terça-feira, 6 de novembro de 2012

Mancada da área jurídica sobre impostos agrava pressão para que Dilma tire amiga Graça da Petrobrás

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Leia também o site Fique Alertawww.fiquealerta.net  
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Maria das Graças Foster está por um fio na presidência da Petrobrás. Investidores nacionais e estrangeiros prometem aumentar a pressão para que a Presidenta Dilma Rousseff tire sua amiga do comando da estatal de economia mista. Mas Dilma já avisou que não aceitará a pressão e, se graça tiver mesmo de sair, isto acontecerá “à francesa”, a partir de fevereiro, quando está prevista uma mini-reforma ministerial para amansar o PMDB e alojar no governo o PSD de Gilberto Kassab.

Antes de mexer com a Graça – o que fará de tudo para não fazer -, Dilma tem assuntos mais delicados a resolver em relação à Petrobrás. Até o final do ano, o governo será forçado a autorizar o inevitável reajuste no preço dos combustíveis. A embromação sobre a decisão agrava ainda mais o risco de os prejuízos da Petrobrás aumentarem – o que agrava o mau humor dos investidores. A indecisão neste caso só faz crescerem as críticas de que o Palácio do Planalto interfere de mais na companhia e que Graça nada resolve sem a palavra final de Dilma.

A pressão contra Graça agora fica ainda mais alta por um erro de avaliação cometido pela área jurídica da empresa. A Petrobrás não fez reserva em seu balanço para o pagamento de uma dívida fiscal estimada em R$ 4 bilhões 783 milhões. A juíza Sandra Barbosa de Campos, da 29ª Vara da Justiça Federal, decidiu que a petrolífera terá de pagar Imposto de Renda de remessas para pagamentos de afretamentos de plataformas de dezembro de 1999 a dezembro de 2002. Mesmo alegando que recorrerá no momento oportuno, a situação é desfavorável à empresa e refletirá, negativamente, no resultado aos irados acionistas.

A Justiça detonou uma artimanha da Petrobrás para amansar a fome do Leão da Receita Federal. A empresa alegava que as plataformas são consideradas embarcações com direito a benefícios fiscais. Mas a juíza Sandra Barbosa de Campos interpretou que, apesar de a plataforma ser considerada embarcação, não tem a finalidade de transportar pessoas ou carga – fator necessário para a concessão dos benefícios fiscais. Como parece bem claro o inciso XIV do artigo 2º da Lei nº 9.537/97, a bobeada da área jurídica da Petrobrás pode ser a gota de óleo para derrubar Graça.

O maior perigo para o governo é que a desestabilização da Graça leva o PMDB – tão ou mais voraz que o Leão da Receita - a fazer a graça de reinvidicar a presidência da Petrobrás. Como Dilma e o PT não aceitam entregar aos aliados a jóia máxima da coroa do império capimunista brasileiro, o desgaste contra o Governo e a campanha contra a Graça se intensificam.

Six por half-twelve

O BG Group confirma que completou a venda de 60,1% das ações que tinha na Comgás, pelo valor de R$ 3,7 bilhões.

Aparentemente, quem comprou a empresa foi a Cosan S.A. Indústria e Comércio.

Mas como a Cosan é pareceira da Shell na Raizen, no mercado se comenta que os britânicos continuam no negócio, mais que nunca, só que com outro parceiro de frente...

AES imobiliária?

Denúncia do leitor Gilmar Martins da Cruz, de São Paulo, indicando o quanto pagaremos caro para desnacionalização de nossas empresas em setores estratégicos:

A empresa AES, que é a detentora da Eletropaulo, está vendendo a maioria dos terrenos da empresa para grandes construtoras. Com isso, está ganhando muito dinheiro, mas deixando a Eletropaulo sem terrenos para que possam ser construidas expansões na rede eletrica paulista”.

Gilmar prossegue: “O absurdo é o terreno situado no Cambuci, onde era o estoque da compania. Foi vendido e o estoque mandado para Barueri... Agora quando temos problemas no abastecimento de energia é necessário pegar material em Barueri para atender a região de São Paulo... Daqui a alguns anos, a AES volta para os EUA e nos deixam com todos problemas de infraestrutura”.

Para ficar PT da vida...

“Pesquisa de Fusões e Aquisições”, da consultoria KPMG, revela que 247 empresas foram adquiridas por transnacionais de janeiro a setembro de 2012.

