quinta-feira, 25 de outubro de 2012

“Oposição” ensaia pedir investigação sobre mágica evolução patrimonial da família Lula no pós-Mensalão

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Leia também o site Fique Alertawww.fiquealerta.net  
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Animada com a surpreendente condenação do núcleo político do Mensalão, a até agora ineficiente e inexpressiva “oposição” ao PT no Congresso já ensaia promover uma devassa sobre a magnífica evolução do patrimônio de Luiz Inácio Lula da Silva e seus familiares. De olho no redesenho de forças para a campanha de 2014, adversários e inimigos de Lula ameaçam fazer agora aquilo que não fizeram antes, por conveniência ou erro de estratégia política, quando o escândalo foi denunciado no meio do primeiro mandato presidencial. Ontem, dentro do plenário do STF, se falava de tal assunto, com informes vindo da Câmara e do Senado.

As pré-condições para alvejar Lula foram escancaradas com o resultado final do julgamento da Ação Penal 470 no Supremo Tribunal Federal. Todo mundo sabe que José Dirceu de Oliveira e Silva se transformou no grande bode expiatório. Embora todos saibam que ele não era o único ou o maior chefe da quadrilha, ele pagará o pato junto com os companheiros José Genoíno e Delúbio Soares. Os três podem até pegar penas que os levem a uma pequena temporada na prisão ou a uma forçada prestação de serviços à comunidade. Dirceu, Genoíno e Delúbio pagarão para o chefão deles ser poupado? Eis a questão...

O Alerta Total já antecipou na edição de 10 de outubro. Sob a presidência de Joaquim Barbosa no STF, a partir de 18 de novembro, o mito Lula deverá enfrentar o rigor da Justiça – com o agravante de que agora não tem mais foro privilegiado para se blindar. Barbosa deverá retirar o estranho segredo de Justiça sobre o Processo Investigatório 2.474. Os 77 volumes em sigilo apuram as supostas irregularidades no convênio entre o Banco BMG e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), com a participação da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev), para a “operacionalização de crédito consignado a beneficiários e pensionistas”. O caso contra Lula dormita “blindado”, desde 2007, no Supremo.

A petralhada pretende retaliar pesado. Exigirá que o STF tenha o mesmo rigor com o julgamento do chamado Mensalão Mineiro. Mas este contra-ataque pode se transformar em um Arakiri. Afinal, o escândalo não compromete apenas e diretamente o tucano Eduardo Azeredo e, indiretamente, o provável presidenciável Aécio Neves. Quem também dança, mais ainda, neste processo é Marcos Valério Fernandes de Souza. Já condenado a 40 anos, um mês e seis dias de prisão pelos crimes do atual Mensalão, será que Valério aceitará, passivamente, passar um mínimo de 6 anos e 8 meses preso em regime fechado, em silêncio obsequioso?

Valério é uma bomba que pode estourar no colo do PT, bem antes de ser também pego pelo Mensalão Mineiro. Se Valério sair do controle, sem dúvida, vai sobrar para o chefão Lula. Até agora, o que ele tem feito é ameaçar abrir o bico. Já mandou amigos lançarem a versão na revista Veja de que Lula seria o chefe maior do Mensalão. Toda semana, vão e vêm os boatos de que pode conceder alguma entrevista bombástica ou liberar o vídeo (produzido por um cineasta que contratou) para revelar o que ainda não foi dito claramente sobre o famoso escândalo de corrupção. Blefe ou não, Valério é um terror permanente para a petralhada. Só precisa rezar para não fazer companhia a Celso Daniel e outros cadáveres politicamente insepultos do nada Admirável Novo Mundo a Petralhagem...

Voltando ao Boi numa fria, o resultado do segundo turno eleitoral pode radicalizar o processo de tentativa de implosão política e judiciál do mito Lula. Mesmo vencendo em São Paulo com o incomPTente Fernando Haddad – o que é possível em função do desgaste pessoal de José Serra -, Lula perde força para a guerra de 2014. Seu futuro dependerá, primeiro, do estado de saúde. Segundo, que a conjuntura econômica internacional desfavorável não atrapalhe o desempenho do governo Dilma. E, terceiro, que os novos processos do Mensalão, milagrosamente, não atinjam diretamente o chefe maior do PT.

