sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

A morte da Justiça no Brasil: vamos ser coniventes?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O espectro da ilegitimidade ameaça inviabilizar o Brasil como Nação, em curto prazo. Ficou evidente que é necessária uma revisão urgente da possibilidade de nomeação de ministros das cortes superiores do Poder Judiciário por indicação política de membros do Poder Executivo. Definitivamente, Justiça não combina com politicagem. Mas isto não está claro na República Sindicalista do Brasil, onde vigora o sistema capimunista, com governança do crime organizado.

Foi patético assistir o próprio presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, ser forçado a admitir que a decisão da maioria da corte, aliviando os mensaleiros do crime de formação de quadrilha, cumpriu o “objetivo de anular, de reduzir a nada, o trabalho que fora feito”. Barbosa lamentou que se desperdiçou todo o trabalho feito pelo STF em 2012, no longo julgamento da Ação Penal 470. A forçada sinceridade de Barbosa foi um atestado de óbito do senso de Justiça no Brasil.

O mais grave é: a decisão do STF em favor dos mensaleiros, aliviando a barra na interpretação sobre o que é formação de quadrilha, vai escancarar a porteira da impunidade para crimes do colarinho branco no Brasil, beneficiando políticos e empresários parceiros na corrupção. Os ministros Luiz Roberto Barroso, Cármen Lúcia, José Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Rosa Weber e Teori Zavascki devem ser responsabilizados por seus atos ilegítimos, totalmente contra o interesse público, perante a história.

O pior pode acontecer no Brasil. Menos que a sociedade perca a confiança na Justiça. Quando o Judiciário se deixa desmoralizar, por questões claramente políticas (como denunciou o próprio presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa), caminhamos para a anomia e para o completo caos institucional, sob domínio do crime organizado – que agora a maioria do STF julgou que inexiste.

O esquema petralha é ilegítimo, porque não favorece o interesse público e nem garante os direitos individuais. Por isso, tem de ser combatido cirurgicamente. Os segmentos esclarecidos da sociedade brasileira precisam focar em uma bandeira imediata: Legitimidade, já!

Só a reconquista da Legitimidade no Brasil permitirá avanços institucionais concretos. O ilegítimo e corrupto modelo em vigor só serve à governança do crime organizado, através das diversas quadrilhas, que agora a maioria do STF resolveu perdoar...

A poderosa deusa Themis, belo símbolo da Justiça, está sendo violentada e torturada no Brasil. Pena que só possa esboçar seu sofrimento em um même ou charge...

E no empréstimo, não vai nada?

Qualquer bebezinho de colo sabe que são inconstitucionais os vultosos e secretos empréstimos feitos pelo BNDES a governos parceiros do Foro de São Paulo, como Cuba, Venezuela, Equador, Angola, Moçambique e outros países menos votados.

Por isso, o Supremo Tribunal Federal já deveria ter dado uma resposta mais imediata ao mandado de segurança pedido pelo senador Alvaro Dias (PSDB-PR) para ter acesso aos termos secretos dos acordos.

Conforme o artigo 49 da Constituição, os empréstimos ao exterior dependem de acordos internacionais que precisam passar pela aprovação do Congresso Nacional brasileiro, o que não é o caso dos empréstimos que usam empreiteiras brasileiras como intermediárias, para fingir que a grana não vai diretamente para fora.

MP, cadê você?

Se são inconstitucionais, os acordos de empréstimo são nulos perante o Direito, e o STF age de forma ilegítima, contra o interesse público, ao não impedir a safadeza.

Portanto, cabe perguntar: Cadê o Procurador Geral da República que não entra com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra os criminosos empréstimos?

Onde está a Ordem dos Advogados do Brasil que também tem competência para fazer o mesmo questionamento ao STF?

As Federações de Sindicatos também poderiam entrar com tal ação no STF, mas a maioria delas é completamente aparelhada pela petralhada...  

