segunda-feira, 8 de outubro de 2012

1º Turno eleitoral deixa sinais de pulverização partidária, insatisfação do eleitor e recados para o PT em 2014

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Leia também o site Fique Alertawww.fiquealerta.net  
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Pulverização dos votos por partidos, com sinais de fragmentação. Insatisfação do eleitorado – com elevado número de votos nulos ou em branco, sobretudo em São Paulo. Muita boca de urna ilegal, com recorde de prisões no Rio de Janeiro. Muita sujeira produzida pelos inútreis e caros santinhos jogados no chão por eleitores sujismundos e cabos eleitorais mal educados. Hegemonia do sempre governista PMDB, elegendo o maioria dos prefeitos, e crescimento do PSDB no mesmo quesito, como um recado direto ao PT de que a imagem do partido de Lula está em desgaste. Voto evangélico não faz milagres em disputas para cargos majoritários, quando ocorre polarização com a Igreja Católica.

Eis algumas lições tiradas do resultado eleitoral do 1º turno da eleição sob a vigência da Lei da Ficha Limpa, mas cujas imagens dos locais de votação revelam um aumento da sujeira provocada pela propaganda eleitoral fora da lei. Nove capitais elegeram prefeitos ontem. Em outras 17 capitais e mais 50 cidades haverá 2º turno. Como indicativo de problemas para o PT na próxima eleição presidencial, o PSB emplacou dois prefeitos em redutos petistas: Belo Horizonte e Recife. Simbolicamente, as vitórias também foram de dois presidenciáveis: Aécio Neves (que apoiou Marcio Lacerda em BH) e Eduardo Campos (padrinho do pernambucano Geraldo Júlio).

No segundo turno, brigas feias devem acontecer em São Paulo (José Serra x Fernando Haddad) e em Salvador (ACM Neto x Nelson Pelegrino). Novamente, será testada a popularidade, o carisma e a força de transferência de voto de Luiz Inácio Lula da Silva. O ex-presidente respirou aliviado com a ida de Fernando Haddad (que nunca disputara uma eleição) para o 2º turno na capital paulista. Mas, além de Haddad, terá de se empenhar muito e contar com a máquina federal para levar Pelegrino a derrotar o carlismo renovado na Bahia.

Fato que chamou a atenção ontem foi a insatisfação do eleitorado paulista. A soma dos votos brancos e nulos chegou ao recorde de 12,78%. O percentual foi mais elevado que nos anos de 2008 (7,92%), 2004 (8,41%), e 2000 (9,28%). Serve aos políticos como um recado direto de que o eleitor ficou nada satisfeito com os candidatos que disputaram este ano. O número tende a ser maior no segundo turno. Devem colaborar para isto o desgaste pessoal de José Serra e a queimação de filme do PT com as condenações no julgamento do Mensalão no STF.

No mais, a conclusão básica é de que as apostas no cassino eletrônico-eleitoreiro do Al Capone são um jogo em que o cidadão-eleitor-contribuinte perde muito, porque o sistema governamental do Crime Organizado não se altera. Apenas ganha novos personagens – ou nem isso, em muitos casos, principalmente nas câmaras de vereadores de capitais, onde a renovação tem sido mínima.

O 2º turno vem aí. Novas composições e conchavos. Muito uso indevido e anti-ético da máquina pública. Espetáculos dantescos de deslealdade e traições políticas, além de brigas que prometem ser homéricas e de baixo nível. Enfim, é assim que se faz politicagem no Brasil. Até que um dia (fica sempre a esperança remota) de que algo mude para melhor...

Eleitos ontem (Fonte: O Globo)

Rio de Janeiro/RJ (100% das urnas apuradas)

Eduardo Paes (PMDB) teve uma votação expressiva. O prefeito obteve 64,60% dos votos válidos (2.097.733 votos). O candidato Marcelo Freixo (PSOL), em segundo lugar, alcançou 28,15% dos votos válidos (914.082 votos).

Belo Horizonte/MG (100% das urnas apuradas)

O candidato do PSB Marcio Lacerda foi eleito com 52,69% dos votos válidos (676.215 votos). Patrus Ananias, em seguida, aparece com 40,80% dos votos (523.645 votos).

Recife/PE (100% das urnas apuradas)

O candidato do PSB à prefeitura do Recife, Geraldo Julio, foi eleito com 51,15% (453.380 votos) dos votos válidos. Daniel Coelho (PSDB) ficou em segundo lugar, com 27,65% (245.120 votos), seguido por Humberto Costa (PT), com 17,43%. (154.460)

Porto Alegre/RS (100% das urnas apuradas)

O atual prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT), obteve 65,22% dos votos válidos (517.969 votos). Manuela D’Ávila, do PC do B, ficou em segundo com 17,76% dos votos (141.073 votos).