Aliado tradicional, como PSB, ensaia voo solo com Eduardo Campos ou em parceria com os tucanos – dependendo da habilidade de Aécio Neves, que também sonha com o trono do Palácio do Planalto. A fidelidade do PMDB é pragmática e sempre pende para o lado que tenha mais certeza de vencer a eleição. Outro risco de traição para o PT é o sinal dado pelo PRB – ligado à Igreja Universal do Bispo Edir Macedo -, que pode lançar Celso Russomano como candidato a vice na reeleição de Geraldo Alckmin para o governo do Estado de São Paulo.

O cenário começa a ficar esquisito e com sérios riscos de que as futuras disputas de poder saiam do controle e abram caminho para a sempre ameaçadora ruptura política – que pode descambar para uma ruptura institucional. Vendo que perderá o poder, o PT investirá na radicalização ideológica e investirá de forma covarde contra aqueles que considera inimigos maiores: os adversários políticos e a liberdade midiática. A confusão política lembra bem a famosa República de Weimar da Alemanha pré-nazista, quando os extremismos abriram espaço para a ascensão de Adolf Hitler.

Os santos guerreiros de Lula lutarão para destruir tudo que lhes pareça dragões da maldade. O resultado final desta batalha fanática e suicida tende a ser nada bom para a Democracia no Brasil. A pergunta que se faz sempre que tal cenário se desenha tem respostas complexas e repletas de dúvidas. Será que os militares estão preparados para atuar como o poder moderador no conflito radical que parece inevitável? Ou quem poderia assumir tal papel é o Supremo Tribunal Federal agora revigorado como poder republicano perante a opinião pública e publicada?

O tempo (que pode ser curto) será o senhor de tão complicadas e complexas respostas político-institucionais.

Em tempo: sobre uma crise judiciário-militar em curso, leia: Dilma teme que denúncia contra General Enzo provoque crise de hegemonia no EB e afete seu governo

Reforça as colunas, Barbosa

O herói nacional Joaquim Barbosa tem uma viagem programada para a Alemanha, para tratamento de saúde, entre 27 de outubro e 3 de novembro.

Barbosa precisa cuidar da coluna – problema que o atormenta e que quase lhe levou a pensar em pedir aposentadoria do Supremo Tribunal Federal, tempos atrás.

Barbosa precisa reforçar a coluna (nos sentidos detonativo e conotativo) porque sua gestão na presidência do STF sofrerá grandes pressões por todos os lados, nos próximos dois anos.

Atraso previsto

Joaquim Barbosa tinha a previsão de que o julgamento do Mensalão seria encerrado hoje, com a conclusão da dosimetria das penas dos 25 condenados.

Mas a intenção foi atropelada por pelo menos três motivos: os conflitos no plenário do STF, a falta de metodologia para a definição das penas e uma vontadezinha do Palácio do Planalto para que o julgamento só termine depois do segundo turno eleitoral.

Com a viagem de Barbosa para a Alemanha, o julgamento ficará suspenso por uma semana e só deve ser encerrado na segunda semana de novembro.

O prazo é limite porque o atual presidente do STF, Ayres Britto, promete resolver tudo antes de sua aposentadoria e da posse do sucessor Joaquim Barbosa.

UFC do STF

Como de costume, a sessão de ontem do STF foi marcada pela batalha verbal entre Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski, com Ayres Britto de juiz de octógono.

No ponto mais fervente da pancadaria oral, o relator Barbosa chegou a perguntar ao revisor Lewandowski se ele advogava para Marcos Valério – alvo da dosimetria da pena.

Lewandowski também se fez de marrento e ironizou se Joaquim pertencia à Promotoria.

Ayres Britto precisou intervir na luta para lembrar que, no plenário do STF, eram “todos juízes”...

Estupro eleitoral

Um exemplo hediondo mostra como a interpretação de algumas leis precisa ser revista no Brasil.

Em São Paulo, a conveniente interpretação do Código Eleitoral acaba de beneficiar com a liberdade um desempregado de 37 anos – suspeitíssimo de ser o estuprador de uma indefesa criancinha de cinco anos de idade.

O crime hediondo teria ocorrido em agosto, na Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Professora Ana Marchione Salles, no Jardim Popular, Zona Leste da capital paulista.

A regra é clara

Pela Lei Eleitoral, nenhum eleitor pode ser detido ou preso cinco dias antes e 48 horas depois do encerramento das eleições, exceto em casos de flagrante ou mediante sentença condenatória.

Como a prisão dele não foi em flagrante tivemos de soltá-lo para não ferir a lei eleitoral”.