Alerta do Barbosa


Joaquim Barbosa foi bem claro ontem sobre o grave risco da decisão do STF para aliviar a pena dos mensaleiros por formação de quadrilha:

“Sinto-me autorizado a alertar a nação brasileira que esse é apenas o primeiro passo. Agora inventou-se um novo conceito de formação de quadrilha. Um conceito discriminatório. Só aqueles que praticam crimes de sangue participariam. Ouvi argumentos espantosos que se basearam apenas em cálculos aritméticos e em estatísticas totalmente divorciadas das provas dos autos, da gravidade dos crimes”.

“Esta é uma tarde triste para este Supremo Tribunal Federal, porque com argumentos pífios foi reformada, foi jogada por terra, extirpada do mundo jurídico, uma decisão plenária sólida e extremamente bem fundamentada. Peço vênia à maioria, e voto pela rejeição dos embargos infringentes ora impetrados”.

Só faltou o Barbosão ser mais claro e lembrar que estamos diante de um processo revolucionário gramscista – no qual a conquista do poder acontece de forma gradual, através da tomada e aparelhamento das instituições públicas.

Caminho do caos

O Alerta Total reafirma a análise de ontem:

O primeiro passo da petralhada é garantir a hegemonia no Legislativo e avançar na do Judiciário – o que a decisão em favor dos mensaleiros já mostrou que é um fato real e objetivo – e continuar neutralizando qualquer risco de reação dos militares.

O segundo passo, paralelo, é avançar no aparelhamento do Executivo, permanecendo no poder - com a ajuda providencial da fraude eleitoral ou do clientelismo das bolsas vagabundagem que garante o voto de cabresto nas regiões ignorantes do Norte-Nordeste.

O terceiro movimento – urgente - é reconquistar a confiança e o apoio da Oligarquia Financeira Transnacional para que tudo isso dê certo e o sistema capimunista continue avançando no Brasil.

Se tudo der certo, e Dilma conseguir o milagre de se reeleger, a intenção imediata é a implantação de uma assembleia para reformar a Constituição, para adequá-la aos planos da turma do Foro de São Paulo, que sonha com mais poder e muito dinheiro para viabilizar suas fantasias oníricas.

Quem tem...

A cúpula do Foro de São Paulo está preocupada com o alto risco de um desfecho negativo – por eles definido como “golpista” – na Venezuela.

Por isso o presidente do Uruguai, o comunista boa praça José Mujica, foi escalado para atuar de bombeiro junto ao incendiário governo de Nicolas Maduro.

Mujica avalia que a radicalização da oposição e do governo é um erro estratégico, e por isso prega que “é preciso botar a violência de lado e cumprir a constituição”.

Errinho tático

Mujica só comete um erro tático gigantesco.

Chamou para ajudá-lo na missão de pacificação o Presidentro Luiz Inácio Lula da Silva – que, na surdina dos bastidores, influenciou a ilegítima decisão suicida do Supremo Tribunal Federal em favor dos Mensaleiros (que, agora, podem formar, apenas, uma quadrilha para as festinhas de São João, São José e São Pedro, tão apreciadas por eles).

Além de botar Lula no meio, Mujica também comete outra falha tática ao pregar que Cuba deve ser ouvida no processo.

Justamente os cubanos que emprestam suas tropas de milicianos para acirrar a violência do governo Maduro contra um povo revoltado...

Medinho do filme de sempre

As reflexões do presidente uruguaio José Mujica, em entrevista ao jornal O Globo, merecem profunda reflexão para quem estuda o radical momento da Argentina, Venezuela e (por que não lembrar?) do Brasil:

“A democracia se fragiliza se perdemos a capacidade de discordar, a capacidade de tolerância, o respeito às diferenças. A democracia necessita convivência entre os que pensam de maneira diferente, porque para pensar do mesmo jeito não é preciso uma democracia. Tem de haver tolerância do governo e também da oposição”.

“A pior realidade que pode ocorrer na Venezuela é a tentativa de encurralar o governo e dar pretexto para as Forças Armadas se moverem. Seria um erro de caráter estratégico. É preciso ajudar a ter uma saída amigável para que as Forças Armadas fiquem nos quartéis e não saiam para as ruas. Porque depois que saem... Não preciso explicar aos brasileiros o que acontece”.

“O que menos precisamos na América Latina são guerras e golpes de Estado. Estamos saturados, este filme já vimos”.

