quinta-feira, 28 de março de 2013

Fechando o cerco


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Humberto de Luna Freire Filho

O Palácio do Planalto em plena campanha eleitoral resolve aumentar o leque de sua suja atuação política usando agora a religião. Isso como se não bastassem os espúrios acordos com a escória política nacional e a vergonhosa criação de ministérios inúteis apara abrigar bandidos.

Lembro a existência dos miseráveis e analfabetos do bolsa-família que há muito são tidos como favas contadas para a próxima eleição presidencial, faltando apenas um pequeno reajuste no valor do benefício e mais dois milhões de famílias no programa, o que já está sendo providenciado. Aliás é bom lembrar que o bolsa-família é o único programa de inclusão social no mundo que, ao invés de reduzir o número de inscritos, aumenta, garantindo dessa maneira 45% do eleitorado no cabresto.

Porém um valioso naco, o religioso, estava ainda a descoberto. Não demorou muito e a quadrilha caiu em campo. Primeiro assistimos a hipócrita, e já internacionalmente famosa, farra do Vaticano. Comitiva de comunistas brasileiros se hospedando em hotel de luxo e deslocando-se em limousines, e para completar o ridículo da cena uma ateia beijando a mão do Papa e declarando em entrevista pública que Deus é brasileiro. Se Deus fosse realmente brasileiro, o teto do hotel onde se hospedou a trupe teria desabado ou o Aerodilma teria mergulhado no Atlântico para o todo e sempre.

Dando continuidade ao triste espetáculo midiático, desta vez "intramuros", a dona Dilma, em uma demonstração de total desrespeito aos mortos, apareceu ontem assistindo a uma missa em memória das 33 vítimas dos recentes desmoronamentos na região serrana do Rio de Janeiro. Sugiro a todos os familiares de vítimas das frequentes catástrofes, que por pouco caso e total incompetência desse governo tornaram-se rotina no país, a retirarem-se de ambientes todas as vezes que essa bandidagem chegar para fazer proselitismo político. Caso contrário essa mortes evitáveis poderão até serem estimuladas como meio de campanha política desse imoral partido que nos governa.

Humberto de Luna Freire Filho é Médico.

5 comentários:

glauco disse...

Humberto de Luna Freire Filho, desejando a morte da presidente em nome de Deus.

Anônimo disse...

Este governo putativo, se mantem "ad perpetuam" graças ao bolsa família e ao eterno pé descalço que até mata a mãe por R$ 10 reais.

Anônimo disse...

glauco 1.20 PM

Por mais que releia o post do Humberto de Luna Freire Filho, não consigo vislumbrar nada, mas nada do que você afirma:

"Humberto de Luna Freire Filho, desejando a morte da presidente em nome de Deus."

Podia explicar onde Humberto de Luna Freire Filho faz essa afirmação? Ou mesmo nas entrelinhas?

Obrigado!

Joaquim Caldas disse...

De presidente à Carpideira,era só o que faltava.

Marilda Oliveira disse...

O "Francisco" que dizem na época da ditadura foi cruel, cruel inclusive com os próprios Jesuítas, talvez nesse sentido troque confidências com a Sra. Dilma que tb participou da guerrilha... Agora,isenção de impostos e dinheiro do governo enciado as igrejas e a principal é o fim! Até agora não se colocou em vigor o imposto sobre grandes fortunas previsto na constituição,embora vários parlamentares já terem apresentado projetos nesse sentido.Eles não tem voz por conta da pressão do lobby (sionista é claro )os banqueiros e grandes industriais(nossa elite) inclusive o Vaticano.