Foi o lamento legal do delegado titular Marcel Druziani, do 24º Distrito Policial, em Ermelino Matarazzo, que ainda investiga se funcionários da Emei falharam na segurança da menina.

Desenho do monstro

O crime ganha dimensão mais tétrica porque a polícia chegou ao bandido graças a um desenho do monstro barbudo que a agrediu, feito pela própria criancinha, a pedido da mãe:

Eu pedi para ela desenhar quem a atacou. Ela mesma que fez a barba comprida do homem e o cabelo encaracolado. Ela desenhou o agressor na frente de um dos investigadores, que ficou com um dos desenhos”.

A criança contou que brincava sozinha no pátio da escola quando foi agarrada, beijada e estuprada pelo monstro barbudo.

Luis Inácio malhado

Vamos malhar o nosso Judas”.

Eis o título do cartaz da manifestação programada para hoje nos aeroportos do Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre e Curitiba.

Os aposentados da aviação civil, lesados pelo governo do Luiz Inácio, farão um panelaço contra o Luis Inácio que não cumpre o pagamento do que eles têm direito a receber no fundo Aerus.

No caso, o Luis Inácio a ser malhado (o escrito com a letra S, de Sapo Boi Barbudo) é o Luis Inácio Adams – Advogado-Geral da União – que joga contra os aeroviários e aeronautas aposentados.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 25 de Outubro de 2012.

14 comentários:

Anônimo disse...

"Ayres Britto precisou intervir na luta para lembrar que, no plenário do STF, eram "todos juízes"..."

Todos? Tanta confusão naquela cabeça pensadora!

Menos o toffoli que chumbou no curso para juiz e vai ficar no STF até 2034!

Mas o maior corrupto e traidor em 500 anos de nossa História, analfabeto funcional, que gosta de bestialidade, alcoólatra, canceroso seguindo instruções de markting político e que não quer morrer, nomeou o advogado do PT para o STF e todo o mundo da política e do judiciário se inclinou para beijar o pinto de ambos, prestando-lhes vassalagem!

"Oh, como ele sabe tanto! Como puderam chumbá-lo no curso para juiz? E lulla, nunca se engana quando escolhe um dos seus! Maravilha das maravilhas” exclamaram todos enquanto, com um estrondoso "snack" osculavam o pinto de ambos! "Somos seus servos, senhor", repetiam felizes!

"eram todos juízes", uma ova!

Anônimo disse...

Jorge

"O caso contra Lula dormita "blindado", desde 2007, no Supremo."

Mas o STF não deveria ser isento, acima de qualquer duvida?

Então para quê temos essa aberração se não cumpre seu papel?

João Guilherme disse...

Esses PTralhas, eles não se dão por vencidos, apesar da condenação do STF. Eles aprovaram um projeto na Câmara, que concede ao parlamentar comparecer só 3 dias da semana em Brasília.
Devida a minha indignação diante de tamanha atrocidade eu coloquei o seguinte comentário no site da Câmara hoje.
"É incrível o desrespeito que os políticos brasileiros têm com o seu povo que os elegeram, eu estou me referindo a esse projeto que foi aprovado, concedendo aos deputados o comparecimento ao parlamento só 3 dias da semana.

Se formos comparar com os trabalhadores brasileiro, que têm de trabalhar 6 dias da semana essa atitude desses senhores é considerada o absurdo dos absurdos e o maior desrespeito com o povo brasileiro. Devido as mordomias que esses senhores têm, eles deveriam trabalhar não 3 dias da semana, mas os 7 dias da mesma.

Mas essa safadeza está chegando ao fim e o que é mais importante que começou na Suprema Corte e hoje vou começar uma campanha na internet, para que ninguém vote em 2014 em nenhum deputado que se encontram na legislação atual, a não ser que este decreto seja revogado.
O que os senhores querem dizer com aprovação desse decreto é que vocês estão se lixando para o povo brasileiro e também consideram o povo um bando de idiotas."

Eu peço aos blogueiros, que comecemos uma campanha pela internet, alertando ao povo a não votar nesses parlamentares que se encontram na legislatura atual e com certeza irão tentar a reeleição em 2014.
Não esqueçamos que o Superior Tribunal Federal, fez a sua parte e agora é a nossa vez de fazer a nossa.

CESAR PINTO CEL PM-blogger averdadedasmentiras-unknown disse...