Conclusão: definitivamente, a turma radicalóide do Foro de São Paulo só tem medo dos militares – o resto eles passam por cima...

A quem pedir socorro?

Do leitor Mário Dente, de São Paulo, sobre o caos institucional em que o Brasil está mergulhado:

“No caso dos embargos infringentes embora já suspeitasse de que os mensaleiros - só do PT, os dos bancos provedores não - teriam suas penas reduzidas - fiquei desapontado com a decisão do STF. Que esperar de um País em que o Judiciário permite que os polítcos fiquem impunes ? Já não confiamos no Executivo nem no congresso e, agora no Judiciário. Embora já soubesse o significado do verbo INFRINGIR,  fui consultar o dicionário do  Ministério da Educação e Cultura, onde constam os significados de  INFRINGIR, verbo  transitivo:  transgredir, quebrantar, postergar, violar. A quem pedir socorro ? Eu sei, mas não digo”.

É Carnaval...


Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 28 de Fevereiro de 2014.

15 comentários:

CEL CESAR PINTO - averdadedasmentiras-unknown disse...

CARO JORNALISTA SERRÃO

O SEU TÍTULO NESTA POSTAGEM

"A morte da Justiça no Brasil: vamos ser coniventes?"
ME DÁ A OPORTUNIDADE DE EXPOR O COMENTÁRIO ABAIXO, BASEADO NO FILME "A ORIGEM DO GUARDIÕES" NO NOSSO CASO APERECERAM OS GUARDIÕES DA PÁTRIA BRASIL.
VEJAM:

O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - GUARDIÕES DA NAÇÃO BRASILEIRA E DO POVO INOCENTE ÚTIL

HOJE, TODA A NAÇÃO BRASILEIRA ESTA SE UNINDO CONTRA O INIMIGO OCULTO QUE ESTÁ POR TRAZ DO GOVERNO DO BRASIL.

OS PARTIDOS POLÍTICOS PT E SEUS COLIGADOS ARQUITETARAM UM PLANO FABULOSO PARA GOVERNAR ESTE PAÍS POR NO MÍNIMO 20 ANOS, O MENSALÃO, ATRAVEZ DOS DIRIGENTES DO PT E DOS SEUS COMPANHEIROS DA CÚPULA NACIONAL DO PARTIDO DOS TRABALHADORES(PT), É O BREU (INIMIGO OCULTO). DESTA CONTENDA CONTRA O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL E O POVO INOCENTE ÚTIL ESTÁ O GOVERNO FEDERAL DEFENDENDO OS SEUS CORRELIGIONÁRIOS, FILIADOS, MILTANTES DO PT E SEUS COLIGADOS, APOIADO PELO BREU QUE OS REPRESENTA.

A LUTA É TITÂNICA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL E DO POVO INOCENTE ÚTIL PARA DESTRUIR A SEDE DE PODER, HOJE, DOS DONOS DO PODER. É QUASE IMPOSSÍVEL E SOMENTE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, UNIDO AO POVO INOCENTE ÚTIL PODERÁ VENCER ESTA BATALHA JUDICIAL CONTRA A CAMARILHA DO PT ( SR. BREU) QUE PRETENDEM ABSOLVER AQUELES QUE ROUBARAM, LAVARAM E DESVIARAM OS RECURSOS PÚBLICO DO POVO BRASILEIRA PARA SUA LOCUPLETAÇÃO PRÓPRIA, DO CAIXA DOS PARTIDOS PT E DOS SEUS COLIGADOS.


PERSONAGENS DESTE FILME: JACK FORST - NA NOSSA VIDA REAL ( PODE SER COMPARADO AO DEP. ROBERTO JEFFERSOM - O DENUNCIADOR DO MENSALÃO), "é um ser sobrenatural, praticamente como os Guardiões" .Mas contrariamente aos outros, é um solitário, o clássico rebelde sem qualquer causa. MAIS FOI RESPONSÁVEL DIRETO PARA A APURAÇÃO DO MENSALÃO E FECHAR DE VEZ A TORNEIRA ABERTA DO ROUBO E DO DESVIO DE DINHEIRO PÚBLICO NO BRASIL.

