terça-feira, 11 de junho de 2013

Dirceu e Lula articulam para que luso-angolana Galp e britânicos vençam leilão de Libra, no pré-sal

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Leia também o site Fique Alerta – www.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão
serrao@alertatotal.net

Luiz Inácio Lula da Silva e seu parceiro José Dirceu de Oliveira e Silva serão os grandes vencedores ocultos do leilão do maior campo de petróleo do pré-sal brasileiro, batizado de Libra (a moeda inglesa). Nos bastidores, ambos articulam para que a petrolífera lusitana Galp esteja no consórcio vencedor.

Lula e Dirceu são lobistas da Galp em um negócio pra lá de Capimunista. A empresa “portuguesa” é controlada pela empresa angolana Amorim Energia (que obedece ordens do governo socialista angolano), pela italiana ENI e conta com a participação acionária de 7% do Estado de Portugal. Lula também articula a interface dos portugueses com os angolanos – hoje também importantes negociantes internacionais de diamantes.  

O mercado já dá como pule de 10 que um consórcio formado pelas britânicas BG Group e BP, a portuguesa Galp Energia e a Petrobrás vai arrematar o gigantesco campo de Libra, no leilão que Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) promoverá na segunda quinzena de outubro. Localizado na Bacia de Santos, a 183 quilômetros em linha reta de Arraial do Cabo (RJ), Libra tem volume previsto de 8 a 12 bilhões de barris recuperáveis.

O meganegócio de Libra será em regime de partilha – e não no tradicional modelo de concessão. Em tese, a União fica dona dos recursos e remunera os vencedores do leilão com parte da produção. Vence o negócio quem conferir a maior participação no volume produzido em favor do Estado brasileiro. O contratante banca o custo da extração, e as reservas não aproveitadas ficam o governo.

O que assusta alguns grandes investidores da Petrobrás é que, neste regime de partilha, a empresa será obrigada a atuar como operadora exclusiva e sócia dos campos, com um mínimo de 30% de participação. O modelo é perfeito para os futuros sócios britânicos, portugueses, angolanos ou de outras nacionalidades ocultas que entrarem no negócio para faturar cada vez mais alto.

Sobre Petrobrás, leia abaixo o artigo do engenheiro João Vinhosa: O fraudulento acordo que ferrou com a Petrobras

Caindo



Militares advertem

É bom a chefona em comando levar a sério o risco de ser incriminada nos artigos 84 e 85 da Constituição Federal por patrocinar a criação de grupos de trabalho ilegais para apurar supostos crimes de tortura e desrespeito aos direitos humanos em unidades militares.

Só os comandantes das três forças podem autorizar (por vontade dos altos-comandos do Exército, Marinha e Aeronáutica) operações de busca e apreensão de documentos ou investigações criminais em quartéis, a partir de pedido da Justiça Federal Militar (via STM e Procuradoria Militar).

Grupos de trabalho, comissões (como a da meia-verdade) ou até os ministérios dos Direitos Humanos e da Justiça não tem essa competência – e o desrespeito a tal princípio, cometido por subordinados, configura crime de responsabilidade para a Presidenta da República.

Generais de quatro estrelas já tem em mãos pareceres jurídicos independentes, com tal recomendação, para não entrarem no jogo dos revanchistas que desejam apenas desmoralizar e quebrar a soberania das Forças Armadas – submetendo a vontade do Brasil a organismos multilaterais como a Comissão de Direitos Humanos da OEA.

Leia, abaixo, o artigo do médico Nelson Bruni: Poder Moderador, responsabilidade das forças Armadas

Responda, Maria

O Capitão-de-Mar-e-Guerra reformado Paulo Marcos Gomes Lustoza faz uma perguntinha à Ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário:

"Absolutamente, não  tem  cabimento a ministra dos Direitos Humanos, Maria do  Rosário, resolver criar um grupo  de trabalho para apurar o  que já é da competência legal do Ministério Público  Militar: exercer o controle da polícia judiciária militar, requisitar diligências investigatória e a instauração de IPM  para apurar denúncias contra militares. Baseada em que fatos  a ministra  infere que a polícia judiciária militar e o MPM não  estão  funcionando? Não teria sido aberto IPM para apurar  os casos de maus-tratos e mortes de militares noticiados  na mídia e/ou outros que não  foram divulgados? Os supostos crimes não foram julgados pelos competentes tribunais? "