CARO AMIGO SERRÃO:
VEJAM COMO É PREOCUPANTE A VIAGEM DO MINISTRO JAQUIM BARBOSA.

A VIAGEM DO MINISTRO JOAQUIM BARBOSA ME PARECE MUITO PROVIDENCIAL PARA O SR. LULA, O PT E SEUS ALIADOS.
POIS COMO VEMOS ABAIXO,TUDO PODE ACONTECER:

POSTAGEM DO ALERTA TOTAL

"Oposição" ensaia pedir investigação sobre mágica evolução patrimonial da família Lula no pós-Mensalão

Valério é um terror permanente para a petralhada. Só precisa rezar para não fazer companhia a Celso Daniel e outros cadáveres politicamente insepultos do nada Admirável Novo Mundo a Petralhagem...

Reforça as colunas, BarbosA

O herói nacional Joaquim Barbosa tem uma viagem programada para a Alemanha, para tratamento de saúde, entre 27 de outubro e 3 de novembro.

Barbosa precisa cuidar da coluna – problema que o atormenta e que quase lhe levou a pensar em pedir aposentadoria do Supremo Tribunal Federal, tempos atrás.

Barbosa precisa reforçar a coluna (nos sentidos detonativo e conotativo) porque sua gestão na presidência do STF sofrerá grandes pressões por todos os lados, nos próximos dois anos.

Atraso previsto.

Joaquim Barbosa tinha a previsão de que o julgamento do Mensalão seria encerrado hoje, com a conclusão da dosimetria das penas dos 25 condenados.

Mas a intenção foi atropelada por pelo menos três motivos: os conflitos no plenário do STF, a falta de metodologia para a definição das penas e uma vontadezinha do Palácio do Planalto para que o julgamento só termine depois do segundo turno eleitoral.

Com a viagem de Barbosa para a Alemanha, o julgamento ficará suspenso por uma semana e só deve ser encerrado na segunda semana de novembro.

O prazo é limite porque o atual presidente do STF, Ayres Britto, promete resolver tudo antes de sua aposentadoria e da posse do sucessor Joaquim Barbosa.

UFC do STF

Como de costume, a sessão de ontem do STF foi marcada pela batalha verbal entre Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski, com Ayres Britto de juiz de octógono.
No ponto mais fervente da pancadaria oral, o relator Barbosa chegou a perguntar ao revisor Lewandowski se ele advogava para Marcos Valério – alvo da dosimetria da pena.
Lewandowski também se fez de marrento e ironizou se Joaquim pertencia à Promotoria.
Ayres Britto precisou intervir na luta para lembrar que, no plenário do STF, eram "todos juízes"...



VAMOS RELEMBRAR ALGUNS FATOS QUE ACONTECERAM A ALGUMAS PESSOAS QUE TIVERAM GRANDE INFLUÊNCIA HISTÓICA EM NOSSO PAÍS. E QUE TIVERAM UM FIM TRÁGICO E SEM EXPLICAÇÃO PLAUSÍVEL, PELO MOMENTO QUE DESFRUTAVAM E QUE ERA DE SUMA IMPORTÂNCIA PARA NAÇÃO BRASILEIRA, NA CONSOLIDAÇÃO DEMOCRATICA DESTE PAÍS.

A COMEÇAR PELO:



PRIMEIRO:

A MORTE DO MARECHAL CASTELLO BRANCO, QUE HAVIA PASSADO O GOVERNO TRES MESES ANTES AO GENERAL COSTA E SILVA.


Marechal Castello Branco faleceu em um acidente aeronáutico, em uma aeronave do Governo do Estado do Ceará, um Piper Aztec (foto abaixo) matriculado PP-ETT, no dia 18 de julho de 1967. A aeronave que conduzia o ex-Presidente foi atingida na cauda pela ponta da asa de um caça da Força Aérea Brasileira, um Lockheed TF-33, perdendo a deriva. Depois de entrar em parafuso chato, o avião chocou-se com o solo e todas as pessoas a bordo morreram, com exceção do co-piloto.

SEGUNDO;


A MORTE DO PRESIDENTE DA REPUBLICA, SR. TANCREDO NEVES, POLÍTICO DE MINAS GERAIS .


Faltam 12 horas, só um meio-dia. Amanhã cedo, um civil assume a presidência do Brasil e põe fim a 21 anos de regime militar. Mas o homem que representa a redemocratização do país não está bem. É levado às pressas para um hospital de Brasília, e entra num labirinto de tratamentos do qual nunca mais vai sair.