O PERSONAGEM Breu - Breu na nossa vida real é o Bicho Papão que se esconde debaixo das nossas camas e a razão de termos medo do escuro. Vive num covil subterrâneo, que é o espelho maléfico dos reinos dos Guardiões. Pode ser comparado ao Sr.Lula e Jose Dirceu - Senhor da Trevas, da Guerra Civil, representam o PT - A VERGONHA NACIONAL - O desrespeito ao povo e as suas crenças. Acompanha-os, em suas investidas contra o povo inocente útil, as Sombras: "Os Dep Jose Genoino, João Paulo Cunha, os demais réus do Mensalão e seus advogados. Apoiados na retaguarda, pelos Ministros do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandovisk, Carmen Lúcia, Rosa webber, Dias Toffolli, Roberto Barroso e Teori Zavascki", todos representantes do PT.

Os outros personagens que compõem o elenco são os Guardiões, que têm opinião própria e não representam nenhum Partido, são independentes.

Esta é a Origem dos Guardiões - A LUZ da Democracia que ainda está ACESA, que o BREU, com as suas SOMBRAS querem a todos custo apagar, para tomarem o PODER. Representam a RESISTÊNCIA contra o mal, A Dignidade Humana e o Respeito ao Direito de Defesa.

São eles os Ministros Celso de Mello, Gilmar Mendes, Marco Aurélio, Joaquim Barbosa e Luiz Fux, defensores incontestes de suas opíniões e decisões, transmitindo confiança ao povo inocente útil, nesta luta contra o mal.

Perderam com dignidade a luta do bem contra o mal,( PT 6 X 5 STF + POVO) no segundo tempo da contenda, defendo com todas as suas forças e dignidade, coragem e honra o povo inocente útil.

A ACEITAÇÃO DO MINISTRO CELSO DE MELLO PELO RECURSOS INFRINGENTES SE NÃO FOI PROPOSITAL SERVIU PARA DESMASCARAR ESTE GOVERNO DO PT E SEUS COLIGADOS E OS MINISTROS QUE TAMBÉM ESTÃO NO MESMO BARCO.

QUALQUER ILAÇÃO COM OS PERSONAGENS DO FILME É MERA COINCIDÊNCIA.


MAS O PÓVO INOCENTE ÚTIL ÚNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO E NO DIA DAS ELEIÇÕES DARÁ A RESPOSTA A ESTES POLÍTICOS CORRUPTOS E SEUS ALIADOS QUE HOJE DENIGREM A IMAGEM DO BRASIL JUNTO AO MUNDO GLOBALIZADO, PELA SEDE DE PODER DE SEUS GOVERNANTES PT E SEUS COLIGADOS.

Unknown disse...

CARO JORNALISTA SERRÃO

EM CONTINUAÇÃO AO COMENTÁRIO ANTERIOR, GOSTARIA DE ACRECENTAR O PROCEDIMENTO QUE OS ELEITORES PODERÃO TER NO DIA DAS ELEIÇÕES, TOMANDO O PODER DO PT E SEUS COLIGADOS E DEVOLVÊ-LO DEFINITIVAMENTO AO POVO INOCENTE ÚTIL, COMO CONSTA NA CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA DE 1988 EM SEU PARAGRAFO ÚNICO

- TODO O PODE EMANA DO POVO.

VEJAM COMO PODEMOS PROCEDER:

VAMOS PAGAR PRA VER, SE O NÚMERO DE FILIADOS E MILITANTES, CONSEGUEM ELEGÊ-LOS. SÓ ASSIM SABEREMOS QUANTOS ESTÃO DE ACORDO COM O ROUBO DO DINHEIRO PÚBLICO BRASILEIRO E SE LOCUPLETANDO COMO ELES.

SE ISSO OCORRER, TODOS NO DIA SEGUINTE ESTARÃO NO OLHO DA RUA E NÃO PODERÃO SER CANDIDATOS EM UMA PRÓXIMA ELEIÇÃO. O PODER EMANA DO POVO E SE O POVO QUISER DESMASCARAR OS POLÍTICOS CORRUPTOS QUE INFESTAM ESTA NAÇÃO, A HORA É ESSA, VAMOS PAGAR PRA VER.