O problema, caro Lustoza, é que a turma da Dilma não quer investigar nada, mas apenas seguir com a campanha permanente de desmoralização das Forças Armadas, guardiãs da soberania nacional que o esquema petralha quebra sistematicamente, servindo aos interesses da Oligarquia Financeira Transnacional que controla o Brasil.

Gastança federal

O Governo federal torra R$ 58,4 bilhões por ano com a estrutura e o pagamento de salários de 984.330 servidores dos 39 ministérios (eram 24, em 2002).

Se incluir órgãos técnicos, empresas públicas, universidades, escolas e institutos técnicos federais, a gastança pula para R$ 377,6 bilhões.

Para se ter uma ideia do volume de recursos consumidos pela máquina emperrada, o Bolsa Família (mega demagogia eleitoreira) gasta R$ 24,9 bilhões por ano.

E o Programa de Aceleração do Crescimento (cujas obras emPACam e também jogam dinheiro fora) tem custo anual de R$ 75 bilhões.

"Corrupção e Ética"

Eis o tema de um painel que será promovido na próxima quinta-feira, a partir das 14h 30min, na sede central do Clube Militar, no Rio de Janeiro.

Debatem a ministra Eliana Calmon (do STJ) o jornalista Reinaldo Azevedo (da Veja) e Professor Dr. Marcus Fabiano (da UFF).

O mediador será o economista Rodrigo Constantino.

Um Grito Calado no Ar



Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 11 de Junho de 2013.

9 comentários:

glauco disse...

Sem rabo preso? Porque é detonado apenas os bandidos do PT? Cada os outros bandidos do PMDB, PR, tucanada... PMDB é uma concentração de bandidos tão grande ou maior que o PT, e cada eles nas piadas ou denuncias de esquemas publicados aqui? Quem é que ganhou o mensalão? Será que só quem paga deve ser condenado? Os bandidos favorecidos saem de boa?

Anônimo disse...

11/06/2013 às 7:17
Comissão da Verdade – Ex-advogada de Dilma volta a defender revanchismo

É espantoso! Não são apenas os delinquentes que protestam em nome de um tal “passe livre” a achar que nada devem às leis em particular e à ordem legal no geral. Nesta segunda, a advogada Rosa Maria Cardoso da Cunha, atual coordenadora da Comissão da Verdade, participou de uma audiência pública na Comissão Estadual da Verdade de São Paulo e defendeu, mais uma vez, a revisão da Lei da Anistia. Na audiência, decidiu-se lançar uma “campanha nacional” em favor dessa causa.

O Supremo Tribunal Federal já se pronunciou a respeito e reiterou a higidez da Lei da Anistia. A lei que criou a própria Comissão da Verdade tem como pressuposto a sua vigência. A própria Emenda Constitucional nº 26, de 1985, QUE É NADA MENOS DO QUE AQUELA QUE CONVOCA A ASSEMBLEIA NACIONAL CONSTITUINTE, incorporou, de fato, a anistia. Está no artigo 4º:

Art. 4º É concedida anistia a todos os servidores públicos civis da Administração direta e indireta e militares, punidos por atos de exceção, institucionais ou complementares.
§ 1º É concedida, igualmente, anistia aos autores de crimes políticos ou conexos, e aos dirigentes e representantes de organizações sindicais e estudantis, bem como aos servidores civis ou empregados que hajam sido demitidos ou dispensados por motivação exclusivamente política, com base em outros diplomas legais.
§ 2º A anistia abrange os que foram punidos ou processados pelos atos imputáveis previstos no “caput” deste artigo, praticados no período compreendido entre 2 de setembro de 1961 e 15 de agosto de 1979.