Em todo ano de 2011 haviam sido 208, e, de 2004 para cá, foram 1.247.

Em 2012, foram assimiladas empresas brasileiras nas seguintes áreas: tecnologia da informação (33); serviços para empresas (20); empresas de internet (19); supermercados, açúcar e álcool (35); publicidade e editoras (10); alimentos, bebidas e fumo (10); mineração (9); óleo e gás (8); educação (7); shopping centers (7); imobiliário (7).

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 6 de Novembro de 2012.

7 comentários:

Anônimo disse...

Tudo é sacanagem neste País!

FRG – FUNDAÇAO REAL GRANDEZA
Há quatro anos, o braço direito de José Dirceu na Casa Civil, Marcelo Sereno (muito conhecido na FRG) e outros (grupo Andrade Magro), adquiriu na bacia das almas a Refinaria de Manguinhos. A refinaria que pertencia ao grupo Peixoto de Castro estava falida e tentavam vender a qualquer preço. Agora o desgovernador Sergio Cabral anunciou a desapropriação da refinaria por valor entre 170 e 200 milhões de Reais, na maior operação de lavagem de dinheiro nunca dantes vista no Brasil!!!
O Grupo capitaneado por Marcelo Sereno comprou a refinaria por R$ 7.000.000,00 eu disse 7 milhões!!! Ou seja, a desapropriação custará quase 30 vezes o valor da compra.
http://lilicarabinabr.blogspot.com.br

Anônimo disse...

Até que ponto todos os governadores deste paiz, estão embrulhados com as facções e milícias, para que a psicopata dilma feche os olhos à violência contra os brasileiros?

"Dilma lava as mãos para facções e milícias

A suspeita de guerra velada entre milícias e uma facção criminosa que fez explodir a violência em São Paulo poderia ter a intervenção constitucional da Polícia Federal, mas o governo recuou. No fim de setembro, ao sancionar a lei que dá pena maior para grupos de extermínio (ou facções) e milícias, a presidente Dilma vetou o artigo que tipificava o crime como federal, e manteve o poder da Polícia Civil de cada Estado na investigação. Uma forma de não constranger ou comprar briga com os governadores.

(...)"

http://opiniaoenoticia.com.br/brasil/dilma-lava-as-maos-para-faccoes-e-milicias/

Anônimo disse...

Se a dilma não è uma sociopata, uma psicopata grossa e desconfiada tal como lulla, então estamos cegos.

Ela gosta de monitorar de uma tela as atitudes do comandante do Airbus 319! Pode? Por que ele não a manda à merda? È castrado? Só pode!

Vem hoje no Claudio Humberto:

"Exercício de
‘tiro real’ do Exército
irritou Dilma

A presidenta Dilma tem medo de avião e, na aproximação para pouso, gosta de monitorar de uma tela as atitudes do comandante do Airbus 319. Ela percebeu que perto de Brasília o avião fazia uma volta pouco comum. Interpelou o piloto, e foi informada que havia um “exercício de tiro real” do Exército no campo de provas de Formosa (GO) e, por precaução, a aeronave fora desviada. Madame deu o maior piti."

Anônimo disse...

Confira abaixo os principais trechos das gravações telefônicas do caso Celso Daniel, divulgadas à época com exclusividade pelo ucho.info

Em uma delas, o atual ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, e Ivone Santana tratam a morte de Celso Daniel com frieza.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Roberto disse...

Prezado Jorge,
A informação passada por você não procede. A idéia de que a mancada jurídica afeta Graça Fortes é equivocda. O que está ocorrendo na Petrobras é que o apadrinhamento e o nepotismo estão sendo substituidos pela competência. Vivencia-se na Petrobra a substituição dos "sindicalistas" em cargos de gestão.
O descontentamento é geral. Para os partidos políticos e para cúpula do PT. Acontece que o compromisso da Graça é com a empresa e não com o partido ou o sindicato. As suas medidas vâo de encontrro as posições da Fazenda. Ao contrário do que você informa, os acionistas esperam que ela contnue e faça os ajustes para que a empresa se torne ainda mais lucrativa e eficiente. Algo que não estava ocorrendo com o Gabrieli.
Essa é uma opinião pessoal e está embasada em informções vindas da própria empresa.
Roberto

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.