AÍ SIM, NÓS MUDAREMOS A PROPAGANDA GOVERNAMENTAL PARA UM PAÍS RICO É UM PAÍS SEM CORRUPTO.
E ESCLARECEREMOS DE UMA VEZ POR TODAS A VERDADE ATUAL DO FUNCIONAMENTO DA POLÍTICA BRASILEIRA.OS FEUDOS, OS CURRAIS ELEITORAIS E OS CARGOS VITALÍCIOS DOS POLÍTICOS E SUAS FAMÍLIAS.HOJE, NÃO EXITE PARTIDO POLÍTICO DE OPOSIÇÃO NO BRASIL, ELES ESTÃO TODOS AJUSTADOS, CONTRA O POVO INOCENTE ÚTIL.

CONCLAMAMOS A TODOS AQUELES QUE ESTÃO DESCONTENTES COM ESTE REGIME IMPOSTO PELOS DIRIGENTES DOS PARTIDOS POLÍTICOS PT E SEUS COLIGADOS A DITADURA DO PROLETARIADO, QUE PROCEDAM COMO ACIMA DESCRITO.
VAMOS PAGAR PRA VER.

NÃO VOTE!!!

Esta é uma comunicação oficial do Instituto Endireita Brasil. Reenvie imediatamente esta mensagem para toda a sua lista. O Brasil agradece.

Sérgio Alves de Oliveira disse...

Caro J.Serrão: Para mim não foi nenhuma surpresa o "aliviamento"das penas do "mensalão". Tenho denunciado isso há mais de um ano em todos os espaços que surgem,inclusive aí no "Alerta". Os "ministros" (até o nome é igual aos do Poder Executivo)dos tribunais superiores são "cargos de confiança"dos governos. Se reclamarem,até ganham CC ou FG. Com o direito à reeleição,em 8 anos ,monta-se um tribunal afinadinho com a vontade dos governos nomeantes. E "eles"ainda têm a cara-de-pau de chamar o contragolpe de 64 de "ditadura". Ditadura é o que se vê hoje,claro que disfarçada.

Anônimo disse...

Serrão, seu texto está perfeito, tão esclarecedor e por isto, meu comentário é só um apelo:


SOCORRO, FORÇAS ARMADAS! NÃO DEIXEM NOSSO PAÍS CHEGAR NO PONTO QUE CHEGOU A VENEZUELA, POR FAVOR!

Serrão, Os petralhas não enquadram neste crime?

Constituição de milícia privada.

Art. 288-A. Constituir, organizar, integrar, manter ou custear organização paramilitar, milícia particular, grupo ou esquadrão com a finalidade de praticar qualquer dos crimes previstos neste Código: (Incluído dada pela Lei nº 12.720, de 2012)

Eles são do CRIME ORGANIZADO, mas segundo a outra quadrilha (STF), aquela quadrilha que está presa, não é quadrilha.

Anônimo disse...

CLEONICE I FERREIRA DISSE: EXCELENTE ARTIGO! SR. JORGE SERRÃO TUDO QUE O POVO QUER É AS FFAA COLOCANDO O BRASIL NA LEI, NA BOA ORDEM E NO PROGRESSO. INTERVENÇÃO URGENTE! O POVO NÃO AGUENTA MAIS TANTO CAOS ,ANOMIA, DESORDEM DE TODOS OS TIPOS. FFAA SALVA O BRASIL, ANTES QUE UMA GUERRA CIVIL O DESTROI. QUE DEUS O ABENÇOE NA VOSSA JORNADA SR. JORNALISTA JORGE SERRÃO.

Coronel Humberto Pinto disse...

Ilustre Jornalista
Jorge Serrão

Para nós, baloeiros, esse desarranjo político social começou no governo Fernando Henrique Cardoso, com o Art. 42 da Lei 9605/98.
As tradições do povo são imortais.



