contando com a preferência de Vossa Excelência – é a mais forte candidata a assumir o comando da empresa, em lugar do atual presidente, José Sérgio Gabrielli. O problema é que o baiano, que pretende concorrer ao governo de seu estado em 2014, não pretende sair agora de onde está.

Considerando que a presidência da Petrobras é um cargo de excepcional importância para o interesse nacional, não posso deixar de submeter à apreciação de Vossa Excelência, o procedimento da Diretora Foster diante da carta (ANEXO I), que trata do caso da Gemini – espúria sociedade por meio da qual o governo brasileiro entregou o cartório da produção e comercialização de gás natural liquefeito (GNL) a uma empresa privada.

Tal carta, cujo endereço eletrônico se encontra ao final, foi protocolada na sede da Petrobras em 26 de maio de 2011, e publicada na edição de 23 de maio de 2011 do Alerta Total (http://www.alertatotal.net/) com o título “Dilma tem vergonha de ser a ‘Mãe da Gemini’?”.

Ninguém há de negar, Presidente Dilma: o fato de ter passado seis meses sem uma manifestação da Diretora Foster a respeito dos graves assuntos contidos na citada carta caracteriza inadmissível falta. E, incontestavelmente, tal falta joga na lata de lixo as empolgantes palavras proferidas por Vossa Excelência junto à ONU sobre a necessidade de colaboração entre o governo e os cidadãos.

Naquela oportunidade, Presidente Dilma, Vossa Excelência encantou os formadores de opinião, ao declarar, como uma autêntica estadista: “Trata-se de assegurar a prestação de contas, a fiscalização e a participação do cidadão, criando uma relação de mão dupla permanente entre o governo e a sociedade... Governo aberto não é apenas transparência e combate à corrupção. É cidadania, participação popular e melhor prestação de serviços públicos”.

Para agravar a situação, Excelência, na carta que não mereceu resposta da Diretora Foster, a ela afirmei categoricamente: “Conforme se vê na carta (Anexo I), por mim encaminhada à Presidenta Dilma Rousseff em 23 de maio de 2011, destaquei o fato de a Senhora ter me afirmado falsamente que todos os esclarecimentos sobre a Gemini me “foram exaustivamente prestados, não restando mais nada a ser acrescentado”.

A citada carta por mim encaminhada a Vossa Excelência, Presidente Dilma, foi integralmente transcrita no artigo (ANEXO II) “Senhora Presidenta, vamos agir contra os cartéis?”, cujo endereço eletrônico se encontra ao final.

O mais grave, no entanto, Excelência, foi o fato da Diretora Foster ter se mantido em silêncio diante da denúncia por mim formulada ao Procurador-Geral da República em 19 de outubro de 2010.

Referida denúncia – que se encontra anexada à carta não respondida pela citada Diretora – trata de evidências sobre uma rede de cumplicidade para praticar tráfico de influência com o objetivo de blindar a Gemini. Incontestavelmente, fato da maior gravidade, Presidente Dilma.

O silêncio da Diretora Foster torna-se ainda mais preocupante, Presidente Dilma, ao se constatar que tal denúncia foi considerada altamente ofensiva à honra de Vossa Excelência pelo Ministério Público Federal (MPF).

Para que se tenha uma idéia do entendimento do MPF, no documento (ANEXO III) em que decidiu pelo arquivamento da denúncia, o Procurador Paulo Roberto Galvão de Carvalho afirmou categoricamente:

1 – “O objeto destas peças informativas é, exclusivamente, o suposto tráfico de influência imputado à Presidenta da República”;

2 – “A alegação de tráfico de influência praticado pela então Ministra das Minas e Energia, Dilma Rousseff, foi mera ilação”;

3 –“Aprovação da formação da sociedade pelo CADE, ilícito este que teria sido praticado pela Presidenta da República Dilma Rousseff”;

4 –“Quanto ao suposto tráfico de influência, deve-se dizer que não há um mínimo de lastro probatório para dar suporte a tese de que a Presidenta da República Dilma Rousseff, então Ministra das Minas e Energia e Presidenta do Conselho de Administração da Petrobras tenha praticado atos ilícitos”;

5 –“A mera correlação feita pelo representante entre os cargos ocupados à época e a fusão das empresas não permite a presunção de que tenha ocorrido intermediação ilícita entre a então Ministra de Minas e Energia e os Conselheiros do CADE, a ensejar a irregular aprovação da criação da empresa. Trata-se, assim, de mera ilação”.

