terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

BLIND TO THE TRUE

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por João Antonio Pagliosa

Este é o título de uma música do norte americano Dan Fogelberg, e significa cegos para a verdade. Lembrei esta melodia ao iniciar estas linhas porque é o título perfeito para esta breve reflexão.

Como vocês, tenho recebido algumas mensagens de pessoas que consideram o atual governo brasileiro muito bom, em razão de:

- Hoje o pobre come carne todo o dia.

- Hoje a população tem maior poder aquisitivo.

- Hoje o consumo está muito aquecido (o povo compra como nunca e de tudo).

- Hoje o mercado imobiliário está vendendo de forma alucinante, como nunca antes ocorrera, e tudo isso é absolutamente verdadeiro.

Veja, nosso PIB vem crescendo a taxas ao redor de 2,7% ao ano no período LULA. Entretanto, Brasil já viveu períodos de crescimento muito maior do que os PeTralhas hoje apregoam como o melhor de todos. Lembro muito bem do extraordinário desenvolvimento que este país experimentou na década de setenta, e a frase “ninguém segura este país” era conhecida e repetida em todos os rincões de nossa pátria.

Atualmente, dos quatro países que compõe BRIC, o Brasil é lanterninha em desenvolvimento/crescimento econômico, apesar de ser o país potencialmente mais rico. Por quê?

Hoje mais de 61% das famílias brasileiras tem dívidas e apresentam-se inadimplentes, embora continuem comprando porque necessitam comprar.

Hoje o Brasil deve algo muito próximo de R$1,75 trilhões, ou seja, mais que duplicaram a dívida pública (externa mais interna), em menos de oito anos. Um fracasso em administração de contas públicas é a face deste desgoverno.

Hoje nossa infra-instrutora está um desastre porque recebeu investimentos muito aquém do necessário. Blábláblá não constrói necas de pitibiriba.

A saúde é caos e a dengue vem ceifando vidas preciosas. O investimento em saneamento básico é quase nulo e o desgoverno ignora simplesmente esta área tão importante ao cidadão brasileiro. O pobre é quem mais sofre, e iludido com bolsas para ficar na ociosidade, vota no Lula e votará na muié do LULLA. Urge ação para conscientizar este povo carente de tudo e principalmente de informação: precisamos falar a verdade nua e crua a estas pessoas, senão a tal muié (dois neurônios dos quais um é manco), vira presidente.

“Ta barato prá caramba” é um mote que vem sendo repetido em nosso comércio e ajuda a vender, entretanto segundo a consultoria AT Kearney, a taxa média de juros no Brasil para crédito imobiliário é de 11,3% ao ano, e seja por questões estruturais ou não, estoura sempre no bolso do consumidor. Os juros outros são os mais escorchantes do mundo e comentar sobre isso, é chover no molhado.

Gente, nosso grande problema é o custo Brasil, ou custo governo se preferir. Sem impostos e tarifas, quase qualquer coisa no Brasil custaria a metade do preço, ou seja, com a “ajuda” do governo você paga dois e leva um. A gasolina é um exemplo clássico, pois mesmo auto-suficientes em petróleo, 50% do preço que você paga ao abastecer vai para os cofres públicos. É mole? Carro zero? Compre dois e leve um, porque metade do custo que você paga é imposto. Se financiar, compra quatro e leva um.

No preço dos alimentos, percebemos a hipocrisia desmedida deste desgoverno populista, uma vez que nenhum país no mundo tem impostos tão altos sobre alimentos, como o BRASIL. E poucos sabem ou se dão conta disso. Alimentos industrializados como queijo, presunto, lingüiças, pizzas, lasanhas, sorvetes, yogurtes, pratos marinados, apresentam impostos na faixa de 35 a 45%. Produtos básicos como arroz, feijão, leite, açúcar, óleo vegetal, farinha de trigo, sal, possuem impostos na faixa de 16 a 20% e o governo se autoproclama um grande auxiliador do pobre, ao doar bolsa família e série de outras bolsas que dopam o desejo de trabalhar deste povo tão sofrido e carente de piedade humana, mas, sobretudo de amor cristão. Quem conhece esta realidade sabe do que estou falando e se este presidente mentiroso fosse minimamente decente eliminaria impostos sobre alimentos básicos, antes de abrir a boca para suas habituais bobagens e fanfarronices.

O Brasil tem melhorado porque é potencialmente rico e melhora apesar do LULLA e do PT, porque tem um povo pacífico e trabalhador. Sem Lulla e PT e corruptos na política, o Brasil será maior e melhor pois, com qualquer cidadão honesto na presidência, o país crescerá muito mais do que vem crescendo e não mais seremos o lanterninha dos BRIC.

Quem faz riqueza é o trabalhador que arregaça as mangas e com determinação executa sua função. Quem faz riqueza é o trabalho de milhões de brasileiros como você e eu. O governo administra esta riqueza na forma de impostos que recolhe, mas o nosso dilapida muito mais que administra e se vangloria de suas ações.

Convido os famosos que vi se manifestarem pró DILMA, a ouvirem a canção BLIND TO THE TRUE e refletirem sobre tudo isso.

Eu estarei orando para que recuperem o entendimento da realidade que atravessa nosso país e sobre a realidade das intenções de alguns insanos petistas.

Com carinho

João Antonio Pagliosa é Engenheiro Agrônomo pela UFRRJ em 1972 e Servo Útil de Deus, a partir de 2007 - joaoantoniopagliosa@gmail.com ou jap141048@hotmail.com

3 comentários:

Ronald disse...

Nota 10, com louvor !!!!

Anônimo disse...

O custo Brasil....Tudo pelo social Petralha....E o povo não acorda....


Maria Cristina SP

GRIFAO disse...

Tal fábula de impostos, serve unicamente para encher os bolsos de canalhas e corruptos; só isso.