Em sequência, BALÃO LIVRE reafirma a candidatura do Dep. Jair Bolsonaro para disputar as eleições de 2014, para o cargo de Presidente da República Federativa do Brasil. Esse pleito é legítimo pois parte de um grupo de brasileiros eleitores que discordam dos rumos ditados pelos atuais detentores do Poder Político, que insistem em ajustar o Brasil às regras do socialismo/comunismo.

BALÃO LIVRE: http://balaolivre.blogspot.com.br/2014/02/eleicoes-2014.html

Unknown disse...

Institucionalizar o terrorismo - como andam fazendo - só prejudica o que conquistamos até hoje em termos de estabilidade institucional. Sugiram as urnas para mudarem algo, refutem alternativas golpistas e terão meu respeito!!

BRAGA disse...

Serrão.
Como já afirmei somente 0,001% do povo pensa e age como nós. Questiona, esperneia, corre atrás. O resto, é a massa ignara e escrota, que não está nem aí para porra nenhuma, exceto, a não ser ver os feriadões, carnaval, futebol e putaria. 2014 é um ano "maravilhoso", pois tem carnaval em março, semana santa, Tiradentes e dia do trabalho, tudo "coladinho" em abril, maio, dia das mães e, preparação da copa do mundo; tudo "parado", para alegria do povão. Depois "eleição", Natal e, para tristeza dos que trabalham e pagam impostos, R$ 30 bilhões de "preju".
Vamos meditar sobre o texto abaixo:
"Assim, o poeta Castro Alves inicia seu poema Vozes da África. É o lamento do Continente Africano, vendo seus filhos serem levados como animais ao mercado de escravos.

Deus! Ó Deus! Onde estás que não respondes!

Em que mundo, em qu´estrela tu t'escondes

Embuçado nos céus?

Há dois mil anos Te mandei meu grito,

Que embalde, desde então, corre o infinito...

Onde estás, senhor Deus?

À semelhança dos versos do poeta, muitas vozes se ergueram quando aconteceu o 11 de setembro de 2001, para indagar onde estava Deus naquele momento.

Por que permitiu que mais de duas mil vidas fossem destroçadas naquela manhã?

Por quê?

Poder-se-ia perguntar ainda onde estava Deus quando fomentamos a Primeira e a Segunda Guerra Mundial.

Quando eliminamos seis milhões de judeus, em nome de uma inexistente superioridade ariana.

E quando empreendemos as Cruzadas, levando a morte àqueles que qualificávamos como infiéis?

E durante a Inquisição de tanta barbárie?

E todos os dias, onde está Deus?

Onde está Deus quando enganamos nosso irmão? Quando mentimos para conseguir favores que desejamos?

Quando desonramos o lar, com o adultério? Quando eliminamos a vida no ventre materno, porque não desejamos o ser em gestação?

Onde está Deus quando deixamos nossos filhos à matroca, sem orientação, porque preferimos a acomodação?

Onde está Deus quando, utilizando o poder que o mundo nos confere, ferimos pessoas, destruímos a honra de outras vidas?

Onde está Deus quando levantamos as bandeiras da pena de morte ao nosso irmão? Ou da eutanásia?

Para todas as perguntas, a resposta é a mesma: Deus está dentro de nós, dentro de cada criatura.

Soberanamente sábio, criou-nos a todos iguais, partindo de um mesmo ponto de simplicidade e ignorância.

Criou os mundos para que neles trabalhássemos, utilizássemos nossas forças e crescêssemos em intelecto e moral.

A ninguém concedeu privilégios. A todos concedeu o livre-arbítrio, com a consequente Lei de Causa e Efeito.

Estabeleceu que a cada um será dado conforme as suas obras e que todos deverão chegar ao mesmo destino, não importa quanto demore: a perfeição.

Ele nos permite a livre semeadura, mas estabelece que a colheita seja obrigatória.

Por isso, uns semeiam ventos e colhem tempestades. Outros lançam ao solo as sementes da bondade, do bem e alcançam felicidade.

Uns estão semeando hoje. Outros tantos estão realizando a colheita das bênçãos ou das desgraças que se permitiram semear.

Conhecedor das fragilidades de Seus filhos, aguarda que cada um desperte, a seu tempo, cansado das dores que para si mesmo conseguiu.