Cabe informar que, para confrontar com o acima transcrito entendimento do MPF, escrevi o artigo (ANEXO IV) “Dilma foi caluniada no escândalo Gemini?”, cujo endereço eletrônico se encontra ao final.

Em tal artigo, afirmei que as interpretações do MPF seriam por mim pulverizadas em outra oportunidade – caso Vossa Excelência se julgasse por mim caluniada e, em defesa de sua honra, me processasse judicialmente.

A verdade – toda a verdade – sobre este autêntico crime de lesa-pátria, também, é uma verdade de interesse da sociedade brasileira. A sociedade não se satisfará apenas com verdades apuradas sobre perseguições políticas, que, obviamente, estarão sujeitas a manipulações ideológicas.

Diante de tantas distorções, mentiras e omissões, Presidente Dilma, espero que Vossa Excelência, usando da autoridade de seu cargo, leve a Diretora Foster a se manifestar, sobre a Gemini, Isso, ou não restará qualquer resquício de credibilidade às encantadoras palavras proferidas por Vossa Excelência junto à ONU.

Relação de Anexos:

(ANEXO I) – Artigo “Dilma tem vergonha de ser a ‘Mãe da Gemini’?” (http://www.alertatotal.net/2011/05/dilma-tem-vergonha-de-ser-mae-da-gemini.html)

(ANEXO II) – Artigo “Senhora Presidenta, vamos agir contra os cartéis?” (http://www.alertatotal.net/2011/05/senhora-presidenta-vamos-agir-contra-os.html)

(ANEXO III)– Posicionamento do MPF sobre denúncia relativa à Gemini

(ANEXO IV) – Artigo “Dilma foi caluniada no escandalo Gemini’?” (http://www.alertatotal.net/2011/11/dilma-foi-caluniada-no-escandalo-gemini.html)

João Vinhosa é Engenheiro joaovinhosa@hotmail.com

4 comentários:

Anônimo disse...

pataqueospariu


esta a quem chamam de graça, consegue ser mais baranga do que a Iriny


pobre conjuge... fui claro?


definitivamente a mulherada do pt, são sérias candidatas a esposa do capeta

Anônimo disse...

Poucas vezes na história de um país, tivemos, como agora no Brasil, um predomínio tão avassalador da mediocridade. E o fenômeno espalha-se por todos os setores da sociedade brasileira. E não existe uma reação a altura das forças vivas da Nação.

Não há setor invulnerável. Todos são atingidos, em menor ou maior proporção, pela epidemia avassaladora. A premissa básica de um regime democrático consiste justamente no respeito à harmonia, autonomia e independência dos três poderes da República, o Executivo, o Judiciário e o Legislativo. E é exatamente o que inexiste no Brasil hodierno.

Como admitir um Executivo que interfere ostensivamente nos demais poderes? No Judiciário através da indicação dos membros das mais altas cortes do país. Na administração petista, foram nomeados, pelo antigo presidente, mais da metade dos ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e mais de 2/3 dos integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF). Um deles com a principal credencial de ter sido advogado do partido. Recentemente, a atual presidente nomeou mais um. O Legislativo apenas aprova, sem tergiversar, as ordens recebidas.

Outro absurdo é flagrar a indecente disputa pela nomeação de cargos de todos os escalões do Executivo por parte de membros do Legislativo. É patética a briga entre os partidos da base aliada pelo botim. Não possuem sequer vergonha na cara.

http://www.brasilsoberano.com.br/artigos/anomiaincorrigivel.htm

Anônimo disse...

O marido da Diretora Graça Foster (Caveirão) Sr Colin Vaughan Foster http://www.cfoster.com.br/portal/ prestou vários serviços para a Petrobras sem licitação. A diretora tratava diretamente com Sr Eden o GG da TCOM da Petrobras foram mais de 40 contratos desde 2007. Varias reportagem foram ao ar e abafadas estratégicamente. http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2010/11/14/petrobras-tem-43-contratos-com-marido-de-ministeriavel-340743.asp

Isso não pode passar em branco é uma vergonha e deve ser apurado até o fim !

Anônimo disse...

O marido da Diretora Graça Foster (Caveirão) Sr Colin Vaughan Foster http://www.cfoster.com.br/portal/ prestou vários serviços para a Petrobras sem licitação. A diretora tratava diretamente com Sr Eden o GG da TCOM da Petrobras foram mais de 40 contratos desde 2007. Varias reportagem foram ao ar e abafadas estratégicamente. http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2010/11/14/petrobras-tem-43-contratos-com-marido-de-ministeriavel-340743.asp

Isso não pode passar em branco é uma vergonha e deve ser apurado até o fim !