Aracaju/SE (100% das urnas apuradas)

O candidato João Alves (DEM) foi eleito com 52,72% dos votos válidos (159.668 votos). Em segundo lugar, Valadares Filho (PSB) aparece com 37,62% (113.932 votos).

Palmas/TO (100% das urnas apuradas)

Carlos Amastha (PP) foi eleito com 49,65% dos votos válidos (59.680 votos). Na cidade não há segundo turno devido ao número de habitantes. Em segundo lugar, ficou Marcelo Lélis (PV), com 43,24% dos votos (51.979 votos).

Goiânia/GO (100% das urnas apuradas)

Paulo Garcia (PT) foi reeleito prefeito de Goiânia com 57,68% dos votos válidos (349.335 votos). O candidato do PTB, Jovair Arantes, aparece em segundo com 14,25% (86.287 votos).

Maceió/AL (100% das urnas apuradas)

Rui Palmeira (PSDB) foi eleito no primeiro turno com 57,41% dos votos válidos (230.129 votos). O segundo colocado, Jurandir Boia (PDT), teve 12,69% dos votos (50.874).

Boa Vista/RR (100% das urnas apuradas)

A candidata Teresa Jucá, do PMDB, foi eleita no primeiro turno com 39,26% dos votos válidos (57.066 votos). Em segundo lugar ficou o candidato Mecias de Jesus, do PRB, com 29,02% dos votos válidos (42.171 votos).

Onde haverá 2º turno (Fonte: O Globo)

São Paulo/SP (100% das urnas apuradas)

José Serra (PSDB) enfrentará Fernando Haddad (PT) no segundo turno. O tucano obteve 30,75% dos votos (1.884.849), enquanto o petista teve 28,98% dos votos (1.776.317 votos)

Vitória/ES (100% das urnas apuradas)

Luciano Rezende (PPS) obteve 39,14% dos votos válidos (73.757), enquanto Luiz Paulo (PSDB) ficou com 36,69% dos votos (69.143 votos).

Belém/PA (100% das urnas apuradas)

Edmilson Rodrigues (PSOL) obteve 32,55% dos votos válidos e vai disputar a prefeitura com o candidato do PSDB, Zenaldo Coutinho. O tucano obteve 30,67% dos votos válidos (237.252 votos).

Macapá/AP (100% das urnas apuradas)

Roberto (PDT) obteve 40,18% dos votos válidos. Ele disputará o segundo turno com Clécio (PSOL), que obteve 27,89% dos votos (56.947 votos).

Fortaleza/CE (100% das urnas apuradas)

Elmano de Freitas (PT) obteve 25,44% (318.262) dos votos válidos. Ele vai disputar o segundo turno com Roberto Claudio, do PSB, que teve 23,32% dos votos (291.740 votos).

Salvador/BA (100% das urnas apuradas)

ACM Neto (DEM) obteve 40,17% dos votos válidos (518.976 votos) e vai enfrentar Nelson Pelegrino (PT), que teve 39,73% dos votos (513.350).

Campo Grande/MS (100% das urnas apuradas)

Alcides Bernal (PP) obteve 40,18% dos votos válidos (176.288 votos). Ele enfrentará Giroto (PMDB), que teve 27,99% dos votos (122.813 votos).

Manaus/AM (100% das urnas apuradas)

Arthur Virgílio (PSDB) obteve 40,55% dos votos válidos (385.855 votos), e disputará o segundo turno contra Vanessa Grazziotin (PC do B), que teve 19,95% (189.861) dos votos válidos.

Florianópolis/SC (100% das urnas apuradas)

César Souza Júnior (PSD) obteve 31,68% dos votos válidos (76.024 votos), e vai enfrentar Gean Loureiro (PMDB), que teve 27,37% dos votos válidos (65.678 votos).

Porto Velho/RO (100% das urnas apuradas)

Lindomar Garçon (PV) obteve 24,76% dos votos válidos (57.698). O verde enfrentará Dr. Mauro Nazif, que teve 18,99% dos votos válidos (44.259 votos).

Natal/RN (100% das urnas apuradas)

Carlos Eduardo (PDT) obteve 40,42% dos votos (153.464 votos). Ele enfrentará, no segundo turno, Hermano Moraes (PMDB), que obteve 23,01% dos votos (87.380 votos).