A verdade sobre um drama que paralisou o país e que teve um desfecho há exatamente 20 anos - no final da noite do domingo, 21 de abril de 1985. Data da morte do presidente eleito Tancredo de Almeida Neves.


CONTINUA:

CESAR PINTO CEL PM-blogger averdadedasmentiras-unknown disse...

CONTINUAÇÃO:

TERCEIRO;

A MORTE DO DEPUTADO FEDERAL E PRESIDENTE DA CÂMARA DE DEPUTADOS.


Ulisses Guimarães morreu (desapareceu) em 12 de outubro de 1992, num acidente de helicóptero nos mares do Rio de Janeiro. Era uma segunda-feira, feriado nacional, dia de Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil. O helicóptero Esquilo, prefixo PT-HMK, que transportava os casais Ulisses Guimarães e Severo Gomes caiu 30 minutos depois de levantar vôo em Angra dos Reis, litoral do Rio de Janeiro, com destino a São Paulo.


Numa entrevista para a Globo News o ex-presidente Fernando Collor (atualmente senador aliado de Lula) revelou acordo que seu então vice-presidente Itamar Franco (MG) teria feito com o deputado federal Ulisses Guimarães (SP), na ocasião presidente da Câmara dos Deputados, para que o parlamentar paulista assumisse a Presidência da República depois do impeachment, mediante a renúncia do primeiro substituto legal (Itamar).



TODOS ESTES DESFRUTAVAM DE UMA LIDERANÇA NACIONAL INVEJÁVEL E QUE FUTURAMENTE PODERIAM ASSUMIR, SE CANDIDATOS, A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA NESTE PAÍS.

HOJE ESTÁ NASCENDO UMA NOVA LIDERANÇA O MINISTRO JOAQUIM BARBOSA E AMEAÇANDO A HEGEMONIA DO SR. LULA , DO PT E DOS PARTIDOS ALIADOS, QUE PROJETARAM UM DOMÍNIO INDETERMINADO NA PRESIDÊNCIA DESTA NAÇÃO.



ESTA VIAGEM DO MINISTRO RELATOR JOAQUIM BARBOSA, RELATOR DO PROCESSO Nº 470 - MENSALÃO, NO MOMENTO DA DECISÃO DA DOSIMETRIA DAS PENAS É PREOCUPANTE, PORQUE HOJE ELE É A BOLA DA VEZ E É O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL E O VICE PRESIDENTE É O MINISTRO RICARDO LEWANDOWSKI, REVISOR, SUBTITUTO EVENTUAL E IMEDIATO, NO IMPEDIMENTO DO PRESIDENTE, QUE ESTÁ SE MOSTRANDO SER O MAIOR CRÍTICO DO MINISTRO RELATOR NESTE PROCESSO.



QUE FEZ DE TUDO PARA ABSOLVER O MAIOR NÚMERO DE RÉUS POSSÍVEL E NÃO ACEITA A DOSIMETRIA APLICADA PELO MINISTRO RELATOR , PRINCIPAMENTE AQUELAS QUE ATINGEM O PT E SEUS ALIADOS. (DIRIGENTES, DEPUTADOS E OUTROS )



ESTE, JÁ ALGUM TEMPO VEM ATRAZANDO O DESFECHO FINAL DO PROCESSO, COM A FINALIDADE DE QUE ISSO POSSA VIR A OCORRER.

O PERIGO É IMINENTE TANTO PARA O MINISTRO JOAQUIM BARBOSA, COMO PARA O DESFECHO FINAL DO PROCESSO DO MENSALÃO.

ASSIM COMO JÁ ACONTECEU, UM NOVO ACIDENTE DE PERCURSO PODE OCORRE E VIR CHOCAR A SOCIEDADE NOVAMENTE COMO OS ACIDENTES ANTERIORES AQUI MOSTRADOS.



VAMOS AGUARDAR E REZAR.



QUE DEUS AJUDE AO MINISTRO JOAQUIM BARBOSA E A NÓS BRASILEIRO, PARA QUE ESTE RETORNE SÃO E SALVO E POSSA DAR ANDAMENTO AO PROCESSO E ELUCIDÁ-LO, SEM QUE NOS TENHAMOS QUE CHORAR O LEITE DERRAMADOS E O POVO LAMENTAR MAIS UM ACIDENTE FATÍDICO DE UM LIDER BRASILEIRO QUE ESTÁ SURGINDO DO POVO, SEM NENHUM COMPROMETIMENTO COM PARTIDOS POLÍTICOS E COM OS CORRUPTOS MINORITÁRIOS QUE PRETENDEM DOMINAR ESTE PAÍS.