Revanchismo
Por ocasião da criação dessa comissão, observei aqui tratar-se de mera patranha. Parecia-me claro que era apenas a primeira etapa da revanche. Fui, é evidente, muito criticado por isso; acusaram-se de estar de má vontade e de ficar fazendo exercício de adivinhação. Eis aí… Eu quero que torturadores se danem. Meu desprezo por eles não poderia ser maior. Mas eu desprezo igualmente os terroristas; deploro do mesmo modo os que matam pessoas inocentes em nome de sua “causa libertadora”. A democracia brasileira não deve um centavo a nenhum deles. Aliás, a democracia que aí está não deve nada nem ao Brilhante Ustra nem à Dilma Rousseff do passado. A tese que prosperou, que vingou, que venceu não foi nem a dele nem a dela — já que nem ele nem ela queriam democracia. Ou queriam? Ora…

O STF se pronunciou de forma muito eloquente na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 153, em que a corte rejeitou o pedido da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para que a Lei da Anistia (6.683/79) fosse revista. E o que se fez ali foi declarar a vigência da Constituição. A questão está encerrada. Mas não para aqueles — ou herdeiros intelectuais daqueles — que perderam a batalha, mas insistem em aplicar a punição aos vencedores. Sim, é disso mesmo que se trata. Explico. Entre anistiados, de um lado e de outro, não há nem vencidos nem vencedores. Todos receberam o perdão. Se é para mudar a história, como querem fazer, então é preciso mudar também as categorias. É uma questão até de honestidade intelectual. E, nesse caso, convenham: quem perde não aplica a punição a quem ganha. Por isso mesmo, é preciso tirar o debate desse lodaçal teórico.

Barroso
Luís Roberto Barroso, ministro já indicado do Supremo, concedeu uma entrevista em que flertou com a ideia da revisão, embora o tribunal já tenha se posicionado a respeito. Então viveremos agora no dia da marmota, decidindo e reciclando sempre o mesmo debate.

Claro, claro! Eles querem rever a Lei da Anistia apenas para punir os “inimigos”. O perdão aos terroristas continuaria a valer.

Por Reinaldo Azevedo

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/comissao-da-verdade-ex-advogada-de-dilma-volta-a-defender-revanchismo/

Anônimo disse...

Carta ao kamarada José Dirceu
ESCRITO POR CARLOS AZAMBUJA | 10 JUNHO 2013
ARTIGOS - GOVERNO DO PT
Nota:
José Dirceu, o “kamarada Daniel”, quando ainda estudante em São Paulo, antes de receber treinamento militar em Cuba, já torturava seus inimigos, como relata o editor da revista Veja, Otavio Cabral, em seu livro "Dirceu - A Biografia", recém-lançado.

Esse livro relata algumas verdades que muitos desconhecem ou esqueceram: que o kamarada Daniel recebeu o título de "comandante", voltou para o Brasil clandestinamente e foi o ÚNICO dos do MOLIPO, sua organização, que não morreu em combate (mas essa é uma história que ainda não foi contada...). Por quê? Simples. Porque nunca combateu, ao contrário do que propalou em seu discurso ao assumir a Casa Civil da presidência da República, quando, dirigindo-se a Dilminha Bang- Bang, tratou-a como “companheira d’armas”.

A verdade é que nenhum dos dois lutou. Ficaram sempre na sombra de seus companheiros.
Mais aqui: http://www.midiasemmascara.org/artigos/governo-do-pt/14209-carta-ao-kamarada-jose-dirceu.html

Jurandir D'almeida disse...

Este e o Brasil dos PTRALHAS...

BANDIDOS QUE DEVERIAM ESTAR NA CADEIA, ESTÃO LIVRES VENDENDO & E ROUBANDO O PATRIMÔNIO DO BRASIL.

Depois eles gritam que VENDILHÕES e ENTREGUISTA são os outros...

Anônimo disse...

Jorge Serrão
Deixou um petista nervoso com a postagem, aliás, eles que comecem a meter a viola no saco, pois se Deus assim permitir e o povo souber votos, as boquinhas estarão acabando. Fora turma de quadrilheiros, corruPTos.

Anônimo disse...