Curitiba/PR (100% das urnas apuradas)

Ratinho Junior (PSC) obteve 34,09% dos votos válidos (332.408 votos). Ele enfrentará, no segundo turno, Gustavo Fruet (PDT), que obteve 27,22% dos votos válidos (265.451 votos).

João Pessoa/PB (100% das urnas apuradas)

Luciano Cartaxo (PT) obteve 38,32% dos votos válidos (142.158 votos). Ele enfrentará, no segundo turno, Cicero Lucena (PSDB), que obteve 20,27% dos votos (75.170 votos).

Cuiabá/MT (100% dos votos apurados)

O candidato Mauro Mendes, PSB, teve 43,96% dos votos válidos (137.125 votos) e vai para o segundo turno com o candidato Lúdio Cabral, do PT, que teve 42,27% dos votos válidos (131.877 votos) - a apuração ainda não havia sido encerrada às 21h43.

Rio Branco (100% das urnas apuradas)

O candidato petista Marcus Alexandre teve 48,30% dos votos válidos (85.282 votos) e vai para o segundo turno com o candidato tucano Tião Bocalom, que teve 43,85% dos votos válidos (77.417 votos).

São Luís/MA (100% das urnas apuradas)

Edivaldo Holanda Júnior (PTC) obteve 36,44% dos votos válidos (186.184 votos). Ele enfrentará, no segundo turno, Castelo (PSDB), que teve 30,60% dos votos (156.320 votos).

Teresina/PI (100% das urnas apuradas)

Firmino Filho (PSDB) obteve 38,77% dos votos válidos (162.633). Ele enfrentará, no segundo turno, Elmano Férrer, que teve 33,14% dos votos (139.016 votos).

Vitória da Dilma

O candidato apoiado pelo coração da Presidenta Dilma Rousseff, José Fortunati, venceu fácilmente a disputa na capital gaúcha.

De olho em 2014, Dilma terá que domar o PMDB e conter os ímpetos de Lula da Silva, que pode lhe roubar a chance de reeleição.

No mais, a previsão de quadro para daqui a dois anos permanece inalterada: Dilma é super favorita à reeleição.

A não ser que surja uma supresa eleitoral - do tipo Joaquim Barbosa (o que ainda é muito improvável de acontecer)...

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 8 de Outubro de 2012.

7 comentários:

Anônimo disse...

Os votos que fernando haddad recebeu são falsos, são digitais, apenas justificáveis pela manipulação das urnas eletrônias tal comno irá suceder quando houver a disputa com serra no 2º turno.

Se não tenho razão, deixem-me fazer a inspeção das urnas eletrônicas de S.Paulo.

Republica do engano, do golpe, do terrorismo político, da fraude instucionalizada.

Anônimo disse...

Olá, em sua crônica, você assina como Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

Poderia publicar os cursos ou pós-graduações, mestrado, doutorado que você tem, para dar aos seus leitores, a certeza de uma opinião embasada e não apenas em uma assinatura textual que não passa nenhuma credibilidade.

Ricardo Borges disse...

Muito bem observado e analisado. Parabéns, ótimo trabalho!

Anônimo disse...

Anônimo das 1:24 PM

Se você tem duvidas ainda mesmo perante o elevadíssimo nível de posts de Jorge Serrão, então tem duas opções:

- deixe de visitar este Blog
- vá tomar no cu

Outro anônimo

Anônimo disse...

"Se você tem duvidas ainda mesmo perante o elevadíssimo nível de posts de Jorge Serrão, então tem duas opções:

- deixe de visitar este Blog
- vá tomar no cu"

:-))))))

Anônimo disse...

Concordo com o anônimo de 9:48 AM
.
Haddad recebeu muitos "votos" manipulados. Tinha em torno de 7%, depois passou para 14%, depois para 22% e agora 28%? Tem CAMBALACHO, MUTRETA. Eu nem acredito que Lula venceu em 2006 e Dilma em 2010.
.
Tudo armação para permanecer no poder e com barganha.

Anônimo disse...

Matematicamente è impossível que hadab tenha conseguido essa porcentagem de votos!

Tem mesmo cambalacho em S.Paulo.

Vai ganhar pela manipulação das urnas tal como fez o fdp do chavez.

A mensagem já foi dada pelo PT a S.Paulo!

Venha uma guerra civil, pois só faltava aos fdp do PT conseguirem mandar em S.Paulo para que o Brasil se afunde definitivamente na merda!

Pior, o Brasil não pode ficar.

Por que o serra se cala de novo?

Concordo com o Anônimo das 7:31 PM