 

 

 

 

 

CESAR PINTO CEL PM-blogger averdadedasmentiras-unknown disse...

CONTINUAÇÃO:

TERCEIRO;

A MORTE DO DEPUTADO FEDERAL E PRESIDENTE DA CÂMARA DE DEPUTADOS.


Ulisses Guimarães morreu (desapareceu) em 12 de outubro de 1992, num acidente de helicóptero nos mares do Rio de Janeiro. Era uma segunda-feira, feriado nacional, dia de Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil. O helicóptero Esquilo, prefixo PT-HMK, que transportava os casais Ulisses Guimarães e Severo Gomes caiu 30 minutos depois de levantar vôo em Angra dos Reis, litoral do Rio de Janeiro, com destino a São Paulo.


Numa entrevista para a Globo News o ex-presidente Fernando Collor (atualmente senador aliado de Lula) revelou acordo que seu então vice-presidente Itamar Franco (MG) teria feito com o deputado federal Ulisses Guimarães (SP), na ocasião presidente da Câmara dos Deputados, para que o parlamentar paulista assumisse a Presidência da República depois do impeachment, mediante a renúncia do primeiro substituto legal (Itamar).



TODOS ESTES DESFRUTAVAM DE UMA LIDERANÇA NACIONAL INVEJÁVEL E QUE FUTURAMENTE PODERIAM ASSUMIR, SE CANDIDATOS, A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA NESTE PAÍS.

HOJE ESTÁ NASCENDO UMA NOVA LIDERANÇA O MINISTRO JOAQUIM BARBOSA E AMEAÇANDO A HEGEMONIA DO SR. LULA , DO PT E DOS PARTIDOS ALIADOS, QUE PROJETARAM UM DOMÍNIO INDETERMINADO NA PRESIDÊNCIA DESTA NAÇÃO.



ESTA VIAGEM DO MINISTRO RELATOR JOAQUIM BARBOSA, RELATOR DO PROCESSO Nº 470 - MENSALÃO, NO MOMENTO DA DECISÃO DA DOSIMETRIA DAS PENAS É PREOCUPANTE, PORQUE HOJE ELE É A BOLA DA VEZ E É O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL E O VICE PRESIDENTE É O MINISTRO RICARDO LEWANDOWSKI, REVISOR, SUBTITUTO EVENTUAL E IMEDIATO, NO IMPEDIMENTO DO PRESIDENTE, QUE ESTÁ SE MOSTRANDO SER O MAIOR CRÍTICO DO MINISTRO RELATOR NESTE PROCESSO.



QUE FEZ DE TUDO PARA ABSOLVER O MAIOR NÚMERO DE RÉUS POSSÍVEL E NÃO ACEITA A DOSIMETRIA APLICADA PELO MINISTRO RELATOR , PRINCIPAMENTE AQUELAS QUE ATINGEM O PT E SEUS ALIADOS. (DIRIGENTES, DEPUTADOS E OUTROS )



ESTE, JÁ ALGUM TEMPO VEM ATRAZANDO O DESFECHO FINAL DO PROCESSO, COM A FINALIDADE DE QUE ISSO POSSA VIR A OCORRER.

O PERIGO É IMINENTE TANTO PARA O MINISTRO JOAQUIM BARBOSA, COMO PARA O DESFECHO FINAL DO PROCESSO DO MENSALÃO.

ASSIM COMO JÁ ACONTECEU, UM NOVO ACIDENTE DE PERCURSO PODE OCORRE E VIR CHOCAR A SOCIEDADE NOVAMENTE COMO OS ACIDENTES ANTERIORES AQUI MOSTRADOS.



VAMOS AGUARDAR E REZAR.



QUE DEUS AJUDE AO MINISTRO JOAQUIM BARBOSA E A NÓS BRASILEIRO, PARA QUE ESTE RETORNE SÃO E SALVO E POSSA DAR ANDAMENTO AO PROCESSO E ELUCIDÁ-LO, SEM QUE NOS TENHAMOS QUE CHORAR O LEITE DERRAMADOS E O POVO LAMENTAR MAIS UM ACIDENTE FATÍDICO DE UM LIDER BRASILEIRO QUE ESTÁ SURGINDO DO POVO, SEM NENHUM COMPROMETIMENTO COM PARTIDOS POLÍTICOS E COM OS CORRUPTOS MINORITÁRIOS QUE PRETENDEM DOMINAR ESTE PAÍS.