Se houver por aí uma nova pandemia decretada pelas poderosas industrias farmaceuticas norte americanas, já sabemos que vamos morrer não pela doença, mas sim pela cura.

A tal redução que a NOM quer, reduzindo a população mundial de 7 bilhões para os tais 500 milhões de servos e vassalos.

"FDA Aprova Primeira Vacina de Gripe Transgênica Contendo Vírus Reprogramado de Insetos

Uma nova vacina contra a gripe chegou ao mercado, e é a primeira a conter proteínas geneticamente modificadas (OGM) derivadas de células de insetos. Segundo relatos, o FDA (a ANVISA norte-americana) aprovou recentemente a vacina, conhecida como FluBlok, que contém tecnologia do DNA recombinante e um vírus de inseto conhecido como baculovirus que supostamente ajuda a facilitar a produção mais rápida de vacinas.

De acordo com a bula do FluBlok, a vacina é trivalente, o que significa que contém proteínas transgências de três estirpes diferentes da gripe.

(...)

Então ao invés de ter que produzir vacinas da maneira "tradicional" , utilizando culturas de ovo, os fabricantes de vacinas agora terão a capacidade de produzir rapidamente grandes quantidades de proteínas do vírus da gripe utilizando transgênicos, o que certamente é para aumentar os lucros para a indústria de vacina. Mas também é certo que isto irá levar a todos os tipos de efeitos colaterais graves, incluindo a mortal Síndrome de Guillain-Barre (GSB), que está listada na bula da vacina como um efeito colateral potencial.

(...)

De acordo com os dados clínicos fornecidos pela PSC na bula do FluBlok, dois dos participantes no estudo morreram na verdade durante os ensaios da vacina. Mas a empresa ainda insiste FluBlok é segura e eficaz, e que é cerca de
45 por cento eficaz contra todas as cepas de influenza em circulação, ao invés de apenas uma ou duas cepas.

(...)

Um produto da gigante farmacêutica Novartis, a Flucelvax também acaba com as culturas de ovo, e da mesma forma podem ser produzidas muito mais rapidamente do que as vacinas tradicionais contra a gripe, o que significa que as empresas de vacina pode tê-la pronto e esperando na hora que o governo federal resolver declarar uma pandemia.

Como a FluBlok, a produção da Flucelvax só foi possível por causa de uma concessão de 1 bilhão de dólares financiada pelos contribuintes americanos, dada pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA (HHS) para a indústria de vacinas em 2006, para desenvolver novos métodos de fabricação de vacinas. O objetivo final é ser capaz de fabricar rapidamente centenas de milhões de vacinas para distribuição rápida.

(...)"

http://www.anovaordemmundial.com/2013/06/fda-aprova-primeira-vacina-de-gripe.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+UmaNovaOrdemMundial+%28Uma+Nova+Ordem+Mundial%29

Anônimo disse...

Ao fdp do anônimo soviético e petista que colocou dois comentários no post do Jorge Serrão ás 8:20 AM e 8:22 AM.

"Dilma pode ser enquadrada em crime de responsabilidade por criar grupo ilegal para investigar militares":

http://www.alertatotal.net/2013/06/dilma-pode-ser-enquadrada-em-crime-de.html

Aldrabão do caralho, seu filho de uma puta soviética! Fachista da porra! Nazi da merda! Os militares de 64 foram frouxos, senão você nem tinha nascido, seu veado!

Anônimo disse...

Tânia SP
Porque é o partidinho mais corrupto da história "destepaíz" como disse e continua dizendo aquele bandido cachaceiro. É o maior ladrão do Brasil, é o CÂNCER do Brasil, é tudo de ruim q possa existir na face da terra, chama-se Lula Canalha e s/ partido de bandidos, quer mais????
Acho q chega, né? passaria dias aqui enumerando as falcatruas destes ladrões do erário público...
Ficou zangadinho....leve-os p/ s/ casa e os coma, nos fará um grande favor!!!.

Geraldo disse...

Chora... choraaa. Pode chorar a vontade. Nunca mais vcs do contra vao vet o Brasil dos ricos. Hoje o Brasil eh nosso, do povo..