domingo, 4 de novembro de 2012

Como superar o Ignorante Cinismo Pragmático

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Leia também o site Fique Alertawww.fiquealerta.net  
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Ignorante é aquele que não sabe aquilo que tem a obrigação de saber ou conhecer. Cínico é o sujeito sem pudor que finge não saber que faz algo errado. Pragmático é o cabra que aproveita a solução mais prática na hora de tomar as decisões mais convenientes para si. Sábio é quem aplica corretamente o conhecimento com base na verdade – que é a realidade universal permanente.

Os sábios andam em baixa no Brasil. Os ignorantes, em alta e em maioria, são hegemônicos. Para piorar, ainda se comportam como cínicos pragmáticos. Vide a maior parte dos recentes resultados eleitorais. O cinismo pragmático, combinado com uma ignorância que subverte a sabedoria, sem dar chance dela se manifestar para governar as coisas públicas, é o esquema que governa nosso sistema Capimunista de Estado.

O ignorante cinismo pragmático triunfa à vontade no Brasil. Parece uma maldição histórica e cultural. Quem tem poder para resolver simplesmente não resolve nada – ou só cuida de seus próprios interesses, desejos e necessidades imediatas. Os segmentos esclarecidos, em minoria, parecem destituídos da capacidade de agir e reagir com sabedoria. Assim, triunfa a vontade da massa ignara ou de quem sabe muito bem influenciá-la para manipulá-la e explorá-la.

Uma definição atualizada do Brasil? Um País rico, governado sob um ignorante cinismo pragmático, para manutenção de um regime Capimunista de Estado que inviabiliza a existência prevalência de um Povo. O troço nem é capitalista de verdade e muito menos comunista de fato. Mais parece um Leviatã, com jeitinho de malandro otário, que faz o que bem entende com a massa ignara.

Povo só existe quando o conjunto dos cidadãos tem plenas condições sociais, morais, políticas, econômicas e psicossociais de praticar a Democracia – a segurança do direito através do exercício da razão pública. Sem tais condições e sob o regime do ignorante cinismo pragmático temos apenas a massa – sempre moldável e que segue a Primeira Lei de Zeca Pagodinho: “Deixa a vida me levar, vida leva eu”.

O remédio mais eficaz contra a massificação ignorante e pragmática é a Consciência Individual. Só o indivíduo tem a capacidade – e, às vezes, o Poder – de se distinguir da massa ignara. Apenas o indivíduo que busca o conhecimento e consegue aplicá-lo com sabedoria pode formar, no conjunto, um povo para uma Nação. Estudar é preciso! Educar-se, mais ainda! Se isto não acontece, temos só uma massa ignara para ocupar um País como um bando de gente em uma arquibancada monumental.

Política – que tudo define e decide – depende de um Povo que lembra, observa, pensa e age com sabedoria. Pouco ou nada nos serve uma massa ignara que age instintivamente como torcida organizada de time de futebol. A massa cínica e pragmaticamente moldada com base na ignorância até protesta e reage com violência em alguns casos extremos, mas no fim se molda e aceita seu destino de Peru de Natal ou de boiada criada no grande pasto nacional.

O Brasil é uma vaca no brejo, apesar dos potenciais bezerros de ouro que ostenta em seu curral, dividindo espaço com tantas mulas sem cabeça. O problema fica mais grave quando o sistema finge transformar a massa ignara em “sujeito intelectualizado”. Assim opera o esquema tocado pelo MEC – o Ministério da Educação Capimunista. E tem a ajuda essencial da mídia –, junto com a escola que adestra e finge ensinar - o principal agente de influência (e manipulação mental) da massa ignara.

Resumindo: o samba do ignorante cinismo pragmático uma hora vai atravessar feio a passarela nacional. Esta será a hora da ruptura. Quem estiver preparado, com visão de povo e não de massa - deverá ocupar o vácuo de poder para tirar a vaca do brejo da atual ditadura disfarçada para a utopia de uma Democracia que respeite os bons valores humanos.

Infelizmente, nosso processo histórico-cultural-civilizatório não nos credencia para tal sonho. Desde que o Brasil existe não vivenciamos o que é Democracia de verdade. Mas é preciso viver, e viver democraticamente não é brincadeira não, ainda mais porque dinheiro na mão é vendaval e solidão, na vida de um sonhador.

Em síntese: Basta de netodaputice, politicagem, corrupção, escravidão, egoísmo, desrespeito ao próximo, cinismo, ignorância, violência gratuita e tantas outras ruindades menos votadas. Do contrário, o regime Capimunista vai prosperar, com a parceria direta do Governo do Crime Organizado, para destruir o cidadão e atentar contra as liberdades fundamentais.

É preciso ter fé, amor e esperança de que a sabedoria de um Povo, estudando, trabalhando e produzindo em cooperação, conseguirá forjar uma Nação desenvolvida de Verdade, o mais depressa possível. Cada pessoa pode e deve ser o líder deste processo de transformação e mudança.

Liderar é preciso! Estudar muito e cada vez mais é preciso! Educar-se, observar, lembrar, pensar e tirar a bunda da cadeira em frente ao computador para agir corretamente, mais ainda!

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 4 de Novembro de 2012.

4 comentários:

Anônimo disse...

Saudações, Serrão!

Olha, matéria sensacional, profunda, reflexiva. Um texto digno de ocupar um lugar no mural das salas de aula, de ser tomado, não como um hino, mas como um alfabeto e um monólogo. É isso, garoto. A informação nos condiciona a algum lugar, mas o conhecimento de causa nos liberta. É vero!

Grande abraço deste "aguardando habeas corpus do Facebook"! Rs.

Anônimo disse...

Algum leitor em sã consciência ainda permanece acreditando que a quadrilha do PT sairá da cena politica pelo voto?
A amoralidade desta maldita sigla é tamanha, que não hesitariam em provocar uma guerra civil.
E O povão que jamais viu sangue correr nas calçadas do país, terá muito porque chorar, por ter se deixado iludir pela tropa de bandidos cujo objetivo é o poder e dinheiro.

Marcos Valério vai terminar como PCFarias.

Anônimo disse...

Como disse Lima Barreto - " o Brasil não tem povo, tem público " - e isto, lá pelos idos anos 20 do século passado. Ms, por ser "preto, pobre e alcoólatra" - tal qual se descrevia - ninguém o levou a sério. Continuamos uma não Nação, ou iNação, que nada tem a ver com as maravilhas cibernéticas atuais, mas tão somente com a inexistência de um lugar no planeta que, de fato, seja ocupado por um agrupamento civilizado de seres humanos, aptos a construir algo semelhante a um País, com História de que nos orgulhemos, e a cujos descendentes sejamos capazes de prover com solidariedade, afeto genuíno, Amor e Vida enfim, e não com um monte de lulas e dirceus, e pagodinhos, e raios que os partam.
Somos o ó do borogodó; um nó!
Em algum momento, o nó vai apertar em torno do pescoço, e salve-se quem for capaz.

Anônimo disse...

Notícia sobre a cura de Lula é mais um embuste jornalístico endossado pela imprensa amestrada.

ucho.info