 

 

 

 

 

Anônimo disse...

CHAVEZ AGORA CENSURA TAMBÉM OS LIVROS E SÓ PERMITE LITERATURA COMUNISTA NA VENEZUELA.
Hugurilla Chaves está transformando a Venezuela em nova Coréia no Norte.
Artigo aqui: http://aluizioamorim.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

http://terramagazine.terra.com.br/bobfernandes/blog/2012/10/25/bastidores-da-tragedia-kaiowa-guarani-multinacionais-partidos-justica/

off topic (mas considerando q vc dá atenção a causa indígena)

A máscara do "índio" parece ser de plástico...
marco

Anônimo disse...

O Aerolula já está com as turbinas ligadas e prontas.

Anônimo disse...

Polibio Braga

"Leis aprovadas na vigência do Mensalão perderam o valor legal ?

Nem bem terminou a fase crucial do julgamento do Mensalão e os efeitos "externos" que sairão dali, começaram a produzir efeitos - como se temia.

. A questão que começa a ganhar corpo é a seguinte:

- Se ficou provado que houve o Mensalão, portanto que congressistas venderam seus votos para aprovar projetos e propostas do governo Lula, todo o processo legislativo da época foi viciado e o que resultou dele não tem valor legal algum.

. Caso prevaleça este entendimento, que começou a ser discutido até mesmo durante o julgamento do Mensalão, será um Deus nos acuda.

. Não se trata de discussão teórica, porque os tribunais já são demandados para falar sobre
o caso.

. É como pode ser feita a leitura da decisão do juiz da 1ª. Vara da fazenda de Belo Horizonte, Geraldo Arantes,que ao julgar o caso da viúva de um servidor públicos estadual que pleiteava reajuste no valor da pensão, decidiu anular os efeitos da reforma da previdência de 2003. A razão principal ?

- A reforma (Emenda Constitucional 41) só foi aprovada no Congresso mediante compra de votos pelo governo Lula.

. A sentença só vale para o caso da viúva.

. É possível que o Congresso seja convocado para decidir se as leis aprovadas durante o período inicial do governo Lula valem ou não valem."

Martim Berto Fuchs disse...

Etâ oposição mais covarde. Agora que “O Chefe” está sendo duramente atingido pela audácia do nomeado Ministro Joaquim Barbosa, ela se apresenta para colher frutos. É tão podre quanto.
O que precisamos não é de uma “oposição” como essa e sim de um novo contrato social, onde o país não fique entregue à bandidos, travestidos de situação e oposição.

http://capitalismo-social.blogspot.com.br/2012/08/502-capsoc-novo-contrato-social.html

Estéfani JOSÉ Agoston disse...

Um dos comentaristas menciona um laço(link) do portal Terra, sobre questões indígenas, e lá o Terra numa censura brutal não permite inserir comentário.

Mas ao assunto em pauta: Lullaamentiroso nomeou para o STF JoaquimObama, que inclusive reconhece admirar a obra de LullaMulla governos e feitos, também os de DilmaVermelha; reconheceu ter sempre votado em Lullamijão e na Dama Vermelha, e ainda os senhores confiam em que tal magistrado não seja um peão? Confiam na honestidade desse homem, em bons propósitos de ObamaJoaquim???

Anônimo disse...

Mas como è? O fdp do canceroso quando viaja de avião seja para onde for, è na FAB?

Só quero saber se continuamos a alimentar o bastardo mais corrupto em 500 anos de nossa Historia!

Airton Leitão disse...

De acordo com o dicionário Houaiss, Promotor Público é um "membro do Ministério Público que representa a sociedade e atua como acusador contra os suspeitos de terem cometido alguma ação criminal e como fiscal da aplicação das leis nos feitos civis". Logo, a comparação do 'defensor público' Lewandowski é de extrema burrice. O que Joaquim Barbosa faz é dar andamento ao que o Ministério Público acusou, no que ele está indo muito bem, condenando a petralhada do "mensalão do PT'.
Espera-se que o Supremo também os mensalões do DEM e do PSBD, o que servirá de alerta aos prováveis futuros mensaleiros.