Portanto, não indague onde está Deus, quando você contemple a injustiça. Trabalhe pela justiça.

Não pergunte onde está Deus, quando observe a violência. Semeie a paz.

Não questione onde está Deus quando a miséria campeia. Utilize seus recursos para semear riquezas.

Enfim, onde quer que você esteja, lembre que Deus está em você e com você. E espera que você seja o Seu mensageiro de bênçãos, onde se encontre.

Pense nisso. Pense agora e comece a demonstrar ao mundo o Deus que existe em sua intimidade.

Redação do Momento Espírita.
Disponível no CD Momento Espírita, v. 13 e
no livro Momento Espírita v.6, ed. Fep.
Em 09.07.2009."

Anônimo disse...

Caro Serrão,

Se fóssemos tentar encontrar alguma lógica nos argumentos desta maioria contra formação de quadrilha, porque tratava-se de membros da cúpula de partidos políticos, então não seria o caso do MPF solicitar cassação do registro eleitoral desses partidos envolvidos, no STE??

O Libertário disse...

As palavras do Ministro Joaquim Barbosa me fizeram corar de vergonha por aqueles que desmoralizaram o tribunal.

Baluarte disse...

Estamos todos atônitos, seja pela conclusão do julgamento - de certa forma já esperada, seja pela lógica reinante de escolhas e nomeações dos magistrados de cortes superiores pelo poder executivo federal, e de modo especial os da suprema corte. Tivéssemos um regime político monárquico ou um sistema de governo parlamentarista, até que se poderia admitir tais nomeações pelo chefe de estado, mas não pelo chefe de governo. Assim, nossa atual estrutura constitucional, à respeito, provavelmente herança esfarrapada da nossa extinta monarquia, não atende aos nossos anseios de absoluta segurança jurídica. Quanto ao ato sob censura da maioria dos ministros do STF, no referido julgamento, espero que o POVO e a HISTÓRIA o julgue adequada e convenientemente.

Anônimo disse...

O pior que pode acontecer ao Brasil e está tudo encaminhado para isso, è o lula ser de novo candidato já que a dilma não reune as condições para isso segundo o PT.

ducamillo disse...

Está correto o Sr. Braga ao mencionar que apenas 000,1% da população está preocupada com o que ocorreu no STF. Comentário de um Petista após ouvir o discurso d Sr. Joaquim Barbosa:

" Nois é Nois o resto é bosta"

Lamentável. E a julgar pelos vários comentários que tenho lido neste blog, tem muitas pessoas, até bem esclarecidas, que acreditam que a saída deste caos que vivemos é pelo voto. Mais lamentável ainda.
Robertho Camillo.

Anônimo disse...

Esperemos que Joaquim Barbosa se candidate ao cargo de Presidente da República, por ser a última e única oportunidade para mudar este País!

O Libertário disse...

Nunca pensei que ia ver um espetáculo tão grotesco encenado pelo mais alto tribunal do meu país como esse do “rejulgamento” do crime de formação de quadrilha pelos mensaleiros. Alguns anões morais infiltrados entre homens sérios, escalados para desmoralizar a corte, mostraram, afinal, a verdadeira cara do Brasil: um país atrasado, de gente venal e fútil, sem compromisso com a qualidade dos seus feitos. Um país habitado por gente cuja maioria despreza a moral, o respeito ao próximo, o compromisso com a coisa certa. Gente que comete infrações uma atrás da outra com a maior cara de pau e demonstrando convencimento de estar fazendo a coisa certa. E ai de quem tentar mostrar-lhe o erro! Reage com a indignação dos hipócritas “ofendidos” e ainda se faz de vítima. Foi o que se viu no tribunal. Senti a vergonha acumulada que todos os brasileiros deveriam sentir ao ouvir o discurso final do Ministro Joaquim Barbosa. Um homem altivo e cônscio dos seus deveres, entristecido, humilhado, achincalhado e “desmoralizado” pela irresponsabilidade praticada por pessoas pequenas, insignificantes e vis. O Presidente da Suprema Corte, na pessoa do Dr. Joaquim Barbosa, não merecia o que fizeram com ele. A maioria dos brasileiros, sim, merece.